Tag: Nina Simone

    Foto: Divulgação/RLJ Entertainment / Pipoca Moderna

    Zoë Saldaña se diz arrependida por ter vivido Nina Simone no cinema

    A atriz Zoë Saldaña ("Guardiões da Galáxia") se disse arrependida por interpretar Nina Simone na cinebiografia "Nina", lançada em 2016. Na época da produção, a escalação de Saldaña rendeu polêmica entre ativistas negros, porque a atriz tem pele mais clara e traços latinos, que não condiziam com a negritude da cantora. "Eu nunca deveria ter interpretado Nina. Eu deveria ter feito tudo que podia, na época - porque eu tenho um tipo de poder, embora não seja o mesmo - para pressionar pela escalação de uma mulher negra para interpretar Nina, que era uma mulher negra excepcionalmente perfeita", disse a atriz numa live no Instagram, durante conversa com Steven Canals, criador da série "Pose", cujo tema era justamente afro-latinidade e "colorismo" (discriminação baseada em tons de pele negra). Filha de pai dominicano com raízes haitianas e de mãe porto-riquenha, Saldaña precisou usar maquiagem para escurecer sua pele, ...

    Leia mais
    Djamila Ribeiro é autora do best-seller 'Quem tem medo do feminismo negro' Foto- Marcos Alves : Agência O Globo

    Sentimentos para Nina Simone

    Cantora foi uma mulher injustiçada e sofreu consequências por se posicionar por Djamila Ribeiro no Folha de São Paulo Djamila Ribeiro é autora do best-seller 'Quem tem medo do feminismo negro' Foto- Marcos Alves : Agência O Globo “Olhe para você. Você é livre. Nada nem ninguém é obrigado a te salvar, só você mesma. Plante a sua própria terra. Você é moça e mulher, e as duas coisas têm sérias limitações, mas você é uma pessoa também. Não deixe a Lenore ou um namoradinho qualquer e com toda certeza nenhum médico do mal resolver quem você é. Isso é escravidão. Em algum lugar aí dentro de você está essa pessoa livre de que eu estou falando. Encontre-a e deixe que ela faça algum bem nesse mundo.” Esse é um trecho do livro “Voltar para Casa”, (Companhia das Letras, 136 págs., R$ 44,90) de Toni Morrison, ...

    Leia mais
    UNITED KINGDOM - JANUARY 01: BBC TV CENTRE Photo of Nina SIMONE (Photo by David Redfern/Redferns)

    Nina Simone, 85 anos: As boas histórias por trás das 3 turnês da lenda da música no Brasil

    Lenda da música se apresentou no País em 1988, 1997 e 2000. Por Amauri Terto Do Huffpost Brasil Nina Simone em registro da BBC TV. Cantora de voz inconfundível e pianista excepcional. Compositora franca e intérprete visceral. Mulher orgulhosa de sua negritude e pioneira na luta dos direitos civis nos EUA, cuja trajetória foi durante marcada (mas não destruída) pelo racismo e violência doméstica. Estrela que brilhava de forma ímpar no soul, no funk, no jazz e no blues. Nina Simone, que completaria 85 anos nesta quarta-feira (20), teve uma biografia repleta de altos e baixos descritos em detalhes no documentário What Happened, Miss Simone?, produção indicada ao Oscar dirigida por Liz Garbus e Hal Tulchin. Considerada uma das lendas fundamentais da música norte-americana, a artista nascida Eunice Kathleen Waymon esteve no Brasil para fins profissionais em três ocasiões. Em 1988, ela se apresenntou no Rio de Janeiro ...

    Leia mais
    blank

    As cores da minha alma: Nina Simone

    “Eu podia cantar para ajudar meu povo e isso se tornou o principal esteio da minha vida. Nem o piano clássico, nem a música clássica, nem mesmo a música popular, mas a música dos direitos civis.” – Nina Simone Do Revista Prosa Verso e Arte Nina Simone pianista clássica, estudou no conservatório de New York “Juilliard School”. Foi uma das primeiras negras a entrar na renomada Escola da Música de Juilliard, depois de ser rejeitada em outro conservatório na Filadélfia. Nina Simone (Eunice Kathleen Wayman) nasceu em Tryon, Carolina do Norte, EUA, em 21 de fevereiro em 1933, e morreu em Carry-le-Rouet, Provence-Alpes-Côte d’Azur, França em 21 de abril de 2003, aos 70 anos, enquanto dormia. ‘Liberdade’ por Nina Simone – trecho do documentário “Nina: a historical perspective”, de Peter Rodis (1970) “É um sentimento. Liberdade é apenas um sentimento. É como tentar explicar para alguém como é estar apaixonado. Como você vai explicar ...

    Leia mais
    blank

    Lenda da música, Nina Simone receberá Grammy em reconhecimento à trajetória artística

    Uma das cantoras mais talentosas de todos os tempos, Nina Simone (1933-2003) vai receber o Grammy de carreira artística em 2017. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (19) pela Academia da Gravação, entidade responsável pela premiação. Fonte: Huffpost Brasil Prodígio do piano, a cantora afro-americana gravou mais de 40 álbuns ao longo de cinco décadas de carreira. Com trajetória marcada pelo ativismo negro, Nina se tornou uma das cantoras mais célebres do soul. A estrela, que nunca recebeu um Grammy em vida, ficou conhecida pela interpretação de grandes canções, incluindo I Loves You, Porgy, Feeling Good e Sinnerman. Em 2016, a história da cantora foi retratada no documentário original da Netflix indicado ao Oscar What Happened, Miss Simone?, dirigido por Liz Garbus. Grammy especial O prêmio em questão, chamado originalmente de Grammy Lifetime Achievement Awards, reconhece as carreiras de artistas influentes na história da música e é concedido além dos ...

    Leia mais
    blank

    Nina Simone. A escala de tons do negro, da humilhação ao orgulho

    Para lá da cor, há a intensidade desta, porque era proporcional à dor, ao desdém com que sentiu os olhos do mundo, e à coragem com que devolveu o olhar. Por DIOGO VAZ PINTO, do I Online  Mulher e negra. Para começar nunca foi pouco. E se o gênio tantas vezes mostra apreço pelas piores circunstâncias, há algumas décadas esta era das combinações mais problemáticas nos EUA. Nina Simone aprendeu cedo com o que contava. No seu primeiro recital, tinha ela dez anos, viu os pais serem retirados dos seus lugares na primeira fila para que um casal branco os ocupasse. Estava longe, naqueles dias, da presença ameaçadora da temperamental e imprevisível artista que de um momento para o outro podia ir muito para lá do tom desafiador e ofender ou até ser violenta com o público. A coisa chegaria a tal ponto que o dono de um dos clubes onde ...

    Leia mais
    blank

    Filha de Nina Simone defende Zoe Saldana, que interpreta a artista em filme

    A filha de Nina Simone defendeu Zoe Saldana das críticas que a atriz vem recebendo por interpretar a cantora e pianista em uma cine-biografia. Do UOL Lisa Simone Kelly, filha única da artista, disse à "Time" que não estava a par das críticas feitas a Saldana no Twitter oficial de sua mãe, que, segundo ela, é administrado por uma pessoa próxima à família, contratada para cuidar do site e redes sociais de Simone. Após a divulgação do trailer de "Nina", Saldana tuitou uma frase de Simone e recebeu uma reposta agressiva do Twitter oficial da artista: "Bela história, mas por favor tire o nome de Nina da sua boca. Pelo resto da sua vida". "É lamentável que Zoe Saldanda venha sendo tão duramente atacada quando ela é parte de um projeto maior", disse Simone Kelly, 53, que também é atriz e cantora. "Está claro que ela deu o seu melhor ...

    Leia mais
    blank

    Nina Simone é PRETA. Possui ROSTO AFRICANO

    O que fizeram com a cantora é um desrespeito a todos nós. Um insulto aos nossos traços. É negar o que somos… Por Fábio Kabral Do Medium Traços negros. Nós temos. Somos pretos. Somos negras e negros. Nossa pele é escura. Você sabia? Nossos traços são esses. Somos pretas e pretos, e nós estamos aqui. Precisa dizer? Precisa sempre lembrar? Onde a nossa pele mais escura está? Por que vocês não querem que apareça? Onde está os nossos tons mais escuros? Cadê os nossos cabelos mais crespos? Onde se encontra os nossos narizes e bocas do Continente? Imensa diversidade existe no nosso povo. Isso é verdade. Há descendentes mais claros, há descendentes mais escuros. Há traços mais finos sim. Há cabelos que não são crespos, e sim cacheados, encaracolados. Até mesmo lisos. Há sim. E é por isso que você vai deixar de lado todos esses que não se aproximam desse ...

    Leia mais
    blank

    What Happened, Miss Saldaña?

    Nina Simone foi uma mulher única em todos os aspectos da sua vida. Enviado por Rodrigo Teles Medrado via Guest Post para o Portal Geledés  Nina percebeu ainda cedo o peso de ser uma mulher negra que luta por seus sonhos em uma sociedade racista e patriarcal como era o caso dos EUA (o mundo todo, na verdade) quando ainda era Eunice Kathleen Waymon, seu nome de batismo. O fato de ser uma mulher negra foi decisivo em sua vida, ainda que se aplique a todas as pessoas pretas. Definiu sua música, seu gênio, sua vida particular, seu posicionamento político e até mesmo sua forma de tocar piano. Sonhava em ser uma pianista clássica, a primeira pianista clássica negra, mas foi forçada a desistir do seu sonho para poder trabalhar, uma vez que cantar foi praticamente uma imposição. Isso a colocou em um caminho como intérprete e musicista que a marcaria ...

    Leia mais
    blank

    7 atrizes que escolheríamos para o papel de Nina Simone em vez de Zoe Saldana

      No ano passado, o documentário indicado ao Oscar What Happened, Miss Simone? arrebatou mentes e corações ao apresentar a intensa trajetória de Nina Simone. Nos próximos meses, os holofotes se voltam novamente à diva, agora por meio de uma obra ficcional da diretora estreante Cynthia Ann Mort. Nina chegará aos cinemas norte-americanos no final de abril. Você confere o pôster oficial aqui e o primeiro trailer aqui. Controverso, o filme enfrenta dificuldades desde a pré-produção, iniciada em 2012. Por discordar do roteiro e foco da história, a filha da cantora, Lisa Simone, decidiu não colaborar com a produção. Já em relação ao casting, de início, Mary J. Blide havia sido escalada para estrelar o longa, mas deixou o projeto por dificuldades de conciliar a agenda. A atriz Zoe Saldana então assumiu o papel. A escolha da atriz, que tem o tom de pele mais claro que o de Nina, foi fortemente criticada. Uma nova polêmica surgiu assim que o ...

    Leia mais
    blank

    Zoe Saldana, atriz de ‘Avatar’, é Nina Simone em 1º trailer de filme polêmico

    Após o Netflix lançar o documentário "What happened, Miss Simone?", a história da lendária cantora Nina Simone ganhará em breve uma controversa versão ficcional para os cinemas. O primeiro trailer de "Nina" foi divulgado nesta quarta-feira (2) e mostra pela primeira vez a atriz Zoe Saldanha ("Avatar", "Star Trek") na pele da artista, que morreu em 2003 aos 70 anos. Assim como no documentário, as primeiras cenas mostram os problemas psiquiátricos de Nina e sua admiração pelos Panteras Negras, grupo que militava por autodefesa dos negros contra o racismo e a violência policial. Recentemente, Beyoncé fez referência ao movimento na apresentação no "Super Bowl" e levantou uma onda de protestos. Desde que as primeiras notícias do filme foram divulgadas, há seis anos, o projeto tem sofrido desfalques e críticas. A princípio, Mary J. Blige faria o papel de Nina, mas a cantora pulou fora do barco logo depois, alegando conflito de ...

    Leia mais
    blank

    Hoje na História, 21 de Fevereiro de 1933 nascia Nina Simone

    Eunice Kathleen Waymon mais conhecida pelo nome artístico Nina Simone (Tryon, 21 de fevereiro de 1933 – Carry-le-Rouet, 21 de abril de 2003) foi uma pianista, cantora, compositora e ativista pelos direitos civis norte-americanos. É bastante conhecida nos meios musicais do jazz, mas trabalhou com diversos estilos musicais na vida, como música clássica, blues, folk, R&B, gospel e pop. O nome artístico foi adotado aos 20 anos, para que pudesse cantar blues escondida de seus pais, enquanto treinava para tornar-se uma pianista clássica, em bares de Nova York, Filadélfia e Atlantic City. "Nina" veio do espanhol de menina e "Simone" foi uma homenagem à atriz francesa Simone Signoret. Foi a sexta de oito filhos, sendo sua mãe uma ministra metodista e seu pai um marceneiro, quando jovem foi impedida de ingressar no Instituto de Música Curtis na Filadélfia, apesar de ter cursado piano clássico na severa Juilliard School, em Nova York. Também se destacou por posicionar-se contra ao racismo na crescente onda que tomava os Estados Unidos na década de 1960. Devido ao seu envolvimento, cantou no enterro de Martin Luther King. Depois de fracassar na tentativa de ser uma grande concertista ...

    Leia mais
    blank

    Nina Simone inspira luta anti-racismo no Brasil

    O combate ao racismo é o exercício diário do caráter, da cidadania e da persistência. E também é o único caminho viável para construir uma sociedade justa e igualitária. Em todo mundo, brancos e negros estão juntos nessa luta. Nem sempre é fácil, mas está avançando principalmente por conta da garra de jovens ativistas que dedicam seu tempo e sua energia. Por Juca Guimarães Do Diário de São Paulo Um ótimo exemplo é a estudante de arquitetura e ativista Stephanie Ribeiro, de 22 anos, que enfrentou diversos ataques racista na PUC Campinas, onde estuda. Hoje a jovem Stephanie é uma referência nas discussões sobre racismo e questões de gênero. Libertária e feminista, a ativista esbanja inteligência, humor, charme e argumentos ácidos para debater tanto a discriminação racial quanto as iniciativas de combate ao racismo. Para ela não existem tabus. Sem ligar muito para a fila de desafetos que fica pelo caminho, ...

    Leia mais
    blank

    “What happened, Miss Simone?” – Nina Simone, a mulher e a Politica

    Quando fiquei sabendo do lançamento do documentário sobre a Nina Simone, fiquei muito empolgada para saber mais sobre ela, porém demorei um tempo para assistir ao documentário, não por falta de oportunidade, mas eu queria estar de certa maneira preparada. Já sabia que a história tinha diversas situações bem pesadas (estupro, violência doméstica, etc) então queria me preparar “emocionalmente”. Por Isabela Kanupp do Para Beatriz Porém comecei a ler algumas críticas a respeito do documentário, de como a Nina foi retratada e uma crítica me chamou mais a atenção, justamente porque pontuava questões da maternidade. Então pensei: é agora. Quem quiser ler a crítica antes (aconselho) é essa aqui –  “What happened, Miss Simone?” é um insulto à memória de Nina Simone.  Comecei a anotar as idéias para esse artigo enquanto assistia ao documentário, a intenção inicial era abordar apenas a questão da Nina Simone com a maternidade, ou como ela ...

    Leia mais
    blank

    Nina Simone: a arte contra o racismo

    O movimento dos direitos civis é um dos momentos mais importantes da história dos Estados Unidos, concentrado principalmente em estados do Sul do país, os fatos ocorreram entre 1954 e 1968 e foram uma forma de resistência da comunidade negra que exigia o fim da segregação racial imposta por supremacistas brancos. Por Kauê Vieira, no Afreaka Do vermelho Nina Simone faleceu em 2003 deixando um legado ímpar para o mundo da arte e emblemático para a luta pelos direitos civis e igualdade racial O objetivo era questionar e boicotar decisões claramente racistas, como as proibições sociais cotidianas impostas aos negros e os direitos cedidos apenas às pessoas brancas o que, na visão dos estrategistas do movimento, provocaria uma crise e consequentemente um diálogo com as autoridades. De ambos os sexos, ativistas famosos e anônimos faziam uso de variados instrumentos culturais para reunir as pessoas e discutir a importância do orgulho negro. O ...

    Leia mais
    blank

    Documentário e tributo aumentam febre por Nina Simone. Conheça produtos da diva

    Sacerdotisa do soul, ícone do jazz, ativista da igualdade racial, Nina Simone é um das mulheres mais lacradoras da história da música. E o culto à doutora, como ela gostava de ser chamado, tem só aumentado nos últimos tempos, com tendência de alta, basta ver que há todo tipo de produtos relacionados à diva, de camisetas e pôsteres a ecobags, brincos e almofadas. Por Fabiano Alcântara , do Virgula  Nesta sexta (26), estreia o esperado documentário What Happened, Miss Simone? na Netflix. O filme conta a história da pianista, cantora, compositora, não por meio de suas músicas, mas por meio de depoimentos dela, de amigos e de sua única filha, Lisa Simone, também cantora, além de diários, cartas, imagens de shows e de bastidores. Nina também será homenageada no álbum Nina Revisited: A Tribute to Nina Simone, com algumas músicas que também estão no documentário. Já foram liberadas duas versões absurdas ...

    Leia mais
    blank

    A Versão da Lauryn Hill para “Feeling Good”, da Nina Simone, É Maravilhosa como Você Imagina.

    A Lauryn Hill é foda. A Nina Simone é foda. E o que acontece quando a senhora Hill faz um cover de Nina Simone é obviamente foda. A ótima versão para "Feeling Good" estará no tributo Nina Revisited: A Tribute To Nina Simone, que também inclui Mary J. Blige, Usher, o rapper Common e Lisa Simone, filha de Nina. Ouça abaixo: Por Taís Toti, do Noisey "Feeling Good" é uma das seis contribuições de Lauryn Hill para Nina Revisited: A Tribute To Nina Simone. O álbum será lançado junto com o documentário What Happened, Miss Simone?, que sai pelo Netflix em 26 de junho e tem direção de Liz Garbus. Assista ao trailer e veja a tracklist do tributo abaixo: Leia Também: Aretha Franklin regrava Adele 1. Lisa Simone - "Nobody's Fault but Mine (Intro)" 2. Ms. Lauryn Hill - "Feeling Good" 3. Ms. Lauryn Hill - "I've Got Life" - Ms. Lauryn Hill 4. Ms. ...

    Leia mais
    blank

    “Toda mulher negra é obrigada a ser mais forte”, diz Nega Duda

    O sorriso de batom vermelho e o turbante colorido, tão bem alinhado no penteado afro, não são as únicas características que chamam a atenção de quem a vê. Do alto de seu 1,75m, Ducineia Cardoso – ou Nega Duda, nome artístico pela qual é conhecida há 12 anos – emociona quando sobe ao palco e começa a cantar. Por Ana Luísa Vieira*, do Promenino, com Cidade Escola Aprendiz *Colaborou Tânia Carlos No Promenino.org O vozeirão rouco e imponente já foi comparado ao da norte-americana Nina Simone (1933-2003), um dos maiores nomes do jazz. Basta o elogio para os olhos de jabuticaba de Nega procurarem o chão, timidamente. “Faça isso não! Nina é uma grande diva.” As semelhanças não se restringem ao timbre, tampouco à cor da pele. Ícone da música e da defesa dos direitos civis, Nina, sexta de sete filhos de uma empregada doméstica com um marceneiro, teve uma infância pobre, ...

    Leia mais
    blank

    Documentário sobre a vida de Nina Simone chegará ao Brasil via Netflix

    What Happened, Miss Simone?" estará disponível em junho Por Paula M. Higa Do Musica na Veia Enquanto boa parte do mundo está ansiosa com o lançamento do documentário sobre a vida o líder do Nirvana de “Kurt Cobain: Montage Of Heck“, outro lançamento também vem animando os amantes da música. O filme “What Happened, Miss Simone?” contará a vida da diva Nina Simone. O longa, dirigido por Liz Garbus, já foi exibido durante o Sundance Film Festival em janeiro passado, e por enquanto só tem previsão de chegar aos cinemas dos Estados Unidos. Mas celebre – porque um MAS pode ser positivo – pois o pessoal da Netflix anunciou que disponibilizará o filme em seu catálogo e poderá ser visto por quem assina o serviço de streaming aqui no Brasil. Tanto nos cinemas norte-americanos quando na internet o longa estará disponível a partir de 26 de junho. O doc também está previsto para ser ...

    Leia mais
    Nina Simone: uma cantora da verdade

    Nina Simone: uma cantora da verdade

    Nina Simone foi uma mulher de muita fibra, mas principalmente de um grande talento. Com uma áspera e inigualável voz, a cantora tinha a incrível capacidade de compartilhar seu mundo e de fazer o ouvinte acreditar em tudo aquilo que estava sendo cantado pelo simples fato de ser cantado com sinceridade, com verdade. Cantora. Mulher. Negra. Nina Simone tinha plena consciência de sua posição social e usou todo seu talento e carisma para criar uma das grandes personas da história da música, da resistência pessoal, da identidade negra. Eunice Waymon é o nome de batismo. Nina Simone é o de guerra. Nina mudou de nome ao começar a cantar em cabarés escondida de seus pais. Saiu da Carolina do Norte para ser imortalizada no mundo cantando jazz, blues, folk, soul. Com sorriso e carisma maiores do que seu imenso coração, a diva negra é a voz da famosa canção Feeling ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    blank
    blank

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist