Na pandemia, salário de mulheres negras que trabalharam por conta própria foi menos da metade obtido por homens brancos

Durante a pandemia, o abismo das desigualdades de gênero e raça no país atingiram em cheio as minorias. Essa discrepância foi sentida na diferença de rendimento médio: o total recebido por mulheres negras no trabalho por conta própria, tanto antes da pandemia quanto durante, foi menor entre todas as categorias de trabalhadores. 

Por Amanda Gorziza, Vitória Pilar e Renata Buono, do PIauí Folha

Uma mulher negra que começou a trabalhar como autônoma depois de 2020 recebia metade do rendimento médio de um homem branco: R$ 994 para elas, em média, em comparação com R$ 1.924 para eles. Essa desigualdade já existia e era até um pouco maior antes da crise sanitária: há dois anos ou mais, homens brancos recebiam R$ 2.864, mulheres brancas, R$ 2.368, homens negros, R$ 1.671, e mulheres negras, R$ 1.242. 

Confira aqui o =igualdades completo.

+ sobre o tema

Feministas indicam desafios para avanço das políticas para as mulheres

Em reunião com a ministra da Secretaria de Políticas...

Graciliana Selestino Wakanã: ‘O que a gente quer é viver bem’

Graciliana Selestino Wakanã, do povo Xucuru Kariri, fala sobre...

Vozes femininas disputam espaço na Rio+20

"Se alguém acha que somos invisíveis, está na hora...

Agressor de mulher terá que pagar gastos do INSS

Medida começará por Espírito Santo e Brasília, mas deve...

para lembrar

Amor à Vida, afeto entre homens e os limites da masculinidade – por Jarid Arraes

Entre o beijo do casal gay e a reconciliação...

Quatro brasileiras estão no grupo Young Global Leaders

Quatro brasileiras integram hoje o seleto grupo do Young...

Médicos divergem sobre lei que permite cesárea sem indicação médica no SUS

O projeto de lei de Janaína Paschoal (PSL) dividiu...

UJS: Sessões do Cine Feminista serão realizadas na Vila das Artes

Com o objetivo de reforçar a importância da formação...
spot_imgspot_img

Mercado imobiliário dos EUA revela piora na desigualdade racial em uma década; entenda

Sharan White-Jenkins é uma mulher negra, proprietária de um imóvel no Queens, na cidade de Nova York. Seus avós também eram donos da própria casa,...

Fui demitida depois dos 40. E agora?

Dia desses, enquanto navegava pelos comentários de uma publicação no LinkedIn, deparei-me com o relato em que uma mulher mencionava ter ouvido de seu...

Desigualdade aumentou em 2023, diz relatório do Banco Mundial

Em torno de 700 milhões de pessoas sobrevivem com menos de US$ 2,15 (R$ 10,50) por dia. São os mais pobres entre os pobres...
-+=