sexta-feira, outubro 16, 2020

    Tag: PUC

    Professora da universidade é demitida após falas racistas contra aluno: ‘Fedor danado’

    “Vai trabalhar. Tira aquele chinelo e vai ralar. E ainda corta o cabelo e vê se lava, um fedor danado” Do Amazonas 1 Coletivo Juntos! MG/Reprodução Uma professora da PUC de Minas Gerais, que proferiu falas racistas contra um estudante, no mês passado, foi demitida da universidade. A informação foi confirmada na tarde de quarta-feira (3). Josiane Tavares de Abreu ministrava aulas para o curso de Medicina Veterinária, e não faz mais parte do quadro de funcionários da unidade de ensino Na última quarta-feira (27), no campus da Praça da Liberdade, a docente falou para um jovem negro com black power cortar e lavar o cabelo, e ainda disparou: “um fedor danado”. Alunos realizaram um protesto, em repúdio ao racismo, em frente à unidade. A PUC Minas se limitou a informou que “as medidas administrativas em relação à professora citada foram tomadas”. A universidade decidiu não ...

    Leia mais
    Fernanda Dias / Agência O Dia

    Racismo nos jogos jurídicos: até quando?

    “Nossos motivos pra lutar ainda são os mesmos O preconceito e desprezo ainda são iguais Nós somos negros também temos nossos ideais Racistas otários nos deixem em paz!” (Racionais Mc’s)   Por: Alexis Pedrão, de Aracaju, SE. Do Esquerda Online Fernanda Dias / Agência O Dia Na semana passada, durante os jogos jurídicos do Rio de Janeiro – competição que ocorre anualmente entre estudantes de direito – três casos de racismo foram denunciados por jovens negros que participavam do evento. Todas as ofensas partiram de estudantes da PUC Rio. Primeiro, jogaram uma casca de banana em um estudante da UCP, depois imitaram macacos para ofender estudantes da UERJ e, por último, chamaram uma estudante da UFF de “macaca” (1). As denúncias ganharam grande repercussão e forçaram a direção da Liga Jurídica do Rio a acatar as exigências da campanha “Jogos Sem Racismo”. Dessa forma, nenhuma faculdade foi ...

    Leia mais

    Direitos Humanos cobra PUC-Rio sobre racismo em jogos universitários

    Ministro e secretário de Igualdade Racial querem posição de reitoria da universidade após relatos de discriminação em competição na semana passada Da Veja  PUC-Rio é banida dos Jogos Jurídicos após caso de racismo entre estudantes (Reprodução/site veja) O ministro dos Direitos Humanos, Gustavo do Vale Rocha, enviou nesta sexta um ofício à reitoria da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)cobrando uma posição da universidade a respeito dos casos de racismo nos Jogos Jurídicos de 2018, protagonizados por alunos da universidade. No documento, Gustavo Rocha cobra uma data para que o secretário de Políticas para a Igualdade Racial, Juvenal Araújo, visite a universidade e receba uma informação sobre as medidas que a PUC-Rio adotará diante das situações reveladas. “Ainda estamos longe do ideal de respeito à cultura afro-brasileira, mas vamos intensificar nossas ações a fim de eliminar a chaga do racismo que lamentavelmente persiste em nossa sociedade” afirma o ministro, em nota. O órgão foi procurado pelos ...

    Leia mais

    Testemunhas começam a ser ouvidas em inquérito que investiga denúncia de racismo em jogos jurídicos no RJ

    A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Petrópolis emitiu nota oficial repudiando ato e pedindo a punição dos responsáveis. Por Aline Rickly, G1 Vítima de injúria racial em jogos jurídicos em Petrópolis, RJ, prestou depoimento sobre o caso na terça-feira (5) na 105ª DP (Foto: Maicon Nascimento/Arquivo Pessoal) As testemunhas começaram a ser ouvidas na tarde desta quarta-feira (6) em inquérito que investiga denúncia de racismo no Jogos Jurídicos Estaduais em Petrópolis, na Região Serrana do Rio. Ainda nesta quarta, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Petrópolis emitiu nota oficial repudiando o ato e pedindo a punição dos responsáveis. A reitoria da PUC-Rio também expressou, em nota, seu desconforto com a situação. De acordo com o delegado, Claudio Batista Teixeira, as primeiras testemunhas foram ouvidas nesta quarta-feira na 105ª delegacia. O inquérito foi aberto nesta terça (5) , quando a vítima também registrou a ocorrência. O delegado ...

    Leia mais

    Vítima de injúria racial em Jogos Jurídicos procura DP, e pede punição a agressora

    Dois dias após estudantes que participaram dos Jogos Jurídicos Estaduais 2018, no fim de semana, relatarem episódios de racismo durante o evento, um estudante da Universidade Católica de Petrópolis (UCP) procurou a 105ª DP (Petrópolis) para se apresentar como uma das vítimas de injúria racial. Segundo o delegado Cláudio Teixeira, em depoimento o estudante, que teve a identidade preservada, contou que saía do gramado quando foi atingido pela casca de banana. Ele pediu a instauração de uma investigação para que a agressora seja identificada e punida. Por Célia Costa e Rayanderson Guerra, do Extra  Atleta mostra as cascas de banana arremessadas contra ele Foto: REPRODUÇÃO/WhatsApp — O estudante confirmou aquilo que já vinha sendo divulgado. Quando ele deixava o campo com os amigos, após uma partida de futebol entre a PUC e a UCP, uma torcedora que discutia do lado de fora do gramado atirou uma casca de banana contra ele ...

    Leia mais

    PUC-Rio perde título dos Jogos Jurídicos e está fora da competição após casos de racismo

    Os casos de racismo praticados pela torcida da PUC-Rio neste fim de semana durante os Jogos Jurídicos em Petrópolis, na Região Serrana, tomaram conta das redes sociais. Os alvos foram alunos da Uerj, UFF e da Universidade Católica de Petrópolis (UCP) Por RAFAEL NASCIMENTO, do O Dia  Jogos Jurídicos - Reprodução / site o dia  A Liga Jurídica Estadual, que organiza os Jogos Jurídicos Estaduais, decidiu retirar o título de campeão geral da competição e suspender a participação da Pontífice Universidade Católica (PUC-Rio) da próxima edição. A decisão foi tomada após os episódios racistas protagonizados por alunos da instituição privada neste fim de semana no evento. Uma comissão disciplinar vai apurar o caso internamente para identificar os responsáveis. Em nota, o grupo responsável pelo Jogos sem Racismo disse que uma postura da Liga já vinha sendo cobrada após o episódio envolvendo um atleta negro da Universidade Católica de Petrópolis (UCP). Na ocasião, uma ...

    Leia mais

    Alunos da PUC ocupam o campus em represália à demissão de professora negra

    De acordo com os alunos, Marcia é a única professora negra que o curso admitiu em seus 80 anos de funcionamento Da Revista Fórum  Foto: Reprodução/Facebook Alunos da Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo ocuparam o campus de Perdizes exigindo a contratação efetiva de Marcia Eurico, de acordo com os alunos, a única professora negra que o curso admitiu em seus 80 anos de funcionamento. A ocupação acontece em represália à demissão da professora. Com a hashtag #MarciaFica, o Centro Acadêmico de Serviço Social da PUC emitiu nota onde os alunos dizem que não recuarão um milímetro sequer, “Mesmo com pessoas que compõem essa universidade (professores e alunos) ameaçando a nossa integridade física”. A reitoria da PUC divulgou nota listando as ações já tomadas pela universidade sobre a questão racial, como a instituição de cotas para os estudantes e o início de debates sobre cotas para o corpo docente também. Leia a ...

    Leia mais

    ‘A professora não gostava de pobre’: bolsistas criam página contra preconceito em universidade carioca

    "Você é pobre? E bolsista? Não sabia que a PUC misturava o tipo de gente que estuda Relações Internacionais, até porque é um curso que exige inglês, né?" por Jefferson Puff no BBC Foi assim que um aluno da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, a PUC-Rio, bolsista do ProUni e morador de um bairro do subúrbio carioca, diz ter sido recebido por um colega no primeiro semestre de aulas, durante um debate sobre cotas raciais. "Eu não consegui dizer nada, e meus colegas também não disseram nada. Foi a primeira de muitas vezes em que pensei em largar a PUC", conta o estudante, hoje formado pela tradicional universidade privada carioca, considerada de elite - mas onde 51% dos 12.760 alunos são bolsistas. O relato do aluno está na página "Bastardos da PUC-Rio", que em menos de um mês já tem 6 mil curtidas no Facebook. Alusão ao termo "filhos ...

    Leia mais

    Carta de Marcos Dias, pai da aluna Luana Dias ao Reitor da PUC-Rio

    Carta à Vossa Magnificência Reitor da PUC-Rio Magnífico Reitor Pe. Josafá Carlos de Siqueira, S.J. Eu me chamo Marcos Dias, pai da aluna, melhor dizendo ex-aluna, Luana Aparecida Souza Dias, do curso de pós graduação Comunicação e Imagem oferecido pela Coordenação Central de Extensão. de Luana Dias via Guest Post para o Portal Geledés Lendo sua mensagem de saudação em que expressa os sentimentos de pertencimento das pessoas à PUC e manifesta à sociedade valores que norteiam esta instituição. E, em um dos valores, o segundo valor, diz respeito à abertura para o diálogo interdisciplinar e interdepartamental com a abertura de perspectivas futuras para um diálogo mais estreito entre os diferentes saberes científicos. Minha filha excedeu o número de faltas à aula de Leitura de Imagem I. As faltas foram por conta de duas viagens a trabalho (BH) e participação na abertura e encerramento do Encontro de Cinema Negro. As ...

    Leia mais

    Grupo faz protesto na PUC-Campinas contra caso de racismo em rede social

    Um protesto contra o racismo em um grupo no Facebook de alunos do curso de direito da PUC-Campinas reuniu pelo menos 70 pessoas na noite desta quarta-feira (15), no campus do Centro da cidade. O grupo fez um varal no pátio dos Leões com parte das mensagens ofensivas que foram publicadas na rede social. No G1  O ato começou por volta das 19h no pátio principal do campus. Os manifestantes utilizaram cartazes, faixas e um megafone para declamar palavras de ordem contra as ofensas racistas e exigir que a universidade se posicione e investigue o caso. "A nossa luta é pra valer, se não punir a Puccamp vai tremer" e " machistas, racistas não passarão", foram parte das palavras de ordem cantadas pelos estudantes. O ato teve participação do coletivo Raízes da Liberdade, da Unicamp, e de alunos de direito, psicologia, pedagogia, administração, entre outros cursos da PUC. ...

    Leia mais

    Alunos da PUC-Campinas denunciam esquema de violência que envolve veteranos e médicos formados na instituição

    Na CPI das universidades da Alesp, estudantes detalharam esquema que teria estrutura de poder baseada na hierarquia, na qual a ponta superior teria a participação ou anuência de professores da faculdade Por Eduardo Maretti No Operamundi  Em depoimento na CPI instalada na Assembleia Legislativa para apurar violações dos direitos humanos e outras ilegalidades nas universidades de São Paulo, alunos da Faculdade de Medicina da PUC (Pontifícia Universidade Católica) de Campinas denunciaram ontem (07/01) um esquema de intimidação, ameaças, violências física e moral e trotes humilhantes. O esquema tem a participação de alunos veteranos e mesmo médicos formados. Segundo os alunos, a Associação Atlética Acadêmica Samuel Pessoa é um dos pilares do esquema, cuja estrutura de poder seria baseada na hierarquia na qual a ponta superior teria a participação ou anuência de professores da instituição. A entidade destina-se a promover e coordenar eventos esportivos e “integração” dos alunos da faculdade, organizando festas e ...

    Leia mais

    PUC Campinas reage contra caso de racismo

    Por Will Santos*  Na noite do dia 21 de maio, estudantes da PUC Campinas protestaram contra o caso de racismo ocorrido contra a estudante Stephanie Ribeiro. A estudante vem sofrendo ameaças e ofensas de alunos e professores que se manifestam pelas redes sociais e nas dependências da universidade. O ato teve início às 19:00 horas, na sexta-feira, percorrendo a área interna da instituição com palavras de ordem contra o racismo: “Não é pessoal é que o racismo é institucional”, “Sou Pró-Unista quero respeito, estudar é um direito” e “ôh Stephanie pode lutar que o racismo tem que acabar”. Os estudantes percorreram os corredores da universidade passando pela FAU (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo), onde Stephanie estuda, a Faculdade de Economia, o CCHS (Centro de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas) e Reitoria, os alunos que estavam em salas de aula aderiram ao ato e então o que iniciou com um número ...

    Leia mais

    Manifesto de Repúdio ao Racismo na PUC Campinas – por Maria Rita

    O racismo é uma violência que mata, adoece, incapacita. É dever de toda instituição educacional não apenas entender mas garantir que o lugar do negro seja dentro da sala de aula como estudantes, professores e pesquisadores. Essa inclusão deve ser quantitativa e prezar pela qualidade, pela promoção de um ambiente seguro onde cada estudante negro possa desenvolver todo seu potencial acadêmico. Negar o racismo é mais uma estratégia de manutenção do racismo. Num país como o nosso, onde o racismo é um elemento estruturante dessa sociedade, não se pode fechar os olhos para quando atitudes assim acontecem. O dever de uma instituição de ensino é promover o debate, fomentar a discussão e, acima de tudo, não ser conivente com tais práticas. Não pode incorrer em violentar duplamente quem está sendo a vítima. Necessário e urgente perceber que a população negra vem sendo há séculos violentada e tendo seu acesso à ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist