quinta-feira, abril 15, 2021

Tag: racismo no futebol

Credit: Getty - Contributor

Por que razão o racismo ainda é uma questão europeia?

Nas últimas semanas, Lilian Thuram, futebolista campeão do mundo pela França em 1998, voltou ao centro das notícias e debates na Europa quando se pronunciou em defesa de um jogador negro vítima de racismo de torcedores. Thuram teve a coragem de dizer que os brancos pensam ser superiores e acreditam nisso, pois o racismo é uma construção de séculos e muito difícil de ser mudada (1). O fato de a frase virar alvo de polêmica revela a necessidade de se discutir o racismo na Europa como um legado da história imperial ultramarina de diversos países europeus, mas também a necessidade de ir além desta discussão. Como afirma Ângela Davis, “não basta não ser racista, há que ser antirracista” (2). Por FERNANDA VILAR, do Buala  Lilian Thuram | Foto Conselho da Europa Fundador da Associação pela Educação contra o racismo (3), Thuram foi acusado de racismo anti-branco, ...

Leia mais
Roger Machado /Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

Combate ao racismo: Assembleia vai conceder Mérito Farroupilha ao técnico Roger Machado

Por unanimidade, os parlamentares que integram a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa aprovaram, nesta terça-feira (22), a proposição do deputado estadual Valdeci Oliveira (PT) em conceder a Medalha do Mérito Farroupilha ao técnico de futebol do Bahia, Roger Machado Marques. O Mérito Farroupilha é a mais alta honraria concedida pelo Parlamento gaúcho, e cada parlamentar pode concedê-la apenas uma vez a cada legislatura. No caso de Roger, a homenagem, conforme Valdeci, visa valorizar e reconhecer o profissional, gaúcho de Porto Alegre, que tem trazido a público o tema do racismo e da discriminação. Do Sul 21 Roger Machado (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG) “Com essa homenagem, a Casa Legislativa tem a oportunidade de reafirmar sua posição inequívoca de combate a todas as formas de preconceito, intolerância e em defesa de uma cultura de paz”, avalia Valdeci, que também atua como coordenador da Frente Parlamentar contra o Racismo. Ao ...

Leia mais
Torcedores búlgaros fazem saudações nazistas durante o jogo contra a Inglaterra, em Sófia - Nikolay Doychinov/AFP

Atos racistas de torcedores põem futebol europeu contra a parede

Ineficiência de entidades para combater discriminação gera críticas de políticos Por Bruno Rodrigues, da Folha de São Paulo Rugidos de macacos, saudações nazistas e blusas com o logo da Uefa e a inscrição "no respect" (sem respeito, em inglês), como forma de ironizar a campanha da entidade europeia por um ambiente mais amigável no futebol, compuseram as cenas mais comentadas da última rodada das eliminatórias para a Eurocopa-2020. Esses elementos fizeram parte do repertório de torcedores búlgaros na goleada por 6 a 0 sofrida para a Inglaterra, na segunda (14), em Sófia. O cenário, porém, não pode ser chamado pela Uefa de imprevisível. Para o confronto com os ingleses, o Estádio Nacional Vasil Levski já havia sido parcialmente fechado (5.000 lugares) por determinação da entidade após manifestações prévias de racismo por parte da torcida local. Jogadores ingleses também haviam dito, dias antes do duelo, que consideravam abandonar o jogo caso ...

Leia mais
Capas de jornais britânicos Foto: Reprodução

Imprensa britânica exalta goleada sobre racismo. Veja capas

Nesta segunda-feira, torcedores da Bulgária entoaram cantos racistas Por Gustavo Loio,  do O Globo  Capas de jornais britânicos Foto: retirada do site O Globo Nesta segunda-feira, a nota triste da rodada das eliminatórias para a Eurocopa-2020 aconteceu em Sofia, capital da Bulgária. Parte da torcida local fez gestos nazistas e entoou cantos racistas na goleada por 6 a 0 imposta pela Inglaterra . E grande parte da imprensa esportiva britânica exaltou a goleada sobre o racismo. O "Sun Sport", por exemplo, destacou: "Para Inglaterra dizemos respeito". O "Daily Express Sport" ressaltou: "Perdedores", com foto dos torcedores que entoaram cantos racistas. "Inglaterra 6 x 0 Racismo" foi outro destaque. Abaixo, veja as capas: Um dia iluminado da imprensa inglesa. Cada capa melhor que a outra! pic.twitter.com/bLaFrLCe6X — FutPapers (@futpapers) October 14, 2019 O jogo chegou a ser interrompido duas vezes. Os primeiros cantos racistas aconteceram em torno ...

Leia mais
Mauro Silva, vice-presidente da Federação Paulista de Futebol.ALEXANDRE BATTIBUGLI

A barreira à ascensão dos dirigentes negros no alto escalão do futebol

Dominado por presidentes e executivos brancos, cúpula da bola reproduz racismo que dificulta trajetória. Entre os 20 clubes que disputam a Série A, apenas Goiás e Grêmio mantêm diretorias de futebol chefiadas por negros Por Breiller Pires, do El País Mauro Silva, vice-presidente da Federação Paulista de Futebol. (Foto: ALEXANDRE BATTIBUGLI) Mauro Silva perdeu o pai aos 12 anos. A mãe, Luzia, não deixou de incentivá-lo a perseguir o sonho de se tornar jogador, desde que cumprisse uma outra obrigação: “Só vai jogar bola se estudar”. Em Campinas, enquanto treinava nas categorias de base do Guarani, o volante cursou processamento de dados no colégio técnico e concluiu a faculdade de informática antes de conquistar o tetracampeonato mundial com a seleção brasileira. Ele observa que a formação, complementada por especializações em finanças e gestão no futebol após encerrar a carreira nos gramados, foi fundamental para que se ...

Leia mais
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

A lucidez de Roger Machado, treinador do Bahia, ao expôr as raízes do racismo no futebol brasileiro.

É notória a escassez de treinadores negros no futebol brasileiro. Atualmente há três deles entre os 40 clubes que disputam as séries A e B do campeonato brasileiro. Por Marcos Sacramento, do DCM Roger Machado (Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia) Um deles é Roger Machado, do Bahia, que junto com Marcão, do Fluminense, vestiu a camisa do Observatório da Discriminação Racial no Futebol durante o jogo entre as duas únicas equipes com técnicos negros nesta edição do Brasileirão. Após a partida, na entrevista coletiva, Roger comentou a ação feita a convite do Observatório. O resultado foi uma síntese das consequências do racismo estrutural na sociedade brasileira, verdadeiras barreiras no acesso aos negros a espaços de poder. Uma aula de Roger Machado. pic.twitter.com/rJeKNU7NQt — Sem Firulas (@sem_firulas) October 13, 2019 “Não deveria chamar atenção dois treinadores negros na área técnica, depois de ser protagonistas dentro do ...

Leia mais
(Foto: Divulgação/Flickr)

Com Marcão e Roger, Fluminense e Bahia fazem ação contra o racismo

Os treinadores dos times que se enfrentam neste sábado, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro, são os únicos profissionais negros entre os 20 clubes da elite do futebol nacional Do Lance  Times com os únicos dois técnicos negros da Série A, Fluminense e Bahia se enfrentam neste sábado, às 19h, no Maracanã, pela 25ª rodada do Brasileiro. E os clubes irão promover uma ação contra o racismo no futebol. Os treinadores Marcão, do Tricolor carioca, e Roger Machado, do Tricolor baiano, irão entrar em campo com a camisa do Observatório da Discriminação Racial no Futebol, que promoveu a ação em conjunto com o clube. (Foto: Divulgação/Flickr) – Alô Bahia e Fluminense nós temos um sonho! Que tal no próximo jogo onde os dois únicos técnicos negros da Série A se encontram eles vestirem nossa camiseta? Os dois já falaram sobre a questão racial e será uma ótima ...

Leia mais
Credit: PA:Press Association

Meia do Leicester é alvo de racismo em rede social após derrota para o Liverpool

Hamza Choudhury recebeu apoio do clube Do Esporte  Choudhury foi vítima de racismo em rede social (Credit: PA:Press Association) O Leicester City vem fazendo uma excelente campanha na Premier League. Apesar da derrota para o Liverpool neste sábado (5), o clube ocupa a 4ª colocação do campeonato, brigando diretamente por vaga na próxima edição da Champions League. Fora de campo, entretanto, viveu um momento triste, quando viu o meio-campista Hamza Choudhury sofrer ofensas racistas numa rede social. Logo após a derrota por 2 a 1 para o Liverpool, algumas pessoas protestaram contra o inglês, se utilizando de ofensas racistas. Um porta-voz do Leicester veio a público para garantir que o clube está levando a questão a sério. "Ações discriminatórias não têm lugar no futebol ou na sociedade e nós vamos procurar o meio de ação mais forte a tomar contra os responsáveis. O clube relatou os ...

Leia mais
Durante eliminação do Brasil pela Bélgica na Copa do Mundo de 2018, Fernandinho foi alvo de ataques racistas por fazer gol contra / Divulgação/FIFA

Relatório aponta aumento de discriminação no futebol envolvendo brasileiros

Somente em 2018, houve o registro de 44 ocorrências racistas; número é o maior desde 2014 No Brasil de Fato Durante eliminação do Brasil pela Bélgica na Copa do Mundo de 2018, Fernandinho foi alvo de ataques racistas por fazer gol contra / Divulgação/FIFA Segundo o Relatório Anual da Discriminação Racial no Futebol, em 2018 aconteceram 44 ocorrências racistas em jogos envolvendo brasileiros. O número é o maior desde 2014. 25 desses casos têm como alvo os atletas. Também a arbitragem e os policiais aparecem como vítimas nas ocorrências registradas. Se forem considerados apenas os casos acontecidos no Brasil, o estado onde mais foram registradas ocorrências foi São Paulo, com 16 episódios. Ampliando para competições Sul-Americanas, foi nos embates contra a Argentina que mais casos de racismo foram registrados, com oito ocorrências, sendo seis delas no território do país vizinho e duas no Brasil. Também foram ...

Leia mais
Fiorentina's Brazilian defender Dalbert (L) helps Juventus' Portuguese forward Cristiano Ronaldo get up after he fell following an overhead kick during the Italian Serie A football match Fiorentina vs Juventus on September 14, 2019 at the Artemio-Franchi stadium in Florence. (Photo by Vincenzo PINTO / AFP) Foto: VINCENZO PINTO / STF

Dalbert é vítima de racismo na Itália, e jogo é interrompido pela arbitragem

Mais uma triste página para a história do futebol italiano. O lateral-esquerdo Dalbert, da Fiorentina, foi vítima de cantos racistas por parte da torcida da Atalanta, em partida disputada neste domingo. O brasileiro avisou o ocorrido ao árbitro Daniele Orsato, que decidiu interromper a partida. No final, o placar terminou empatado em 2 a 2. No Extra Foto: VINCENZO PINTO / STF O ato lamentável aconteceu aos 31 minutos do primeiro tempo e o sistema de som do estádio Ennio Tardini avisou ao público presente sobre a paralisação. Após vaias vindas das arquibancadas, a bola voltou a rolar três minutos depois. Dentro de campo, a Fiorentina abriu o placar com Chiesa, aos 24 minutos, mas sofreu o empate aos 20 do segundo tempo, com Frank Ribéry. Aos 39, a Atalanta reagiu com Ilicic, mas Castagne empatou aos 50 para a Viola. Dalbert tem 26 anos e ...

Leia mais

Jornalista italiano é demitido por comentário racista sobre Lukaku

Luciano Passirani disse que a única forma de parar o atacante da Inter de Milão é lhe dando dez bananas; emissora foi firme no combate ao preconceito Na veja Lukaku e o comentarista Luciano Passirani (Emilio Andreoli/Getty Images/Reprodução) O futebol italiano vem registrando uma sequência de ofensas e atitudes racistas e neste domingo, 15, teve como protagonista um comentarista de televisão. Durante participação no programa Top Calcio 24, da Telelombardia, o jornalista Luciano Passirani afirmou que a única forma de parar o atacante belga Romelu Lukaku, da Inter de Milão, era lhe dando “dez bananas”. Horas depois, a emissora anunciou o desligamento de Passirani. Ironicamente, o comentário racista complementou elogios rasgados ao atacante. “Não vejo na Itália atualmente nenhum jogador, em nenhuma outra equipe, melhor Lukaku, nem na Juventus, Milan, Roma, Lazio. Gosto muito dele, é forte, faz gols… No um contra um, ele é mortal. ...

Leia mais
Getty Images

Argentinos lideram casos de racismo, no futebol, contra brasileiros no continente; São Paulo é estado com mais episódios

Observatório da Discriminação Racial no Futebol faz levantamento desde 2014 e mostra elevado índice nas competições organizadas pela CONMEBOL Por Elton de Castro, do Globo Esporte Getty Images Apresentado no último sábado, o Relatório Anual da Discriminação Racial no Futebol destrincha as 44 ocorrências racistas em jogos envolvendo brasileiros em 2018. O principal alvo são os atletas: foram 25 vítimas. O quadro de arbitragem aparece como alvo de insultos em três ocorrências, e nem mesmo os policiais escapam. No jogo entre Corinthians e Independiente, pela Libertadores de 2018, o atacante Silvio Romero foi acusado de proferir insultos racistas contra o Cabo J. Carlos. O caso é um dos relatos que fazem os argentinos liderarem as ofensas racistas contra brasileiros, em competições Sul-Americanas. Ao todo foram oito casos, sendo seis em partidas disputadas no país vizinho e dois no Brasil. Quando consideramos apenas os casos provocados por ...

Leia mais
Paul Pogba, em ação pelo Manchester United diante do Wolverhampton Getty Images

Pogba, do Manchester United, faz forte desabafo contra racismo: ‘Meus ancestrais e pais sofreram para minha geração ser livre’

Alvo de racismo após ter perdido um pênalti no empate do Manchester United contra o Wolverhampton na última segunda-feira pela Premier League, Paul Pogba manifestou-se por meio de sua conta no Twitter. O meio-campista disse que o ataque só o motiva a lutar contra o racismo de forma ainda mais incisiva. Do ESPN.com.br “Meus ancestrais e meus pais sofreram para minha geração ser livre hoje, para trabalhar, para pegar o ônibus, para jogar futebol. Insultos racistas são ignorância e podem apenas me fazer mais forte e me motivar para lutar pela próxima geração”, escreveu o francês. My ancestors and my parents suffered for my generation to be free today, to work, to take the bus, to play football. Racist insults are ignorance and can only make me stronger and motivate me to fight for the next generation. pic.twitter.com/J9IqyWQj4K — Paul Pogba (@paulpogba) 25 de agosto de 2019 O técnico do ...

Leia mais
Imagem Geledés

Ataques racistas a atletas podem provocar mudanças nas redes sociais

Twitter vai se reunir com o Manchester United para discutir o assunto Por Daniele Bellini, do O Estado de S.Paulo Imagem Geledés Os recentes insultos racistas a jogadores de futebol na Inglaterra podem provocar mudanças no acesso e utilização das redes sociais. O Twitter, por exemplo, já anunciou que vai se reunir com o Manchester United para discutir o assunto. "Sempre mantivemos um diálogo aberto e saudável com nossos parceiros neste âmbito, mas sabemos que precisamos fazer mais para proteger nossos usuários. O comportamento racista não tem lugar na nossa plataforma e nós o condenamos veementemente. Para isso, esperamos trabalhar mais próximos a nossos parceiros para desenvolver soluções em conjunto para essa questão", disse o Twitter em um comunicado à imprensa. Em menos de uma semana, a Inglaterra teve três casos de ataques racistas nas redes sociais envolvendo jogadores de clubes importantes no país, o Manchester ...

Leia mais
Pogba e Rui Patricio — Foto: Reuters

Pogba é alvo de crime de racismo após perder pênalti, e Manchester United emite nota oficial

Craque recebeu os insultos por meio de postagens no Twitter e o clube inglês agiu rápido por meio de um pronunciamento Do FOX Sports O meio-campista Paul Pogba foi vítima de crime de racismo após perder um pênalti no empate por 1 a 1 diante do Wolverhampton, pela Premier League. Os insultos foram feitos no Twitter com dizeres como ‘gorila’ e ‘crioulo’. O Manchester United emitiu um comunicado oficial deixando claro que o clube “tem tolerância zero com qualquer forma de racismo e discriminação e tem um grande compromisso com a campanha #todoredéigual”. Pogba está envolvido em uma negociação com o Real Madrid. Alvo claro e público por parte dos merengues, o francês é tido como um sonho de Zidane, mas que deve mesmo ficar no âmbito imaginário. Na última segunda-feira, antes mesmo do compromisso diante do Wolverhampton, Soljskaer disse que Pogba não deixará o clube de forma alguma e ...

Leia mais

Queens Park Rangers sub-18 abandona jogo após racismo e pede providências à Uefa

O Queens Park Rangers pediu à Uefa que tome providências após a equipe sub-18 do clube inglês abandonar uma partida por conta de racismo dos jogadores adversários. Do ESPN.com.br Bola da Premier League com mensagem anti-racismo (Foto: Getty Images) Durante um amistoso contra o AD Nervión, da Espanha, na turnê de pré-temporada do time, os atletas abandonaram o campo durante o segundo tempo alegando preconceito racial. O Queens Park Rangers divulgou um comunicado dizendo que a ação dos jogadores estava de acordo com o protocolo discutido durante uma sessão de igualdade e diversidade com os ativistas da campanha anti-racismo “Kick It Out” (Chuta Pra Fora, na tradução direta), sob as ordens do técnico Paul Furlong. "Tomamos uma posição muito forte contra o racismo e não toleraremos que um dos nossos jogadores seja submetido aos comentários desprezíveis vivenciados", disse o chefe executivo da equipe londrina, Lee Hoos, ...

Leia mais

Camisas de clubes brasileiros serão leiloadas e recursos será aplicado contra o racismo

As camisas de Bahia, Grêmio, Internacional e Juventude estão sendo leiloadas pelo Observatório da Discriminação Racial no Futebol. O intuito da ação é que com o valor arrecadado, sejam impressas cartilhas, que estão sendo produzidas em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul, sobre o tema. De acordo com o Observatório, os impressos serão utilizados em palestras em escolas, com jogadores das categorias de base, com o objetivo de preparar os jovens para que novos casos não ocorram. Por  Igor Rocha, Do Notícia Preta   As camisetas disponíveis no site Ídolos Eternos – Imagem: Reprodução/Observatório Ainda segundo o Observatório, se o valor superar o custo de impressões, os valores serão investidos na loja da marca da organização, para que o observatório chegue a uma parcela maior da população. Uma das ações é ampliar a luta contra o racismo com a venda de bonés e ...

Leia mais
Photo by Harold Cunningham/Getty Images

Novo Código da Fifa permite que árbitros terminem o jogo em caso de racismo

Juízes poderão até mesmo atribuir a derrota ao time infrator após “procedimento de três etapas”. Entenda as novas medidas que entram em vigor a partir da próxima segunda Por GloboEsporte Photo by Harold Cunningham/Getty Images A Fifa tornou público o novo Código Disciplinar da entidade nesta quinta-feira. E a luta contra o racismo é um dos pilares. A partir de agora os árbitros podem suspender um jogo de futebol por incidentes racistas. E até mesmo encerrar a partida e atribuir a derrota ao time infrator. Essa medida, entretanto, só será posta em prática após o juiz aplicar o “procedimento de três etapas” para tais incidentes: solicitar um anúncio público para exigir que tal comportamento pare, suspender o jogo até que essas atitudes cessem e, finalmente, abandonar a partida definitivamente. - A Fifa não decepcionará as vítimas de abuso racista - disse o órgão em um comunicado, ...

Leia mais

‘Virou moda ser intolerante’, diz ativista contra o racismo no futebol

Documentar casos de racismo, homofobia, xenofobia e outras formas de discriminação no futebol é um trabalho que toma conta dos sete dias da semana para Piara Powar, 50, diretor executivo da Fare Network, principal ONG europeia de combate à discriminação nesse esporte. Por Alex Sabino, do FOLHAPRESS Piara Powar (APF) A entidade está presente em 41 países do Velho Continente e começou expansão pela América Latina. No ano passado, a Fare registrou 258 casos incidentes, iniciou campanhas de conscientização e pedindo punições aos infratores. A contagem continua em 2019 e o último incidente teve como protagonista o brasileiro Malcolm, recebido com faixa irônica pela torcida do Zenit (RUS) que dizia "obrigado, diretoria, por respeitar a tradição", insinuando que a contratação de jogadores negros não se encaixaria na história do clube. O Zenit disse que a mensagem foi mal interpretada. Convidado pela Fifa, Powar pretende montar banco de dados sobre ...

Leia mais
Novo escudo da associação inglesa de futebol - Crédito Divulgação

Associação Inglesa de Futebol eleva suspensão mínima para ofensas racistas a 6 jogos

A Associação Inglesa de Futebol (FA) elevou de cinco para seis partidas a suspensão mínima obrigatória para infratores que exibiram comportamento discriminatório pela primeira vez antes do início da temporada 2019-2020. por Hardik Vyas em Bengaluru no DCI A medida vem na esteira de um relatório anual da entidade britânica antidiscriminação Kick It Out que mostrou um aumento de 43% nos relatos de ofensas racistas no futebol inglês na última temporada. Na semana passada, o Chelsea aplicou uma proibição vitalícia a um torcedor por ofender racialmente o meia-atacante Raheem Sterling durante uma partida da campanha passada do Campeonato Inglês contra o Manchester City em casa. A Fifa, entidade que governa o futebol mundial, duplicou sua suspensão mínima por racismo para 10 jogos no mês passado, já que as autoridades do esporte estão tentando reprimir tais atitudes na esteira de uma série de incidentes de grande destaque no futebol. A suspensão ...

Leia mais
Página 2 de 7 1 2 3 7

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist