terça-feira, dezembro 1, 2020

    Tag: afrodescendentes

    Reprodução/ONU

    ONU e a luta contra a discriminação racial

    Movimentos extremistas racistas baseados em ideologias que buscam promover agendas populistas e nacionalistas estão se espalhando em várias partes do mundo, alimentando o racismo, a discriminação racial, a xenofobia e a intolerância correlata, muitas vezes visando migrantes e refugiados, bem como pessoas afrodescendentes. Da ONU Reprodução/ONU Em sua mais recente resolução sobre a eliminação do racismo, a Assembleia Geral das Nações Unidas reiterou que todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos e têm o potencial de contribuir construtivamente para o desenvolvimento e o bem-estar de suas sociedades. A resolução também enfatizou que qualquer doutrina de superioridade racial é cientificamente falsa, moralmente condenável, socialmente injusta e perigosa e deve ser rejeitada, assim como teorias que tentam determinar a existência de raças humanas segregadas. A relatora especial das Nações Unidas sobre formas contemporâneas de racismo, discriminação racial, xenofobia e intolerância correlata, E. Tendayi Achiume, em seu recente relatório sobre ...

    Leia mais

    Programa de bolsas de estudo da ONU para afrodescendentes recebe inscrições até 31 de maio

    Parte da Década Internacional de Afrodescendentes, programa oferece oportunidade de aprendizagem intensiva a pessoas de ascendência africana em questões de direitos humanos de particular importância para a mobilização antirracista em todo o mundo. Saiba aqui como se inscrever. Do Nações Unidas O Escritório de Direitos Humanos das Nações Unidas abriu em março o período de inscrição para seu Programa Anual de Bolsas de Estudo para Pessoas Afrodescendentes. Todos os anos, o Programa oferece uma oportunidade de aprendizagem intensiva a pessoas de ascendência africana em questões de direitos humanos de particular importância para as(os) afrodescendentes em todo o mundo. Os tópicos incluem: direito dos direitos humanos, formas de discriminação racial, acesso à justiça, ‘perfilamento racial’ (racial profiling), entre outros. Bolsistas aprendem sobre uma ampla gama de instrumentos e mecanismos legais antirracismo da ONU, promovendo capacitação para combater o racismo e a discriminação racial, bem como na proteção e promoção dos direitos ...

    Leia mais

    Candidatos a prefeito e vice de Salvador declaram-se afrodescendentes

    Quem pensou que não haveria candidato afrodescendente  disputando a eleição de prefeito de Salvador pode ter se "enganado" redondamente. Pelo menos na ficha de inscrição a prefeito de Salvador, quatro (dos sete candidatos) que constam no link Divulgação de Candidaturas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a saber: ACM Neto (DEM), Alice Portugal (PCdoB), Pastor Isidório (PDT) e Cláudio Silva (PP), afirmaram que são "pardos", enquanto  Fábio Nogueira de Oliveira (PSOL) disse que é "preto". por Biaggio Talento no A Tarde O único que se assumiu como "branco" foi Rogério Tadeu Da Luz (PRTB). A ficha da candidata Célia Sacramento (PPL) não estava postada no TSE até o fechamento da matéria. Os vices seguiram a tendência: Bruno Reis, Maria del Carmen, Luiz Bassuma e Dinamene Meireles se disseram "pardos". Antônio Neto, vice de Da Luz, declarou cor "parda", e Iuri Alves (PSOL), "preto". A discussão sobre uso da negritude na eleição de ...

    Leia mais

    Diretor da Educafro elogia Dunga por reconhecer que negros são alvo de violência e são perseguidos no Brasil

    As declarações do técnico Dunga, da seleção brasileira, de que ele parece ser afrodescendente (negro), de tanto que apanha e que gosta de apanhar — ao comentar as críticas de que tem sido alvo no comando da equipe na Copa América — vêm repercutindo junto a setores da comunidade negra. Para o frei David Raimundo dos Santos, diretor do movimento Educafro (Pré-Vestibulares gratuitos para alunos negros e de baixa renda), o técnico acabou se identificando com o povo negro brasileiro sempre agredido, violentado e perseguido. por Claudio Nogueira no Extra Globo — Eu divido as declarações do Dunga em três aspectos, e por isso, concordo com ele em dois pontos. No primeiro, quero elogiá-lo por falar publicamente que reconhece que o povo negro é violentado e espancado pela polícia e por outros setores da sociedade brasileira, mesmo sem merecer — afirmou o religioso. — No segundo aspecto, quando ele, que é ...

    Leia mais

    Dunga se vê como ‘afrodescendente’: ‘Tanto que apanhei e gosto de apanhar’

    Em coletiva polêmica, técnico da seleção brasileira ainda alfineta gerações que não venceram nada POR CARLOS EDUARDO MANSUR E MAURICIO FONSECA no G1 O técnico Dunga causou enorme polêmica nesta sexta-feira com uma declaração dada durante a entrevista coletiva que precedeu o treino da seleção brasileira para o jogo de sábado contra o Paraguai, em Concepción, pelas quartas de final da Copa América. Perguntado sobre como ele usava a pressão que sofreu na época de jogador para preparar seus jogadores para os grandes desafios, o técnico disparou: - Como vou explicar para o torcedor que o ruim ganha, e o bom perde? Você pode dizer que nem sempre o bom ganha, e eu concordo. Mas em 24 anos tem que ganhar. Técnica é bom, mas não é suficiente para formar um time. leia também: Diretor da Educafro elogia Dunga por reconhecer que negros são alvo de violência e são perseguidos no ...

    Leia mais

    ONU seleciona afrodescendentes para programa de intercâmbio; prazo é 1 de junho

    Candidatas/os devem: ser de ascendência africana vivendo na diáspora, ter um mínimo de 4 anos de experiência relacionada aos direitos de pessoas afrodescendentes, ter domínio da língua inglesa, ter disponibilidade para participar de todo o período do programa e ter o apoio de uma organização com atuação em assuntos relacionados aos povos afrodescendentes ou direitos das minorias. Do Nações Unidas  O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos anunciou que estão abertas as inscrições para o seu programa de intercâmbio para afrodescendentes (“Fellowship Programme for people of African descent”), a ser realizado de 2 a 20 de novembro em Genebra, Suíça. Candidatas/os devem: ser de ascendência africana vivendo na diáspora, ter um mínimo de 4 anos de experiência relacionada aos direitos de pessoas afrodescendentes, ter domínio da língua inglesa, ter disponibilidade para participar de todo o período do programa e ter o apoio de uma organização com atuação ...

    Leia mais

    Campus dos Malês recebe autoridades da Aliança Global de Prefeitos e Líderes Africanos e Afrodescendentes

    Assessor do presidente da Colômbia, Oscar Gamboa; diretor executivo da ONU, Djibril Diallo; prefeito de Accra, Alfredo Vander Puije; diretora da Unilab, Ludmylla Mendes; vice-prefeita de Salvador, Célia Sacramento; e coord. do curso de BHU, Carlindo Fausto. Do Unilab Na última segunda-feira (23), a Unilab recebeu no Campus dos Malês, em São Francisco do Conde/BA, a delegação do Comitê Executivo de Aliança Global de Prefeitos e Líderes Africanos e Afrodescendentes. O comitê tem o objetivo de conhecer a realidade de vida dos africanos e dos afrodescendentes, a fim de fortalecer os laços entre África e diáspora. Além disso, o órgão fomenta o desenvolvimento econômico, social e político dos países africanos. Estiveram presentes o diretor executivo da Organização das Nações Unidas (ONU), Djibril Diallo; o prefeito de Accra (Gana) e presidente do comitê, Alfredo Vander Puije; o assessor do presidente da Colômbia, Oscar Gamboa; a vice-prefeita de Salvador (Brasil), Célia Sacramento; ...

    Leia mais
    Prefeito de Nova York teme pelo filho afrodescendente

    Prefeito de Nova York teme pelo filho afrodescendente

    Isabel de Luca De Blasio cita própria família ao falar sobre morte de camelô Pai e filho. Bill de Blasio, prefeito de Nova York, e seu filho Dante, durante celebração do Dia do Índio no bairro do Brooklyn: família interracial questionou ação policial que matou camelô negro na cidade NOVA YORK — Em meio ao maior desafio já enfrentado por um prefeito, que fez do reparo das relações entre as minorias e a polícia uma de suas principais promessas de campanha, Bill de Blasio voltou a recorrer à sua própria família — como fez com sucesso em diversas ocasiões enquanto disputava o cargo — ao responder à decisão de um grande júri de Nova York de não indiciar o policial branco Daniel Pantaleo pela morte do camelô Eric Garner. Pai de um casal de adolescentes negros, De Blasio evocou seu filho Dante mais de uma vez desde o início da ...

    Leia mais
    Getty Images

    Inscrições para vestibular da Fatec terminam dia 10 de novembro

    Interessados em cursar o Ensino Superior na Faculdade de Tecnologia (Fatec) devem se apressar. Se encerram na próxima segunda-feira (10) as inscrições para o vestibular do primeiro semestre de 2015 da Fatec. Os cadastros são feitos exclusivamente pelo endereço eletrônico www.vestibularfatec.com.br. Do  Diário Litoral  Getty Images Ao todo, 320 vagas referentes aos cursos Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Comércio Exterior, Processos Químicos e Gestão Empresarial estão disponíveis. A novidade deste ano fica por conta da primeira turma do curso de gestão empresarial, modalidade de ensino a distância (EaD). No site, o candidato deve preencher a ficha de inscrição e o questionário socioeconômico, imprimir o boleto e pagar a taxa no valor de R$ 70,00, em qualquer agência bancária. O vestibular ocorre em 14 de dezembro e os aprovados iniciam as aulas no começo do ano letivo de 2015. Candidatos com algum tipo de deficiência e que ...

    Leia mais
    Marina Silva – de mulher negra seringueira ao conservadorismo das elites - Por: Dennis de Oliveira

    Marina sofre resistência entre afrodescendentes

    “Brasileira nata, nascida em Rio Branco – AC, no dia 08/02/1958, do sexo feminino, cor/raça preta”, diz o documento do Tribunal Superior Eleitoral que oficializa a candidatura de Marina Silva à presidência. Em 2010, quando disputou o Planalto pela primeira vez, Marina disse querer ser “a primeira mulher negra, de origem pobre, presidente da República Federativa do Brasil”. Quatro anos depois, ela aparece, segundo o Ibope, na liderança de intenções de voto entre eleitores brancos, mas atrás de Dilma Rousseff entre os negros e pardos. Apesar de ser a única entre os três principais candidatos a dedicar um capítulo inteiro do programa de governo à população negra, a ex-senadora não é percebida como representante dessa parcela dos eleitores.   Evangélica, filha de mãe mestiça e pai negro, Marina é analisada com desconfiança por professores universitários, institutos de pesquisa, coletivos, organizações sociais e ativistas ouvidos pela BBC Brasil. As críticas mais ...

    Leia mais
    (Foto: Divulgação/ DC Comics)

    The Flash – Série de TV pode introduzir Flash afrodescendente!

    Recentemente, a DC Comics causou polêmica ao introduzir o personagem Wally West como um garoto afro-americano nas páginas dos Novos 52! Agora, existe a possibilidade da história se repetir na série de TV e todos os indícios sempre apontaram para esse rumo! Com as recentes mudanças que Wally West sofreu no reboot da DC Comics e com a família do personagem já ter sido apresentada na série de TV,os produtores executivos  Greg Berlanti e Andrew Kreisberg foram perguntados por um fã durante o evento do Payley Center se existe a possibilidade de vermos um “Flash negro” na série da CW e as respostas foram no mínimo intrigantes! “Fizemos os Wests afro-americanos para que a gente pudesse seguir nessa direção no futuro.” disse Berlanti. “Essa é a nossa expectativa.” Andrew Kreisberg seguiu o parceiro e confirmou o caso. “Foi muito legal não terem reintroduzido Wally nos Novos 52 por um tempo.” disse o produtor, afirmando que ...

    Leia mais
    Anemia falciforme atinge o sangue dificulta a oxigenação

    Anemia falciforme atinge o sangue dificulta a oxigenação

    Luiza Cadidé A prefeita de São Francisco do Conde, Rilza Valentim (PT), sofria de anemia falciforme, uma doença de transmissão hereditária. A anemia falciforme atinge, predominantemente, afrodescendentes, mas também pode se manifestar em brancos. A doença altera os glóbulos vermelhos, que perdem a forma arredondada e elástica, adquirindo o aspecto de uma foice, o que dificulta a passagem do sangue pelos vasos de pequeno calibre e, consequentemente, a oxigenação dos tecidos. Segundo Altair Lira, coordenador de formação e pesquisa da Associação Baiana das Pessoas com Doenças Falciformes, a cada 650 nascimentos, um possui a anemia. "A Bahia tem o maior índice de traço falciforme. A maior mortalidade está entre crianças de até 5 anos", disse Lira, segundo o qual uma situação de estresse pode fragilizar a saúde do doente.   Fonte: Portal A Tarde

    Leia mais
    Capoeira é fio condutor de livro sobre a cultura afrodescendente no Brasil

    Capoeira é fio condutor de livro sobre a cultura afrodescendente no Brasil

    Sincretismo e quebra de preconceitos em nova obra DEBORAH COUTO Os irmãos Cosme e Damião, mais o amigo Doum, um dia se encontram com um menino chamado Pererê. Juntos, eles descobrem uma nova brincadeira mágica, a capoeira. É através dessa fábula que a escritora Erika Balbino transmite às crianças uma mensagem de orgulho. No livro “Num Tronco de Iroko Vi a Iúna Cantar”, lançamento da editora Peirópolis (80 págs., R$ 49), ela fala da força da cultura africana no Brasil e sobre abrir mão da vaidade em favor de um bem maior.  A paulistana Erika tem formação em cinema e mídia. Também atua na área da cultura afro-brasileira e da umbanda, além de ser capoeirista há 13 anos e pesquisar sobre o tema. O livro traz o sincretismo característico do Brasil nos personagens e histórias em que se envolvem e joga luz ao desconhecido por ser descoberto. Como uma “brincadeira ...

    Leia mais
    pelotas

    O racismo e a sonegação da história afrodescendente no Rio Grande do Sul

    Entrevista especial com Jorge Euzébio Assumpção “Há uma apropriação do passado dos negros pelos imigrantes não só por causa dos imigrantes, mas devido ao mito de o Rio Grande do Sul ser um estado diferenciado”, pontua o historiador. A história afrodescendente no Rio Grande do Sul “Qual é o símbolo de que temos presença negra no Rio Grande do Sul?”, pergunta Jorge Euzébio Assumpção, na entrevista a seguir, concedida pessoalmente à IHU On-Line. A resposta é categórica: “Nenhuma. Não há nenhum símbolo que demonstre a presença negra no estado. O negro passa quase que invisível pela história do Rio Grande do Sul e essa invisibilidade faz parte do racismo sulino, ou seja, ao negar e sonegar o papel dos negros no estado, estamos praticando um ato de racismo, porque se está, inclusive, escondendo as fontes históricas”. Autor do livro Pelotas: escravidão e charqueadas 1780-1888 (Fcm Editora, 2013), resultado da sua dissertação de mestrado, o historiador demonstra ...

    Leia mais
    Eleições Europeias na perspectiva de afrodescendentes em Portugal

    Eleições Europeias na perspectiva de afrodescendentes em Portugal

    Carla Fernandes Entre 22 e 25 de Maio os diferentes Estados-membros da União Europeia recolhem os votos dos seus cidadãos para escolherem os 751 deputados que os representarão no Parlamento Europeu. A Rádio AfroLis conversou com alguns cidadãos portugueses de origem africana antes das urnas se abrirem. O que pode um eurodeputado fazer por nós? “O que pode um eurodeputado, em Bruxelas, fazer por nós?”, perguntava Maria Barbosa, uma jovem portuguesa afrodescendente que é a número dois da lista de um dos 16 partidos portugueses que se candidatam a lugares no Parlamento Europeu. Maria Barbosa colocou esta questão no seu discurso no dia do arranque da campanha para as europeias do Partido Democrático do Atlântico (PDA). A jovem de 27 anos é professora de educação moral, religiosa e católica na escola da Apelação, na periferia de Lisboa, onde vivem muitos afrodescententes. “Infelizmente, a Apelação tem vindo a ser conhecida por questões ...

    Leia mais
    Olho no glaucoma: doença silenciosa atinge mais afrodescendentes do que brancos

    Olho no glaucoma: doença silenciosa atinge mais afrodescendentes do que brancos

    por Francis Juliano O glaucoma representa uma das maiores causas de cegueira no mundo. Silencioso, na maioria dos casos, pode pegar o paciente em qualquer idade, principalmente na curva dos 40 anos. A forma crônica ou simples do glaucoma é responsável por quase 80% dos casos. De acordo com o oftalmologista Vespasiano Santos, a doença tem outra característica que deve deixar os baianos de olhos mais abertos. Um estudo feito na Universidade de Baltimore, no leste dos Estados Unidos, diz que a patologia é quatro vezes mais recorrente entre afrodescendentes do que entre brancos ou caucasianos. O efeito tem a ver com problemas na saída de um líquido chamado de "humor aquoso", produzido pelo próprio olho. "Em indivíduos afrodescendentes, a pigmentação na saída do líquido é mais comum, o que dificulta a saída dele que vai se acumulando dentro do olho. Isso aumenta a pressão intraocular e faz com ...

    Leia mais

    Paranaguá inicia “Ecos da Negritude” visando todo o Litoral do Paraná

    Com a presença do cônsul do Senegal para o Paraná e Santa Catarina, o sociólogo Ozeil Moura dos Santos, a Prefeitura de Paranaguá, deu início, na sexta-feira (16), ao projeto Ecos da Negritude. O projeto tem a meta ambiciosa de resgatar a história e valorizar a cultura dos negros em todo o Litoral do Paraná, começando por Paranaguá. De acordo com a prefeitura, Paranaguá tem 37% da sua população entre pardos e negros. No lançamento, o prefeito lembrou que a Ilha dos Valadares foi ponto de parada e quarentena para muitos negros escravizados. “Poucos sabem, mas havia em Paranaguá, um grupo chamado ‘Sociedade de Redenção Paranaguense’, que conseguiu, segundo conta-se, 74 cartas de alforria, constituindo-se num dos primeiros e mais atuantes grupos abolicionistas do Paraná e contribuindo para o fim dessa prática abominável”, disse. O cônsul do Senegal fez uma palestra sobre o histórico do Portal Africano, de Curitiba, fazendo ...

    Leia mais
    consulado americano mulheres negras

    Susan Rice – Desafios e oportunidades para as mulheres afrodescendentes – 16-04 Rio de Janeiro

    Superintendente Marcelo Dias apresentará políticas desenvolvidas pelo Estado em encontro com a embaixadora Susan Rice   O superintendente Estadual de Promoção da Igualdade Racial, Marcelo Dias, participa, na manhã desta terça-feira (16/4), da mesa redonda sobre os desafios e oportunidades da comunidade afrodescendente, em especial das mulheres, no Brasil. O evento será realizado pelo Consulado Geral dos Estados Unidos no Rio de Janeiro em virtude da visita da representante permanente dos Estados Unidos da América nas Nações Unidas, a embaixadora Susan Rice. Durante o encontro serão discutidos projetos desenvolvidos no Rio de Janeiro e outras partes do país com o objetivo de promover a igualdade racial e de gênero e a inclusão política, econômica e social das populações afrodescendentes. Também participarão da mesa o embaixador dos EUA no Brasil, Thomas Shannon, e o cônsul Geral dos EUA no Rio de Janeiro, John Creamer. O Consulado Geral dos EUA no Rio ...

    Leia mais

    Escreva, escreva sempre, como souber ou quiser, em verso e prosa, mostre ao mundo quem você é e quem são vocês, quem somos nós.

    Somos mulheres negras e afrodescendentes. Blogueiras com estórias de vida e campos de interesse diversos; reunidas em torno das questões da negritude, do feminismo e da produção de conteúdo. Sujeitas de nossa própria estória e de nossa própria escrita, ferramenta de luta e resistência. Viemos contar nossas estórias, exercício que nos é continuamente negado numa sociedade estruturalmente discriminatória e desigual. Por Charô Nunes O racismo institucional e o mito da meritocracia garantem a distribuição nada democrática dos serviços de saúde e educação promovendo o adoecimento físico e emocional da população negra e afrodescendente; impedindo o acesso à tecnologia, aos recursos naturais e financeiros, aos espaços de poder como universidades e cargos de chefia. Desde a assinatura da lei áurea (grafada em minúscula de propósito) fomos condenados à subcidadania e marginalização. Porém é a invisibilidade que naturaliza o racismo em suas diversas modalidades. Não estamos nas capas de revista, nas bancadas ...

    Leia mais

    Ação afirmativa para afro-descendentes e democracia no Brasil

    Por Wania Sant'Anna. Considerando o quadro de desigualdade racial no Brasil, situação que atinge de forma tão singular e definitiva uma parcela substancial da população - os afro-descendentes - não há dúvida sobre o caráter salutar do debate público sobre o assunto. Isso demonstra o compromisso que devemos ter com as estratégias de fortalecimento da democracia e,igualmente, a necessidade de encontrarmos, oletivamente, as saídas sustentáveis de superação da desigualdade social no país. Há cerca de três meses atrás, uma publicação editada por essa mesma Universidade,Universidade do Estado do Rio de Janeiro, me perguntou como eu avaliava os projetos de reserva de vagas para os alunos de escolas públicas e afro-descendentes. Hoje, como há três meses atrás, mantendo a mesmíssima opinião. Vejo a iniciativa como a única possibilidade de o Estado brasileiro demonstrar um efetivo interesse em superar as desigualdades raciais existentes no País. No que diz respeito às universidades, vejo ...

    Leia mais
    Página 1 de 2 1 2

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist