quarta-feira, junho 3, 2020

    Tag: fascismo

    blank

    Um sistema em ruínas selado pela vitória de Trump e a saída possível

    Vitória de Trump sela o declínio da ordem mundial presidida pelos EUA. Como há um século, virão tempos áridos — e o fascismo é ameaça real. Para enfrentá-lo, é preciso nova esquerda Por Jerome Roos Do Outras Palavras Um terremoto político acaba de criar uma fenda no mundo. Não pode haver dúvidas de que a vitória de Donald Trump nas eleições presidenciais dos Estados Unidos marca um ponto de ruptura na política norte-americana e na ordem liberal internacional estabelecida ao fim da Segunda Guerra Mundial. Nada será igual depois disso. Mas é crucial recordar que este momento vem sendo construído há um longo tempo. Nos últimos anos, os pilares gêmeos do sistema mundial do pós-guerra – mercados capitalistas globais e instituições democráticas liberais – vêm declinando consistentemente, sob as tensões de uma crise estrutural de financialização e uma crise profunda de legitimação do establishment político neoliberal. O choque dessa eleição indica ...

    Leia mais
    Este é o italiano Fabrizio Trinchero, pouco antes de ser detido hoje no Aeroporto Tom Jobim

    Italiano é preso suspeito de hostilizar judeu no Aeroporto do Galeão, no Rio

    Este é o italiano Fabrizio Trinchero, pouco antes de ser detido hoje no Aeroporto Tom Jobim Estrangeiro pagou fiança e vai responder à Justiça por injúria racial. Advogado da vítima confirmou injúria e contou como ocorreu o crime. por Patricia Teixeira no G1 Um iltaliano foi preso em flagrante por suspeita de injúria racial nesta quarta-feira (19), no Aeroporto Antonio Carlos Jobim (Galeão), na Zona Norte do Rio. Segundo o advogado da vítima Ricardo Brajterman, Fabrizio Trinchero - o estrangeiro preso - ofendeu o judeu carioca Leo Rabinovich, de 20 anos. A detenção foi confimada por funcionários do aeroporto. O advogado conta que a voz de prisão foi dada pelo delegado Marcelo Nogueira, da Polícia Federal, que lavrou o auto de prisão em flagrante. Detido em flagrante, Trinchero foi levado para a delegacia da PF no aeroporto e foi autuado por injúria racial, crime pelo qual o italiano responderá à Justiça. ...

    Leia mais
    blank

    Gerson Carneiro, sobre coice em sem-teto dormindo: “Pensei estar vendo cena de filme sobre o nazismo em Berlim. Só que é São Paulo em 2016″; veja o vídeo

    Primeiro, assista a este vídeo. São apenas 7 segundos. Por Conceição Lemes Do Viomundo Estarrecedor, mesmo! Aconteceu na última sexta-feira, 7 de outubro de 2016, em plena luz do dia, no centro da cidade de São Paulo, mais precisamente numa rua perto da Praça da República. Casualmente, Maicon Campos estava próximo. Gravou e postou na sua página, junto com esta mensagem: Neste domingo, às 9h, Gerson Carneiro republicou na sua págima. Já tem mais de 62 mil compartilhamentos e 2,4 milhões de visualizações. Indignado, ele me mandou o vídeo, conversamos a respeito. “Pensei estar vendo cena de filme sobre o nazismo em alguma rua de Berlim, na década de 1940. Não. É São Paulo em 2016!”, compara. “Certamente a causa é ódio, fomentado por reacionários via imprensa partidária, nestes tristes tempos”, opina. “Esse sujeito não chuta apenas um morador de rua. Chuta também as políticas públicas capazes de melhorar a vida do morador de rua”, atenta. Imediatamente, recorre a Ariano Suassuna, ...

    Leia mais
    blank

    Degredados e racismo, por Fernando Molica

    Essa história de atribuir nossas mazelas ao fato de que havia degredados entre os primeiros colonizadores resvala pesado no racismo. Mais, evoca uma espécie de determinismo genético ("Pau que nasce torto cresce torto") que justifica ataques a determinados grupos e, no limite, colabora para fenômenos como tentativas de extermínio daqueles apontados como degenerados ou impuros. Por Fernando Molica Do GGN Falar em degredados é relatar apenas uma parte do preconceito tantas vezes cochichado. A justificativa para o nosso atraso tantas vezes apontada pelos arautos da simplificação e da eugenia costuma também citar a presença de negros e índios entre nossos antepassados. Quantas vezes não ouvimos que estávamos destinados ao fracasso por conta do cruzamento - a palavra usada é essa, que remete ao sexo entre animais - entre portugueses/degredados, negros e índios? Esse tipo de estupidez costuma ganhar corpo principalmente entre aqueles que, por razões genéticas e/ou culturais, não se consideram ...

    Leia mais
    Foto: Adriana Medeiros

    ‘Não vamos desistir porque fascistas estão vencendo agora’, diz Jurema Werneck

    Para ativista do movimento feminista e negro, a luta vai continuar; "não vamos voltar para o mesmo lugar de onde saímos; houve uma caminhada em que vislumbramos direitos" por Cida de Oliveira Do RBA São Paulo – O golpe cruel, cínico, absurdo e violento, em todas as suas cores e formatos, não tem a ver com Dilma, Lula, ou o PT. Tem a ver fundamentalmente com a gente, a maior parte da população brasileira que lutou para eleger um governo de esquerda. A avaliação é da ativista Jurema Werneck, da coordenação técnica da organização Criola, que defende e promove os direitos das mulheres negras. O recado dos setores conservadores que sustentaram o processo de afastamento de Dilma Rousseff, segundo ela, é claro. "Esse conjunto de homens brancos que usam Janaína Paschoal para confrontar Dilma de maneira ridícula, só para dizer que não é machista, nunca deixou a Casa Grande. Eles ...

    Leia mais
    blank

    O Brexit, o fascismo e o medo

    Depois de intestina disputa que rachou a sociedade inglesa, cujo ápice foi o emblemático assassinato da deputada trabalhista Jo Cox por um fanático fascista que, ao atacá-la a tiros, gritou “a Grã Bretanha primeiro!”, slogan inspirado, assim como o de “o Brasil acima de tudo!”, no “Deutschland Uber Alles!”, do hino nazista, o Reino Unido - cada vez mais desunido - votou, finalmente, por sua saída da União Europeia. Por Mauro Santayana, do Jornal do Brasil O resultado provocou terremotos internos e externos. As bolsas caíram em todo o mundo. O primeiro-ministro David Cameron já marcou data para se afastar do cargo. E pode levar à desagregação do país, já que a Irlanda do Norte e a Escócia anunciaram que pretendem convocar plebiscitos próprios para decidir, a primeira,  se continua na União Européia, e a segunda, se vai unir-se à República da Irlanda. Além disso, a libra já caiu mais de ...

    Leia mais
    blank

    Europa: os medos convocam os monstros

    Num continente acossado por desemprego e pressão sobre direitos sociais, ultra-direita apela para o discurso da “pureza racial” e do ódio ao Outro. Eleições austríacas sinalizam a ameaça  Por Ignácio Ramonet  / Tradução de Inês Castilho e Gabriela Leite Do Revista Fórum O susto foi grande. E embora ao final Norbert Hofer, o candidato da extrema direita, não tenha sido eleito presidente da República Áustria em 22 de maio (por um triz… ), cabe perguntar que medos sentem os austríacos para que 49,7% deles tenham optado por votar num neofascista. “Na história das sociedades – explica o historiador francês Jean Delumeau –, os medos vão mudando, mas o medo permanece”. Até o século XX, as grandes desgraças dos seres humanos eram causadas principalmente pela natureza, a fome, o frio, os terremotos, as inundações, os incêndios, a escassez de alimentos, e por pandemias epidêmicas como a peste, a cólera, a tuberculose, ...

    Leia mais
    blank

    Em Foz, fascistas culpam Dilma pela presença de haitiano e passam a espancá-lo

      Getho Mondesir foi vítima de racismo e sofreu espancamento na manhã deste sábado, no centro de Foz do Iguaçu. Às 5h25 da manhã, Getho caminhava até o ponto de moto taxi. Seu plano era chegar à rodoviária para tomar o ônibus da 6h da manhã, com destino a Cascavel, onde passaria o final de semana com seu filho de oito meses. O grupo de agressores estava sentado numa mesa de bar, na Avenida Brasil, no centro da cidade. — Macaco, você só está aqui por causa da Dilma, mas agora você vai ter que voltar — foram as palavras dos agressores. Getho não reagiu e apesar do pouco domínio da língua portuguesa, tentou iniciar um diálogo com o grupo. A reação deles foi chama-lo de macaco repetidas vezes e partir para a série de golpes com garrafas de cerveja. Ainda no chão, Getho continuou sofrendo agressões. Ao escapar, correu ...

    Leia mais
    Vera Godoy / Cartola - Agência de Conteúdo

    Luana Tolentino: Contra o fascismo da “Escola sem partido”, nasce a “Frente dxs Plurais”

    Na noite de ontem, 11 de maio de 2016, participei da primeira reunião da “Frente dxs Plurais”, iniciativa organizada pela professora da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte, Patrícia Santana. Por Luana Tolentino, especial para o Viomundo A Frente nasceu com o objetivo de impedir a aprovação do Projeto de Lei 1911/16, capitaneado pelo vereador Sergio Fernando, do PV. Caso seja aprovada na Câmara, será implementada nas instituições públicas de ensino da capital mineira a “Escola sem Partido”, aberração política de cunho fascista. No texto do PL, lê-se: Art. 2. – É vedado ao professor, no exercício de suas funções, a prática de doutrinação política ou ideológica bem como a veiculação de conteúdos ou a realização de atividades de cunho religioso ou moral que possam estar em conflito com as convicções dos pais ou responsáveis pelos estudantes. Enquanto a democracia era dilapidada no Senado Federal, no Sindicato de Professores de BH, nós ...

    Leia mais
    Maurício Pestana

    Mais que mil palavras

    Em um mundo no qual lutamos diariamente para combater a discriminação racial e nos cansamos por ter que debater, discutir e argumentar contra pessoas que parecem não ouvir, alimentadas por um discurso cego e de ódio, uma imagem, muitas vezes, fala por si, e por nós. Por Mauricio Pestana , do Vermelho  Na semana passada, uma foto percorreu o mundo quando uma mulher, de punho em riste, se posicionou em frente a uma passeata de militantes neonazistas na Suécia. Aquela figura feminina e negra, sozinha em meio a centenas de homens brancos, diz muito sem precisar falar nada. Diz muito sobre o crescimento da xenofobia em países europeus, sobre o emponderamento feminino que vem fortalecendo a figura da mulher em meio a um universo machista e conservador, sobre a violência que assombra jovens negros todos os dias e sobre a necessidade de se impor e lutar, seja com palavras, com denúncias ...

    Leia mais
    blank

    Artista espanhol faz homenagem LINDA a ativista que enfrentou nazistas na Suécia

    Uma imagem que rodou o mundo e que se tornou símbolo da luta contra o racismo e a xenofobia foi inspiração para um artista espanhol prestar uma belíssima homenagem. Do Brasil Post A foto da ativista sueca Tess Asplund enfrentando 300 neonazistas, durante uma manifestação em Borlange, no centro da Suécia, foi o pontapé inicial para que o ilustrador espanhol Luiso García, que costuma fazer arte a partir de cenas do cotidiano, criasse uma ilustração cheia de cor. "Estava tão furiosa que nem pensei, simplesmente sai para a rua. Eles não vão marchar por aqui nem de brincadeira, nenhum nazista vai marchar por aqui, isso não está certo", contou ela sobre o dia em que foi clicada a veículos de comunicação estrangeiros. O artista descreve a ativista - que enfrentou os homens simpatizantes da ideologia nazista com o punho em riste e a cabeça erguida - como valente e aplaude seu ...

    Leia mais
    blank

    A comédia alemã e a violência nas favelas

    As favelas cariocas vêm passando por uma nova transformação. Não se tem mais  tanta certeza da "paz" alardeada já há alguns anos. Paz essa que, com todas as ressalvas possíveis, só era dita existente pela ausência dos tiroteios e mortes sistemáticas. Por Mônica Francisco, do Jornal do Brasil  Estamos assistindo a um crescente número de conflitos e mortes, que nos fazem refletir sobre todas as advertências feitas ao longo destes oito anos. Muito se falou. Inclusive o próprio longevo secretário de Segurança do estado do Rio de Janeiro em várias ocasiões foi enfático em dizer que a segurança pública não se resume ao aparato policial. Não podemos depositar todas as fichas em um estado policial, isso não dá certo. E no caso do Rio de Janeiro, os números da violência anunciam o tamanho dessa tragédia cotidiana que vitimiza, segundo o Mapa da Violência 2016, elaborado pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica ...

    Leia mais
    blank

    O Fascismo do Século XXI e o papel da Classe Média

    Há sinais claros de que uma parcela influente da sociedade brasileira está se aproximando cada vez mais dos valores totalitários específicos do fascismo. Do Opera mundi Quem algum dia teve estômago para assistir ao maravilhoso e grotesco “Salo, 120 dias de Sodoma”, de Pasolini, encontrou lá a definição mais aguda sobre o fascismo e suas peculiaridades ante outras formas de totalitarismo. No filme, Pasolini escancara ao público uma personagem absurdamente banal e monstruosa de Mussolini, que se enclausura com sua alta cúpula de governo em uma mansão de campo, levando com ele dezenas de jovens, homens e mulheres, com as quais praticaria os mais abomináveis atos possíveis e imagináveis pela mente humana. O que é que Salo tem que ajudaria a compreender a sociedade brasileira nos dias de hoje? Muito. Há sinais claros de que uma parcela influente da sociedade brasileira está se aproximando cada vez mais dos valores totalitários ...

    Leia mais
    blank

    O tiro na militante do MTST é um sinal do que vem por aí no Brasil? Por Sacramento

    O atentado contra a militante do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) Edilma Aparecida Vieira dos Santos é o prelúdio de uma tragédia que se desenha há tempos. Por Marcos Sacramento Do DCM No início da polarização política, antes mesmo das eleições presidenciais de 2014, as ofensas promovidas pela direita se restringiam ao ambiente virtual, com muitas delas disfarçadas de piadas de mal gosto. Sequer falava-se em fascismo. O clima aumentou e impropérios antes exclusivos das timelines do Facebook ou de grupos do Whatsapp passaram a ser proferidos por revoltados que não se acanhavam diante das câmeras. Surgiram figuras como uma certa Deborah Albuquerque Chlaem, que após a confirmação da reeleição da presidente Dilma gravou um vídeo histérico no qual chama os eleitores da petista de “merdas”, “miseráveis”, “imbecis” e “burros”. Em seguida teve policial federal usando a imagem da presidente em um alvo para prática de tiro e bonecos de Dilma ...

    Leia mais
    blank

    O racismo e a xenofobia não incomodam a Prefeitura de Joinville

    O Haiti não é aqui! Por FELIPE CARDOSO, do Chuva Ácida Essa foi a frase escrita na parede de uma empresa na Zona Sul de Joinville que pôde ser vista por muitas pessoas que fazem o trajeto em direção aos bairros da região. Um grupo antifascista tratou logo de tentar apagar o ataque e tentar minar, da maneira que eles tinham nomomento, a propagação da ideologia do ódio contra estrangeiro, mais especificamente contra estrangeiros negros. Mas o papel principal que pertence ao poder público não foi feito até o momento. Após um ano de luta e reivindicações de diversas entidades da cidade para a criação e efetivação de políticas públicas que garantissem a segurança e a integração dos imigrantes haitianos em Joinville, nada foi feito. O atual prefeito Udo Döhler prometeu cumprir todos os pedidos que foram apresentados: criaçãode uma casa de acolhimento para os imigrantes; aulas de português; reunião com ...

    Leia mais
    blank

    Gastrofascismo

    A doença infantil do antipetismo criou, no Brasil, a figura do fascista de restaurante. Por LEANDRO FORTES, do Brasil 247 É o sujeito ou grupo de sujeitos que vai ao restaurante insultar pessoas que pensam de forma diferente ou tem outra opção política-ideológica à dele. São, quase sempre, idiotas funcionais que foram ativados pela mídia, como naquelas experiências com espiões hipnotizados atribuídas a americanos e soviéticos, durante a Guerra Fria. O sujeito sai de casa com a esposa, vai almoçar ou jantar num restaurante qualquer e, de repente, ele vê...um petista! Não um petista qualquer, aquele vizinho inconveniente que não bate panelas, que chama ele de coxinha pela varanda, que coloca ‪#‎Lula2018 ‬como nome de rede de internet, por pura sacanagem. Um petista MESMO: uma deputada que defende direitos humanos, um senador que apoia o MST, uma celebridade que detona Bolsonaro nas redes sociais. Aí, o fascista de restaurante, simplesmente, esquece a ...

    Leia mais
    (Foto: João Godinho)

    Eu poderia não ter voltado – eram tempos de fascismo

    Ideologia e práticas fascistas causam-me repugnância. Misto de medo e ódio. Quem combateu os tempos macabros de fascismo no Brasil (ditadura militar de 1964) carrega, além da repugnância, o sentimento do dever cumprido e a obrigação eterna de reconhecer e denunciar as diferentes faces do fascismo. Por Fátima Oliveira Do O Tempo Desde pós-eleições presidenciais de 2014, tive a percepção de que o fascismo – que ensaiava sair da toca antes das eleições, sobretudo durante a campanha – reaparecia com vigor espantoso quando quem perdeu as eleições não aceitava a derrota, e sob o argumento do país dividido, devido a uma vitória inegável, porém numericamente “apertada”, movia mundos e fundos, querendo sair vencedor de um pleito que perdera no voto a voto! Tal atitude não republicana encontrou eco em setores que sufragaram o nome do derrotado, mas muito mais na escória da política que sempre se beneficiou do fato de que ...

    Leia mais
    blank

    Redes sociais mostram que brasileiros não sabem o que é ser de direita e esquerda. Por Patrycia Monteiro

    A jornalista Patrycia Monteiro Rizzotto, autora do texto a seguir, trabalhou como repórter nos jornais Brasil Econômico e Gazeta Mercantil e na revista Forbes Brasil. Por Patrycia Monteiro Do DCM Além da polarização política entre os eleitores brasileiros, algo ficou evidente no atual debate ideológico nas redes sociais do país: os equívocos conceituais sobre o que é ser de direita, de esquerda e o que é o nazismo. O PT, principal partido no olho do furacão dos debates, por exemplo, é acusado de ser de direita por seus críticos à esquerda — que argumentam que a legenda coaduna com o capital –, enquanto alguns críticos à direita chegam ao cúmulo de afirmar que o partido tenta instaurar uma ditadura comunista-esquerdista no Brasil. Diante da vala comum em que foram jogados todos os partidos e políticos brasileiros, como defini-los do ponto de vista ideológico? “Chamar o PT de comunista revela desconhecimento sobre o ...

    Leia mais
    blank

    “É melhor morrer em pé do que viver de joelhos”

    Quem ama as liberdades democráticas que se mire em La Pasionaria – Isidora Dolores Ibárruri Gómez (1895-1989), comunista espanhola que bradou: “É melhor morrer em pé do que viver de joelhos”. Imaginar viver sob o ideário fascista é terrorismo político! A última dose de fascismo foi a ditadura militar de 1964. E quem possui dois neurônios íntegros não deseja repeti-la! Por Fátima Oliveira Enviado para o Portal Geledés O fascismo crê que há seres humanos melhores e com mais direitos do que outros e que só alguns podem ser usufrutuários da Terra e de tudo o que nela há! O fascismo, que aprofunda as opressões de gênero, racial/étnica e de classe, é uma irracionalidade! Pontuo que o nazismo é uma forma de fascismo – perseguição à democracia, desde o início, na Itália no pós-Primeira Guerra Mundial, para suplantar as ideias socialistas. O vocábulo “fascismo” deriva do italiano “fascio” (“aliança” ou “federação”), cuja origem é “fasci”: “feixe”, simbolizando, desde a Roma Antiga, a força de muitos ...

    Leia mais
    blank

    As lições de Umberto Eco para identificar o neofascismo

    Para o intelectual, filósofo e romancista italiano, o fascismo eterno ainda está ao nosso redor, às vezes em trajes civis Enviado por Sérgio T. No GGN Umberto Eco: 14 lições para identificar o neofascismo e o fascismo eterno   Intelectual italiano, romancista e filósofo, autor de "O pêndulo de Foucault" e "O Nome da Rosa" morreu em 19 de fevereiro, aos 84 anos; 'O fascismo eterno ainda está ao nosso redor, às vezes em trajes civis', diz Eco A Revista Samuel reproduz o texto de Umberto Eco Ur-Fascismo, produzido originalmente para uma conferência proferida na Universidade Columbia, em abril de 1995, numa celebração da liberação da Europa: 'O Fascismo Eterno' Em 1942, com a idade de dez anos, ganhei o prêmio nos Ludi Juveniles (um concurso com livre participação obrigatória para jovens fascistas italianos — o que vale dizer, para todos os jovens italianos). Tinha trabalhado com virtuosismo retórico sobre o tema: “Devemos ...

    Leia mais
    Página 2 de 3 1 2 3

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist