Tag: democracia

    blank

    Manifesto da Frente de Mulheres Negras do Distrito Federal e Entorno pela democracia, contra o golpe, contra o racismo, o sexismo e pelo bem viver

    Nós, Mulheres Negras, reunidas na Frente de Mulheres Negras do Distrito Federal, vimos a público repudiar todos os artifícios e manobras que ponham em risco a democracia em nosso país. Enviado para o Portal Geledés Entendemos que o resultado das eleições que elegeu a Presidenta Dilma Rousseff tem que ser respeitado, uma vez que representou o voto da maioria das brasileiras e brasileiros, e que qualquer movimentação que se faça para destítui-la do exercício deste direito afronta a Constituição Federal, o que precisa ser impedido e repelido com vigor. Repudiamos a forma machista, sexista e misógina com que a Presidenta da República, Sra. Dilma Rousseff, desde eleição e reeleição tem sido tratada pelo parlamento brasileiro, pela mídia e parte do judiciário brasileiro. Afirmamos que essa crise é forjada pela elite branca, que cada dia acumula mais lucro, seja através das especulações e visa privatização de todas as riquezas produzidas pelo conjunto da população brasileira. No entanto, nos posicionamos também contrárias à política ...

    Leia mais
    blank

    Bibi Ferreira: “Viva a democracia e abaixo o golpe”

    “Todos me conhecem e sabem que nos meus 93 anos de vida nunca fui dada a emitir opiniões de cunho político.  Por Bibi Ferreira Do O cafezinho Contudo, enquanto cidadã brasileira e mulher sinto obrigação de alertar as pessoas sobre o que está acontecendo. Muito do que vemos é o mais puro e repugnante machismo, pois tristemente muitos conseguem cultivar a ideia de que as mulheres não são capazes de ocupar cargos de importância e por isso na primeira dificuldade já querem substituí-la.  Só assim pode se explicado a falta de respeito não só com uma presidenta que obteve nas urnas mais de 54 milhões de votos e com toda população.  Querer retirá-la da presidência sem que ela tenha praticado qualquer crime é inaceitável. É muito triste constatar que muitas pessoas não conseguem enxergar que as emissoras de TV são empresas, e como qualquer empresa, o seu compromisso maior é com quem ...

    Leia mais
    blank

    Qual a cara da democracia brasileira?

    Dos movimentos sociais a juristas, dos intelectuais a artistas, dos sambistas aos funkeiros e rappers, manifestações contra golpe e a favor da democracia não param de crescer no Brasil. São professores e estudantes, organizações sindicais e do movimento negro, idosos, crianças e uma juventude ‘que não foge da raia e não tem medo de nada’. Por Walmyr Junior Do Jornal do Brasil Cresce no país e fora dele, uma frente suprapartidária emdefesa do direito do povo, fruto de uma mistura de cores, raças, credos e religiões, uma sinergia que vem fazendo das ruas um palco aberto e da liberdade de expressão uma arma! São milhões de pessoas que enxergam na defesa da democracia uma defesa de garantias de direitos conquistadas até aqui. As pessoas querem avançar, querem mais do país, do governo e da política, firmam o pé para a evolução e não para o retrocesso. Defender o impeachment de uma ...

    Leia mais
    blank

    O que significa o surto de ódio e racismo do diretor do musical sobre Chico. Por Marcos Sacramento

    Vejo entre amigos do Facebook e grupos em que participo negros apoiando o impeachment da presidente Dilma Rousseff ou adotando uma postura neutra revoltada, sob a justificativa de que nenhum dos lados do debate se importa com as questões raciais. Por Marcos Sacramento, do DCM Depois do chilique do diretor de teatro Cláudio Botelho durante a apresentação da peça “Todos os Musicais de Chico Buarque”, em Belo Horizonte, não há dúvidas de que o lugar dos negros nesta história é pela defesa da democracia e contra o golpe travestido de impeachment. Ao ser criticado com gritos de “não vai ter golpe” após atacar a presidente da república e o ex-presidente Lula durante a apresentação do último sábado (19), o diretor saiu do palco e foi para o camarim, onde desabafou aos berros com a atriz Soraya Ravenle. “O ator que está em cena é um rei, não pode ser peitado por um ...

    Leia mais
    blank

    Where was the Afro-Brazilian community at the protests against Dilma Rousseff?

    The racism of a middle class who is harsh on corruption, but tolerates prejudice and even simulates hangings of black people. By Maria Carolina Trevisan, translated by Carla Locatelli and César Locatelli, special for Jornalistas Livres Among the thousands of people who stormed through Paulista Avenue on Sunday (03/13), there was an obvious lack of representation of the Afro-Brazilian community. Just as last year, the vast majority of black people who went to the heart of São Paulo — and to other Brazilian cities -, were working. They were nannies or street vendors (or military police). This picture replicates the underlying position of this portion of Brazilian society, from slavery up to today. Among the demands for honesty, there were no signs at all that demanded equal rights, quotas or labor right achievements for maids. Instead, what was seen on Paulista avenue was representing the desire of a middle class and the ...

    Leia mais
    blank

    Evangélicos lançam manifesto em defesa da democracia

    Segundo os organizadores, a iniciativa busca romper com a visão de que os protestantes estão quase sempre associados ao retrocesso e à intolerância. O documento, que aponta críticas sobre procedimentos adotados na Operação Lava Jato, deverá ser protocolado até quarta-feira (23) no Congresso Nacional e encaminhado também para o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) Da Revista Fórum  O grupo Missão na Íntegra, que reúne pastores e líderes em 25 estados brasileiros, lançou um manifesto de evangélicos em defesa do Estado Democrático e de Direito. O documento, que aponta críticas sobre procedimentos adotados na Operação Lava Jato, deverá ser protocolado até quarta-feira (23) no Congresso Nacional e encaminhado também para o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Está previsto ainda um ato para a próxima segunda (28), em que evangélicos convidarão juristas e intelectuais para uma conversa sobre a legalidade da operação. Segundo os organizadores, a iniciativa busca romper com a visão ...

    Leia mais
    Foto: Ricardo Stuckert/Presidência da República

    “Acham que pegaram Lula e Dilma. Na verdade, pegaram você”, diz Renato Janine Ribeiro

    Para o filósofo e ex-ministro, o grampo de Dilma e Lula abre precedente para que arbitrariedades sejam cometidas contra qualquer cidadão Do Brasileiros Em um texto publicado em sua página pessoal no Facebook, o filósofo e ex-ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, criticou o grampo de conversas entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidenta Dilma Rousseff, interceptado pela Polícia Federal e divulgado na imprensa do País na noite de ontem (16). Ao comentar o episódio, Janine enfatizou o caráter arbitrário da medida, condenada por juristas como Dalmo Dallari, e advertiu que ela abre precedente para que decisões de exceção sejam cometidas contra qualquer cidadão brasileiro. Leia a seguir o texto na íntegra “Esqueçam por um momento que foram Dilma e Lula os grampeados ilegalmente ontem à tarde. Pensem que, agora, não há mais limite algum ao grampo ilegal e a seu uso igualmente ilegal. A qualquer ...

    Leia mais
    blank

    Brasil, virá que eu vi

    Essa gente pode ser corrupta, mas o presente está tão minado que será preciso repetir o óbvio: em democracia, toda a gente tem de poder ser investigada. Por Alexandra Lucas Coelho Do Publico 1. Estou no meio da Europa com a cabeça no Brasil, é sexta-feira à noite aqui, grande parte dos meus amigos cariocas estarão na Praça XV, grande parte dos meus amigos paulistas estarão na Avenida, mas nenhum dos que saiu à rua é petralha do poder, tal como nenhum dos que ficou em casa é coxinha do golpe, ou um não-estou-nem-aí, ou isto-só-à-bomba. Todos em angústia, não querem uma guerra civil e querem mil coisas diferentes dentro da mesma: democracia. Nisso, acredito, estão com grande parte do Brasil, apesar dos sabotadores e dos candidatos a salvadores, com seu coro colonial: se um juiz vira rei, deixa de ser juiz, vai nu. Não acredito em Dom Sebastião, acredito no ...

    Leia mais
    blank

    Louco é quem não sonha

    Utopias e distopias são poderosos exercícios de imaginação que nos ajudam a compreender os erros dos atuais modelos políticos Por José Eduardo Agualusa, do O Globo  Comemoram-se este ano os 500 anos da publicação da “Utopia”, de Thomas More. A data está a servir de pretexto para uma série de iniciativas, não apenas para lembrar More e a sua obra, mas também (ou sobretudo) para celebrar a ideia de utopia. Utopias e distopias são poderosos exercícios de imaginação que nos ajudam a compreender os erros dos atuais modelos políticos e a projetar e construir melhores modelos. Atravessamos tempos convulsos. Tempos de incerteza. Depois de Barack Obama, um modelo de elegância e inteligência, concorde-se ou não com as suas ideias, ninguém acreditava que os EUA pudessem regredir até alguém (alguma coisa) tão ruim quanto, por exemplo, George W. Bush — e foi então que surgiu Donald Trump. No início parecia apenas um ...

    Leia mais
    congresso

    11 depoimentos necessários para pensar este momento caótico que vivemos no Brasil

    A civilização é composta por ciclos e marcada por rompimentos que superam ou antecedem crises. O que é uma crise senão uma insuportável e paralisante dúvida a respeito de valores até então tidos como certos? Na dúvida, podemos assinalar saídas ou desistências. Construções ou destruições. no HuffPost Brasil  por Amanda Mont'Alvão Veloso  Em um momento em que os brasileiros acumulam perguntas e não dispõem de respostas – “Que lado escolher? O que desejo de meu país? Qual minha relação com a política e com o outro?”, o desespero, a desesperança e a apatia podem encontrar terreno fértil para crescer. Enquanto se tenta resistir às investidas do caótico, podemos encontrar conforto, ou ser instigados por alguém em quem depositamos confiança. Por isso reunimos depoimentos de algumas pessoas que se dispuseram a destrinchar as perguntas, provocar outras tantas ou mesmo arriscar uma resposta. Leandro Karnal Historiador brasileiro "Minha ideia, é claro, é sempre e ...

    Leia mais
    blank

    Advogados e advogadas do Rio Grande do Sul, cientes do papel institucional.:pela permanência da República Democrática

    Por que isto é importante do AVAAZ Nós, advogadas e advogados do Rio Grande do Sul, integrantes do Movimento em Defesa do Estado Democrático de Direito, cientes do papel institucional da Ordem dos Advogados do Brasil, a quem cumpre a defesa da Constituição e da ordem jurídica do Estado Democrático de Direito, dirigem-se ao Presidente do Conselho Federal, o gaúcho Cláudio Lamacchia, para: 1 – Denunciar a grave conduta do juiz federal Sérgio Moro, ao proceder e depois divulgar escutas telefônicas de particulares e autoridades, ao arrepio da Lei e da Constituição, abusando de seus poderes e invadindo competências de outras esferas judiciais, inclusive do Supremo Tribunal Federal, ponde em xeque a soberania da Nação e a independência dos Poderes; 2 – Denunciar também a inaceitável violação do sigilo profissional, envolvendo advogado e cliente, procedido na mesma oportunidade pelo mesmo magistrado, a que se somam diversos episódios de afronta às ...

    Leia mais
    Grupo se reúne em salão da Faculdade de Direito do Largo São Francisco, no Centro (Foto: Lívia Machado/G1)

    Juristas fazem ato pela legalidade e democracia no Centro de SP

    Evento ocorreu na Faculdade de Direito da USP, no Centro da cidade. Para grupo, país vive ‘fortes ameaças ao Estado Democrático de Direito’. Por Lívia Machado, do G1 Um grupo de juristas, professores e estudantes se reuniu no salão nobre da Faculdade de Direito da USP, no Centro de São Paulo, na noite desta quinta-feira (17), em um ato pela legalidade e democracia. O evento reuniu centenas de pessoas. O primeiro a discursar foi o jurista Fábio Konder Comparato. "Se persistir a rejeição em qualquer esfera política, o próximo presidente da República será infelizmente o juiz Sérgio Moro. Temos que começar a criar um controle popular", diz o jurista. "Estamos às vésperas de um caos político", afirmou. Também convidado, o professor Sérgio Salomão Shecari defendeu que constitui crime a interceptação telefônica da forma que foi feita pelo juiz Sérgio Moro, com pena de dois a quatro anos de prisão. O público ...

    Leia mais
    blank

    Leandro Karnal: 4 Apontamentos Sobre a atual situação do Brasil

    Pela segunda vez estou longe do país num período de acirramento de polarizacão política. Olho de longe, com os riscos e benefícios da distância. Algumas questões preliminares, que eu não gostaria que virassem o paupérrimo Fla-Flu que domina nas redes (você é ladrão! você é elitista!). O debate está pobre e virou apenas adjetivação. Ficou longo. Perdão. Do Portal Raízes 01) polarização política ocorre algumas vezes na história do Brasil. Não é nossa tradição. Mas houve em 1935 (ANL x AIB); 1964 (esquerda e direita) e, notavelmente, a partir do segundo turno das eleições presidenciais entre Dilma e Aecio. Não é comum. Nossa tradição é a violência nas bases e acordo no topo, ou seja, repressão social e conciliação de elites. 02) existem vários projetos para o Brasil, o que reflete nossa diversidade regional, social e cultural. Dizem respeito a diversas interpretações do papel do Estado , da desigualdade social e ...

    Leia mais
    blank

    Manifesto das Defensoras e Defensores Públicos brasileiros em defesa do Estado Democrático de Direito

    A Defensoria Pública é instituição autônoma, constitucionalmente prevista e destinada à prestação de assistência jurídica integral e gratuita às pessoas em situação de vulnerabilidade, que sem ela não teriam condições de acessar à Justiça. No Empório do direito  As Defensoras e os Defensores Públicos abaixo assinados, em razão dos recentes e notórios episódios de arbítrio judicial, vêm a público apresentar suas considerações sobre a crescente ameaça ao Estado Democrático de Direito. Tem-se visto muitos acadêmicos e profissionais da área jurídica, com razão, externar contrariedade ante manifestos retrocessos do sistema de justiça criminal, tais como a relativização da presunção de inocência, a condução coercitiva de investigado e a banalização da prisão preventiva. Lançar mão de expedientes contrários às mais basilares garantias individuais, previstas sólida e taxativamente no texto constitucional, em nome de uma “cruzada contra a impunidade” representa recorrer a medidas de exceção no interior da Democracia brasileira, de modo a ...

    Leia mais
    blank

    Brasil: “O Foco Não É O Auge Da Sujeira, Mas O Começo Da Limpeza” – Com Mário Sérgio Cortella

    “Eu fiquei emocionado em 2013 quando na primeira fase, pessoas foram as ruas com seus desejos, seus sonhos, seus pedidos e, às vezes, até com a sua irritação. No entanto houve um momento muito negativo nisso, foi quando os ‘democracidas’ (os assassinos da democracia) entraram em cena, que não era a estrutura de repressão. Era uma parte dos manifestantes. Pessoas que esqueceram que democracia não é ausência de ordem. Democracia é ausência de opressão. Do Portal Raízes A democracia visa garantir a ausência de opressão. E nesse sentido quando se brutalizou a manifestação; quando ela degenerou em destruição e saque em nome de uma concepção política, assustou muita gente que foi para rua para essa parada cívica que era caminhar. Na cidade de São Paulo, onde eu moro, podiam levar cartazes e dizer para o governo ir embora ou dizer para o governo ficar, pedir mais passe livre, pedir que se abrisse ...

    Leia mais
    blank

    URGENTE: Fórum 21 convoca a intelectualidade brasileira à defesa da democracia, contra o golpe

    Resistir ao golpe para construir um Brasil mais justo e soberano: essa é a tarefa para a qual a História nos convoca nesse momento. Do Carta Maior A democracia vive  horas decisivas em nosso país. O ar empesteado de avisos da véspera, lubrificados pelo Jornal Nacional, e pelas manchetes desta fatídica 6ª feira, 4 de março de 2016, desdobrou-se na ruptura longamente cevada, desde outubro de 2014. Os agentes da PF chegaram a residência do ex-presidente Lula e o levaram sob condução coercitiva. Praticamente sequestrado: durante horas não havia notícia oficial de seu paradeiro, com a desculpa de se evitar manifestações, ou seja, parecem temer o povo ou a democracia. A revanche dos interesses derrotados nas eleições presidenciais do ano passado desfechou assim seu bote final contra a soberania das urnas. Dê-se a isso o nome que se quiser dar. Os acontecimentos das últimas horas, a obscena sintonia entre a ...

    Leia mais
    blank

    É um alento respirar democracia e derrotar o jaguncismo

    Agosto se foi. Espero que tenha levado seus miasmas lendários da política brasileira que deixam todo mundo de orelha em pé à espera de alguma catástrofe. Por Fatima Oliveira Do O Tempo Até eu, que não sou dada a superstições, diante do fundamentalismo que se espraia e do fascismo que se aninha, escrevi: “Para especular sobre o que agosto trará na política brasileira, urge recorrer à psicologia do jagunço. Há seis meses, o Brasil vive sob a batuta do sistema jagunço, sem que as forças políticas constituídas pelo voto popular esbocem qualquer coisa que possa ser chamada de resistência. “A impressão é que se quedou ao jaguncismo político até quem não concorda com suas práticas brutas. O jaguncismo mete medo. Vivemos dias de muita tensão. E, pior, não aparece saída no horizonte” (“Sobreviver ao jaguncismo exige arte e muita manha”, O TEMPO, 21.7.2015). Agosto se foi, sem catástrofes políticas. Não por ...

    Leia mais
    blank

    Movimentos sociais mobilizam-se por direitos e pela democracia

    A manifestação a ser promovida, hoje (20/08), pelos movimentos sociais tem como eixo a bandeira "Mais Democracia e Mais Direitos". Envolve o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, a Central Única dos Trabalhadores, a Federação Única dos Petroleiros, entre outros organismos coletivos populares, apresentando a pauta de demandas abaixo destacada: Por Roberto Bitencourt da Silva Do GGN – Defesa da legalidade democrática e do Estado de direito. – Reforma tributária progressiva, com taxação das grandes fortunas e do patrimônio. – Defesa da Petrobras, do sistema de partilha do pré-sal e da soberania nacional. – Defesa dos direitos dos trabalhadores, do emprego e dos salários, contra a terceirização. – Mais democracia e mais direitos. Afirmam os organizadores que o protesto nacional se destina tanto a um posicionamento contra o golpismo reacionário, quanto a questionar as iniciativas e a agenda liberal-conservadora do governo federal. Sem lugar ...

    Leia mais
    blank

    Minas se levanta contra qualquer tentativa de golpear o Estado Democrático de Direito

    MINAS SE LEVANTA EM DEFESA DO BRASIL Carta de lançamento da Frente Mineira pelo Brasil No Viomundo Percebemos em curso a restauração e alinhamento de um campo neoliberal antipopular e antinacional, demarcado pelo Imperialismo e composto pela grande mídia, a oligarquia financeira, líderes políticos conservadores e setores do judiciário. Estes atacam os direitos sociais, os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras, a soberania nacional e orquestram pretextos artificiais para a interrupção da legalidade democrática. Aproveitam-se para isto do aprofundamento da crise econômica internacional e de erros cometidos por setores democráticos e populares, entre os quais aqueles cometidos pelo governo federal. A Frente Mineira pelo Brasil se posiciona convicta e firmemente contra qualquer tentativa de golpear o Estado Democrático de Direito. O combate à corrupção é dever do Governo e de toda a sociedade, mas a operação Lava-Jato não pode manter sua descarada seletividade, ou deixará de cumprir a função de expor ...

    Leia mais
    blank

    Maria Rita Kehl: ‘Nada justifica um golpe

    Segundo a psicanalista, a democracia é um valor inestimável, é o cidadão tem que preservá-la e defendê-la sempre; "A mídia é conservadora, no entanto, a imprensa, as televisões, o patrão deles não é só o dono da empresa, o patrão deles são os leitores e os telespectadores. Se a imprensa fica mais conservadora é porque esses leitores estão mais conservadores, uma coisa alimenta a outra", diz ela Por Walber Pinto, da CUT-SP , no Brasil 247  São Paulo – “Nada justifica um golpe no Brasil, nem de direita e nem de esquerda, mas a possibilidade de isso ocorrer assanha setores conservadores, até então desconhecidos, e que hoje se sentem à vontade para pedir a volta dos militares. Com isso, demonstram, inclusive, desconhecimento sobre a ditadura militar e os casos de corrupção que assolaram os governo nos anos de chumbo.” A opinião é da psicanalista, especialista em Psicologia pela PUC-SP, ensaísta e ...

    Leia mais
    Página 4 de 6 1 3 4 5 6

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist