quarta-feira, setembro 16, 2020

    Tag: Racismo Institucional

    blank

    ‘National Geographic’ reconhece ter sido racista por décadas

    Revista tratava nativos como ‘selvagens’ e negros americanos só apareceram em reportagens na década de 1970 Por Sérgio Matsuura Do O Globo A edição de abril da “National Geographic” é sobre raça - Reprodução/National Geographic WASHINGTON — A “National Geographic” é uma das revistas mais prestigiadas do mundo, com histórico de 130 anos na cobertura de assuntos sobre ciência, história, geografia e cultura. Mesmo centenária, se mantém como uma referência em vários mercados, com mais de 6 milhões de exemplares vendidos mensalmente. Em editorial nesta segunda-feira, a tradicional publicação reconheceu, pela primeira vez, que ao longo de décadas muitos artigos publicados observavam o mundo sob uma perspectiva racista. Essa conclusão foi tirada de uma revisão de todas as publicações da revista desde a sua criação, em 1888. — Tínhamos que reconhecer a nossa própria história para superá-la — explicou a editora-chefe da revista, Susan Goldberg, em entrevista à Associated Press ...

    Leia mais
    blank

    I Jornada Nacional sobre Racismo Institucional e Sistema de Justiça (RJ) – Faça sua inscrição

    Visamos propiciar, neste evento, o encontro de pesquisadoras e pesquisadores, profissionais e ativistas que investiguem, trabalhem e atuem com temáticas relacionadas ao racismo institucional, em especial no sistema de justiça. por  Criola e  Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro e Forum Justiça Esta será uma oportunidade de apresentar resultados de pesquisas e experiências oriundas de intervenções profissionais e políticas a respeito das temáticas correlacionadas. Deste modo, reunir especialistas e ativistas com experiências individuais e coletivas, de ação acadêmica, institucional e política para a “I Jornada Nacional sobre Racismo Institucional e Sistema de Justiça” irá contribuir para a discussão e difusão de conhecimento teórico e prático sobre o tema, e, sobretudo para a criação e fortalecimento de uma rede que se articule a nível nacional para incidência política e em pesquisas. Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro - 20020-080, Avenida Marechal Câmara, 271, Centro, Rio de Janeiro, Rio ...

    Leia mais
    blank

    Grandes empresas do país não sabem incluir diversidade

    Entre as 20 maiores organizações de capital nacional apenas duas apresentam política própria Danielly Santos foi selecionada em processo, mas segundo empresa, seus traços e cabelos “não encaixavam no perfil desejado” Por Ludmila Pizarro  Do O Tempo No Brasil, 53,6% das pessoas se declaram negras (pretas ou pardas) segundo o IBGE, mas entre os executivos das 500 maiores corporações do país, apenas 4,7% se reconhecem como tal, afirma a pesquisa Diversidade no Contexto das Empresas Brasileiras, realizada pela consultoria 4CO Cappellano e Carramenha. Quando se trata de mulheres, o estudo mostra que elas compõem apenas 11% dos conselhos administrativos brasileiros, mesmo sendo 51,4% da população brasileira. Entre as 20 maiores empresas em faturamento do Brasil, apenas duas têm alguma política de inclusão para a diversidade no ambiente organizacional, segundo a sócia-diretora da 4CO, Thatiana Cappellano. “As empresas não conseguem nem discutir o tema, não têm políticas que promovam a diversidade e ...

    Leia mais
    blank

    Diogo Cintra vítima de tentativa de assalto, correu e foi entregue pelo segurança para os bandidos

    O ator Diogo Cintra: vítima de tentativa de assalto, o ator negro correu para o Terminal Parque Dom Pedro 2º, onde foi entregue pelo segurança para os bandidos, que o espancaram covardemente – Fotos: Reprodução Por Miguel Arcanjo Prado no Blog do Arcanjo Foto: Reprodução O ator Diogo Cintra foi espancado próximo ao Terminal de Ônibus Parque Dom Pedro 2º, no centro de São Paulo, nesta quarta (15), após sofrer tentativa de assalto e pedir ajuda aos seguranças do local. Em nota, a SPTrans afirma que apura o caso e, comprovada as agressões e o racismo, punirá os envolvidos. De acordo com o relato do artista, publicado em sua página no Facebook, tudo ocorreu após ter sido abordado por dois bandidos, próximo às 5h. Na noite anterior, ele havia atuado no espetáculo “O Inferno do Velho Buk”, no Karaokê Augusta, onde está em cartaz até 12 de dezembro, sempre às ...

