segunda-feira, junho 1, 2020

    Questão Racial

    3_jane

    Reunião discute lançamento estadual do Programa Racismo na Infância 2010

    Previsto para ser lançado em Brasília, no dia 25 deste mês, o Programa Racismo na Infância 2010 movimentou ativistas negros alagoanos com parceiros do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) a se reunirem em Maceió para discutir seu lançamento em Alagoas. A Unicef e vários ativistas de entidades do movimento negro buscam mais parcerias com organizações não governamentais, instituições municipais, estaduais e federais da Saúde e Educação para fortalecer o combate ao racismo no Estado. A reunião aconteceu na sala 131 da Secretaria Estadual de Educação e Esporte (SEEE), no Centro de Maceió. O programa tem o apoio da Fundação Cultural Palmares, interligado ao Ministério da Cultura e da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), além de movimentos sociais.     A coordenadora do programa, Jane Santos, afirma: “a gente quer mostrar que a cara do racismo é mais acentuada e atende vários segmentos.” Presente...

    Leia mais
    inter_eto

    Cagliari é multado por gritos de torcedores racistas contra Eto’o

    ROMA - O Cagliari foi multado nesta terça-feira em 25.000 euros pela justiça esportiva italiana depois que, no domingo, sua torcida lançou ofensas racistas contra o atacante camaronês do Inter de Milão, Samuel Eto'o, em partida pela Série A. Eto'o foi vaiado com gritos imitando sons de macaco e o juiz decidiu parar a partida durante três minutos, ameaçando encerrá-la se os gritos continuassem. A partida pôde enfim continuar e Eto'o marcou o gol da vitória (1-0) contra a equipe local. O técnico do Cagliari, Pierpaolo Bisoli, disse que não houve gritos racistas. "Não gostaria que se confundissem os assovios normais dirigidos contra os adversários com os insultos racistas. Conheço o público da Sardenha e sei que é educado. Nunca ouvi os torcedores do Cagliari fazer algo assim". O ex-técnico da Itália, Giovanni Trapattoni, por sua vez, afirmou que o país  tem "os torcedores mais mal-educados da Europa". "No exterior é muito pouco comum ouvir...

    Leia mais
    racismo-eleicoes_2010

    Racismo, crise e sistema político

    No que diz respeito a fenómenos como o racismo e a xenofobia, uma das interrogações preferidas dos meios de comunicação social e uma das mais difíceis de responder por parte dos cientistas sociais consiste em perguntar se há «mais racismo numa sociedade do que noutra». Para responder a esta questão, o sociólogo francês Michel Wieviorka criou, nos anos 90, uma escala de intensidade do racismo que se baseia no seu grau de infiltração no sistema político e no Estado (L’Espace du Racisme, Paris, Seuil, 1991). O primeiro nível, designado, pelo autor, por «infra-racismo», consiste nas situações onde, apesar de ser observável a presença e a reprodução de preconceitos raciais ou étnicos, o racismo é desarticulado; a violência racial é difusa, espontânea e muito localizada, sem o apoio de estruturas organizadas; a segregação e a discriminação confundem-se frequentemente com problemas sociais como a pobreza, o desemprego, a marginalidade ou a degradação...

    Leia mais
    1528_Arauto2

    Violência, racismo e intolerância da PM em Ilhéus exigem ação pública

      I – Da Constituição de 1988. Art.5º, VI– é inviolável a liberdade de consciência e crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias. O inciso VIII estatui que ninguém será privado de seus direitos por motivo de crença religiosa.    II – Do Código Penal.  Título V, Cap. I, Dos Crimes contra o Sentimento Religioso:  Ultraje a culto e impedimento ou perturbação de ato a ele relativo  Art.208 do CP – Escarnecer de alguém publicamente por motivo de crença ou função religiosa, impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso, vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso: Detenção – 1mês a 1ano, ou multa. Parágrafo Único. Se há emprego da violência, a pena é aumentada de um terço, sem prejuízo da correspondente à violência.   Ao Secretário de Segurança Pública do Governo do Estado da Bahia, Antonio...

    Leia mais
    exclusion-social-xenofobia-y-racismo

    Xenofobia ou racismo, NÃO!

    Nelson Gervoni * Adital - Fiquei estupefato! Admiradíssimo! Pasmado! Muito mais que isso, fiquei escandalizado (e eu que achava que nada mais nessa vida pudesse me escandalizar!!!) com um vídeo postado no Youtube (veja na página inicial do blog), que mostra mensagens postadas no Twitter, por jovens que escancaram seu ódio xenofóbico (veja abaixo o que é xenofobia) contra nordestinos.   E eu que pensava que frases do tipo "que baianada é essa!", "não faça papel de preto", "vamos dormir que amanhã é dia de branco", ou mesmo aquelas que chamavam de "baiano" ou "nortista" qualquer pessoa nascida nas regiões Norte ou Nordeste, que tanto ouvia em minha infância, fossem coisas do passado. Estava enganado e a situação atual é infinitamente pior que aquela que pensava fazer parte do passado.   Embora eivadas de preconceitos embutidos e muitas vezes inconscientes, aquelas frases faziam mal, pois revelavam o que, lá no fundo,...

    Leia mais
    crimes-na-net

    Xenofobia na rede: brasileiro desconhece os limites da liberdade de expressão na internet

    Por Alexandre Atheniense O fato ocorrido com a estudante de Direito, Mayara Petruso, que está sendo acusada de publicar mensagens racistas no Twitter e Facebook, demonstra mais uma vez que o brasileiro desconhece os limites da liberdade de expressão na internet e que a publicação de conteúdos ilícitos na web não está amparada pelo anonimato. É importante que as pessoas tenham consciência que não há impunidade quanto as violações já previstas no Código Penal. Se tratando de redes sociais no Brasil, os incidentes mais recorrentes estão sempre ligados com a publicação de conteúdos ilícitos tais como calúnias, difamações, injúrias, xenofobia, incitação ao nazismo etc. No caso em questão, não será difícil fazer identificação de autoria quanto a quem remeteu a mensagem de caráter notadamente xenófobo porque isso pode ser apurado através do histórico das mensagens com quem a estudante havia intercambiado conteúdos, bem como a localização geográfica ou provedor de...

    Leia mais
    Jacques_Wagner

    Yalorixa torturada e presa será recebida pelo governador da Bahia

    Salvador - O governador da Bahia, Jacques Wagner, do PT, recebe na manhã desta quarta-feira (10/11), a líder religiosa Bernadete Souza Ferreira, torturada por policiais militares que a jogaram num formigueiro ao invadirem o Assentamento D. Hélder Câmara, no último dia 23 de outubro, em Ilhéus, cidade do Sul da Bahia. O deputado Valmir Assunção, do PT, e da base do governo Jacques Wagner, fundador do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), na Bahia, preferiu, neste caso, a cautela. "Só o fato de uma mulher ter sido encarcerada da forma que essa líder foi, e em cela masculina, já é um grave desrespeito aos direitos humanos, algo incompatível com o momento democrático em que vivemos", declara. O coordenador do Coletivo de Entidades Negras da Bahia (CEN), Marcos Rezende, também foi na mesma direção. "O caso da yalorixá Bernadete de Souza, que, além de torturada, foi jogada sobre um formigueiro,...

    Leia mais
    mercado_trabalho

    Mulheres e negros são barrados em cargos de diretoria de grandes empresas, diz estudo

    Apenas seis mulheres negras são executivas das 500 maiores companhias brasileiras. Cultura corporativa e falta de ações afirmativas são explicação para ausência desses segmentos da população nos cargos mais altos das companhias, diz Ethos São Paulo – As mulheres e os negros têm poucos representantes nos altos cargos executivos das principais empresas brasileiras, constata pesquisa do Instituto Ethos/Ibope. O estudo conclui que os dois grupos estão sub-representados, se considerada sua presença na população economicamente ativa (PEA). A situação da mulher negra é a que mais chama atenção. Entre 1.162 diretores, há somente seis negras ou pardas. O número representa 0,5% de mulheres negras no quadro executivo. As mulheres são 119 entre os executivos. O levantamento " Perfil Social, Racial e de Gênero das 500 Maiores Empresas do Brasil e Suas Ações Afirmativas" está em sua quinta edição. A pesquisa é voluntária, e os questionários foram enviados as 500 maiores empresas...

    Leia mais
    Vereador_Francisco_Chagas

    Vereador Francisco Chagas promove Ato de Desagravo aos Nordestinos

    Evento será realizado após a Sessão Ordinária da Câmara nesta quinta-feira, dia 11, e contará com a participação de autoridades ligadas aos Direitos Humanos e Cidadania e representantes da sociedade civil   Acontece nesta quinta-feira (11/11), às 17 horas, no Plenário 1º de Maio, na Câmara Municipal de São Paulo, o Ato de Desagravo aos Nordestinos. O evento será realizado após a Sessão Ordinária da Casa Legislativa. Promovido pelo Vereador Francisco Chagas (PT), o Ato tem por objetivo manifestar repúdio às ofensas disseminadas na Internet, e à introdução e prática na sociedade paulista e brasileira de qualquer forma de discriminação das pessoas motivadas por preconceitos, seja de raça, cor, etnia, sexo, origem regional, religião, nacionalidade, entre outras. São aguardadas para o Ato, além dos vereadores, outras autoridades e instituições ligadas aos Direitos Humanos e Cidadania, representantes das comunidades nordestina, negra e indígena, bem como entidades da sociedade civil, e representantes...

    Leia mais
    Marcha em Israel (Foto: Guila Flint/BBC Brasil)

    Intelectuais protestam contra racismo em Israel

    Vários importantes intelectuais de Israel protestaram neste domingo em Tel Aviv contra manifestações crescentes de racismo que, dizem, afetam os cidadãos árabes do país. Os manifestantes, entre eles escritores e artistas de renome, criticaram decretos recentes de rabinos proibindo o aluguel de apartamentos a cidadãos árabes e a promulgação de leis de caráter discriminatório no Parlamento. O protesto ocorreu na Alameda Rotschild, no centro de Tel Aviv, em frente ao prédio onde foi realizada a histórica declaração da fundação do Estado de Israel, em 1948, conhecida como Declaração da Independência. De acordo com os organizadores, o local foi escolhido para marcar o que consideram a contradição entre a realidade atual no país e o conteúdo da declaração, que garantia "igualdade total de direitos políticos e sociais para todos os cidadãos, sem discriminação de religião, raça ou gênero". Participantes do protesto ouvidos pela BBC Brasil mencionaram o "perigo da ascensão do...

    Leia mais
    preconceito-nao

    XENOFOBIA: Juliana Coutinho escreve: Seja bem-vinda, Mayara Petruso, paulista

    Mayara Petrusco “neguinha” espero que esteja curtindo seus 15 minutinhos de fama, se é que podemos chamar assim, pois duvido que algum baiano tenha escutado falar de você, antes de bombardear as redes sócias do twitter, facebook, e orkut, com preconceitos que eu só pensava encontrar no autentico sangue azul, que corre nas veias de proprietários de fortalezas, escondidas nas avenidas paulistanas. Como também não acredito que esse seja o pensamento da maioria dos paulistanos, que junto com os nordestinos fazem São Paulo e o restante do Brasil caminhar.  Tenho lá minhas duvidas, de que todo esse preconceito tenha sido em relação à escolha de Dilma Rousseff para presidência. Veja só você como somos educados, e engolimos goela abaixo figuras como o Tiririca- que ironia do destino, um cearense!E que graças a seus conterrâneos teve milhões de votos. Pelo que eu conheço da cidade e pessoas de São Paulo, em...

    Leia mais
    mayara_petrusco

    Estudante de direito acusada de racismo no Twitter é demitida

    Estudante de direito acusada de ter iniciado a série de comentários preconceituosos contra os nordestinos no Twitter foi demitida do escritório de advocacia onde estagiava, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo. Além de perder o emprego, Mayara Petruso pode também responder criminalmente pela mensagem racista. Mais cedo, a Ordem dos Advogados do Brasil de Pernambuco afirmou que pedirá ao Ministério Público Federal em SP, a abertura de uma ação penal contra Mayara. No domingo a noite, após o resultado da eleição de Dilma Rousseff para presidência, Mayara Petruso postou no microblog: “Nordestino não é gente. Faça um favor a SP: mate um nordestino afogado!”, frase que provocou dezenas de comentários a favor e contra a postura da estudante de direito. Logo depois, a estudante retirou o perfil de várias redes sociais como Twitter, orkut e faceboook, mas os internutas já haviam propagado a mensagem e perfil dela...

    Leia mais
    matilde-e-paulo-paim

    No RS, skinheads ameaçam senador e ex-ministra negros em vídeo

    Durante uma ação da Polícia Civil gaúcha pelo combate a um grupo neonazista em Porto Alegre (RS), um vídeo chamou a atenção. Em meio a trechos de reportagens sobre a política de quotas nas universidades, cenas de violência entre agressores negros e vítimas brancas, a imagem do senador Paulo Paim (PT-RS) e da ex-ministra da Igualdade Racial Matilde Ribeiro. O material, que inclui ainda CD’s, DVD’s, fotografias, camisetas, distintivos, facas, correntes, uma soqueira e um computador portátil, foi recolhido em uma residência, no início da tarde desta sexta-feira, no Centro de Porto Alegre. O responsável pelos objetos não foi localizado. Ele é membro do White Power Sul Skin, um dos grupos neonazistas atuantes no Sul do país que pregam a limpeza racial e a doutrina de que negros, homossexuais e judeus são inferiores. “Isso não nos intimida. Se pensavam que iam me prejudicar no processo eleitoral, se deram mal. Pretendo fazer uma...

    Leia mais
    logo_OEA

    Morte de policial em Osasco-SP é denunciada à OEA

    Poderia ser mais um caso suspeito de resistência seguida de morte envolvendo policiais militares de São Paulo com poucas chances de ser esclarecido. Mas a vítima foi um guarda-civil metropolitano (GCM) de Osasco e o comando da corporação comprou a briga. No dia 25 de outubro, o comandante da GCM da cidade, Gilson Menezes, denunciou o caso na Comissão Interamericana de Direitos Humanos em Washington, nos Estados Unidos. Foi a primeira vez que uma autoridade brasileira denuncia um caso de violência policial na Organização dos Estados Americanos (OEA). Ele atuou em parceria com as ONGs Geledés e Global Rights. "Foi uma execução e agora que denunciamos o caso em instâncias internacionais não tem mais volta. O caso não será arquivado. O que mais me revolta é que os autores ainda estão na rua, trabalhando normalmente", afirma Menezes. A morte do GCM aconteceu em 13 de dezembro do ano passado. Ataídes...

    Leia mais
    oab

    OAB reage a ataque ao Nordeste no Twitter

    Alessandra Duarte Universitária de SP que iniciou ofensas deverá responder por crime de racismo A seção Pernambuco da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PE) entra hoje, na Justiça de São Paulo, com representação criminal contra a onda de ataques aos nordestinos divulgada por meio do Twitter após a eleição de Dilma Rousseff. No domingo à noite, usuários da rede de microblogs começaram a postar mensagens ofensivas ao Nordeste, relacionando o resultado à boa votação de Dilma na região. A representação da OAB-PE é contra a estudante de Direito Mayara Petruso, de São Paulo, uma das que teriam iniciado os ataques. Segundo o presidente da OAB-PE, Henrique Mariano, Mayara deverá responder por crime de racismo (pena de dois a cinco anos de prisão, mais multa) e incitação pública de prática de crime (cuja pena é detenção de três a seis meses, ou multa), no caso, homicídio. Entre as mensagens postadas pela...

    Leia mais
    _jornalismo_moda_guerlain

    O perfumista Jean-Paul Guerlain é acusado de racismo

    Por: Julia Salgueiro Ao usar uma palavra inadequada na TV ele gerou uma polêmica que chegou ao governo e corre o risco de ser processado Jean-Paul Guerlain, famoso perfumista francês, se envolveu numa grande polêmica recente e foi acusado de racismo. Em uma entrevista para o principal canal público de TV, o France 2, Guerlain disse: "Uma vez, trabalhei como um crioulo. Não sei se alguma vez os crioulos trabalharam tanto assim". Ao usar a palavra "nègre" (em francês tem sentido depreciativo), ao invés de "noir" (com sentido mais neutro), um dos homens mais ricos da França se envolveu num escândalo que chegou ao governo. A ministra da economia, Christine Lagarde disse à uma rádio local que espera que o comportamento "patético" do perfumista tenha sido um sinal senil e que ele manifeste desculpas. Associações como a SOS Racisme e o Conselho representativo das Associações Negras já falam em denunciá-lo...

    Leia mais
    casos-preconceito-nordestinos

    Redes sociais revelam orgulho e preconceito em relação ao Nordeste

    Por: Camila Campanerut   Trocas de mensagens pela rede social Twitter e em blogs sobre a vitória de Dilma Rousseff (PT) na disputa presidencial revelaram orgulho e preconceito em relação ao Nordeste. As discussões online foram tomadas por críticas de jovens de regiões distintas que trocaram mensagens com expressões de preconceito sobre a participação e a influência dos eleitores da região nos resultados do pleito deste ano. A tag "orgulhodesernordestino" foi um dos destaques nacionais do twitter no dia. Mensagens falavam positivamente da força do voto nordestino, considerando que foi graças à região que Dilma foi eleita. Ela recebeu votação maciça lá, mas, mesmo sem considerar o Nordeste, ela teria sido eleita (se fossem desprezados os votos e de seu adversário, José Serra, na região). Como resposta ao "orgulhodesernordestino", várias mensagens contra a região foram postadas na internet. No blog Diga Não à Xenofobia, por exemplo, há uma compilação de...

    Leia mais
    ©Ras Adauto

    Conselho mundial de Brasileiros no Exterior

    Hamburgo - O sociólogo e jornalista Marcos Romão, 57 anos, é candidato ao Conselho Mundial de Brasileiros no Exterior, criado pelo Ministério das Relações Exteriores. O jornalista disputa uma das quatro vagas reservadas aos brasileiros residentes na Europa. A eleição acontece de segunda-feira, 1º de novembro, até o dia 09, e podem votar, os brasileiros maiores de 16 anos, residentes no exterior. Para votar pela Internet é preciso acessar página do Ministério das Relações Exteriores . Romão, uma das mais importantes lideranças negras das décadas de 70 e 80, vive em Hamburgo, na Alemanha, há 21 anos, desenvolvendo trabalhos com as comunidades de imigrantes. "Nós brasileiros e brasileiras no exterior, mandamos mais de 7 bilhões de dólares por ano para o Brasil. É o mesmo que toda a nossa exportação de soja. Está na hora de termos nossa cidadania reconhecida", afirmou. Na sua plataforma, ele defende Educação bilíngüe para as...

    Leia mais
    bullying_racismo

    Bullying: Conselho responsabiliza diretora por bullying e racismo

    Estudantes de escola estadual de Campo Grande sofreram agressões e discriminação racial A diretora da Escola Estadual Delmira Ramos dos Santos, de Campo Grande (MS), foi responsabilizada por “bullying associado à discriminação racial” cometido contra dois alunos de 13 e 15 anos, em parecer do Conselho Nacional de Educação (CNE). A decisão, que aguarda homologação do ministro da Educação, Fernando Haddad, foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira. De acordo com o parecer da conselheira e relatora Nilma Lino Gomes, Antonesia Maria dos Santos da Costa, mãe das vítimas, registrou um Boletim de Ocorrência no qual afirmava seus filhos sofreram injúria e agressões feitas pelos alunos da escola. Segundo Antonesia, os jovens eram alvos de agressões de cunho racista, como “o seu cabelo é feito pra fazer Bombril”, “sua pele é para fazer carvão e a carne para fazer comida de porco”, “pretos fedidos” e “urubu”. Ainda de...

    Leia mais
    blank

    Informe preliminar revela casos de intolerância religiosa

    O documento foi lançado na Marcha Nacional pela Liberdade Religiosa, realizado no Rio de Janeiro no último dia 19 de outubro. A Relatoria do Direito Humano à Educação da Plataforma Dhesca divulgou o Informe Preliminar da investigação sobre casos de intolerância religiosa nas escolas e creches de Salvador e Rio de Janeiro. O informe integra as atividades da missão nacional “Educação e Racismo no Brasil”. O documento foi lançado na Marcha Nacional pela Liberdade Religiosa, realizado no Rio de Janeiro no último dia 19 de outubro, e tem como objetivo encontrar e denunciar casos de intolerância religiosa contra estudantes, famílias e profissionais de educação vinculados ao candomblé, à umbanda e a outras religiões de matriz africana. Além disso, a missão nacional 2010 abordará outros casos de racismo no cotidiano das unidades educacionais (das creches a universidades) e a situação da educação em áreas remanescentes de quilombos. A missão já pasosu...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist