sexta-feira, novembro 26, 2021
InícioEducaçãoRetrocessos da agenda de gênero na educação serão discutidos em Seminário de...

Retrocessos da agenda de gênero na educação serão discutidos em Seminário de sociedade civil

Com o objetivo de discutir estratégias que contribuam para fortalecer o lugar da agenda de gênero – em suas intersecções com sexualidade e raça – nas políticas educacionais, o Seminário Nacional Gênero nas Políticas Educacionais ocorrerá nos dias 2 e 3 de maio em São Paulo.

Enviado para o Portal Geledés

O evento é uma realização da Ação Educativa, Geledés – Instituto da Mulher Negra, Ecos – Comunicação em Sexualidade e Cladem – Comitê Latino-americano e do Caribe dos Direitos da Mulher, com apoio da Secretaria de Políticas para as Mulheres e ONU Mulheres. Para as/os interessadas/os, as inscrições podem ser feitas aqui .

Seminário Nacional Gênero nas Políticas Educacionais: ameaças, desafios e ação política

Data: 2 e 3 de maio de 2016
Local: Ação Educativa (Rua General Jardim, 660, Vila Buarque, São Paulo/SP)
Promoção: Ação Educativa, Geledés – Instituto da Mulher Negra, Ecos – Comunicação em Sexualidade e Cladem – Comitê Latino-americano e do Caribe dos Direitos da Mulher.

Apoio: edital público da Secretaria de Políticas para as Mulheres e ONU Mulheres

Dia 2/5
18h30 – Direito à Educação e as intersecções entre Gênero, Raça e Sexualidade: ameaças e desafios do contexto político.
Lançamentos.

Dia 3/5

8h30 – Gênero e Políticas Educacionais: balanço da produção acadêmica da última década/ Mapeamento do lugar de gênero na gestão educacional/ Banco de experiências educativas sobre gênero, raça e sexualidade.
10h45 – Gênero, Raça e Sexualidade – atualizando o informe Gênero e Educação (2013) com base nas oficinas estratégicas apoiadas pelo edital público da SPM.
12h45 – Almoço
14h – Afinando a agenda de resistência e ação política – a construção das Diretrizes Nacionais de Educação, Gênero e Sexualidade pelo Conselho Nacional de Educação e outras estratégias.

17h30 – Encerramento

Participação de Cláudia Vianna (USP), Sandra Unbehaum (FCC), Janja Araújo (UFBA), Joluzia Batista (CFEMEA), Suelaine Carneiro (Geledés), Sylvia Cavasin (ECOS), Toni Reis (ABGLT), Rogério Junqueira (INEP), Patrícia Santana (UFMG), Jimena Furlani (UDESC), Beto de Jesus (ILGA), Analise da Silva (UFMG/Fórum EJA), Leonardo Peçanha (Instituto Brasileiro de Transmasculinidade), Luma Andrade (Unilab), Ingrid Leão (CLADEM), Denise Carreira (Ação Educativa), Juny Kraiczyc e Marcelo Morais (Projeto Transcidadania), Eliane Maio (UEM), Cris Cavaleiro (UENP), Lula Ramires, entre outr@s.

** Este artigo é de autoria de colaboradores ou articulistas do PORTAL GELEDÉS e não representa ideias ou opiniões do veículo. Portal Geledés oferece espaço para vozes diversas da esfera pública, garantindo assim a pluralidade do debate na sociedade.

RELATED ARTICLES