sexta-feira, maio 27, 2022
InícioÁfrica e sua diásporaSesc Vila Mariana propõe resgate da herança africana

Sesc Vila Mariana propõe resgate da herança africana

O projeto SankofaMemórias de Mão Dupla enfoca diversas linguagens, com destaque para a música de matriz africana
Durante todo o mês de Novembro, o Sesc Vila Mariana apresenta o projeto Sankofa – Memórias de Mão Dupla, que busca a ressignificação das tradições e heranças africana mundo afora. O projeto conta com doze apresentações musicais, propondo uma amostra das releituras possíveis da rica tradição musical africana.

Já na primeira semana do mês, os trabalhos iniciam-se com as apresentações de Lei Di Dai, que, em formato DJ e MC, apresenta a sonoridade Dancehall Reggae, e de Fernanda de Paula, enfocando cânticos de candomblé e também composições de nomes consagrados como Baden Powell, Vinícius de Moraes e Pixinguinha. As apresentações, gratuitas, acontecem na Praça de Eventos, às 13h30, nos dias 1, sábado (Lei Di Dai – também no dia 9, domingo) e no dia 2, domingo (Fernanda de Paula – também no dia 23).

No dia 6, quinta, às 20h30 no Auditório, a programação segue com a apresentação de Mukondo Lírico, no espetáculo Funeral para Zumbi, Seus Medos e Folias, uma pocket-ópera que aborda aspectos da biografia do ícone do movimento de resistência negra no Brasil. O espetáculo marca o lançamento do registro fonográfico da obra. Ingressos nas bilheterias e no Portal Sesc SP.

O rapper Marcello Gugu faz três apresentações, dentro da programação: em dois sábados seguidos, dias 8 e 15, ele convida os parceiros Lenda ZN e Flow MC para uma rinha de MCs com 8 participantes. Temas sugeridos pela plateia serão desenvolvidos durante as batalhas. No dia 22, outro sábado, Marcello interpreta a obra Quarto de Despejo, de Carolina Maria de Jesus. Em uma adaptação contemporânea do clássico, com músicas e efeitos sonoros, o rapper comemora o centenário da escritora. As três apresentações acontecem às 13h30, na Praça de Eventos, de forma gratuita.

Três espetáculos traçam um recorte específico na programação: releituras do cancioneiro de intérpretes históricos da música negra brasileira. Nos dias 13 e 14, quinta e sexta, Izzy Gordon interpreta o repertório de Tim Maia; no dia 21, sexta, Luciana Oliveira revisita as canções imortalizadas na voz de Jovelina Pérola Negra; na sexta seguinte, dia 28, quem faz a homenagem é Adriana Moreira, relembrando Clementina de Jesus. Todas as apresentações acontecerão no Auditório, sempre às 20h30. Ingressos online e nas bilheterias das unidades do Sesc SP.

Nos dias 16, 29 e 30, o Coletivo Agbalá e o músico congolês Wasawulua Daniel apresentam o espetáculo Nsaka Zibana Zi Congo – Músicas, Histórias e Brincadeiras do Congo, com narrativas, músicas e conhecimentos tradicionais do povo bakongo, da República Democrática do Congo. As apresentações são gratuitas, na Praça de Eventos, sempre às 13h30. Já no dia 20, quinta, Thiago França (Metá-Metá) sobe ao palco do Auditório para apresentar o repertório do primeiro disco de seu projeto Sambanzo, Etiópia em que, partindo do samba e seus desdobramentos, explora possibilidades e flertes com a música africana e o jazz. O show acontece às 17h, com ingressos disponíveis online e nas bilheterias.

Dentre as apresentações do projeto Sankofa – Memórias de Mão Dupla, destaque para dois grandes nomes da música de matriz africana: o angolano Bonga e o brasileiro Nei Lopes.

Barceló de Carvalho, o Bonga, é reconhecido internacionalmente não apenas pela qualidade de suas composições (já foi gravado por nomes como Cesária Évora, Martinho da Vila, Alcione e Beth Carvalho) como também por sua atuação como ativista do nacionalismo angolano, opondo-se à política colonialista de Salazar e afirmando a identidade nacional de sua Angola natal. Seu primeiro álbum, Angola 72, foi gravado e lançado na Holanda, cantando seus ideais revolucionários e seu amor à pátria angolana. Segue-se seu segundo álbum, Angola 74, celebração da independência do país. A partir dos anos 80, ainda no exílio, Bonga alcança o mercado mundial e bate vários recordes de vendagem em Portugal. Em 88 regressa, ainda de forma não-definitiva, à Angola e dá continuidade à sua vertente crítica, agora voltada aos desmandos econômicos e políticos que tomaram conta do país a partir da independência.

Bonga apresenta-se no Teatro do Sesc Vila Mariana nos dias 19 e 20, quarta às 21h e quinta às 18h. Ingressos à venda no Portal Sesc SP a partir de 11 de Novembro; no dia 12 iniciam-se as vendas nas bilheterias das unidades do Sesc SP.

O carioca Nei Lopes consegue juntar em sua trajetória as figuras de sambista e acadêmico, de letrista para temas de Moacir Santos à de dirigente de escola de samba, de ativista da contracultura à de agraciado com a Ordem do Mérito Cultural do governo brasileiro. Com mais de uma dúzia de álbuns lançados, mais de dez livros publicados – entre dissertações sociocientíficas, romances, antologias e dicionários – Nei Lopes é figura central na música popular brasileira e no movimento de difusão da cultura e da identidade afrobrasileira em especial. Seu álbum Partido ao Cubo, de 2005, foi eleito o melhor disco de samba do ano pelo Prêmio de Música Brasileira. Desde 1972, já foi gravado por intérpretes da envergadura de Clara Nunes e Elizeth Cardoso. Neste show, que acontece nos dias 8 e 9, sábado às 21h e domingo às 18h, ele vem acompanhado da cantora Fabiana Cozza, uma das mais elogiadas e promissoras da nova geração, já com quatro álbuns lançados. In gressos para os shows à venda a partir dos dias 28 (online) e 29 (bilheterias) de Outubro.

Além das apresentações musicais, a programação engloba também oficinas que abordam aspectos da cultura afro-brasileira (como a elaboração dos turbantes afro, a dança e a Kalimba) e a exibição de cinco longas-metragens que enfocam conflitos e personagens do movimento negro (dentro do projeto Cinesábado: Película Negra).

O termo Sankofa vem da cultura axânti, um dos principais grupos étnicos de Gana. O significado tradicional da palavra remete a um conceito central da cultura Akan: “não é errado voltar atrás pelo que esqueceste”.

Informações sobre todas as atividades do projeto Sankofa – Memórias de Mão Dupla, como oficinas, exibição de filmes também as apresentações musicais, podem ser adquiridas em: http://bit.ly/sankofavm
Projeto Sankofa – Memórias de Mão Dupla
Sesc Vila Mariana | Novembro de 2014
(imagens disponíveis em: http://bit.ly/sank_mus)
Lei Di Dai, com participações de Lucas Migliorini (dia 1) e Karla Mendes (dia 9)
Dias 1 e 9, sábado e domingo, 13h30
Praça de Eventos – 220 lugares
60 minutos
Grátis
Livre
Fernanda de Paula, com participação de Flávia Mazal
Dias 2 e 23, domingos, 13h30
Praça de Eventos – 220 lugares
60 minutos
Grátis
Livre
Mukondo Lírico – Funeral para Zumbi, Seus Medos e Folias
Dia 6, quinta, 20h30
Auditório – 128 lugares
90 minutos
Venda online a partir de 28/10, às 16h. Venda nas unidades a partir de 29/10, às 17h30.
Não recomendado para menores de 12 anos.
R$ 20,00 – inteira; R$ 10,00 – aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante; R$ 6,00 – trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculados no Sesc e dependentes (Credencial Plena)

Marcello Gugu convida Lenda ZN e Flow MC
Dias 8 e 15, sábados, 13h30
Praça de Eventos – 220 lugares
60 minutos
Grátis
Livre
Nei Lopes, com participação de Fabiana Cozza
Dias 8 e 9, sábado, 21h; domingo, 18h
Teatro – 611 lugares
90 minutos

Venda online a partir de 28/10, às 16h. Venda nas unidades a partir de 29/10, às 17h30.
Não recomendado para menores de 12 anos.
R$ 2500 – inteira; R$ 12,50 – aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante; R$ 7,50 – trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculados no Sesc e dependentes (Credencial Plena)
Izzy Gordon canta Tim Maia
Dias 13 e 14, quinta e sexta, 20h30
Auditório – 128 lugares
90 minutos
Venda online a partir de 04/11, às 16h. Venda nas unidades a partir de 05/11, às 17h30.
Não recomendado para menores de 12 anos.
R$ 20,00 – inteira; R$ 10,00 – aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante; R$ 6,00 – trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculados no Sesc e dependentes (Credencial Plena)

Nsaka Zibana Zi Congo – Músicas, Histórias e Brincadeiras do Congo
Dias 16, 29 e 30, sábado e domingos, 13h30
Praça de Eventos – 220 lugares
60 minutos
Grátis
Livre
Bonga
Dias 19 e 20, quarta, 21h e quinta, 18h
Teatro – 611 lugares
90 minutos
Venda online a partir de 11/11, às 16h. Venda nas unidades a partir de 12/11, às 17h30.
Não recomendado para menores de 12 anos.
R$ 30,00 – inteira; R$ 15,00 – aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante; R$ 9,00 – trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculados no Sesc e dependentes (Credencial Plena)

Sambanzo: Etiópia
Dia 20, quinta, 17h
Auditório – 128 lugares
90 minutos
Venda online a partir de 11/11, às 16h. Venda nas unidades a partir de 12/11, às 17h30.
Não recomendado para menores de XX anos.
R$ 20,00 – inteira; R$ 10,00 – aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante; R$ 6,00 – trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculados no Sesc e dependentes (Credencial Plena)

Luciana Oliveira canta Jovelina Pérola Negra
Dia 21, sexta, 20h30
Auditório – 128 lugares
90 minutos
Venda online a partir de 11/11, às 16h. Venda nas unidades a partir de 12/11, às 17h30.
Não recomendado para menores de XX anos.
R$ 20,00 – inteira; R$ 10,00 – aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante; R$ 6,00 – trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculados no Sesc e dependentes

(Credencial Plena)

Marcello Gugu interpreta Quarto de Despejo, de Carolina Maria de Jesus
Dia 22, sábado, 13h30
Praça de Eventos – 220 lugares
60 minutos
Grátis
Livre

Adriana Moreira canta Clementina de Jesus
Dia 28, sexta, 20h30
Auditório – 128 lugares
60 minutos
Venda online a partir de 18/11, às 16h. Venda nas unidades a partir de 19/11, às 17h30.
Não recomendado para menores de XX anos.
R$ 20,00 – inteira; R$ 10,00 – aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante; R$ 6,00 – trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculados no Sesc e dependentes (Credencial Plena)

Bilheteria: Terça a sexta-feira, das 9h às 21h30; sábado, das 10h às 21h; domingo e feriado, das 10h às 18h30 (ingressos à venda em todas as unidades do Sesc).
Horário de funcionamento da unidade: Terça a sexta, das 7h às 21h30; sábado, das 9h às 21h; e domingo e feriado, das 9h às 18h30.
Estacionamento: R$ 3 a primeira hora + R$ 1 a hora adicional (credencial plena: trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes). R$ 6 a primeira hora + R$ 2 a hora adicional (outros). 200 vagas.
Sesc Vila Mariana
Rua Pelotas, 141
Informações: 5080-3000
sescsp.org.br

Facebook, Twitter e Instagram: /sescvilamariana

Assessoria de Imprensa Sesc Vila Mariana
Poliana M. Queiroz | Renato Perez | Gabriella Baliego
(11) 5080-3011
imprensa@vilamariana.sescsp.org.br

Data 01/11/2014
Endereço Rua Pelotas, 141
Cidade SÃO PAULO Estado SÃO PAULO País BRASIL

Artigos Relacionados
-+=