quarta-feira, novembro 25, 2020

    Tag: futebol

    Mauro Silva, vice-presidente da Federação Paulista de Futebol.ALEXANDRE BATTIBUGLI

    A barreira à ascensão dos dirigentes negros no alto escalão do futebol

    Dominado por presidentes e executivos brancos, cúpula da bola reproduz racismo que dificulta trajetória. Entre os 20 clubes que disputam a Série A, apenas Goiás e Grêmio mantêm diretorias de futebol chefiadas por negros Por Breiller Pires, do El País Mauro Silva, vice-presidente da Federação Paulista de Futebol. (Foto: ALEXANDRE BATTIBUGLI) Mauro Silva perdeu o pai aos 12 anos. A mãe, Luzia, não deixou de incentivá-lo a perseguir o sonho de se tornar jogador, desde que cumprisse uma outra obrigação: “Só vai jogar bola se estudar”. Em Campinas, enquanto treinava nas categorias de base do Guarani, o volante cursou processamento de dados no colégio técnico e concluiu a faculdade de informática antes de conquistar o tetracampeonato mundial com a seleção brasileira. Ele observa que a formação, complementada por especializações em finanças e gestão no futebol após encerrar a carreira nos gramados, foi fundamental para que se ...

    Leia mais
    Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

    A lucidez de Roger Machado, treinador do Bahia, ao expôr as raízes do racismo no futebol brasileiro.

    É notória a escassez de treinadores negros no futebol brasileiro. Atualmente há três deles entre os 40 clubes que disputam as séries A e B do campeonato brasileiro. Por Marcos Sacramento, do DCM Roger Machado (Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia) Um deles é Roger Machado, do Bahia, que junto com Marcão, do Fluminense, vestiu a camisa do Observatório da Discriminação Racial no Futebol durante o jogo entre as duas únicas equipes com técnicos negros nesta edição do Brasileirão. Após a partida, na entrevista coletiva, Roger comentou a ação feita a convite do Observatório. O resultado foi uma síntese das consequências do racismo estrutural na sociedade brasileira, verdadeiras barreiras no acesso aos negros a espaços de poder. Uma aula de Roger Machado. pic.twitter.com/rJeKNU7NQt — Sem Firulas (@sem_firulas) October 13, 2019 “Não deveria chamar atenção dois treinadores negros na área técnica, depois de ser protagonistas dentro do ...

    Leia mais
    Imagem Geledés

    Ataques racistas a atletas podem provocar mudanças nas redes sociais

    Twitter vai se reunir com o Manchester United para discutir o assunto Por Daniele Bellini, do O Estado de S.Paulo Imagem Geledés Os recentes insultos racistas a jogadores de futebol na Inglaterra podem provocar mudanças no acesso e utilização das redes sociais. O Twitter, por exemplo, já anunciou que vai se reunir com o Manchester United para discutir o assunto. "Sempre mantivemos um diálogo aberto e saudável com nossos parceiros neste âmbito, mas sabemos que precisamos fazer mais para proteger nossos usuários. O comportamento racista não tem lugar na nossa plataforma e nós o condenamos veementemente. Para isso, esperamos trabalhar mais próximos a nossos parceiros para desenvolver soluções em conjunto para essa questão", disse o Twitter em um comunicado à imprensa. Em menos de uma semana, a Inglaterra teve três casos de ataques racistas nas redes sociais envolvendo jogadores de clubes importantes no país, o Manchester ...

    Leia mais
    Pai de Christian guarda troféus e uniformes usados pelo filho.FERNANDO SOUZA

    “O Flamengo gasta 200 milhões para contratar jogadores. E eu vou chorar a vida inteira pelo meu filho”

    Seis meses após incêndio no Ninho do Urubu, familiares dos garotos mortos se indignam com a diretoria rubro-negra, que rejeitou acordo por indenizações, mas segue investindo alto no futebol Por BREILLER PIRES, do El País  Pai de Christian guarda troféus e uniformes usados pelo filho. (Foto: FERNANDO SOUZA/El País) No último domingo, Cristiano Esmério passou seu primeiro Dia dos Pais sem a companhia do filho Christian, que, aos 15 anos, foi um dos dez garotos mortos pelo incêndio no centro de treinamento do Flamengo. “Nós éramos muito apegados. Queria que estivesse aqui comigo. Não tem dinheiro que pague a falta que ele me faz”, afirma o organizador de eventos, que vive com a mulher e os filhos gêmeos, de 3 anos, em uma casa de quatro cômodos no subúrbio do Rio de Janeiro. Seis meses depois da tragédia, o acordo de indenização com o clube rubro-negro ...

    Leia mais
    Taça das Favelas

    O discurso consciente de Ronald, craque da Taça das Favelas, precisa ser ouvido

    A Taça das Favelas conheceu neste sábado (27) seus campeões da edição realizada no Rio de Janeiro. No futebol feminino, o Curral das Éguas bateu o Corte Oito por 2 a 0. Já no masculino, o Gogó da Ema bateu o Patativas nos pênaltis, após empate em 2 a 2 no tempo normal. O melhor momento dos jogos, no entanto, provavelmente veio justo no pós-jogo. Eleito craque da final, Ronald, do Gogó da Ema, que terminou também como artilheiro da competição, foi convidado a realizar testes no Flamengo e deu um emocionado depoimento ao SporTV. Por Leo Escudeiro, do Trivela  Logo Taça das Favelas “A gente é merecedor. Tem que agradecer muito a Deus, porque só ele sabe da nossa dificuldade para treinar, para alguém que não tem comida dentro de casa. A gente está aqui hoje para ser espelho para alguém na nossa favela. Porque ...

    Leia mais
    Eduardo Cecconi / Globoesporte.com

    Grêmio se mobiliza para abolir o termo “macaco” dos cânticos de sua torcida

    Após ofensas a jogadores negros no estádio e manifesto de torcedores, clube marca posição contra apelido racista que se enraizou na cultura de arquibancada gremista Por BREILLER PIRES, do El País Eduardo Cecconi / Globoesporte.com A agressividade de torcedores colorados com uma mãe gremista acompanhada do filho nas arquibancadas do Beira-Rio roubou a cena no último clássico entre Internacional e Grêmio. Mas, antes de a bola rolar e de mais um episódio de violência no futebol brasileiro, o Grenal promoveu uma ação conjunta dos dois clubes rivais contra o racismo. Dentro de campo, o time visitante não conseguiu surpreender o Inter e ficou somente no empate. Fora dele, porém, deu o primeiro passo para banir dos estádios uma ofensa racista normalizada por sua torcida. Por iniciativa da direção, o Grêmio reuniu torcedores e determinou a urgência de banir o termo “macaco”, apelido utilizado há várias décadas em referência a torcedores do ...

    Leia mais
    JOSE BRETON/NURPHOTO VIA GETTY IMAGES

    Copa do Mundo Feminina deixa legado para meninas e jovens mulheres no Brasil

    As brasileiras Samara, de 18 anos, Rhillary, de 16, e Bianca, de 15, têm algumas coisas em comum: são jovens participantes do programa “Uma Vitória Leva à Outra” no Rio de Janeiro (RJ), jogam futebol desde pequenas e nunca tinham assistido a uma Copa do Mundo de Futebol Feminino na televisão, até junho deste ano. Da ONU Mulheres   (Photo by Jose Breton/NurPhoto via Getty Images) As histórias das meninas e mulheres que jogam futebol, em geral, ainda têm início semelhante. Se interessaram pela bola nos pés dos meninos que jogavam na rua, e se juntaram a eles. Quase sempre, sozinhas, sem a companhia de qualquer outra menina. Salvo raras exceções, ouviram, durante anos, da família, das pessoas do bairro e de amigos e amigas que futebol não era coisa para mulher. Isso quando os comentários também não envolviam xingamentos e ofensas. Leia os relatos colhidos pela ...

    Leia mais
    Sessi D'Almeida, jogador do Benim, carrega no sobrenome a ligação histórica entre o Brasil e o país africano — Foto: Reuters

    Agudás, Almeida e cultura: por que o Benim é o Brasil na Copa Africana

    Pequeno país africano eliminou Marrocos e está nas quartas de final do torneio. Muitos dos escravizados no Brasil retornaram ao país e levaram com eles culinária, festejos e arquitetura Por Felipe Schmidt, do Globo Esporte  Angola e Guiné-Bissau, os únicos países lusófonos da Copa Africana, já deram adeus à competição. Mas ainda sobrou uma seleção com ligação com o Brasil: o Benim. Esta é uma história que começa há alguns séculos e resiste até hoje no pequeno país que antes se chamava Daomé. Não é por acaso que no meio-campo da seleção beninense atua um jogador chamado Sessi D'Almeida. O sobrenome português é um indício da ligação de séculos entre o Benim e Brasil. - Eles se consideram mesmo descendentes dos brasileiros, aqueles que voltaram para a África. Voltam com uma série de influências daqui. É uma comunidade ativa, atuante, que continua. Vivem naquele círculo da comunidade brasileira do Benim. ...

    Leia mais

    O grande anjo negro: Sterling é capa de revista masculina e discute o racismo no futebol

    Atacante do Manchester City também fala sobre importância de Guardiola na sua carreira por Globo Esporte Foto: Huntter & Gatti Um dos principais jogadores do Manchester City, o atacante Raheem Sterling é capa da última edição britânica da revista masculina GQ. Com o título “Anjo guardião” e fotos estilosas do jogador com asas negras, a publicação traz uma entrevista na qual Sterling reafirma sua luta contra o racismo no futebol. - É ótimo saber que as pessoas estão ouvindo. Fico muito grato por isso – afirmou Sterling, citando a acusação que fez à imprensa inglesa de discriminar racialmente no fim do ano passado. Na ocasião, ele citou o fato de que um jogador branco ao comprar uma casa, era taxado de preocupado com família. Já um negro fazendo a mesma coisa ganhava outra conotação, de que estaria apenas ostentando. No papo (assista no vídeo mais abaixo), ...

    Leia mais

    Seleção feminina mobiliza torcedores e ganha apoio em desembarque após Copa

    A maior parte da delegação da seleção brasileira feminina desembarcou na manhã de hoje em São Paulo e foi recepcionada com festa por um grupo de torcedores pela participação na Copa do Mundo. O Brasil foi eliminado no último domingo pela França com derrota por 2 a 1, após prorrogação, nas oitavas de final do torneio. por Diego Salgado no Esporte UOL imagem - UOL A recepção calorosa surpreendeu a atacante Cristiane. "Nunca vi assim, nem quando ganhamos medalha", disse a veterana, que estava presente nas conquistas das medalhas de prata nos Jogos Olímpicos de 2004 e 2008, além do vice-campeonato no Mundial de 2007. Um grupo com mais de 100 pessoas chegou cedo ao Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, com cartazes de incentivo à seleção. "Valorize o futebol feminino", "Eu torço por todas", "Foi um prazer ver vocês jogarem", "O sonho continua, continuaremos ...

    Leia mais
    Formiga, única jogadora na história a disputar sete Copas do Mundo. NAOMI BAKER GETTY IMAGES

    Um discreto fenômeno chamado Miraildes

    Para Formiga, vingar no futebol implicava superar a tripla barreira por ser mulher, negra e nordestina. Foi além, tornando-se a maior e mais longeva jogadora das Copas Por BREILLER PIRES, do El País  Formiga, única jogadora na história a disputar sete Copas do Mundo. NAOMI BAKER (GETTY IMAGES)   Aos 41 anos, Formiga é a grande recordista do futebol em todas as modalidades. Neste domingo, na estreia do Brasil na Copa, contra a Jamaica, ela se tornou a única atleta, entre homens e mulheres, a disputar sete Mundiais. Bater recordes virou rotina em sua carreira. É a brasileira que mais competiu em Olimpíadas – participou simplesmente de todas as seis edições desde que a modalidade feminina foi incluída no programa dos Jogos. Também detém o título de jogadora mais velha a marcar um gol em Copas e da que mais vestiu a camisa da seleção, com 187 jogos no currículo. “Nunca ...

    Leia mais
    Ricardo Stuckert / CBF

    A gigante Formiga no futebol brasileiro

    Estamos prestes a presenciar um momento histórico no futebol, aliás, no esporte como um todo.   Por Tayguara Ribeiro, do Brasil de Fato      A atacante Formiga, de 41 anos irá disputar a sua sétima Copa do Mundo. Está a primeira vez que um atleta disputa sete edições do Mundial. Isso considerando, inclusive, o futebol masculino. Um feito tão grande como a carreira da atacante. Formiga (Ricardo Stuckert / CBF) A jogadora integra a seleção brasileira que disputará a Copa do Mundo de futebol feminino, na França. Campeão da Copa América, o Brasil compõe o grupo C ao lado da Jamaica, da Itália e da China. O torneio começa dia 07 de junho. Hoje atuando no Paris St Germain, Formiga já dedicou 24 anos a seleção brasileira. Ela participou de duas medalhas de prata nos Jogos Olímpicos e de um vice-campeonato mundial.

    Leia mais
    GETTY IMAGES

    Andy Woodward: “Meu treinador abusou de mim por seis anos. E ainda se casou com minha irmã”

    Em visita ao Brasil, ex-jogador inglês se considera um sobrevivente e chama a atenção para o abuso sexual de crianças no futebol por Breiller Pires no El País GETTY IMAGES De um lado, o retrato em que aparece eufórico pela expectativa de ingressar num time de futebol. Do outro, a imagem melancólica distinguida por um sorriso forçado, repleto de constrangimento. As duas fotografias foram tomadas em um intervalo de dois meses. O suficiente para arruinar o entusiasmo de Andy Woodward, então um garoto de 10 anos que dava os primeiros passos com a bola no Crewe Alexandra, clube modesto do interior da Inglaterra. Na última foto, ele já integrava a equipe infantil comandada por Barry Bennell, o treinador que mais tarde se revelaria um predador sexual. Havia só algumas semanas que o técnico passara a molestá-lo, mas o brilho que carregava nos olhos antes de sair ...

    Leia mais
    Natalia de Sena

    O futuro do futebol brasileiro – as mudanças no futebol brasileiro

    Rodnei Jericó (Foto: Natalia de Sena) Você já foi ao museu do futebol ? Espaço situado no estádio do Pacaembu em São Paulo, onde podemos assistir a vídeos de ex atletas profissionais de futebol do Brasil, onde podemos encontrar e cultuar figuras icônicas como Pelé, Zico, Sócrates, Reinaldo, Rivaldo, Ronaldo gaúcho, Ronaldo fenômeno, Roberto Carlos, Bebeto, Romário, Rivelino, Clodoaldo, Zito, Djalma Santos, Ademir da Guia entre muitos outros craques brasileiros. Por Rodnei Jericó Assistindo a jogo final do campeonato paulista de 2019, automaticamente me remeteu a estes craques, e isto se deu em razão do futebol pragmático e de pouca qualidade técnica, com raras exceções, apresentado pelos times finalistas, onde prevaleceu a suposta estratégia tática, e aqui sem tirar o mérito do campeão deste ano, mas ao mesmo tempo sem deixar de imaginar como será nosso futuro no futebol. Me faz pensar ainda quanto ao caminho ...

    Leia mais
    Natalia de Sena

    Fábrica de revelações – Futebol Brasileiro

    A semifinal entre Palmeiras e São Paulo, dia 07/04, mostrou definitivamente que futebol é um esporte em que todas as previsões, não passam realmente de mera previsão. De um lado um time milionário, maduro e cheio de nomes de peso, de outro um time que aos poucos vem saindo da crise, ao menos dentro de campo e cheio de jovens. Dos 11 que entraram em campo pela equipe do São Paulo, ontem na Arena Allianz, 3 ao menos são atletas jovens, e que vieram da base do clube ; Antony, Liziero, Igor Gomes. O São Paulo, mostra que nos últimos anos vem realizando um excelente trabalho na formação de atletas para o clube e para o mercado, exemplo de David Neris, que hoje brilha no futebol da Holanda. Indica ainda de que nem sempre o investimento em atletas já consagrados é o melhor caminho para se chegar a títulos. Sabemos ...

    Leia mais
    Camisas Negras: o time do Vasco campeão carioca em 1923. ARQUIVO CRVG

    Vasco da Gama, o clube que abriu as portas do futebol para os negros

    Embora não tenha sido o primeiro a contar com jogadores negros, time se tornou símbolo de luta contra o racismo depois da 'Resposta Histórica' redigida há 95 anos Por BREILLER PIRES, do El País Camisas Negras: o time do Vasco campeão carioca em 1923. ARQUIVO CRVG   Ao longo dos seus 120 anos de história, o Vasco da Gama foi campeão sul-americano, da Libertadores, da Copa do Brasil, quatro vezes do Brasileirão e outras tantas do Carioca. Mas nenhuma conquista no campo tem o mesmo peso de uma carta que, de tão emblemática, está exposta na sala de troféus em São Januário. Em 7 de abril de 1924, o então presidente José Augusto Prestes assinou o manifesto que ficou conhecido como a Resposta Histórica, comunicando que o Vasco se recusaria a disputar a divisão principal do Rio de Janeiro sem seus jogadores negros, exigência que havia sido imposta pelos dirigentes ...

    Leia mais
    © Reuters

    Liliam Thuram: “Quando cheguei a Paris, com nove anos, dei-me conta que era negro”

    Antigo internacional francês, em entrevista ao jornal Marca, aborda três temas fraturantes no futebol mundial: Racismo, machismo e homossexualidade. no Notícia a Minuto Liliam Thuram (Foto: © Reuters) Liliam Thuram, antigo internacional francês, em entrevista ao jornal Marca, ele que trabalha agora numa associação que luta contra todos os tipos de discriminação, abordou alguns dos temas fraturantes no desporto-rei. Lembrando a primeira vez que sentiu na pele o peso do racismo, Thuram dá ainda a sua visão sobre outros dois temas cada vez mais relevantes no seio do futebol: homossexualidade e machismo. "O racismo golpeou-me sem querer. Quando cheguei a Paris, com nove anos, dei-me conta que era negro. E quando te dás conta disto, imediamente depois entendes que um negro é menos que um branco. E com tempo dei-me conta que esse ódio chega pela história. É algo cultural. Há que explicar às crianças que não é ...

    Leia mais

    Por que na periferia de SP o futebol está empoderando as mulheres?

    Os laços de cuidado e carinho criados em volta de um time de futebol feminino no extremo sul da cidade são postos em livro que é lançado nesta quarta Por Carol Castro, no Carta Capital   Capa do livro "Minas da Várzea", com lançamento previsto para hoje (Imagem: Alexandre De Maio e Magno Borges/Minas da Várzea)   Roda formada para a oração antes do jogo. O juiz apita e dá início ao 1º Festival Minas do Toque, em Parelheiros, no extremo sul da capital paulista. Entre um lance e outro, um chute mais forte e a bola passa por cima da rede, direto para fora. Direto para o córrego que cerca o campinho de terra batida. As jogadoras invadem o mato alto e resgatam a bola de dentro do esgoto com a ajuda de um galho improvisado. Cinco minutos depois, o jogo recomeça. Essas e outras ...

    Leia mais
    Fernandinho sofreu ofensas racistas depois da Copa. (Foto: Getty Images)

    O futebol desconstrói o mito da democracia racial

    Discriminação contra negros em um ambiente convidativo ao preconceito escancara a realidade que se camufla fora dos estádios Por Breiller Pires, no El País   Fernandinho sofreu ofensas racistas depois da Copa. (Foto: Getty Images)   “Me desculpe, você é preto.” Essa é a desculpa que o pernambucano Lula Pereira, treinador com passagens por Flamengo, Bahia e Ceará, cansou de ouvir de empresários ao ser descartado por clubes de futebol. Dirigentes até gostavam de seu perfil, reconheciam os méritos de seu currículo, mas hesitavam em contratá-lo por causa da cor de sua pele. Apesar de toda a experiência, Lula amarga um longo ostracismo na profissão, assim como Andrade, que conduziu o rubro-negro ao título brasileiro em 2009, mas não conseguiu deslanchar como treinador.   Costuma-se dizer no Brasil que o racismo não passa simplesmente de um produto da desigualdade social, pelo fato de boa parte da população negra ...

    Leia mais
    Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

    Crescem denúncias de racismo no futebol

    Relatório do Observatório da Discriminação Racial no Futebol revela quase o dobro de denúncias em 2017 em comparação ao ano anterior. Também registra casos de LGBTfobia, machismo e xenofobia Por Marcelo Menna Barreto, no Extra Classe Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil Criado em 2014 pelo administrador de empresas apaixonado pelo “esporte bretão” Marcelo Carvalho, o Observatório da Discriminação Racial no Futebol está concluindo o relatório de 2017, tradicionalmente lançado em novembro, mês da Consciência Negra. Neste ano, o trabalho foi realizado em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), que através de seu museu criou um grupo de pesquisa específico para o que pode se chamar o principal documento nacional que registra não somente casos de racismo, mas também outros preconceitos arraigados no esporte brasileiro. O estudo mostra crescimento significativo de denúncias de racismo no ano passado em relação ao ano anterior. Em 2016, foram denunciados ...

    Leia mais
    Página 2 de 26 1 2 3 26

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist