Cantor Emílio Santiago morre no Rio

Cantor estava internado na CTI do Hospital Samaritano. 
Sambista havia sofrido um acidente vascular cerebral. 

O cantor Emílio Santiago, de 66 anos, morreu na manhã desta quarta-feira (20) no Hospital Samaritano, em Botafogo, na Zona Sul do Rio. De acordo com o hospital, o artista morreu em função de complicações decorrentes de um acidente vascular cerebral isquêmico (AVC) que sofreu em 7 de março.

Emílio Santiago morreu às 6h30, após permanecer 13 dias internado no Centro de Terapia Intensiva (CTI). O velório do cantor será realizado na Câmarara de Vereadores do Rio, no Centro, a partir das 12h desta quarta, e será aberto ao público. O enterro do artista acontecerá às 11h desta quinta-feira (21) no Memorial do Carmo, no Caju, na Região Portuária do Rio. Ele será enterrado ao lado do local onde sua mãe foi sepultada.

Vencedor de diversos festivais de música, Emílio iniciou a carreira na década de 70 e gravou grandes sucessos como “Saygon”, “Lembra de mim” e “Verdade chinesa”. O último disco do cantor foi “Só danço samba (ao vivo)”, lançado em 2012, junto com um DVD.

Paixão pela música
Emílio Santiago nasceu em 1946 na cidade do Rio. Formou-se em Direito pela Faculdade Nacional de Direito, mas a paixão pela música fez com que ele iniciasse sua carreira participando de diversos festivais de música, sendo vencedor de muitos deles. “Transas de amor”, seu primeiro compacto, saiu em 1973. A estreia em um álbum cheio aconteceu dois anos mais tarde. Autointitulado, o trabalho trazia interpretações de canções de nomes como Ivan Lins, Gilberto Gil, Nelson Cavaquinho e Jorge Ben.

Conhecido pelo tom de voz ao mesmo tempo grave e suave, o cantor apresentou diferentes gêneros durante sua carreira, mas esteve especialmente voltado para a música romântica, a MPB e o samba. Em 1988, lançou “Aquarela brasileira”, o primeiro disco da série criada por Roberto Menescal e Heleno Oliveira. O álbum trouxe a releitura de 20 clássicos da música brasileira, como “Sampa” (Caetano Veloso), “Anos dourados” (Chico Buarque e Tom Jobim) e “Eu sei que vou te amar” (Tom Jobim e Vinicius de Moraes).

A série “Aquarela brasileira”, responsável por aumentar consideravelmente sua popularidade no país, teve mais seis volumes, o último deles lançado em 1995. Um de seus mais importantes trabalhos, “Feito para ouvir”, de 1977, foi reeditado pela Dubas Musica em 2009. Outro relançamento em sua carreira aconteceu em 1989 com “Brasileiríssimas”, seu segundo disco, originalmente de 1976. Entre seus maiores sucessos estão “Saigon”, “Verdade chinesa”, “Lembra de mim”, “Vai e vem”, “Tudo que se quer” e “Flor de lis”.

Seu último disco saiu em 2012, uma versão ao vivo de “Só danço samba”, de 2010 – que,  por sua vez, foi o primeiro trabalho do selo Santiago Music. O álbum é uma homenagem ao  “rei dos bailes” Ed Lincoln, trazendo canções que fizeram sucesso nos clubes do Rio de Janeiro nos anos 60, além de músicas atuais de artistas como Mart’nália, Jorge Aragão e Dona Ivone Lara. Ao todo, sua discografia conta com 30 álbuns e 4 DVDs.

 

 

Emílio Santiago critica MPB atual: “É tudo muito cool”

Fonte: G1

+ sobre o tema

Produtores sergipanos elaboram Mostra de Cinema Negro

“É preciso quebrar as barreiras impostas pelo modelo de...

Alessandra Santos de Oliveira

Alessandra Santos de Oliveira (2 de Dezembro de 1973),...

Lima Barreto, um Intelectual Negro na Avenida Central

Autora: CELI SILVA GOMES DE FREITAS Filiação Institucional: UERJ   }Suas crônicas...

Alfabetização: memórias de um escritor leitor…

Entrevista - Alfabetização: memórias de um escritor leitor... {xtypo_quote}As...

para lembrar

HQ Angola Janga – Uma História de Palmares vai ganhar uma minissérie nos EUA

Graphic novel de Marcelo D’Salete será adaptada pela produtora...

John Legend é o 1º negro a conquistar os prêmios Emmy, Grammy, Oscar e Tony

Astro completou o EGOT neste domingo (9) ao ganhar...

Cultura: como Batuku e Cordel destacam a participação de mulheres e jovens

Cada país possui suas próprias expressões culturais. O cordel...

Anelis Assumpção: Meu feminismo está em mutação assim como o feminismo no mundo

A cantora e compositora Anelis Assumpção, que fala sobre...
spot_imgspot_img

Beyoncé revela ter psoríase e fala sobre sua relação com o cabelo ao lançar linha de cosméticos

Beyoncé revelou em uma entrevista ter psoríase no couro cabeludo. Ela falou sobre o assunto em uma entrevista à revista "Essence", publicada no site no...

Por que Bob Marley é um ícone dos direitos humanos

Ao se apresentar em junho de 1980 na cidade alemã de Colônia, Bob Marley já estava abatido pela doença. Ainda assim, seu carisma fascinou...

Saiba quem é o neto de Bob Marley que emplacou sucesso na Billboard; ouça a canção

YG Marley, nome artístico de Joshua Marley, neto do icônico cantor de reggae Bob Marley, estreou no Billboard Hot 100 com o single “Praise Jah...
-+=