    Leia mais
    blank

    Racismo Institucional – O Ato Silencioso que Distingue as Raças

    Em razão das muitas notícias que despontaram nos últimos dias atreladas ao Racismo, a exemplo do ocorrido na casa noturna Villa Mix e no Ministério Público de Santa Catarina, faz-se uma breve abordagem sobre a temática, principalmente na sua forma institucional. Por Uberti Pellizzaro, do JusBrasil  O Racismo Institucional, nesta nomenclatura, é por vezes desconhecido e outras confundido com a injúria racial ou com o preconceito racial ‘genérico’, até mesmo por operadores do direito, que no desconhecimento da matéria, se utilizam dos termos como se o mesmo conceito tivessem. Afastando de certa forma o viés jurídico formal, nesta oportunidade faz-se uma abordagem de maior facilidade de compreensão. Deste Modo, o Racismo Institucional é basicamente o tratamento diferenciado entre raças no interior de organizações, empresas, grupos, associações e instituições congêneres. Em resumo, e de forma coloquial, considerando a problemática singular entre negros e brancos, é você tratar o negro de uma forma ...

    Leia mais
    blank

    Quem tem medo dos números?

    Existe uma recusa tácita do Estado português em tomar medidas para avaliar (e combater) a discriminação étnico-racial.   Por Marta Araújo Do Publico O modo mais simples de compreender a institucionalização do racismo é através do que Luh Souza e Francisco Antero, activistas brasileiros, designaram como “Teste do Pescoço”: espreita-se pela porta do hospital e calculam-se os médicos negros; estica-se o pescoço na joelharia e procuram-se empregados de balcão negros; coloca-se o pescoço numa reunião partidária e contam-se os negros em posições de destaque; ou vê-se quantos são docentes numa universidade reputada. Sendo este teste suficiente para mostrar que o racismo não pode ser reduzido ao preconceito ou a casos isolados, tal parece não surtir tanto efeito a nível político e institucional. Quando foi divulgado o relatório da Comissão para a Eliminação da Discriminação Racial das Nações Unidas sobre Portugal, em Dezembro de 2016, ficou mais uma vez evidente que ...

    Leia mais
    blank

    Ufopa lança guia para enfrentamento de racismo institucional

    Para combater todas as formas de discriminação e preconceito no cotidiano universitário, a Ufopa lança o guia “Racismo na Universidade? Orientações para promoção da igualdade étnico-racial e superação do racismo” no dia 22 de setembro de 2017. O lançamento será às 8h30 no Auditório Wilson Fonseca, na Unidade Rondon, e contará com a participação de representantes negros e indígenas de estudantes e professores. Do Ufopa Realizada pela Diretoria de Ações Afirmativas, vinculada à Pró-Reitoria de Gestão Estudantil (Proges), a publicação faz parte das ações previstas no Plano Decenal e na Política de Ações Afirmativas e Promoção da Igualdade Étnico-Racial. A proposta tem como objetivo contribuir para a defesa dos direitos humanos, a promoção da diversidade cultural e a garantia dos direitos das minorias. O guia, idealizado pela consultora Luana Lazzeri Arantes, é resultado de um longo trabalho que envolveu a participação das equipes da Proges, Coordenação de Comunicação, Ouvidoria e Comissão de Ética, além de docentes e representantes indígenas e quilombolas ao longo do ano de ...

    Leia mais
    blank

    Ele não é o nosso branco

    Travis Wilkerson olha para o racismo institucional americano do outro lado da porta. Por JORGE MOURINHA, do PÚBLICO Se Raoul Peck filmou James Baldwin a dizer que ele não era o negro que queríamos que ele fosse, Travis Wilkerson filma-se a si próprio, fora de campo, a dizer que os brancos também não são quem nós queremos que eles sejam. E ele lá sabe – com Did You Wonder who Fired the Gun? (Concurso Internacional), o artista e performer americano investiga a história da sua própria família, centrando-se num bisavô que, nos anos 1940, matou a tiro um negro na cidadezinha do Alabama onde vivia e, apesar de ter sido acusado de homicídio, nunca foi condenado. Inicialmente apresentado como one-man-show multimédia com Wilkerson em palco a narrar a sua história enquanto lança do portátil deixas musicais e blocos de imagem, forma na qual tem vindo a circular pelos EUA, Did You Wonder Who Fired the Gun? estreia-se em Locarno na sua ...

    Leia mais
    Cesar, que trabalhou em multinacionais como Microsoft e Thompson, diz que já foi barrado em recepção de empresas

    ‘Não vou falar com preto’: executivo negro relata racismo no mundo corporativo brasileiro

    Cesar Nascimento pode vestir paletós caros, óculos de grife, sapatos italianos. Frequentar restaurantes sofisticados de São Paulo. Ter funcionários sob suas ordens, ir a reuniões com parceiros internacionais, falar inglês. Cesar Nascimento pode fazer tudo isso, mas diz que não será tratado como igual entre seus pares. Ele não pode mudar a cor de sua pele. É um executivo negro.   Cesar, que trabalhou em multinacionais como Microsoft e Thompson, diz que já foi barrado em recepção de empresas.(Foto: BBC Brasil) Como tal, Nascimento, 63 anos, muitos deles passados em multinacionais como Microsoft e a agência de publicidade J. Walter Thompson, sempre precisou provar a seus clientes que era, sim, o diretor financeiro - e não um assistente. À BBC Brasil, disse que o preconceito também o atingiu quando abriu sua consultoria, nos anos 1990. Mas aí descobriu como o racismo poderia ajudá-lo: aproveitava a estranheza causada ...

    Leia mais
    blank

    O Racismo Institucional do Judiciário e os Casos Rafael Braga e Ogo Alves

    Rafael Braga foi detido durante as manifestações de 2013 por portar um Pinho Sol, e novamente detido no início de 2016, um mês após ser liberado para cumprir a pena em liberdade, por porte de drogas, que alguns alegam inclusive que foram os próprios policiais que colocaram em sua posse. Dessa vez, foi sentenciado a 11 anos por tráfico de drogas. Ogo Alves da Silva, por sua vez, hoje já maior de idade, encontra-se detido em uma unidade do Degase desde 2015, acusado pelo esfaqueamento de um médico na Lagoa. Por  Luisa Fenizola Do Rioonwatch Ambos têm algumas coisas em comum: são jovens, negros, pobres. Rafael, morador de rua. Ogo, morador da favela de Manguinhos, na Zona Norte da cidade–local inclusive onde se encontrava no momento do crime, ocorrido a mais de 15km de distância, segundo testemunhas do processo. Mas a polícia precisava de um suspeito para acalmar os ânimos da população após um crime que chocou a todos–uma vida por uma bicicleta, ...

    Leia mais
    blank

    Tem racismo nas corporações?

    No Brasil, onde 54% da população se reconhece como afrodescendente, segundo dados do IBGE, o racismo ainda ocorre em todos os níveis. Uma pesquisa realizada pela Consultoria Etnus com 200 negros, entre 18 e 50 anos, de diferentes classes sociais, mostrou que 60% deles já foram vítimas de racismo no trabalho e 67% acreditam que deixaram de ser contratados por causa da cor. A pesquisa também mostrou que negros relutam em deixar o emprego, ainda que estejam infelizes ou tenham outras aspirações, porque a recolocação dessa população é mais difícil, na opinião de 36% dos entrevistados. por Sonia Nabarrete no Experience News Para Fernando Montenegro, que idealizou a pesquisa, o racismo faz mal ao trabalhador e à empresa porque favorece o  desenvolvimento de doenças físicas e psíquicas e reduz a produtividade. O tema foi bastante debatido quando Theo Van der Loo, presidente da Bayer do Brasil, publicou um post sobre ...

    Leia mais
    blank

    Por que os negros não apresentam programas de televisão

    Em pesquisa organizada pela Vaidapé, levantamos os dados sobre os apresentadores e apresentadoras de televisão no Brasil para quantificar o racismo nas emissoras de TV Por Henrique Santana e Iuri Salles, do Vaidapé Depois que a Vaidapé decidiu quantificar o número de apresentadores pretos no país, entramos em contato com as principais emissoras de TV da rede aberta: Cultura, SBT, Rede Globo, Rede Record, RedeTV!, Gazeta e Bandeirantes. A dificuldade em conseguir números claros fornecidos pelas empresas fez com que a gente organizasse uma pesquisa para dimensionar como é a divisão racial entre os apresentadores da televisão brasileira. Checamos 204 programas das sete emissoras citadas que foram transmitidos entre o segundo semestre de 2016 e o primeiro de 2017. O resultado foi um levantamento de 272 apresentadores que compõem as grades de programação. Ainda que a maioria dos programas sejam exibidos em rede nacional, para os casos que variam de região para região ...

    Leia mais
    monica-francisco

    Racismo institucional celebra o que há de mais selvagem e incivilizado

    Os dados divulgados pelo Ipea sobre a situação dos jovens negros, pobres, que vivem em áreas vulnerabilizadas e possuem baixa escolaridade, serem, ou melhor, se manterem como alvos e sujeitos preferenciais da letalidade produzida por armas de fogo em mãos de agentes do estado, causa muita inquietação e produz sentimentos que vão da tristeza à indignação. Por Mônica Francisco, do Jornal do Brasil Mais de 70 por cento das mortes violentas são de pessoas negras. Isso segundo, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, demonstra uma total distância das instâncias governamentais da realidade da população. Traduz, segundo o relatório, uma naturalização cada vez maior dos homicídios. O racismo institucional é certamente um dos fatores preponderantes nestes resultados. A falta de compromisso com a vida dos(as)mais vulnerabilizados e o pouco empenho em produzir ações que vão além da experimentação ou sejam apenas ações reativas a momentos críticos ou picos de violência e de ...

    Leia mais
    blank

    Campanha do Estado sobre racismo institucional é finalista de prêmio nacional

    A campanha sobre o racismo institucional do Governo do Paraná é finalista do Prêmio Profissionais do Ano 2017 na categoria Institucional Nacional. Produzida pela agência Master para a semana nacional da Consciência Negra, em 2016, a campanha teve mais de 16 milhões de views, atingindo cerca de 55 milhões de pessoas. Foto: Jose Manuel Gelpi Diaz no Portal Tudo A campanha Racismo Institucional também foi o comercial mais compartilhado no Brasil no Facebook em 2016, com 400 mil compartilhamentos. Ao todo, o comercial gerou R$ 12 milhões em mídia espontânea. Para o assessor especial de Políticas Públicas de Juventude e membro do Conselho de Promoção à Igualdade Racial (Consepir), Edson Lau Filho, ser finalista na premiação é o mais importante reconhecimento do mercado publicitário no Brasil, mas traz uma mensagem ainda mais relevante. “Precisamos enfrentar o silencioso e violento racismo que lega à população negra, em ...

    Leia mais
    blank

    ‘Encarceramento em massa é a continuidade da segregação racial’

    Debate aponta desigualdades a partir do sistema prisional brasileiro, com destaque para São Paulo, estado que proporcionalmente mais prende negros Por Gabriel Valery Do Rede Brasil Atual São Paulo – A população negra do estado de São Paulo representa cerca de 30% dos habitantes. Já no sistema prisional, os negros são 54%. A média nacional é de 292 encarcerados a cada grupo de 100 mil negros mas em São Paulo chega a 514 por 100 mil. São Paulo, portanto, é o estado que proporcionalmente mais prende negros no país. Os dados estão no Mapa do Encarceramento de 2016, e foram apresentados pela pesquisadora e integrante do projeto Giane Silvestre, do Núcleo de Estudos sobre Violência e Administração de Conflitos da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar). Ela participou do seminário Prisão e Direitos Humanos: Histórias de Longa Caminhada, realizado na sexta-feira (26), organizado pelo Núcleo de Direitos Humanos da Fundação Escola de Sociologia e Política de São ...

    Leia mais
    blank

    Ser negro não é superficial

    Ser negro não é superficial: a hermenêutica jurídica da branquitude a serviço das fraudes nas cotas raciais. “Não tolero o magistrados que do brio descuidado venda a lei, trai a justiça – Faz a todos injustiça – Com rigor deprime o pobre e Presta abrigo ao rico, ao nobre. E só acha horrendo o crime No mendigo que deprime.” Luiz Gama O Jornal Diário Popular trazia na tarde de ontem (15/02/17) a seguinte manchete “Alunos da Medicina conseguem voltar à UFPel. Sete alunos, suspeitos de fraudar o sistema de cotas raciais, obtiveram na justiça o direito de reassumir suas vagas”. Por  Gleidson Renato Martins Dias, do Sul21 A decisão da 2ª Vara Federal de Rio Grande, referente ao PROCEDIMENTO COMUM Nº 500377-75.2017.4.04.7101/RS o qual suspende os efeitos da decisão administrativa da reitoria da UFPEL que afastou aluno branco do curso de medicina é mais uma demonstração que o Judiciário brasileiro ...

    Leia mais
    blank

    Segurança pública e racismo institucional

    Por Almir de Oliveira Junior Do Jusbrasil 1. Introdução Como dever constitucional, o Estado deveria fornecer aos cidadãos, de forma independente de sexo, idade, classe social ou raça, uma ampla estrutura de proteção contra a possibilidade de tornarem-se vítimas de violência. Esse é um direito do qual nenhum indivíduo poderia ser legitimamente excluído, fundamento do próprio contrato social. Contudo, a segurança pública é uma das esferas da ação estatal onde a seletividade racial se torna mais patente. Há grande desigualdade entre brancos e negros no que diz respeito à distribuição da segurança. Essa desigualdade é explicitada pelas maiores taxas de vitimização da população negra. Pode-se tomar como referência a taxa de homicídios. Se, devido à situação de insegurança no país, a exposição da população em geral à possibilidade de morte violenta já é grande, ser negro corresponde a pertencer a uma população de risco: a cada três assassinatos, dois são de ...

    Leia mais
    Foto: Adriana Medeiros

    Racismo institucional e saúde da população negra

    Institutional racism and black population health Por Jurema Werneck1  Do Scielo 1Universidade Federal do Rio de Janeiro. Escola de Comunicação. Rio de Janeiro, RJ, Brasil. E-mail: [email protected] RESUMO A saúde da mulher negra não é uma área de conhecimento ou um campo relevante nas Ciências da Saúde. É inexpressiva a produção de conhecimento cientifico nessa área e o tema não participa do currículo dos diferentes cursos de graduação e pós-graduação em saúde, com raríssimas exceções. Trata-se de assunto vago que, na maior parte dos casos, é ignorado pela maioria de pesquisadoras e pesquisadores, estudantes e profissionais de saúde no Brasil. Este trabalho pretende apresentar algumas informações acerca dos processos de formulação desse campo conceitual a partir das demandas dos movimentos sociais organizados e das formulações de especialistas. Tais informações serão apresentadas com o objetivo de subsidiar pesquisas e contribuir para a formulação e gestão de políticas públicas adequadas às necessidades expressas nos ...

    Leia mais
    blank

    O Racismo institucional se manifesta na extincao da TVE-FM cultura

    Á SEPPIR, FUNDAÇÃO PALMARES E AO MOVIMENTO NEGRO BRASILEIRO. Por Emir Da Silva Enviado para o Portal Geledés  Venho através desta, reivindicar das instituições federais que tratam de políticas públicas para promoção da igualdade racial no Brasil providencias imediatas sobre o risco de extinção da Fundação Piratini, no Rio Grande do Sul. Corremos um grande risco de perder o programa Nação, único com conteúdo específico sobre a cultura e tradição afro-brasileira. Produzido no RS e transmitido semanalmente pela TV Brasil, sendo veiculado em vários países. Além disto, perderemos um patrimônio material e imaterial da história do povo negro gaúcho. A nossa rádio e televisão públicas são veículos históricos de comunicação democrática que fortaleceram durante décadas as demandas do movimento negro gaúcho de Oliveira Silveira, 20 de Novembro e da Saga dos Lanceiros Negros. Ao movimento negro brasileiro solicitamos apoio e manifestações em defesa da TVE e FM Cultura através das campanhas nas redes ...

    Leia mais
    Página 2 de 5 1 2 3 5

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist