Bernie Sanders pede que EUA se posicionem contra impeachment de Dilma

O senador americano Bernie Sanders publicou, nesta segunda-feira (8), um comunicado onde pede que os EUA se posicionem contra o impeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff.

Do Brasil Post

“Estou profundamente preocupado com o esforço atual para remover a presidente democraticamente eleita no Brasil, Dilma Rousseff. Para muitos brasileiros e observadores, o controverso processo de impeachment mais parece um golpe de estado.”

Em seu texto, Sanders – que perdeu para Hillary Clinton a candidatura do partido Democrata à presidência – também critica alguns movimentos feitos pelo presidente interino, Michel Temer como a extinção do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos.

O democrata também critica a “substituição de uma administração diversa e representativa por um gabinete composto totalmente por homens brancos”.

“A administração nova, que não foi eleita, rapidamente anunciou planos para impor a austeridade, aumentar a privatização e impor uma agenda social de extrema direita”, prossegue o senador pelo estado de Vermont.

Desde o afastamento de Dilma, em maio, o presidente dos EUA, Barack Obama e seu vice, Joe Biden, vem adotando uma posição cautelosa sobre a situação política no Brasil.

No dia em que o Senado discutia o impeachment, o secretário de Imprensa da Casa Branca, Josh Earnest, afirmou que, embora estejam passando por “um momento difícil”, as instituições brasileiras “maduras, duráveis e democráticas” continuarão recebendo a confiança dos Estados Unidos. E o discurso foi mantido.

Em seu manifesto, Sanders ainda pede que os EUA quebrem o silêncio e solicitem que o Brasil faça novas eleições.

“O esforço para afastar a presidente Rousseff não é um julgamento legal, mas político. Os Estados Unidos não podem ficar sentados em silêncio enquanto as instituições democráticas de um dos nossos mais importantes aliados estão indeterminadas. Nós devemos nos levantar pelas famílias trabalhadoras do Brasil e pedir que essa disputa seja resolvida com eleições democráticas.”

+ sobre o tema

Era do rádio particular – por Cidinha da Silva

  Minha era do rádio durou da infância aos primeiros...

Dilma anuncia que conferência Rio+20 será adiada para 20 de junho

Evento sobre meio ambiente seria realizado no Rio de...

O melhor de todos, Michael Jordan, entra para o Hall da Fama

Fonte: Estado de São Paulo - Michael Jordan, considerado por...

Combater desastres demanda análise de projeções climáticas

Em 1993, o número de desastres geológicos, hidrológicos, meteorológicos,...

para lembrar

Precariedade institucional e historicidade do racismo – Por Túlio Muni

Toda a movimentação popular em reação à boataria...

Lula sanciona reajuste de 7,7% para aposentados, diz Mantega

Por: Nathalia Passarinho   Para compensar, equipe econômica fará...

Michelle Obama: “Os homens de minha vida não falam assim sobre as mulheres”

Há emoção nos comícios de Michelle Obama a favor...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...

Equidade só na rampa

Quando o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, perguntou "quem indica o procurador-geral da República? (...) O povo, através do seu...
-+=