Tag: Africanos

    blank

    10 frases inspiradoras de jovens líderes africanos

    Em 2010, o presidente dos EUA Barack Obama inaugurou a Iniciativa dos Jovens Líderes Africanos (YALI, na sigla em inglês) para apoiar a geração emergente de representantes influentes do continente conforme trabalham para aumentar o crescimento econômico e a prosperidade, fortalecendo os laços entre as nações. A convenção deste ano serve como preâmbulo para o lançamento do congresso de Líderes EUA-África. Conheça a seguir as dez melhores frases ditas durante o YALI de 2014: “A África tem grande potencial e mais de 65% de nossa população é formada por jovens.” Andrew - África do Sul “Nós temos um desejo mais profundo, um anseio por um mundo melhor. E por causa disto, temos uma vontade verdadeira de fazer melhor.” Sombo - Zâmbia “Essa é uma das coisas estamos aprendendo aqui: a falar. E agora temos que ser escutados. Somos o futuro. Em resumo, é isto que eu sou. Eu sou o ...

    Leia mais
    blank

    Grandes Reis e Rainhas da África

    Reis e Rainhas da África As Rainhas Rainha Amina Amina de Zaria Escultura pública da guerreira Rainha Anima da Nígéria Rainha Makeda - O verdadeiro nome da Rainha da Etiopia, a esposa de Salomão Rei da Judéia Makeda - Rainha de Sabá Rainha Kahina Morreu em 705 AD. Lutou contra a incursão árabe no Norte da África Busto de Cleopatra VII disposta no Museu Britânico. A real face da Rainha Cleopatra, esta imagem de uma mulher jovem feito da mistura étnica Grego e Egipcio, é muito diferente da versão feita por Elizabeth Taylor no filme Cleopatra (1961). Supondo que ela não era completamente europeia já que sua familia tinha vivido no Egito a 300 anos atras. [caption id="attachment_14668" align="aligncenter" ...

    Leia mais
    Getty Images

    67 citações impressionantes por Nelson Mandela

    O Sr. Mandela deu 67 anos de sua vida lutando pelos direitos da humanidade. Selecionamos 67 citações, uma para cada ano de luta, para compreender Nelson Mandela (Madiba) através de suas palavras. 1-”Dedicamos este dia a todos os heróis e heroínas neste país e no resto do mundo que sacrificaram em muitos aspectos e entregaram suas vidas para que pudéssemos ser livres.  2-”Poucas coisas fazem a vida de um pai mais gratificante e doce como ver os filhos bem-sucedidos.” – Nelson Mandela 3-”Algumas coisas sempre parecem impossíveis até que sejam realizadas.” – Nelson Mandela 4- Sul-africanos não têm noção de tempo e isso também é por que não conseguimos resolver a pobreza e os problemas sociais … É agora 10 anos desde a queda do governo do Apartheid, e não podemos culpar o Apartheid depois de tanto tempo. – Nelson Mandela, 22 de agosto de 2003.  5-Ninguém sabe verdadeiramente o ...

    Leia mais
    Winnie Mandela (Foto: Getty Images)

    Winnie Mandela

    Nascida Nomzamo Winifred Zanyiwe Madikizela, ficou mundialmente conhecida como esposa de Nelson Mandela durante o período da prisão do líder sul-africano. Com a libertação deste, escândalos de seu envolvimento em crimes e de infidelidade causaram a separação do casal e uma consequente perda de prestígio. Seu nome original em xhosa era Nomzamo (aquela que tenta), havendo nascido na pequena aldeia de Mbongweni, em Bizana, na província de Cabo Oriental (à época o bantustão de Transkei);1 Quarta de oito filhos de Columbus, ministro de Florestas e Agricultura do governo do bantustão natal, e da professora Nomathamsanqa Mzaidume (de nome ocidental Gertrude), que morreu quando Winnie tinha oito anos.1 Fez os estudos elementares em Bizana e, dali, ingressou na Shawbury High School. Em 1953 mudou-se para Joanesburgo onde foi admitida na Jan Hofmeyr School of Social Work, onde formou-se dois anos depois, ocasião em que recusa uma bolsa nos EUA, optando por trabalhar num hospital para negros da capital.1 Durante seu trabalho realizou uma pesquisa de mortalidade ...

    Leia mais
    Foto: Bob Gomel/Time & Life Pictures/Getty Images

    Patrice Lumumba

    Faz agora meio século. Foi a 17 de Janeiro de 1961 que agentes do colonialismo belga e do imperialismo norte-americano, com a conivência de traidores congoleses, assassinaram de forma bárbara Patrice Lumumba, combatente da independência da sua terra e primeiro chefe do governo da República do Congo. Apesar de ter desaparecido há 50 anos, ainda muito jovem, a sua figura emerge hoje como a de um patriota íntegro e corajoso, de um lutador anticolonialista e anti-imperialista. Em África, na Ásia e na América Latina, diferentes gerações de revolucionários admiram-no, a par de Kwame Nkrumah, Amílcar Cabral, Agostinho Neto ou Samora Machel, como um herói da libertação africana cujo legado se mantém actual e inspira novas lutas pela emancipação social dos povos do continente e de todo Mundo. A biografia de Patrice Lumumba pode ser resumida em poucas linhas. Nasceu em 2 de Julho de 1925, filho de camponeses pobres, na ...

    Leia mais
    Margarida Paredes (Foto: DW/J. Carlos)

    ‘Este vai ser o século das mulheres na África’, diz Margarida Paredes

    “Hoje, um terço dos cargos de poder em Angola são ocupados por mulheres, e na Assembleia Constituinte o número chega a 50%”. Quem revela os novos dados da participação é Margarida Paredes. A escritora, autora de “O Tibete da África”, foi uma importante militante na independência de Angola. Morando em Portugal desde 1981, Margarida acompanha a reconstrução de Angola as novidades africanas com atenção. “A participação das mulheres na Guerra de Independência e na Guerra Civil permitiu quem elas tivessem um espaço maior na política angolana”, explica. Margarida participa nesta sexta-feira (30) da mesa “Escrita e liberdade: a literatura é capaz de transformar e redimir?” ao lado de Frei Betto, no Fórum das Letras em Ouro Preto, Minas Gerais. Bem Nascida em Portugal mas criada também em Angola Moçambique, ela foi militante do MPLA (Movimento Popular de Libertação de Angola), que ajudou a expulsar os colonos portugueses do país. “Hoje ...

    Leia mais
    (Foto: Imagem retirada do site Espectivas)

    Josephine Bakhita

    Josephine Bakhita, Instituto das Filhas da Caridade de Canossa Nascida em 1869, Olgossa, Darfur, Sudan Falecida em 8 de fevereiro de 1947, Itália Venerada na Igreja Católica Apostólica Beatificada 17 de maio de 1992 pelo Papa João Paulo II Canonizada 1o outubro 2000, Basílica de São Pedro, Roma, pelo Papa João Paulo II Festa 8 de fevereiro Padroeira Sudão Josephine Bakhita (1869 - 8 de fevereiro de 1947) foi uma freira católica de origem africana, que viveu e exerceu o ministério religioso na Itália durante 45 anos.  Em outubro de 2000 foi declarada santa pela Igreja Católica. Infância Bakhita nasceu em uma importante família de Olgossa, aldeia situada na região de Darfur, oeste do Sudão.  Seu pai era irmão de um chefe tribal.  Aos nove anos foi raptada por traficantes árabes de escravos e durante os próximos oito anos foi vendida e revendida cinco vezes nos mercados de El Obeid ...

    Leia mais
    (Foto: Imagem retirada do site Galileu)

    Cheikh Anta Diop

    Cheikh Anta Diop, nascido em 29 de dezembro de 1923 em Thieytou, falecido em 7 de fevereiro de 1986 em Dakar, foi um historiador e antropólogo senegalês. Em seus estudos, elae enfatizou a contribuição da África e, em particular, da África negra, à cultura e à civilização mundiais. Hoje suas teses são contestadas e pouco retomadas na comunidade científica ocidental. O Homem e sua Obra Cheikh Anta Diop nasceu em 29 de dezembro de 1923 em Thieytou, na região de Diourbel (Senegal). Sua família era de origem aristocrática wolof. Aos 23 anos foi para Paris, a fim de estudar física e química, mas interessou-se também pela história e pelas ciências sociais. Seguiu, em particular, os cursos de Gaston Bachelard e de Frédéric Joliot Curie. Adotou um ponto de vista especificamente africano diante da visão de certos autores da época, segundo a qual os africanos são povos sem passado. Em 1951, sob ...

    Leia mais
    (Foto: Bryan Steffy/ Getty Images)

    Graça Machel

    Biografia Graca Machel - Graça Simbene Machel (Incadine, Província de Gaza, 17 de Outubro de 1945) é uma política e ativista dos direitos humanos de Moçambique. Foi a primeira-dama de Moçambique, desde 1976, quando casou com o presidente Samora Machel. Em 1998, casou com Nelson Mandela, o primeiro presidente negro da África do Sul. Graça Machel formou-se como Bacharel em Filologia da Língua Alemã pela Universidade de Lisboa. Voltou a Moçambique como professora e lutou clandestinamente com a FRELIMO durante a Luta Armada de Libertação Nacional. Foi Ministra da Educação e da Cultura no primeiro governo moçambicano durante cerca de 14 anos. Após a morte de Samora Machel, em 1986, continuou a sua atividade política no partido FRELIMO e criou uma organização sem fins lucrativos a Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade. Em 1990 foi nomeada pelo Secretário Geral da Organização das Nações Unidas para o Estudo do Impacto dos Conflitos Armados na Infância. ...

    Leia mais
    (Foto: @Imago/ Keystone)

    Samora Machel

    Samora Moisés Machel (Madragoa, Gaza, 29 de Setembro de 1933 - Montes Libombos, 19 de Outubro de 1986) foi um militar moçambicano, líder revolucionário de inspiração socialista que se tornou o primeiro presidente de Moçambique após a sua independência, de 1975 a 1986. Carinhosamente conhecido como Pai da Nação, morreu quando o avião em que regressava ao Maputo se despenhou em território sul-africano. Em 1975-1976 foi-lhe atribuído o Prémio Lénine da Paz.   Juventude Filho de um agricultor relativamente abastado, Mandande Moisés Machel, da aldeia de Madragoa (atualmente Chilembene), Samora entrou na escola primária com nove anos, quando o governo colonial português entregou a educação indígena à Igreja Católica. Quando terminou a escola primária, o jovem de cerca de 18 anos quis continuar a estudar, mas os padres só lhe permitiam estudar teologia e Samora decidiu ir tentar a vida em Lourenço Marques, actual Maputo. Teve a sorte de encontrar ...

    Leia mais
    Agostinho Neto (Foto: Imagem retirada do site Lusofonia Poética)

    Agostinho Neto

    Agostinho Neto foi o primeiro presidente de Angola (1975-1979), após a independência desta de Portugal. Nasceu em Bengo em meio a uma família metodista - seu pai era pastor. Envolveu-se com grupos anticolonialistas quando estudava medicina em Portugal. Poeta nacionalista, seus escritos foram proibidos e esteve preso de 1955 a 1957 e outra vez, já em Angola, de 1960 a 1962. Conseguiu fugir para o Marrocos e posteriormente fundou o MPLA - Movimento Popular de Libertação de Angola, de tendência marxista. Conquistada a independência de Angola em 1975, o novo governo dirigido pelo MPLA, contando com o apoio de Cuba, entrou em choque com grupos de direita, apoiados pelos EUA e pelo governo racista sul-africano. - Fonte: Portal São Francisco -   (Foto: Imagem retirada do site DW) ANTÓNIO AGOSTINHO NETO nasceu a 17 de Setembro de 1922, na aldeia de Kaxicane, região de Icolo e Bengo, a cerca ...

    Leia mais
    Ricardo Stuckert/Agência Brasil

    Democracia racial: mito ou realidade?

    Sem a escravidão a estrutura econômica brasileira não teria existido. O escravo foi a espinha dorsal da nova economia. Fazia crescer a riqueza do país, mas pagava com seu suor e sangue a apropriação de tudo pela aristocracia branca.* Por Abdias do Nascimento • Versus 16 • novembro de 1977 Genocídio – emprego deliberado de medidas sistemáticas (tais como matar, infringir danos físicos ou mentais, condições de vida insustentáveis, controle da natalidade) visando a atingir a exterminação de uma raça, grupo político ou cultural, ou destruição da língua, religião ou cultura de um grupo. Webster Third New International Dictionary of English Language, Mass. 1976 O Brasil, como nação, se proclama a única democracia racial do mundo, e grande parte do mundo a vê e respeita como tal. Mas, um exame de seu desenvolvimento histórico revela a verdadeira natureza de sua estrutura social, cultural e política: é essencialmente racista e vitalmente ...

    Leia mais
    (Foto: Imagem retirada do site Revista Galileu)

    Léopold Sédar Senghor

    Senghor era de família aristocrática. O pai, serere, era um rico comerciante de nobre descendência; a mãe era peul (ou fulani) povo de pastores nômades. Sua infância, em Joal, a aldeia senegalesa onde nasceu, foi sem maiores problemas. O menino Léopold estudou na missão católica de Ngazobil e completou seus estudos secundários no Lycée Van Vollenhoven. Ganhou uma bolsa de estudos e foi para Paris, sendo o primeiro africano a obter o título de "agregé" numa universidade francesa. Os anos de estudo em Paris são fundamentais para o surgimento do movimento da Negritude, resultante do encontro do senegalês Léopold Sédar Senghor com o martinicano Aimé Césaire e com Léon Gontran Damas, da Guiana Francesa. Sua carreira na França, foi brilhante. Em 1936 foi professor em Tours, mais tarde em Paris. Durante a II Guerra, foi feito prisioneiro pelos nazistas. Na oportunidade, aprendeu alemão e escreveu poemas que depois foram publicados ...

    Leia mais
    (Foto: @ Getty Images/Express/ T. Fincher)

    Kwame Nkrumah

    Juventude e estudos Kwame Nkrumah nasceu em 1909 em Nkroful, Costa do Ouro, filho da Senhora Nyaniba. Formou-se pela prestigiosa Achimota School em Accra, em 1930, estudou em um seminário católico e lecionou numa escola católica em Axim. Em 1935 partiu de Gana para os Estados Unidos, bacharelando-se na Universidade Lincoln, Pennsylvania, em 1939, onde ingressou na Fraternidade Phi Beta Sigma, Inc. Naquela mesma universidade bacharelou-se em Teologia Sagrada, em 1942. Recebeu o título de mestre das ciências da educação na Universidade de Pennsylvania em 1942 e o título de mestre de artes em filosofia, no ano seguinte. Quando lecionava ciência política na Universidade Lincoln, foi eleito presidente da Organização de Estudantes Africanos dos Estados Unidos e do Canadá. Quando seguia o curso de graduação em Lincoln participou de pelo menos uma montagem teatral universitária e publicou uma matéria sobre a África em um jornal estudantil,The Lincolnian. Durante sua permanência ...

    Leia mais
    O líder sul-africano Nelson Mandela, junto a sua esposa Winnie, abandona a prisão depois de ser libertado após 27 anos na cadeia, em 1990. (Foto: REUTERS)

    A libertação de Mandela

    A libertação de Mandela tornou-se uma das principais bandeiras do movimento contra o apartheid. As tímidas mudanças promovidas pelo então presidente Pieter Botha, em 1986, foram seguidas de reformas mais profundas, articuladas a partir de 89 por seu sucessor, Frederik de Klerk. De Klerk revogou, uma a uma, as leis racistas do apartheid e iniciou entendimentos com o CNA. Em fevereiro de 1990, Mandela foi colocado em liberdade, após 28 anos de prisão. As reformas de Frederik de Klerk foram apoiadas em plebiscito realizado em 92. Foi a última consulta popular restrita à população branca. Dois anos depois, em abril de 94, foram realizadas as primeiras eleições multirraciais da história da África do Sul. Eleições vencidas por Nelson Mandela. Com o fim da Guerra Fria, a África perdeu sua importância relativa. Nos anos 90, o continente foi de novo entregue ao esquecimento. Os Estados africanos, artificialmente divididos, ainda são cenário ...

    Leia mais
    Getty Images

    Nelson Mandela

    Durante minha vida eu dediquei-me a este esforço para os povos africanos.  Eu lutei contra a dominação branca e lutei contra a dominação negra .   Eu imaginei a idéia de uma sociedade democrática e livre na qual todas as pessoas vivessem juntas em harmonia e em oportunidades iguais É um ideal que eu espero estar vivo para ver e conseguir. Mas, se for necessário, é um ideal para o qual eu estou preparado para morrer. (Foto: Media24/Gallo Images/Getty Images) Nelson Rolihlahla Mandela é um importante líder político da África do Sul, que lutou contra o sistema de apartheid no país. Nasceu em 18 de julho de 1918 na cidade de Qunu (África do Sul). Mandela, formado em direito, foi presidente da África do Sul entre os anos de 1994 e 1999. Luta contra o apartheid O apartheid, que significa "vida separada", era o regime de ...

    Leia mais
    Página 4 de 4 1 3 4

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist