segunda-feira, julho 6, 2020

    Questão Racial

    Carrefour

    Carrefour: Central sindical manifesta satisfação

    Salvador - O Secretário Nacional da Diversidade Humana da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Magno Lavigne , manifestou a satisfação da central sindical pelo acordo extrajudicial firmado pelo Carrefour com o vigilante da Universidade de S. Paulo (USP), Januário Alves de Santana, vítima de espancamentos por seguranças nas dependências de uma loja do hipermercado em Osasco, em agosto do ano passado. Pelo acordo, a empresa pagou indenização à Januário - em valores não revelados - à título de indenização por danos morais.   "O acordo, satisfatório para as partes, demonstra que o diálogo e a negociação pode ser também um caminho para se promover a reparação", afirmou.   Em Nota, a Secretaria da Diversidade da UGT afirma que a postura adotada por Januário e pela empresa (ao se abrir ao diálogo e à negociação) "são exemplos da atitude que devem adotar daqui para a frente todos aqueles que são alvo...

    Leia mais
    Carrefour

    Carrefour indeniza vítima de racismo

    Por: Vitor Hugo Brandalise Acusado de roubar o próprio carro, cliente foi espancado por vigias da rede em Osasco       Januário Alves de Santana, vigilante negro espancado por seguranças no estacionamento do Carrefour de Osasco, recebeu indenização da empresa. Ele foi acusado de roubar o próprio carro. Ocorrido há sete meses, o episódio de racismo virou caso de polícia e foi apontado por entidades de defesa dos Direitos Humanos como exemplo de intolerância contra negros no País. O contrato do acordo extrajudicial proíbe a divulgação do valor.   O comunicado conjunto da indenização, assinado entre Carrefour e Santana, será divulgado hoje pelo advogado de defesa do vigilante. "É uma forma de mostrar que, com diálogo, as duas partes podem sair satisfeitas. A empresa assumiu seu papel e resolveu o problema da melhor forma possível", avaliou o advogado de defesa, Dojival Vieira.   "O que não significa que se...

    Leia mais
    Magno Lavigne

    Carrefour: Central sindical manifesta satisfação

    Salvador - O Secretário Nacional da Diversidade Humana da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Magno Lavigne , manifestou a satisfação da central sindical pelo acordo extrajudicial firmado pelo Carrefour com o vigilante da Universidade de S. Paulo (USP), Januário Alves de Santana, vítima de espancamentos por seguranças nas dependências de uma loja do hipermercado em Osasco, em agosto do ano passado. Pelo acordo, a empresa pagou indenização à Januário - em valores não revelados - à título de indenização por danos morais. "O acordo, satisfatório para as partes, demonstra que o diálogo e a negociação pode ser também um caminho para se promover a reparação", afirmou. Em Nota, a Secretaria da Diversidade da UGT afirma que a postura adotada por Januário e pela empresa (ao se abrir ao diálogo e à negociação) "são exemplos da atitude que devem adotar daqui para a frente todos aqueles que são alvo de constrangimentos e...

    Leia mais
    januario

    Carrefour indeniza Januário Alves de Santana vítima de racismo

    Por: Vitor Hugo Brandalise Acusado de roubar o próprio carro, cliente foi espancado por vigias da rede em Osasco Januário Alves de Santana, vigilante negro espancado por seguranças no estacionamento do Carrefour de Osasco, recebeu indenização da empresa. Ele foi acusado de roubar o próprio carro. Ocorrido há sete meses, o episódio de racismo virou caso de polícia e foi apontado por entidades de defesa dos Direitos Humanos como exemplo de intolerância contra negros no País. O contrato do acordo extrajudicial proíbe a divulgação do valor. O comunicado conjunto da indenização, assinado entre Carrefour e Santana, será divulgado hoje pelo advogado de defesa do vigilante. "É uma forma de mostrar que, com diálogo, as duas partes podem sair satisfeitas. A empresa assumiu seu papel e resolveu o problema da melhor forma possível", avaliou o advogado de defesa, Dojival Vieira. "O que não significa que se trata de um "final feliz"....

    Leia mais
    januario-carrefour

    Racismo no Carrefour: Carrefour indeniza cliente confundido com ladrão em loja da Grande SP

    Januário Alves de Santana foi agredido por segurança em loja de Osasco. Caso foi em agosto de 2009; valor da indenização não será divulgado. O vigia e técnico em eletrônica Januário Alves de Santana, de 39 anos, assinou um acordo com a rede de supermercados Carrefour para receber uma indenização após ter sido confundido com um ladrão em uma das lojas da rede. De acordo com Dojival Vieira, advogado de Santana, detalhes do acordo foram finalizados nos últimos dias. O pagamento foi confirmado pela assessoria de imprensa do Carrefour. Por contrato, o valor não poderá ser divulgado. Santana alega ter sido espancado por seguranças da empresa em agosto de 2009 em Osasco, na Grande São Paulo. Na época, o grupo disse que repudiava qualquer forma de agressão ou desrespeito. A rede afastou e substituiu a empresa que fornecia os seguranças - os envolvidos no caso foram demitidos - e o...

    Leia mais
    alencastro_ae

    Uma aula de História do Brasil: Luis Felipe Alencastro no STF sobre cotas

    Luiz Felipe de Alencastro Cientista Político e Historiador Professor titular da cátedra de História do Brasil da Universidade de Paris IV Sorbonne No presente ano de 2010, os brasileiros afro-descendentes, os cidadãos que se auto-definem como pretos e pardos no recenseamento nacional, passam a formar a maioria da população do país. A partir de agora -, na conceituação consolidada em décadas de pesquisas e de análises metodológicas do IBGE -, mais da metade dos brasileiros são negros. Esta mudança vai muito além da demografia. Ela traz ensinamentos sobre o nosso passado, sobre quem somos e de onde viemos, e traz também desafios para o nosso futuro. Minha fala tentará juntar os dois aspectos do problema, partindo de um resumo histórico para chegar à atualidade e ao julgamento que nos ocupa. Os ensinamentos sobre nosso passado, referem-se à densa presença da população negra na formação do povo brasileiro. Todos nós sabemos...

    Leia mais
    januario-carrefour

    Racismo no Carrefour: Carrefour indeniza cliente confundido com ladrão em loja da Grande SP

    Januário Alves de Santana foi agredido por segurança em loja de Osasco. Caso foi em agosto de 2009; valor da indenização não será divulgado.   O vigia e técnico em eletrônica Januário Alves de Santana, de 39 anos, assinou um acordo com a rede de supermercados Carrefour para receber uma indenização após ter sido confundido com um ladrão em uma das lojas da rede. De acordo com Dojival Vieira, advogado de Santana, detalhes do acordo foram finalizados nos últimos dias. O pagamento foi confirmado pela assessoria de imprensa do Carrefour. Por contrato, o valor não poderá ser divulgado. Santana alega ter sido espancado por seguranças da empresa em agosto de 2009 em Osasco, na Grande São Paulo. Na época, o grupo disse que repudiava qualquer forma de agressão ou desrespeito. A rede afastou e substituiu a empresa que fornecia os seguranças - os envolvidos no caso foram demitidos - e...

    Leia mais
    5833z

    Os três estudantes de Medicina, acusados de agredir o jardineiro Geraldo Garcia, não responderão processo por crime de racismo

        Ministério Público Estadual denunciou por agressão e injúria os três estudantes de medicina do Centro Universitário Barão de Mauá, de Ribeirão Preto, acusados de agredir, em dezembro do ano passado, o auxiliar de serviços gerais Geraldo Garcia, de 55 anos. O promotor Manoel José Berça considerou que houve foi uma agressão direcionada à vítima, o que não caracteriza crime de racismo. Manoel José Berça explicou que não houve ofensa generalizada à raça negra. A denúncia foi encaminhada à 5ª Vara Criminal. O advogado dos estudantes, Marcos Mancini, afirmou que a decisão do Ministério Público confirmou a versão da defesa, de que não houve crime de racismo no caso dos estudantes. Presos em Flagrante Os estudantes Abrahão Affiune Júnior, 19 anos, Emílio Pechulo Ederson, 20 anos e Felipe Grion Trevisane, 19 anos, foram presos em flagrante, no dia 13 de dezembro. Eles teriam batido no auxiliar de serviços Geraldo...

    Leia mais
    blank

    Unesco e Barcelona lançam campanha contra racismo

    Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e o Barcelona anunciam nesta sexta-feira o lançamento de uma campanha conjunta contra o racismo, dentro do acordo estabelecido entre as duas partes em novembro de 2007. O ponto de partida da campanha será o jogo de quarta-feira no Camp Nou entre Barcelona e Osasuna, pelo Campeonato Espanhol, durante o qual serão divulgadas mensagens contra o racismo, explicou a Unesco em comunicado. Os jogadores do Barcelona devem participar de diversos eventos contra o racismo ainda neste ano. A diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, ressaltou que "cada um tem seu papel para eliminar a discriminação racial". Bokova pediu que "os cidadãos de todo o mundo" se juntem ao empenho da Unesco para "conseguir um mundo mais tolerante em questões raciais". Fonte: Terra

    Leia mais
    csi2

    Série CSI é homenageada como programa consciente nos EUA

      Programa é exibido na tv aberta brasileira pela Rede Record   A série policial CSI, exibida pela Rede Record, teve um de seus episódios escolhidos pela Academia de Artes e Ciência da Televisão dos Estados Unidos para ser homenageada como programa com consciência.   O episódio premiado denuncia o racismo e o preconceito na política. Outros sete programas também serão premiados. A honraria existe há três anos e destaca os programas que aproveitam de maneira positiva a força da televisão.     Fonte: R7

    Leia mais
    robgol

    Ex jogador Róbson acusa Antonio Carlos Zago de racismo

    Uma nova acusação compromete novamente a vida do técnico Antonio Carlos Zago, do Palmeiras. Nesta quarta-feira, o ex-atacante Róbson, conhecido como Robgol, afirmou ao site Lancenet! que Zago foi racista em uma ocasião em 2005, em uma partida pelo Campeonato Brasileiro, entre Payssandu e Juventude:   - No início do jogo entre Paysandu e Juventude, ele me deu uma porrada no estômago. Eu reclamei com ele. Aí, ele me xingou e falou: "Para você ganhar todo dinheiro que eu ganhei até hoje, vai ter de jogar 50 anos naquela terra de índio." Ele ofendeu a todos em Belém. A índole não muda. Ele não teve conduta de homem. Ficou comprovado, depois, que é racista". - contou o ex-jogador, ao LANCENET!.   Róbson, atualmente deputado no Pará, questionou o caráter de Antonio Carlos. Vale lembrar que o atual treinador do Palmeiras foi suspenso pelo STJD por racismo, quando ainda era jogador....

    Leia mais
    RacismoCrime1

    Ministério da Cultura vê ato de racismo

    Por: Rafael Amaral   Ciganos protestam em frente ao Fórum e classificam retirada de criança dos braços da mãe como autoritarismo     O Ministério da Cultura, por meio da SID (Secretaria de Identidade e Diversidade Cultural), classificou nesta quinta-feira que a atitude da Justiça e da Guarda Municipal (arrancar a mãe dos braços da filha), além de violenta, foi motivada por preconceito.- Leia mais: Mãe já está com a filha nos braços Em nota, a SID informou que o padre Wallace Zanon, coordenador Nacional da Pastoral dos Nômades do Brasil, teria entrado em contato com a Diocese de Jundiaí, para que a Igreja acompanhasse o caso.   ProtestosA comunidade cigana reagiu com protestos contra a retirada da filha de Dervana Dias. Nesta quinta-feira, cerca de 20 ciganos passaram o dia em frente ao Fórum de Jundiaí.   "Nem na Itália de Berlusconi é possível ver cenas como essa", disse Marcia...

    Leia mais
    RacismoCrime1

    Prefeitura de SP lança cartilha para combater racismo

    Por: Renan Carreira     São Paulo - A Coordenadoria Especial dos Assuntos da População Negra (Cone) de São Paulo, ligada à Secretaria Municipal de Participação e Parceria (SMPP), lança na tarde de hoje uma cartilha para "definir os variados tipos de racismo e orientar sobre como se deve agir em relação a cada um deles", de acordo com a coordenadora da Cone, Maria Aparecida de Laia.   Intitulado "Como Reconhecer e Como Lidar com o Racismo em suas Diversas Formas", o documento faz parte das comemorações do primeiro ano de existência do Centro de Referência de Combate ao Racismo, um dos serviços da coordenadoria, inaugurado em 21 de março de 2009 - mesma data em que se celebra o Dia Internacional para a Eliminação da Discriminação Racial.   A tiragem da cartilha é de, aproximadamente, 3 mil exemplares. A distribuição desse material será feita no Centro de Referência e...

    Leia mais
    mun_walmart

    Alto-falante do Walmart ‘convida’ clientes negros a se retirarem de loja em Nova Jersey; empresa pede desculpas

    RIO - A rede americana de supermercados Walmart pediu desculpas publicamente nesta quinta-feira após a polêmica provocada por um comunicado feito, no domingo, pelos alto-falantes de uma loja de Washington Township, no sul de Nova Jersey, que convidava todas as pessoas negras a deixarem a loja. Ainda não se sabe se foi um funcionário ou um cidadão qualquer o responsável pelo anúncio no microfone. De acordo com clientes que estavam na loja naquele momento, um gerente dirigiu-se imediatamente ao sistema de comunicação e pediu desculpas pelo ocorrido, mas uma onda de reclamações veio em seguida. - Eu quero saber porque essas declarações estão sendo feitas, isso vai contra o que ensinamos às nossas crianças sobre tolerância - disse Sheila Ellington, que fazia compras no supermercado quando o polêmico pedido foi feito. - Se isso era para ser uma brincadeira, há apenas uma pessoa rindo, e não é nenhum de nós...

    Leia mais
    35a7f5701d72aa80be26fe537d8dd729

    Brasil defende aplicação mundial de seu programa de igualdade racial

    O ministro da Igualdade Racial, Edson Santos, defendeu hoje o "fim estratégico" da política de igualdade e integração racial do Governo e a necessidade de colocar estas reformas na agenda das Nações Unidas para que outros países possam se beneficiar da iniciativa.       Santos participou nesta quarta-feira da conferência "As políticas de igualdade étnico-racial na região ibero-americana: O modelo brasileiro" na sede da Secretaria-Geral Ibero-Americana (Segib), em Madri. Ele falou das ações inovadoras aplicadas nesse campo pelo Governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.   A conferência contou com a presença, entre outros, do secretário-geral Ibero-americano, Enrique Iglesias, que afirmou que o Brasil é uma referência para a América Latina na aplicação de políticas de integração social.   A igualdade "é um dos pilares de nossas democracias", disse Iglesias. Ele insistiu na necessidade dos Governos prestarem atenção no modelo brasileiro. "Tivemos a oportunidade de assinar (com a...

    Leia mais
    blank

    AMAZONAS: Nacional acusa árbitro de racismo

    Por: Thiago Henrik   O presidente do Nacional, Luís Mitoso, pretende processar por racismo o árbitro Francisney Oliveira da Silva. O juiz fez um Boletim de Ocorrência (B.O) no 14° Departamento Integrado de Polícia (DIP), no Jorge Teixeira, acusando o volante Lima de agressão logo após o jogador ser expulso na partida com a ASA, no domingo.   Segundo Mitoso, pelo menos três jogadores incluindo Lima, relataram que o árbitro teria os ofendido de forma preconceituosa durante o jogo, que ocorreu no estádio Roberto Simonsen, pela quinta rodada do Campeonato Amazonense. Os outros titulares do Naça que, supostamente, sofreram racismo foram o volante Viola, expulso também no segundo tempo da partida, e o lateral-esquerdo Jean Batista.   “Ele (Francisney da Silva) faltou no mínimo com respeito aos nossos jogadores. Afinal, para chegar alguém de ‘negão’ ou neguinho’ precisaria ao menos ter intimidade, senão é algo pejorativo. Quando expulsou o Viola,...

    Leia mais
    ponto interrogacao1

    Tudo isto está muito mal explicado

    Por: CRISTIANO PEREIRA     A morte de Nuno Rodrigues "MC Snake" não tem passado despercebida. Na internet abundam os comentários nos blogs, nas páginas do myspace, nas caixas de comentários de notícias dos jornais e até no youtube já foi colocado um vídeo de "Tributo ao Mc Snake" com um rap da autoria assinado de "ThuG Paxi0n". As reacções dividem-se entre a tristeza de muitos admiradores e, por outro lado, a postura de outros tantos que defendem ser normal o facto de ter sido baleado por não ter cumprido uma ordem da polícia. Não raras vezes, a discrepância de opiniões dá azo a acesas discussões com insultos pelo meio. Há quem veja questões de racismo por detrás do sucedido: "Se ele fosse um branco de gravata não teriam disparado", comentou uma jovem na página do myspace de Sam The Kid, amigo da vítima. "Isto porque é negro, é rapper...

    Leia mais
    joao-rodrigues-333x250

    DEM/CHAPECÓ: Prefeito João Rodrigues comemora

        Três fatos marcaram hoje o dia do prefeito de Chapecó, João Rodrigues(DEM). Primeiro, o governador Luiz Henrique da Silveira, disse na TV que não tomou conhecimento de qualquer fita suspeita sobre a transferência do sistema de água do município para grupos privados e que aguarda uma retratação pública do Gerente Regional da Casan, Milton Sander, a respeito do assunto. À tarde, no Tribunal de Justiça de Santa Catarina, um colegiado de três desembargadores julgou recurso, favorável ao município, na Ação Ordinária que discute a gestão do sistema. Por fim, em Brasília, o Supremo Tribunal Federal decidiu não acolher agravo de instrumento do Ministério Público Federal que pretendia ver João Rodrigues condenado pelo crime de racismo conta indígenas com base em dispositivos da Constituição Federal. Com a decisão, o processo está encerrado. João Rodrigues está absolvido e não há instância superior a ser recorrida.   Fonte: Clic RBS

    Leia mais
    RacismoCrime1

    Bauru: Funcionário acusa diretora de escola de insulto racista

    Por: Ulisses de Oliveira   Vítima prestou depoimento terça-feira e educadora será ouvida nesta quarta   Um funcionário do serviço de limpeza de uma escola estadual no Jardim Carolina acusa a diretora da instituição de prática de racismo.   Segundo o delegado do 4º Distrito Policial, José Dorneles, a vítima entregou requerimento para instauração de inquérito no dia 24 de fevereiro e nesta terça-feira à tarde foi ouvida. A acusada vai depor nesta quarta. O BOM DIA tentou conversar com as partes. A vítima, orientada pelo seu advogado, preferiu não se pronunciar. Já a diretora não foi encontrada para comentar o assunto.   A vítima, segundo o delegado, relatou que a diretora não gostou da presença dele em um corredor da escola. Após um princípio de discussão, a diretora teria ligado para a encarregada do funcionário gritando frases como "tira esse preto daqui".     Fonte: Bom Dia

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist