#Geledés30anos: Educação –  atuações por ações afirmativas e pela educação como um direito humano – Video

Artigo produzido por Redação de Geledés

Educação –  atuações por ações afirmativas e pela educação como um direito humano.

A partir de reflexão sobre o projeto Geração XXI, uma iniciativa de atuações por ações afirmativas e pela educação como um direito humano na educação , abordará os desafios para a implementação de ações anti-racista e anti-sexistas, de valorização da presença negra, de sua história e cultura, além dos desafios atuais para a permanência de políticas públicas de redução das desigualdades e de enfrentamento das discriminações e preconceitos.

Palestrantes:

Cidinha da Silva

Escritora. Doutoranda no Programa Multi-institucional e Multidisciplinar em Difusão do Conhecimento /UFBA.

Juarez Tadeu de Paula Xavier

Doutor em Comunicação e Cultura; assessor da Pró Reitoria de Extensão – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – UNESP.

Márcia Lima

Professora do Departamento de Sociologia – FFLCH/USP; Pesquisadora Senior do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento associada ao Centro de Estudos da Metrópole (CEPID-FAPESP).

Debatedoras: 

Débora Silva

Professora de matemática; educadora social de juventudes; integrante do Coletivo Sociocultural Macambira.

Edilza Sotero 

Doutora em Sociologia; professora da Faculdade de Educação/UFBA

Mediação: 

Suelaine Carneiro – Coordenadora Geledés Instituto da Mulher Negra

Intervenção Poetica:

Sarau das Pretas

+ sobre o tema

para lembrar

O extermínio do nosso futuro

Em 1974, durante a ditadura militar, na operação denominada Camanducaia, policiais militares espancaram e torturaram 93 crianças e adolescentes entre 11 e 17 anos...

Formação de agentes populares de saúde: uma ação eficaz contra a pandemia

Desde os primeiros casos registrados de coronavírus no país, já era possível prognosticar que a pandemia iria impactar 97% dos 13,6 milhões de moradores...

“Há uma lógica racista do Estado brasileiro com as comunidades quilombolas” diz Danilo Serejo

Uma terrível ameaça de despejo acontece contra 800 famílias de 30 comunidades quilombolas do município de Alcântara, no Maranhão, com a determinação do governo...
-+=