Polícia mata menino de 12 anos que brincava com arma de brinquedo nos EUA

Um menino de 12 anos de idade foi morto pela polícia dos Estados Unidos na cidade de Cleveland depois de apontar uma pistola de brinquedo para diversas pessoas em um parque.

Do: BBC

Segundo as autoridades locais, uma dupla de policiais disparou duas vezes no abdômen do garoto quando ele desobedeceu uma ordem para levantar as mãos.

A polícia havia recebido uma chamada telefônica de emergência na qual o denunciante relatava que o menino estava apontando uma arma e assustando pessoas em um playground. Ele afirmou que a arma parecia ser falsa mas que não era possível ter certeza.

Dois policiais foram ao local para verificar. Um deles estava em seu primeiro ano de serviço na polícia e outro tinha mais de dez anos de experiência.

Pistola de mentirinha

Autoridades do condado de Cuyoahoga identificaram o menino com Tamir Rice.

O vice-chefe de polícia de Cleveland, Ed Tomba, disse que o menino foi baleado duas vezes depois de sacar a arma falsa. Ele morreu mais tarde no hospital.

Tomba afirmou que o garoto não fez ameaças verbais nem apontou as armas para os policiais.

141124104046_gun_624x351_xx_nocredit

A polícia afirmou que o menino tinha uma pistola de airsoft – um jogo na qual os competidores se enfrentam com réplicas de armas que disparam pequenas esferas de plástico. Contudo, um anel colorido que indica que a arma não é de verdade havia sido removido.

O autor da ligação para a polícia havia dito que o menino ficava brincando de sacar a pistola. “Eu não sei se é real ou não”, afirmou.

141124073946_crime_scene_cleveland_624x351_ap

Mas Jeff Follmer, presidente da associação de policiais de Cleveland, disse que os dois guardas não tinham conhecimento desses comentários quando foram enviados ao local.

Armas de fogo

O correspondente da BBC em Washington, David Willis, disse que foi aberto um inquérito e que os dois policiais estão afastados das ruas.

O controle da venda de réplicas de armas nos Estados Unidos já foi alvo de esforços parlamentares. A deputada Alicia Reece, democrata de Ohio, disse que proporá uma legislação para fazer com que todas as armas de brinquedo vendidas no Estado sejam pintadas com cores brilhantes para facilitar sua identificação.

Nos últimos anos, a força policial de Cleveland vem sendo alvo de investigações devido ao seu uso polêmico de armas de fogo – especialmente após uma perseguição a um automóvel que resultou em mais de 130 disparos de arma de fogo e duas mortes em 2012.

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos também está realizando análises sobre os métodos de perseguição e uso da força adotados pelas polícias do país.

+ sobre o tema

#MeuRacistaSecreto entrega no Twitter casos de racismo velado no Brasil

Hashtag que denuncia casos de racismo que ainda são...

Cacau Protássio, a Zezé de Avenida Brasil é vítima de racismo

Faz tempo que Avenida Brasil se tornou o paraíso...

Spike Lee critica falta de diversidade da Academia ao receber Oscar honorário

“É mais fácil ser presidente dos Estados Unidos como...

para lembrar

Luiza Bairros fala na ONU sobre o combate ao Racismo

Proferido nesta quinta-feira (15) na 17ª Sessão do...

PM acusado de agredir juíza em prisão no Rio é solto

A Justiça concedeu liberdade ao soldado da Polícia Militar Allan...

Danilo, ex-Palmeiras, é punido por caso de racismo

Zagueiro ofendeu o jogador Manoel, do Atlético-PR, no Brasileirão...
spot_imgspot_img

Educação para além dos muros da escola

Você pode fornecer escolas de qualidade para os mais pobres e, mesmo assim, talvez não veja a mudança na realidade do país que se...

Criança não é mãe

Não há como escrever isto de forma branda: nesta quarta-feira (12), a Câmara dos Deputados considerou urgente discutir se a lei deve obrigar crianças vítimas de estupro à...

O amor com o sol da manhã

Eu gosto do amor, eu gosto de amar. Inclusive, já escrevi muito sobre o amor nestas páginas, algumas vezes de forma explícita, outras vezes...
-+=