segunda-feira, agosto 3, 2020

    Tag: segurança publica

    The Obama Foundation

    George Floyd, Barack Obama e a Segurança pública no Brasil

    Na última quarta-feira, 03 de junho, Barack Obama, ex-presidente dos Estados Unidos, fez um pronunciamento sobre o assassinato brutal de George Floyd por um policial branco de Minneapolis. Na ocasião, Obama expressou suas condolências, e da ex primeira-dama, Michelle Obama, à família de Floyd e seguiu sua análise sobre o momento crítico pelo qual passa o país. Entre as similaridades das injustiças enfrentadas pela população negra nos Estados Unidos e aqui no Brasil, destaco a inercia e resistência em discutir e implementar reformas na política de segurança pública. É preciso lembrar, sempre, o papel do racismo em estruturar e produzir injustiças em uma sociedade. Tal fenômeno foi registrado por Obama que categorizou como um problema estrutural dos EUA e classificou como uma praga as suas consequências, a exemplo de Jim Crow (leis de segregação racial), redlining (negação sistemática de serviços a determinado bairro) e o racismo institucional. [caption id="attachment_153160" align="aligncenter" ...

    Leia mais
    Carolina Trevisan, jornalista dando entrevista para o Geledés

    Pacote anticrime de Moro é muito mais resposta política do que proposta efetiva

    O pacote de medidas anticrime anunciado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, nesta segunda-feira (4), responde aos anseios de bolsonaristas mas não está direcionado à sociedade como um todo. É uma proposta populista que agrada os eleitores do presidente. Porém, pouco tem a ver com a diminuição da violência de fato. por Maria Carolina Trevisan no Blog Carolina Trevisan - Imagem Natália Sena "Na prática, o pacote anticrime de Moro é muito mais uma resposta política do que uma proposta efetiva", afirma Arthur Trindade Maranhão, doutor em Sociologia, coordenador do Núcleo de Estudos sobre a Violência e a Segurança da Universidade de Brasília e conselheiro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Isso porque não traz nenhuma proposta que visa proteger jovens negros – 70% das 63.880 vítimas de homicídios no Brasil. Flexibilização da posse de armas Ao contrário, a proposta estimula o uso da violência ...

    Leia mais
    Jacqueline Muniz participa do programa Voz Ativa, da Rede Minas de Televisão, em 2018 / Reprodução/Rede Minas

    Jacqueline Muniz: “Arma de fogo tem cor, tem sexo, tem gênero”

    Antropóloga, cientista política e especialista em segurança pública comenta propostas do novo governo para o setor Por Leonardo Fernandes, do Brasil de Fato  Jacqueline Muniz participa do programa Voz Ativa, da Rede Minas de Televisão, em 2018 (Foto: Reprodução/Rede Minas) Jacqueline Muniz é uma das vozes mais sóbrias no debate sobre a segurança pública no Brasil. Ela é professora do Departamento de Segurança Pública da Universidade Federal Fluminense (UFF), fundadora da Rede de Policiais e Sociedade Civil da América Latina e integrante do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Graduada em Ciências Sociais pela UFF, Jacqueline fez mestrado em Antropologia Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), doutorado em Ciência Política pela Sociedade Brasileira de Instrução (SBI/IUPERJ) e Pós-doutorado em Estudos Estratégicos. Ela ocupou cargos na administração pública desde 1999. Foi diretora da Secretaria de Segurança Pública do Governo do Estado do Rio de Janeiro. Posteriormente foi Coordenadora ...

    Leia mais
    Relatives and friends carry a Brazilian flag with 50 holes as they mourn Wilton Esteves Domingos Junior, 20, killed with four other friends last Satuday by policemen who shot 50 times at their car, in Rio de Janeiro, on November 30, 2015. The three policemen involved were arrested. AFP PHOTO / Christophe SIMON / AFP PHOTO / CHRISTOPHE SIMON

    Presta atenção, intolerante!

    No país onde está metade das 50 cidades mais violentas do mundo, novo projeto une ONGs buscando reduzir à metade o número de assassinatos Por Aydano André Motta Do Projeto Colabora Até 2027, uma Cuiabá inteira – 590 mil pessoas – vai desaparecer assassinada, se o banho de sangue cotidiano do Brasil não sofrer uma guinada radical. O país que abriga metade das 50 cidades mais violentas do mundo naturalizou a prática do homicídio. Tanto que pelo menos 50 milhões de habitantes com mais de 16 anos foram atravessados pela tragédia de ter um parente ou amigo assassinado. A opção pela guerra – alimentada pela superpoderosa indústria de armas – faz do país um dos cantos mais sangrentos da Terra. Na média de mortes violentas, a América Latina bate o Oriente Médio da Síria e a África das guerras civis intermináveis. Com 8% da população mundial, contabiliza 38% dos homicídios. A ...

    Leia mais
    blank

    Existe relação entre racismo e segurança pública?

    É preciso entender o papel da instituição policial em uma estratégia de perseguição e opressão de minorias raciais em detrimento de outra, considerada majoritária não pelo quantitativo numérico, mas pela hegemonia política, econômica e simbólica Por Anderson Duarte, da Ponte Ilustração: Junião/Ponte Jornalismo Algumas vezes, quando escrevemos ou falamos sobre um problema já existente, somos apontados como sendo aqueles que o criaram. Quando é desenvolvido um pensamento e são estabelecidos os conceitos, começam a surgir as acusações. Fica parecendo que não havia qualquer questão até falarmos. É o caso do racismo no Brasil e sua relação com a segurança pública. Basta citar essa relação (como ouvi recentemente alguém criticando a suposta aleatoriedade das revistas em aeroportos) para alguns dizerem que antes dessa “turma de esquerda” aparecer não havia nada dessa luta de raças que foi criada ou esse “mimimi”. O passo seguinte é citar a lei como fonte de imparcialidade ou ...

    Leia mais
    blank

    Antídoto Ao Discurso Fascista Sobre Segurança Pública

    Este artigo foi escrito como uma contribuição aos parceiros que, enfrentando a resistência proto-fascista, mantém erguida a bandeira dos direitos humanos. Minha intenção foi oferecer argumentos persuasivos mesmo àqueles que não se importam com valores e apenas cobram resultados. Procurei demonstrar que, mesmo do ponto de vista exclusivamente pragmático, o descumprimento dos direitos humanos por parte das polícias leva à sua degradação e consequente enfraquecimento, e conduz ao fortalecimento do crime. Por Luiz Eduardo Soares Do Justificando Em bom português: ei, dona Maria, aceitar e estimular a violência policial é um tiro no pé. Se a senhora deseja a segurança de sua família e não se importa se o preço a pagar for o assassinato de jovens nas favelas, atenção, pense bem. Não vai dar certo. Quer uma prova irrefutável? Não deu. É o que tem sido feito há tempos. Olhe ao redor. O que está à sua volta é o ...

    Leia mais
    blank

    Segurança pública, racismo e a construção dos sujeitos ‘matáveis’ no Brasil

    Foto: Anistia Internacional Por Atila Roque Do Atila Roque Não gostamos do que vemos no espelho e preferimos negar e calar, valorizando as narrativas – constantemente renovadas desde antes da República e, sobretudo, após o fim da escravidão – que destacam o país pacífico e não racista A volta para casa dos cinco jovens residentes na favela de Costa Barros, zona norte do Rio de Janeiro, na madrugada de 29 de novembro passado, um domingo, após uma noite de celebração e festa no Parque de Madureira –  um dos poucos espaços públicos de lazer dos subúrbios cariocas –, terminou em mais uma chacina que chocou pela brutalidade, mas não, infelizmente, por sua excepcionalidade. No caminho daqueles jovens havia uma viatura do 41º Batalhão da Polícia Militar do RJ com policiais que descarregaram mais de cem tiros de fuzil e pistola sobre o carro onde estavam os jovens. ...

    Leia mais
    blank

    A Chacina do Cabula, a sentença relâmpago, gol contra os Direitos Humanos e o caos na segurança pública – Por Bartira Macedo de Miranda Santos

    Tudo junto e misturado nos discursos justificadores de massacres Alguma coisa está fora da ordem Caetano Veloso Por Bartira Macedo de Miranda Santos, do Empório do Direito “A questão criminal” é o título de um livro de Eugenio Raúl Zaffaroni, composto de uma série de artigos que ele publicou no diário argentino, a partir de 2011. O primeiro deles tem como título “A academia, os meios de comunicação e os mortos”. O título já nos leva a indagar da(s) ligação(ões) entre o saber produzido pelas ciências criminais e as mortes que de alguma forma resultam desse saber (seja preparando-as, seja justificando-as), embaladas pelos meios de comunicação. A tríade “saber-mídia-mortos” forma a simbiose do poder punitivo: o poder punitivo precisa de um saber que lhe dê sustentação; esse saber é reproduzido pela mídia, formando consensos; da atividade das funções concretas desse saber/poder punitivo resultam mortos; as mortes, por sua vez, precisam ser justificadas; ...

    Leia mais
    blank

    Violência, insegurança e gestão falha resultam em uma morte a cada 10 minutos no Brasil

    O Brasil investe mais em segurança pública do que os Estados Unidos e pouco menos do que a União Europeia, mas colhe resultados amplamente piores do que essas duas regiões do mundo. Mais nítido o problema de gestão, impossível. Esse é apenas um dos muitos dados apresentados pelo 8º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nesta terça-feira (11) em São Paulo.   Por: Thiago de Araújo no, Brasil Post    O documento de 156 páginas traz como mais alarmante o dado que uma pessoa é assassinada a cada 10 minutos no País. Foram 53.646 mortes violentas só em 2013, um aumento de 1,1% em relação ao ano anterior. O número de estupros também não é nada animador: foram 50.320 registrados, embora a estimativa real aponte para 143 mil, já que boa parte das vítimas, por vergonha ou medo, não denuncia o crime. Não menos alarmante é o fato de que 11.197 pessoas ...

    Leia mais
    Polícia Militar: Segurança Pública é um direito do cidadão de Sérgio Martins

    Polícia Militar: Segurança Pública é um direito do cidadão de Sérgio Martins

    A segurança pública é um dever constitucional do Estado, além de se constituir uma cláusula fundamental do contrato social, onde o indivíduo abre mão de sua defesa por mãos próprias em favor da garantia de que sua vida e seus bens não serão usurpados por terceiros. Trata-se de um tema tão caro ao Estado, que permite ao cidadão se insurgir através da desobediência civil, se o temor e a insegurança se espalharem na sociedade. Seria a hipótese do auto-armamento da população ou interrupção de recolhimento de impostos, que indiretamente custeiam os gastos públicos. Uma das instituições responsáveis pela segurança pública nos Estados, a polícia militar, há tempo, vem apresentando um quadro grave de problemas, que não são enfrentados com seriedade pelos governantes. O Estado do Rio de Janeiro, para além de suas belezas naturais, apresenta uma polícia militar que acumula mazelas, que colocam em risco o direito positivo à segurança ...

    Leia mais
    blank

    1ª Conferência Nacional de Segurança Pública

    VAMOS PARTICIPAR! Divulgação Conseg   A 1ª Conferência Nacional de Segurança Pública - Conseg, ocorrerá de 27 a 30 de agosto de 2009, em Brasília. A Conferência é a oportunidade de movimentos, redes fóruns e integrantes da sociedade civil, elaborarem uma nova política de segurança pública, que reconheça o direito de todas as pessoas à segurança. Para a população negra, é o momento de dizer não ao modelo de segurança pública vigente, que tem tornado negros e negras suspeitos preferências das abordagens policiais, e também as principais vítimas de homicídios decorrentes de confrontos com policiais, particularmente os/as mais jovens. Todas as informações sobre a 1ª Conseg estão disponíveis no site CONSEG , e no link informações sobre a Conferência no estado de São Paulo. Veja os arquivos:   1ª Conferência Nacional de Segurança Pública Etapas Municipais: São Paulo   Mobilizador do Ministério da Justiça   Élida dos Santos Tel: (11) ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist