terça-feira, agosto 11, 2020

    Saúde

    sus1

    Cobrança para acompanhar partos no SUS é irregular, diz Procon

    Em pelo menos quatro maternidades de Cuiabá a cobrança foi confirmada. Segundo lei, gestante tem direito a acompanhante sem taxa adicional.   A cobrança de taxas extras para que uma pessoa da família ou amiga da gestante possa acompanhar partos realizados no Sistema Único de Saúde (SUS) é ilegal, segundo o Procon. Ter um acompanhante sem nenhum custo adicional é um direto garantido por lei. Ainda assim, em pelo menos quatro maternidades de Cuiabá a cobrança foi confirmada. Em algumas instituições, o pai pode assistir ao parto sem custo, mas outro membro da família deve pagar uma taxa de R$ 100. E o valor varia de hospital para hospital, geralmente entre R$ 50 e R$ 100. A lei que garante o acompanhante na hora do parto entrou em vigou em 2005, e diz que, pelo SUS, a gestante tem direito a companhia durante o trabalho de parto, parto e pós-parto,...

    Leia mais
    aids01

    “Tenho o vírus da Aids, e o meu namorado não”

    Tenho HIV, e o meu namorado não. Um dia estourou a camisinha, fomos ao hospital e disseram que o coquetel para prevenção só é indicado para profissionais de saúde que lidam com soropositivos e se machucam. É verdade isso? MUITOS CASAIS (hétero e homossexuais) vivem hoje uma situação similar à descrita na dúvida desta semana, ou seja, são "sorodiscordantes". Isso quer dizer que um deles é soropositivo (contaminado com HIV) e o outro não! Essa situação exige alguns cuidados especiais para evitar que o outro venha a se infectar pelo HIV. O primeiro cuidado é usar preservativo em todas as relações sexuais, inclusive no sexo oral, para garantir uma segurança maior. Outra questão é a profilaxia de emergência (uso de coquetel de medicamentos contra o vírus por um curto período de tempo) caso um dos dois tenha sido exposto a uma situação de risco, como a camisinha estourar. Assim, essa...

    Leia mais
    saude_1

    Estudo analisa saúde pública para negros

    O acesso da população negra do Grande ABC aos serviços e informações na área da Saúde foi o foco da pesquisa feita pelo sociólogo e pesquisador da Faculdade de Medicina do ABC, Deivison Mendes Faustinol.Durante os estudos, o pesquisador identificou algumas características, como o pouco acesso à literatura sobre Saúde referente à população negra. A pesquisa foi feita a partir do cadastro de 135 organizações nas sete cidades, classificadas de acordo com a atividade principal, sendo também selecionadas 11 entidades religiosas de matriz africana. A avaliação foi dividida em duas partes. Do total, 41 organizações participaram da primeira e 33 da segunda. "Queremos, através dos movimentos negros que já existem e são fortalecidos na região, ajudar a enfrentar as desigualdades e preconceitos que existem no sistema de saúde para os negros. Por exemplo, quando um homem negro chega ao hospital com pressão arterial alta, muitos funcionários às vezes pensam que é...

    Leia mais
    aids01

    “Tenho o vírus da Aids, e o meu namorado não”

    Tenho HIV, e o meu namorado não. Um dia estourou a camisinha, fomos ao hospital e disseram que o coquetel para prevenção só é indicado para profissionais de saúde que lidam com soropositivos e se machucam. É verdade isso?MUITOS CASAIS (hétero e homossexuais) vivem hoje uma situação similar à descrita na dúvida desta semana, ou seja, são "sorodiscordantes". Isso quer dizer que um deles é soropositivo (contaminado com HIV) e o outro não!Essa situação exige alguns cuidados especiais para evitar que o outro venha a se infectar pelo HIV. O primeiro cuidado é usar preservativo em todas as relações sexuais, inclusive no sexo oral, para garantir uma segurança maior.Outra questão é a profilaxia de emergência (uso de coquetel de medicamentos contra o vírus por um curto período de tempo) caso um dos dois tenha sido exposto a uma situação de risco, como a camisinha estourar.Assim, essa medicação deve ser iniciada...

    Leia mais
    O_que_a_mulher_grvida_no_pode_fazer

    Uma em cada cinco mulheres já fizeram aborto no Brasil

    Jornalistas percorreram capitais brasileiras para investigar a prática do aborto em clínicas clandestinas. Na fachada, o letreiro informa que o lugar é um centro médico de ginecologia e obstetrícia da capital do Pará, mas a entrada sugere uma pequena fortificação. Atrás das grades, um aborto é cometido a cada 15 minutos, com a proteção da polícia. O repórter Eduardo Faustini e uma produtora do Fantástico fingem que são um casal que precisa de um aborto clandestino para interromper quatro semanas de gestação. Sem saber que está sendo gravada, a recepcionista presta todas as informações. Ela explica o procedimento: “São R$ 400 para fazer a interrupção nesse período. O que o doutor faz é a curetagem. Ele tira o saco gestacional e faz a limpeza do útero. Isso é uns dez, cinco a dez minutos”. “A curetagem é um método que utiliza pinças metálicas. São muito rígidas e são introduzidas no...

    Leia mais
    rosto-mulher-lagrima

    Não as obriguem a sofrer

    É uma violência obrigar uma mulher a manter por nove meses a gravidez de um feto que nascerá morto ou morrerá instantes depois do parto Por: NILCÉA FREIRE Sofrimento. Essa é a palavra que resume o sentimento de mulheres gestantes de fetos anencéfalos (com má-formação cerebral). Além da dor imposta pelo diagnóstico, elas enfrentam uma verdadeira saga nos tribunais ao terem de negociar sua angústia com promotores e juízes em busca de conquistar o direito legal para interromper a gravidez. Infelizmente, no Brasil, a autorização para a antecipação de partos de fetos anencéfalos é feita caso a caso e envolve crenças e valores dos juízes. No último dia 17, mais um tribunal autorizou a interrupção da gestação de um feto anencéfalo. Apesar de negada em primeira instância, a decisão da 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais foi unânime. O relator, desembargador Alberto Henrique, enfatizou que a...

    Leia mais
    mulher-negra-3

    Conquistando Direitos – a Experiência do Projeto Piloto Direito à Saúde da Mulher Negra

                        Com duração de três anos, o Projeto, que teve início em março de 2007 e foi encerrado em abril de 2010, é um exemplo exitoso de ação que aborda as questões raciais e de gênero em uma perspectiva de direitos humanos. Realizá-lo, em parceria com o Geledés Instituto da Mulher Negra, foi para a Conectas uma experiência enriquecedora, na medida em que ampliou o leque de atuação da organização que desde 2001 trabalha pela promoção dos direitos humanos no sul global. A expertise do Geledés em educação popular e no trabalho pela igualdade racial e de gênero, aliada à experiência da Conectas na capacitação de ativistas e no desenvolvimento de projetos no âmbito dos direitos humanos, resultou no bem sucedido trabalho. Suas principais atividades ao longo desses anos foram:1. a produção, em 2007, do Manual de Referência em Direito à...

    Leia mais
    Getty Images/T.Weidman

    SP promove testagem gratuita de HIV antes de parada gay

    A Secretaria da Saúde de São Paulo, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, promovem a partir do próximo dia 31 de maio, segunda-feira, a campanha Fique Sabendo. O evento antecede a parada gay, ou LGBTT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais), programada para o primeiro domingo de junho. Qualquer pessoa pode participar. Getty Images/T.Weidman Neste ano a ação irá ocorrer no Center 3 da avenida Paulista. Os testes rápidos de HIV, com resultados em até 15 minutos, serão oferecidos gratuitamente a todos as pessoas que comparecerem ao local. Os horários de atendimento serão das 10h às 17h nos dias 31 de maio e 1 de junho e das 10h às 14h no dia 2, quarta-feira.   Vinte profissionais dos programas estadual e municipal de DST/Aids, entre eles enfermeiros, auxiliares de enfermagem, psicólogos, assistentes sociais, técnicos de laboratório e administrativos, comporão a...

    Leia mais
    get img

    Cesáreas representam 57% dos partos em SP

    Na última década, a taxa de cesáreas em São Paulo cresceu quase dez pontos percentuais, atingindo 56,7% dos partos. A Organização Mundial da Saúde considera aceitável um índice de até 15% de cesáreas. A maioria dos partos cirúrgicos ocorre no setor privado de saúde. "Sou diretor-clínico da Pró Matre, de São Paulo, e percebo um crescimento brutal da prática", diz o obstetra Bussâmara Neme, professor da USP, Unicamp e PUC. O médico, que em 2009 declarou à Folha que qualquer débil mental faz cesárea, diz que a distorção no Brasil e em São Paulo é muito grande. "Todo mundo sabe que estamos fazendo cesáreas demais, e que fatores como a comodidade do médico e interesses econômicos estimulam a prática", diz. "É claro que a natureza foi feita para o parto vaginal e, se as condições forem boas, é o ideal. Mas, embora a cesárea não deva ser um...

    Leia mais
    Getty Images/T.Weidman

    Pará: Mais de R$ 338 mil vão financiar projetos de combate a DST/Aids

    A Coordenação Estadual de DST/HIV/Aids e Hepatites Virais, da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), tem disponíveis R$ 328.815,91 para financiar projetos comunitários de organizações não governamentais e outras organizações da sociedade civil (OSC) sem fins lucrativos, que atuam diretamente no controle das doenças sexualmente transmissíveis e hepatites virais. Getty Images/T.Weidman O edital de seleção foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) do dia 20 de abril, e as inscrições podem ser feitas até 25 de maio. Os projetos têm vigência de 12 meses e os recursos financeiros previstos nessa seleção são oriundos da Política de Incentivo para Ações de DST e Aids acumulados em 2009, acrescidos dos recursos de 2010. De acordo com o coordenador estadual de DST/Aids e Hepatites Virais, Lourival Marsola, é o primeiro ano que o edital especifica recursos para as hepatites virais. "Essa é uma forma de apoiar os...

    Leia mais
    blank

    Médicos fazem laqueadura em mulher grávida

    A cirurgia foi realizada em outubro na cidade de Santos; a paciente conta que sente dores Médicos de um hospital público de Santos, cidade a 72 km de São Paulo, realizaram uma laqueadura em uma mulher grávida. O caso aconteceu em outubro do ano passado, quando a mãe de cinco filhos estava grávida de um mês e meio. Antes de realizar a cirurgia, que é um procedimento de esterilização feminina, os médicos realizaram exame de gravidez. A mulher, que completa oito meses de gestação em maio, sente dores na região da cirurgia, mas os médicos garantem que o bebê não corre risco de morte. A Secretaria de Saúde de Santos afirmou que abriu sindicância para apurar se houve erro médico no caso.     Fonte: R7

    Leia mais
    Foto: João Godinho

    Um governador apologista do SUS é a glória para sempre, amém!

    Por: FÁTIMA OLIVEIRA   Compreender é muito; pelo menos no discurso é .     Fiquei bem impressionada com a declaração do atual governador de Minas afirmando que é apologista do Sistema Único de Saúde (SUS): "Na realidade, o SUS é um só, nacional. Quando ele foi concebido, na década de 80, foi como um todo. Seriam competência da esfera federal o financiamento e a concepção geral do sistema; aos Estados caberiam o cofinanciamento e a supervisão; e aos municípios, a execução - financiamento também. A execução caberia aos municípios, a não ser em casos de altíssima complexidade (...) Eu sou defensor e até apologista do SUS, acho que o avanço do Brasil ao longo dos últimos anos foi muito grande. Estamos ainda muito distantes de uma saúde pública de qualidade no Brasil, até porque a saúde pública é uma política de demanda infinita, que nunca se conclui. Mas, perto...

    Leia mais
    mas-afinal-o-que-e-isso-de-h1n1

    Tire suas dúvidas sobre a vacinação contra a gripe suína

    Serão vacinados jovens de 20 a 29 anos, grávidas e doentes crônicos até 23 de abril   Por que nem todo mundo será vacinado contra a gripe suína? A estratégia do governo e da OMS (Organização Mundial da Saúde) é vacinar os grupos considerados prioritários, que são mais suscetíveis a formas mais graves ou à morte por causa dessa gripe. Enquadram-se nesses casos profissionais da área de saúde envolvidos no combate à doença, indígenas, crianças entre seis meses e dois anos de idade, adultos de 20 a 39 anos e pessoas portadoras de doenças crônicas. Segundo o Ministério da Saúde, a indústria não consegue produzir em volume suficiente para que todos os países vacinem todo mundo.   Mas ainda há possibilidade de haver uma nova leva de vacinas? Após a campanha e dependendo da situação da doença no país e da disponibilidade da vacina, outros grupos poderão ser vacinados. Como...

    Leia mais
    saude

    Projetos de Melhoria da Saúde Ambiental e Humana serão aplicados em São Francisco do Conde

        Os pesquisadores dos 18 projetos na área de saúde ambiental e humana que serão aplicados em São Francisco do Conde, selecionados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), assinaram nesta quinta-feira (18) o termo de outorga para iniciar os trabalhos.   Os recursos investidos pela prefeitura local totalizam R$ 2 milhões e financiarão estudos relevantes para a melhoria das condições de saúde pública desse município do Recôncavo, onde 95% dos habitantes são afrodescendentes e a maioria de baixa renda. Participaram do evento membros da Diretoria Executiva da Fapesb, a prefeita de São Francisco do Conde, Rilza Valentim, pesquisadores contemplados e representantes da comunidade acadêmica e científica.   As pesquisas escolheram áreas até então não-investigadas na região e relacionadas ao perfil de saúde ambiental e humana do município. Anemia falciforme, distúrbios psíquicos, hipertensão arterial, paralisia cerebral, contaminação por metais pesados, segurança alimentar na cadeia produtiva...

    Leia mais
    Thinkstock/Getty Images

    Protesto contra aborto reúne 5.000 em SP

    Cerca de 5.000 pessoas, segundo a PM, participaram na manhã de ontem da "Marcha da Cidadania pela Vida" nas ruas do centro de São Paulo. O grupo, formado principalmente por religiosos, é contrário a projeto de lei que descriminaliza o aborto no país. Thinkstock/Getty Images Durante o evento, uma das líderes do movimento, a biomédica da UnB Lenise Garcia, anunciou que o próximo passo será divulgar quem são os candidatos que já declararam serem contrários ao projeto que tramita no Congresso. Fonte: Folha de São Paulo

    Leia mais
    © Reuters

    Polícia estoura clínica de aborto e prende 10 no Rio

    © Reuters Policiais civis da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Saúde Pública (DRCCSP) estouraram ontem uma clínica clandestina de aborto no bairro da Gamboa, zona portuária do Rio de Janeiro. Os valores cobrados pelo procedimento variavam entre R$ 600 e R$ 2 mil, de acordo com o tempo de gestação. Segundo as investigações, a clínica praticava cerca de 20 abortos por dia, com um faturamento diário de cerca de R$ 20 mil. Dez pessoas foram detidas. Em duas semanas de investigações os agentes monitoraram o local e desconfiaram da movimentação noturna de mulheres acompanhadas, bem como o grande número de câmeras instaladas no imóvel. Dois casais de policiais se infiltraram na clínica disfarçados de pacientes. Após constatarem a realização de aborto, avisaram os demais agentes que estavam nas proximidades. O médico Carlos Eduardo de Souza Pinto, de 39 anos, e as assistentes Keila Leal...

    Leia mais
    direito

    Juiz do Mato Grosso do Sul afasta promotores por excesso de acusação em processo de aborto

    CAMPO GRANDE - O juiz da 2ª Vara do Tribunal do Juri de Campo Grande, Aluízio Pereira dos Santos, afastou os promotores Paulo Cezar dos Passos e Luciana do Amaral Nagib Jorge da acusação contra as quatro rés do processo por crime de aborto. O afastamento foi pedido pela defesa de uma das acusadas, ex-funcionária da Clínica de Planejamento Familiar. Cada uma está sendo denunciada pela prática de 25 abortos. Do TV Morena O julgamento estava marcado para o dia 24 de fevereiro, em que seriam julgadas a psicóloga Simone Aparecida Cantaguessi de Souza e as enfermeiras Libertina de Jesus Centurion, Maria Nelma de Souza e Rosângela de Almeida, todas ex-funcionárias da clínica de propriedade de Neide Mota Machado. A ex-médica também havia sido denunciada, mas o processo foi arquivado após a morte dela, no dia 29 de novembro de 2009. O julgamento foi suspenso depois que o advogado René Siufi,...

    Leia mais
    RODRIGO GARRIDO /REUTERS

    8 de março: Brasil dá três passos para trás

    Em fevereiro a Espanha aprovou uma ampla legislação que legaliza o aborto. Por Natalia Mori, Kauara Rodrigues e Soraya Fleischer RODRIGO GARRIDO /REUTERS A nova Lei garante às espanholas o direito à interrupção da gravidez indesejada e regulamenta o atendimento de saúde oferecido pelo estado para que esse direito de fato ocorra de forma segura na vida das mulheres. A Espanha já tinha o aborto descriminalizado, mas os serviços públicos de saúde não garantiam o acesso, fazendo com que apenas as mulheres com recursos financeiros pagassem pela interrupção em clínicas privadas. O Brasil tem muito que aprender com a experiência espanhola. O nosso país se vê às voltas com as polêmicas geradas a partir do 3º Plano Nacional de Direitos Humanos (3º PNDH), recentemente lançado pelo governo Lula. Gostaríamos de elencar algumas questões e relacionar com as discussões na Espanha sobre o reconhecimento desse direito. Para...

    Leia mais
    Thinkstock/Getty Images

    8 de março: Documentário debate aborto de menina de 9 anos em PE

    ECIFE - Foi lançado hoje, no Recife, o documentário Direito e Saúde, o caso de Alagoinha, que retrata a história da criança de nove anos que realizou um abordo de gêmeos, após engravidar do padrasto durante abusos sexuais. O projeto com fins educativos foi apresentado na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Pernambuco (UPE). Thinkstock/Getty Images O projeto foi idealizado pela ONG Ipas Brasil, que atua há três décadas na defesa dos direitos reprodutivos da mulher. O documentário tem 29 minutos de duração e apresenta relatos dos profissionais que deram assistência à família da criança e realizaram o aborto, há um ano, a despeito do ex-arcebispo Dom José Cardoso Sobrinho.   O religioso conseguiu suspender o procedimento, que iria ser realizado no Instituto Materno Infantil de Pernambuco, na capital, mas a menina foi transferida para o Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam), onde...

    Leia mais
    Thinkstock/Getty Images

    Renasce o debate sobre o aborto

    Brasília - Enquanto o movimento contrário ao aborto no Brasil organiza a tradicional manifestação Marcha da Cidadania pela Vida, marcada para março em São Paulo, as organizações feministas se preparam para as Jornadas pelo Direito ao Aborto Legal e Seguro - debates sucessivos sobre como mudar a lei que criminaliza a interrupção da gravidez no país. Os grupos que se opõem começam a se articular para colocar o tema em evidência neste primeiro semestre do ano, já de olho no período eleitoral. Thinkstock/Getty Images O principal foco, agora, é monitorar o posicionamento do governo em relação ao 3º Plano Nacional de Direitos Humanos, que defende o aborto, entre outras questões. Depois de assinar o documento e ser pressionado por entidades religiosas, o presidente Lula recuou publicamente, prometendo mudanças no texto. Mas, segundo a Secretaria de Direitos Humanos, a versão válida do plano está publicada na página...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist