Plano de aula: Viajando pela África através de Brincadeiras Infanto-Juvenis

Pixabay

Este é um plano de aula vencedor do I Concurso de Planos de Aula do Portal Geledés, aplicando a Lei 10.639/03

 

Plano de aula: Viajando pela África através de Brincadeiras Infanto-Juvenis

Pixabay

Professora: Carmem Dolores Alves

Escola:  Municipal Educador Paulo Freire
Disciplinas: Língua Portuguesa, Geografia e Artes     Turma: 5º ano C
Cidade: Recife          Estado: Pernambuco
Componente Curricular: A LEI 10.639/2003

OBJETIVO: Promover uma reflexão acerca da África através de intercâmbio literário entre os estudantes da Escola Municipal Educador Paulo Freire (Brasil) e a Escola Tutune, da República Democrática de São Tomé e Príncipe (África).

CONTEÚDOS:

Continente Africano;

Aspectos socioeconômicos e culturais da República Democrática de São Tomé e Príncipe;

Leitura do texto narrativo africano NDULE NDULE

Noções básicas dos conceitos de Inferência e Intertextualidade;

Produção textual a partir da releitura do referido texto narrativo africano.

METODOLOGIA: 

Aplicação de atividades dentro de uma perspectiva transdisciplinar, que contempla vivências de leitura, releitura, produção textual, utilização de mapas geográficos, desenhos e pinturas. O que favorece ao desenvolvimento da produção textual de leitores iniciantes e ao trabalho coletivo entre professores e estudantes, a partir da seguinte sequência didática proposta:

I – Roda de leitura: os estudantes em um grande círculo dirigidos pela professora para uma leitura coletiva, sequencial, da obra literária NDULE NDULE.

A obra literária NDULE NDULE – assim brincam as crianças africanas, de Rogério Andrade Barbosa. Cujo conteúdo assinala as brincadeiras das crianças africanas em países como Quênia, África do Sul, Congo, Nigéria, Senegal e Botswana, que partilham com outras crianças de qualquer lugar do mundo, o prazer de correr, pular, jogar, imaginar, cantar e se divertir. Assim, compreender como brincam as crianças africanas é uma oportunidade de promover uma aproximação simbólica entre nossos estudantes e o continente africano.

NDULE NDULE

Clique aqui para o preço do livro

II – Promoção de atividades, em grupo, de localização geográfica no mapa do continente africano dos países citados na obra NDULE NDULE – assim brincam as crianças africanas, seguida de pintura da ilustração desses países, e de São Tomé e Príncipe já conhecido pelo grupo, através da realização de outra atividade.

III – Releitura da obra NDULE NDULE – assim brincam as crianças africanas, seguida de uma produção textual individual, a partir dessa releitura, onde os estudantes do 5º ano C destacaram as brincadeiras vivenciadas pelas crianças africanas  e grupo em suas comunidades.

IV- Atividade realizada na quadra da escola com a cooperação do professor de capoeira, para vivência de brincadeiras apresentadas na leitura do referido livro. Obedecendo a seguinte sequência: divisão do alunado em seis grupos e uma dupla, para reproduzir as brincadeiras sugeridas, com direito a revezamento desses grupos: 1ª grupo – MAMBA brincadeira da África do Sul, 2º grupo – KAMESHI NE MPUKU brincadeira do Congo, 3º grupo – AMBUTAN brincadeira da Nigéria, 4º uma dupla – RYEMBALAY brincadeira do  Senegal, 5º grupo – NTSA E WOTSWANG LE LESAPO brincadeira da Botswana, 6º MWINDAJI NA SWALA brincadeira da Tanzânia) e o 7º grupo NDULE NDULE brincadeira  de Guiné-Bissau.  

V- Promoção de um intercâmbio dessa produção textual individual entre estudantes da Escola Municipal Educador Paulo Freire (Brasil) e da Escola Tutune (República Democrática de São Tomé e Príncipe). Os textos serão enviados para o Ministério da Educação e Cultura e Formação onde serão encaminhados para referida escola, conforme contato já entalecido anteriormente.  Posteriormente nossos estudantes receberam textos produzidos pelas crianças relatando as brincadeiras típicas desse país.

VI – Trabalho de pesquisa, (tarefa de casa) com apresentação posterior sobre os países africanos destacando: localização e cultura dos seguintes países: África do Sul, Congo, Nigéria, Senegal, Botswana, Tanzânia, Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe.

 

 AVALIAÇÃO

 

A avaliação acontecerá durante as vivências realizadas em sala de aula;

Validar o cumprimento dos objetivos quanto à produção textual;

Analisar os resultados do intercâmbio  literário entre os estudantes das Escolas Municipal Educador Paulo Freire (Brasil) e  Tutune ( São Tomé e Príncipe);

Sublinhar os impactos educacionais, ou seja, os resultados positivos quanto à aquisição das competências e desenvolvimento das habilidades da leitura e da escrita;

Analisar as resultantes do processo de releitura sobre a África, assinalando as mudanças  quanto à desconstrução de estereótipos negativos e  subsequente construção de uma imagem positiva dos valores africanos.

 

África do Sul

 

 

 


Congo

 

 


 

 

Nigéria

Escolas Flutuantes

 

 


 

Senegal

 

 

 


 

Botswana

 

 


 

Tanzânia

 

 


 

Guiné-Bissau


São Tomé e Príncipe

 

-+=