quinta-feira, dezembro 3, 2020

    Tag: Marcos Sacramento

    Por que há poucos técnicos negros? A pergunta que a Seleção do Senegal levou para a Copa. Por Sacramento

    A seleção senegalesa tem sido tema de notícias e discussões nesta Copa do Mundo. Mas em vez de tática, vigor físico, gols de placa ou caneladas, o que chamou a atenção no escrete africano foi a presença do técnico Aliou Cissé, o único negro entre os 32 participantes no torneio. Por Marcos Sacramento, do DCM  Aliou Cissé, técnico do Senegal na Copa da Rússia. Foto: Wikimedia Commons O predomínio de treinadores brancos à frente dos times de futebol, inclusive de seleções da África negra, é um fato concreto. Dos 20 clubes que disputam a primeira divisão do campeonato brasileiro de futebol deste ano, apenas Roger Machado, do Palmeiras, e Jair Ventura, no comando do Santos, são negros. Isso leva ao seguinte questionamento: por que há poucos técnicos negros em um esporte em que eles têm presença expressiva entre os atletas? As razões não são muito explícitas. Uma matéria do The Guardian ...

    Leia mais

    “Sim, nós podemos”: o maior legado dos oito anos de Obama. Por Marcos Sacramento

    Faltam poucos dias para o fim da era Obama. Lembro o quanto fiquei empolgado ao conhecer o então senador em 2007, por meio de um vídeo da convenção Democrata daquele ano postado no Youtube. Para mim, ver um negro com possibilidades concretas de comandar a maior potência mundial foi um alento no cenário onde os espaços privilegiados eram dominados por brancos. Embora naquele tempo eu fosse leigo em questões raciais, me incomodava a escassa presença negra em postos de destaque que não fossem no esporte ou na cultura pop. A eleição de Obama, no ano seguinte, deu o seguinte recado ao negros e negras dos Estados Unidos e de países como o Brasil, onde somos uma minoria apesar sermos a maior parcela da população: “Sim, nós podemos”. Este simbolismo inquestionável não poupou os dois mandatos de Obama das críticas de parte da comunidade negra. Muitos acusam os poucos avanços no ...

    Leia mais

    O separatismo ganha força entre as novas doenças mentais do Brasil. Por Sacramento

    Por Marcos Sacramento Do DCM Movimentos separatistas não são novidade na história recente do país, mas a adesão do discreto Espírito Santo em um movimento antes restrito a Estados da região Sul e à potência econômica São Paulo é o sinal de que muita gente está levando esta história a sério. Melhor dizer “a sério”, pois as propostas parecem saídas de uma conversa de botequim. Em comum os separatistas pregam o livre mercado, estímulo ao empreendedorismo, redução dos impostos, fim da corrupção, endurecimento das leis contra os criminosos e educação sem doutrinação de esquerda. Sobre a chaga da desigualdade social, nenhum sussurro. A maior queixa é que o governo federal se apropria de grande parte dos recursos arrecadados pelos Estados e não os devolve na mesma proporção. A discussão, contudo, é no mínimo superficial, sem aprofundamento em assuntos como o chamado pacto federativo, relação entre União, Estado e municípios que trata ...

    Leia mais

    Mauricio Pestana fala dos desafios de promover a igualdade racial no mundo corporativo

    Ativista das questões raciais há mais de três décadas, Maurício Pestana é o titular da Secretaria Municipal de Promoção de Igualdade Social de São Paulo (SMPIR), cargo que ocupa desde junho de 2015. Por Marcos Sacramento Do DCM Em entrevista ao DCM, Pestana fala dos desafios de promover a igualdade racial no mundo corporativo, defende a ampliação de ações afirmativas em diversos segmentos da sociedade e comenta a respeito do recrudescimento pensamento conservador no Brasil e no mundo. “O que estamos assistindo é um retrocesso na política de inclusão no mundo, seja ela racial ou social”, disse Pestana, que falou também do fenômeno político Fernando Holiday – rapaz negro que luta pelo fim das poucas conquistas obtidas pelo movimento negro até agora. Qual o maior desafio para promover a inclusão de negros em cargos de liderança no mercado de trabalho? O maior desafio é dar o primeiro passo. O entendimento de ...

    Leia mais

    “Preto” ou “negro”? O vídeo viral que levantou um debate semântico. Por Sacramento

    Por Marcos Sacramento Do DCM Qual o palavra correta para se referir aos, digamos, afrodescentes, “negro” ou “preto”? Embora a primeira seja usada corriqueiramente, inclusive em documentos oficiais e acadêmicos, para o músico e ativista ganês radicado no Brasil Nabby Clifford, “preto” é o único termo aceitável. “Um país, o Brasil, usa palavras como lista negra, dia negro, magia negra, câmbio negro, vala negra, mercado negro, peste negra, buraco negro, ovelha negra, a fome negra, humor negro, seu passado negro, futuro negro. Não deveria chamar uma criança de negro (…). Pega o dicionário de língua portuguesa, está escrito: negro quer dizer infeliz, maldito. Brasileiro quando valoriza alguma coisa não fala negro, ele fala preto.” “Ele não come feijão negro, come feijão preto, o carro dele não é carro negro, o carro dele é carro preto, ele não toma café negro, toma café preto, a fome é negra, quando ganha na loteria, ...

    Leia mais

    O tiro na militante do MTST é um sinal do que vem por aí no Brasil? Por Sacramento

    O atentado contra a militante do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) Edilma Aparecida Vieira dos Santos é o prelúdio de uma tragédia que se desenha há tempos. Por Marcos Sacramento Do DCM No início da polarização política, antes mesmo das eleições presidenciais de 2014, as ofensas promovidas pela direita se restringiam ao ambiente virtual, com muitas delas disfarçadas de piadas de mal gosto. Sequer falava-se em fascismo. O clima aumentou e impropérios antes exclusivos das timelines do Facebook ou de grupos do Whatsapp passaram a ser proferidos por revoltados que não se acanhavam diante das câmeras. Surgiram figuras como uma certa Deborah Albuquerque Chlaem, que após a confirmação da reeleição da presidente Dilma gravou um vídeo histérico no qual chama os eleitores da petista de “merdas”, “miseráveis”, “imbecis” e “burros”. Em seguida teve policial federal usando a imagem da presidente em um alvo para prática de tiro e bonecos de Dilma ...

    Leia mais

    No Dia Internacional da Mulher, minha homenagem é admitir meu machismo

    Hoje muitos de nós homens prestaremos homenagens pelo Dia Internacional da Mulher. Iremos compartilhar imagens ou gifs no Facebook, postaremos letras de músicas e mandaremos mensagens às amigas, familiares e parceiras. Alguns levarão flores para a firma ou um bolo de chocolate para o lanche da tarde. Por Marcos Sacramento, do DCM Porém, a melhor reverência que um homem pode prestar às mulheres é admitir o próprio machismo e tomar atitudes para desconstruí-lo. Não, caro amigo, não adianta argumentar que você não é machista. Todos somos, de alguma forma. O que muda é a intensidade do preconceito. A notícia boa é que com algum esforço podemos melhorar. Para isso, precisamos entender e aceitar que a cantada de rua não é elogio. Uma pesquisa revelou que 83% das mulheres não gostam delas e sentem medo quando ouvem palavras de assédio disfarçadas de galanteios. Para desconstruir o machismo, é preciso que os homens ...

    Leia mais

    O emprego do filho de Eduardo Campos e a lenda de meritocracia. Por Sacramento

    Para um jovem prestes a se formar em Engenharia Civil, a busca por um emprego é motivo de apreensão. Com a taxa de desemprego de 9% verificada em dezembro do ano passado, não está fácil encontrar um trabalho com ótimo salário e sem necessidade de experiência prévia. Do DCM  A não ser que esse jovem seja herdeiro de um clã político de Pernambuco, como o filho do ex-governador do estado e ex-candidato à Presidência da República Eduardo Campos. João Campos, de 22 anos, é o novo chefe de gabinete do atual governador Paulo Câmara. Caso ele tenha o mesmo ordenado que o titular anterior do posto, receberá um salário bruto de R$ 8.456,00, segundo informações do portal de transparência do Governo de Pernambuco. A divulgação da nomeação de um rapaz inexperiente e sem precisar prestar concurso para o cargo de primeiro escalão provocou indignação nas redes sociais. Como já está ...

    Leia mais

    A “mulata Globeleza” é o retrato de um mundo velho e racista. Por Marcos Sacramento

    O blog do jornalista Ancelmo Gois no Globo deu um exemplo do que é enxergar o mundo de um jeito velho e encarquilhado. Por Marcos Sacramento, no DCM Na mesma semana em que se discute a presença escassa de negros entre os indicados para o Oscar, estendendo o debate para áreas como moda e publicidade, o jornalista Tiago Rogero assina uma nota anunciando a “nova safra de Mulatas do Gois” e lembra que o concurso é a “garantia da perpetuação da espécie”. É o tipo de texto que não chamaria a atenção há alguns anos, quando ninguém estranhava que negras belíssimas desprezadas pelas capas de revistas femininas, concursos de misses e nas passarelas das fashion weeks da vida surgissem aos montes em concursos para escolher as mais belas do Carnaval. Sempre em trajes minúsculos e sob a alcunha de mulatas. Se nos tempos do Sargentelli chamar uma negra de “mulata” até ...

    Leia mais

    Por que nenhum ator negro brasileiro jamais fará boicote à Globo. Por Marcos Sacramento

    Desde a estreia da primeira telenovela da TV Globo, em 1965, é possível contar nos dedos de uma só mão as produções com protagonistas negros. Na recente “I Love Paraisópolis”, ambientada em uma comunidade onde 70% dos moradores se declaram negros, só seis dos 52 atores do elenco tinham aquele fenótipo. Por Marcos Sacramento Do DCM Bastam uns poucos minutos em frente à TV para perceber a distância entre o perfil predominante nas novelas, com a maioria dos personagens de pele clara, e o perfil étnico brasileiro, onde mais da metade da população se declara negra. “Segundo o censo realizado pelo IBGE em 2010, 50,7% da população do País é preta ou parda. No entanto, em pleno ano de 2016, essa condição demográfica majoritária é praticamente invisível nas produções televisivas e nas peças publicitárias que circulam na TV e nos veículos da mídia impressa” escreveu a atriz Zezé Motta no Facebook, ...

    Leia mais
    Noma ladeada por Jamie Parker (o Harry Potter da meia idade) e Paul Thornley que faz seu marido Ron Weasley

    A insanidade das críticas racistas à atriz negra que fará a Hermione de “Harry Potter”

    O anúncio de uma atriz negra para o elenco da peça de teatro “Harry Potter e a criança amaldiçoada” provocou uma saraivada de reclamações de fãs da saga, inconformados com a possibilidade da atriz Noma Dumezweni interpretar a personagem Hermione Granger. Nem a afirmação da criadora da história, J.K. Rowling, de que as descrições da personagem se resumem a “olhos castanhos, cabelo crespo e muito inteligente” e que a cor da pele “nunca foi especificada” freou a onda de queixas racistas na internet. “Espere, Hermione negra? Você está brincando? Não faz sentido”, reclamou um internauta pelo Twitter. Outro berrou: “Hermione em Cursed Child é NEGRA? NÃO! Obrigado por destruir Harry Potter”. Várias outras pessoas dedicaram seus tempos para fazer queixas parecidas na rede social. As críticas, porém, não foram unânimes e houve elogios à decisão dos produtores da peça em escalar a atriz nascida na Suazilândia, um pequeno país localizado ...

    Leia mais
    Foto: Jorge Bispo

    Quando o racismo no Brasil vai dar em cadeia e não campanhas tipo “somos todos fulana”? Por Marcos Sacramento

    A história é familiar: uma negra famosa recebe insultos racistas no Facebook e a solidariedade vem na forma de uma hashtag. Desta vez a vítima foi atriz Taís Araújo, ofendida por um bando de racistas, a maioria escondida em perfis fakes. Por   Marcos Sacramento, do DCM Resta saber se tudo vai acabar como outros casos semelhantes, onde ninguém recebeu uma punição exemplar por cometer crime de racismo ou injúria racial nas redes sociais. No post em que comenta as agressões, a atriz não quis saber de mandar beijinho no ombro e disse que vai enviar tudo à polícia. Dependendo da análise das autoridades policiais, os comentários podem ser enquadrados como injúria racial, com pena de até três anos de reclusão, ou crime de racismo. Neste caso a pena é maior e pode chegar a cinco anos. No caso das agressões sofridas pela jornalista Maria Júlia Coutinho, do Jornal Nacional, não ...

    Leia mais

    A ‘blackface’ de Teló é fruto de nossa ignorância sobre o racismo. Por Marcos Sacramento

    O cantor Michel Teló poderia ter evitado o mico de posar no Instagram com o rosto pintado de preto se o assunto “racismo” estivesse mais presente nas suas conversas do dia a dia. Teló e boa parte dos seus fãs não sabia que o ato de passar tinta preta no rosto, chamado de blackface, surgiu no século XIX nos Estados Unidos como uma forma de ridicularizar os negros em espetáculos de humor. Por  Marcos Sacramento Do Diário do Centro do Mundo No país com maior número de negros fora da África, o mito da mestiçagem foi introduzido na mentalidade nacional com tanta competência que ainda hoje pessoas acreditam que episódios de discriminação racial não passam de mal-entendidos e acusam de vitimismo as reivindicações por ações afirmativas. Teló, aparentemente, não faz parte desse grupo. No postagem no Facebook onde pede desculpas pelo blackface, ele reconhece que existe discriminação por aqui. “No ...

    Leia mais

    Racismo ou crítica aos racistas? O polêmico zoológico humano que está chegando ao Brasil.

    O artista sul-africano Brett Bailey é pouco famoso no Brasil, mas inspirou a criação de uma petição que em menos de 12 horas coletou mais de 1.200 assinaturas. Ele é o idealizador de Exhibit B, misto de peça tetral, exposição de arte e performance, banida em Londres e prevista para vir a São Paulo no ano que vem, caso não esbarre nos protestos para impedir que seja exibida por aqui. Por Marcos Sacramento, do DCM A raiz da polêmica está no formato da obra, onde artistas negros aparecem como se fossem objetos de exposição, nos moldes dos zoológicos humanos em voga na Europa nas primeiras décadas do século XX. “A peça (…) cria “quadros vivos” de seres humanos negros em posição de inferioridade, sem voz, na posição de objetos.Esses “quadros vivos” recriam cenas extremamente dolorosas da história da diáspora africana, e exibem o negro como coisa, da mesma velha maneira ...

    Leia mais

    A lição dos policiais suecos que estavam de férias em Nova York

    Quatro policiais suecos ficaram famosos depois de separar uma briga no metrô de Nova York. O grupo, de férias, estava a caminho do musical “Les Misérables” quando ouviu o operador perguntando se havia policiais no trem. por Marcos Sacramento Do Diario do Centro do Mundo Eles foram para o vagão indicado e dominaram um morador de rua que espancava outro. Parte da ação foi filmada e chamou atenção pela gentileza, técnica e principalmente pelo saldo: o agressor, negro, foi detido com vida e a princípio sem lesões graves. Rapidamente surgiram na internet comparações entre a conduta dos suecos e as recorrentes mortes de negros nas mãos de policiais brancos. Houve quem sugerisse, pelo Twitter, que eles treinassem a polícia de NY ou que policiais americanos passassem uma temporada na Suécia aprendendo a manter a ordem sem humilhar, espancar ou matar. Ganharam status de heróis e homenagens até da polícia local. Em ...

    Leia mais

    “As crianças negras têm o azar dos mal-entendidos sempre acontecerem com elas”

    Jonathan Duran, pai do menino discriminado em uma loja na luxuosa rua Oscar Freire, em São Paulo, foi certeiro ao lembrar no que o preconceito pode resultar. No último sábado (28/03) ele viu o filho negro de 8 anos ser praticamente expulso por uma vendedora de frente da loja Animale, sob a justificativa de que não poderia vender coisas ali. por : Marcos Sacramento Do Diário do Centro do Mundo “Provavelmente vão dizer que foi um ‘mal-entendido’ (mesmo quando as crianças negras têm o azar dos mal-entendidos sempre acontecerem com elas). No entanto, minha preocupação é quando o ‘mal-entendido’ não é mais com uma vendedora de uma loja, mas com um policial armado”, desabafou em sua página no Facebook. O temor de Duran ao falar da polícia não é exagero de pai comovido por ver o filho discriminado. Das vítimas de homicídio no Brasil com idades entre 15 e 29 ...

    Leia mais

    Quem é Fernando Holiday, o negro que odeia negros adotado por um movimento golpista

    O que leva um garoto negro a gritar diante das câmeras contra a implantação de cotas raciais nas universidades e em concursos públicos? Fiquei com a dúvida após ver o vídeo de um tal Fernando Holiday, no qual ele critica a ação de militantes negros durante uma aula da USP. Por Marcos Sacramento do DCM  “Nós negros e pobres podemos sim vencer na vida através do mérito, não precisamos ficar como vermes, como verdadeiras parasitas atrás do estado, querendo corroer cada vez mais e mais, com esse discurso de merda, com esse discurso lixo. Vocês fazem dos negros verdadeiros porcos no chiqueiro, que ficam fuçando a lama através do resto que o estado tem a nos oferecer. Pobres da periferia, negros da periferia, não se submetam a esse discurso”, vocifera. Senti um certo mal estar durante os pouco mais de cinco minutos de discurso, em que ele agiu como o pior dos ...

    Leia mais

    “Vítimas”, “macacos”, “coitadistas…”: o pessoal contra as cotas precisa mudar os argumentos

    A rapper Azealia Banks deu a resposta perfeita a quem condena a implantação de cotas para negros. Em entrevista à Playboy americana de abril, disparou: “Meus fãs brancos dizem ‘por que você exige reparações por um trabalho que você nem fez?’. Bem, vocês herdaram as propriedades de seus avôs e tiveram o direito de ficar com os diamantes e pérolas das suas avós”. por : Marcos Sacramento, do DCM Ela sintetizou um dos principais motivos  do abismo social entre brancos e negros, seja na América do Norte ou do Sul. Lacrou, como diriam os seus fãs. Por coincidência, o depoimento da primeira rapper a ser capa da Playboy veio a público na mesma semana em que o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski, assinou a resolução que reserva 20 % das vagas para negros nos concursos do Conselho Nacional de Justiça e do próprio STF. O anúncio provocou ...

    Leia mais

    Gentili, sua assistente negra e o apresentador de TV demitido por racismo nos EUA

    A Univisión, maior rede de TV hispânica nos EUA, não titubeou em demitir uma de suas estrelas, Rodner Figueroa, na semana passada. Do Marcos Sacramento, do DCM Figueroa fez um comentário racista sobre a primeira-dama Michelle Obama num programa exibido em Miami. Michelle, disse ele, poderia fazer parte do elenco de “O Planeta dos Macacos”. Foi dispensado em menos de 24 horas. Escreveu um pedido de desculpas para a mulher de Barack Obama e para seu público. Ninguém se chocou. Não houve nenhum debate insano sobre “liberdade de expressão” etc. No Brasil, temos um apresentador de talk show que já ofereceu banana a um negro, comparou jogadores de futebol negros ao King Kong e chamou uma candidata a Globeleza de “Zé Pequeno”. Jamais se desculpou. Preferiu sempre se vitimizar, falando que é perseguido por esquerdopatas ou coisa parecida. Racismo? Imagina. Com essa ficha corrida, é curioso que Danilo Gentili tenha uma ...

    Leia mais

    O Big Brother deveria ir para o paredão por burrice, intolerância e racismo

    Os filhos de Angélica, participante do Big Brother Brasil 15 eliminada nesta terça-feira (25), deixaram de ir à escola depois que a mãe passou a sofrer ofensas racistas. Enfermeira na vida real, Angélica foi bombardeada por nomes como “macaca”, “galinha preta de macumba”, “eclipse” e outros ainda mais baixos. As crianças ficaram sabendo dessa história e agora aprendem sobre racismo da pior maneira possível. Por Marcos Sacramento, do DCM  As agressões que traumatizaram os meninos vieram das redes sociais, mas se os dois, de 7 e 4 anos, pudessem entender o que se passa no programa teriam motivos adicionais para não querer ir à escola, pois há tempos o BBB compila casos de racismo e outras formas de discriminação. A edição deste ano teve comentários homofóbicos e racistas logo nos primeiros dias. No ano passado eles também estiveram na casa. “Se eu não usar desodorante, fico com cheiro de neguinha”, disse ...

    Leia mais
    Página 1 de 2 1 2

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist