terça-feira, dezembro 1, 2020

    Tag: discriminação e preconceito

    Número de professores negros em universidades públicas gera debate

    Campanha institucional da UFJF questiona a quantidade de docentes ao longo do retrospecto escolar das pessoas  por Márcia Maria Cruz no Diário de Natal Uma campanha institucional da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), que questiona a quantidade de professores negros no ensino superior, ganhou adesão nas redes sociais em todo o Brasil. Idealizados pelo Departamento de Ações Afirmativas, banners com a pergunta “quantos professores negros você tem?” e a hashtag #nãoécoincidência, foram colocados em todos o câmpus da cidade na Zona da Mata. Na internet, muitos usuários responderam a pergunta, apresentando o retrospecto da vida escolar. A campanha foi criada em novembro passado, mês da consciência negra. Os professores negros da instituição, com as respectivas informações do departamento em que atuam, foram fotografados para os cartazes. Algumas das peças publicitárias viralizaram depois que reproduzidas nas redes sociais. Um dos postes foi feito pelo estudante da Universidade Federal de Minas Gerais ...

    Leia mais

    Por que as religiões de matriz africana são o principal alvo de intolerância religiosa no Brasil?

    Dados compilados pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa do Rio de Janeiro (CCIR) mostram que mais de 70% de 1.014 casos de ofensas, abusos e atos violentos registrados no Estado entre 2012 e 2015 são contra praticantes de religiões de matrizes africanas. Por Jefferson Puff Do BBC Divulgado nesta quinta-feira, Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, o documento reacende o debate: por que os adeptos da umbanda e do candomblé, e suas variações, ainda são os mais atacados por conta de sua religião? O tema ganhou as páginas dos jornais recentemente, em casos como o da menina Kaylane Campos, atingida por uma pedrada na cabeça em junho do ano passado, aos 11 anos, no bairro da Penha, na Zona Norte do Rio, quando voltava para casa de um culto e trajava vestimentas religiosas candomblecistas. Também em 2015, no mês de novembro, um terreiro de candomblé foi incendiado em Brasília, ...

    Leia mais

    Para pedagoga nas escolas as crianças negras são mais punidas do que as brancas

    Existe racismo na sala de aula, e ele começa na educação infantil. Isso é o que afirma Ellen de Lima Souza, mestre e doutoranda do Programa de Pós-graduação em Educação da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) e diretora do Itesa (Instituto de Tecnologia, Especialização e Aprimoramento Profissional). por Marcelle Souza do UOL Educação Foto Getty Images Segundo a pedagoga, a escola normalmente é um ambiente inóspito para as crianças negras. Ellen estudou como elas são vistas por professoras de educação infantil e constatou duas visões distintas: o negro que gera nas docentes piedade (uma postura paternalista) ou expectativa (que deve necessariamente assumir uma postura ativista). Para mudar essa realidade, ela propõe que os professores assumam uma postura de protagonismo em sala de aula, de geradores de conhecimento, para trabalhar a autonomia e a independência nas crianças. UOL Educação - Crianças também podem ser racistas? Ellen de Lima Souza - Sim, podem. E ...

    Leia mais
    OPERAO CONTRA RACISMO E HOMOFOBIA

    Cartório para vítimas de homofobia e racismo vai ser inaugurado na segunda-feira

    Canoas irá inaugurar nesta segunda-feira, 11, o Cartório Especializado para Vítimas de Homofobia e Racismo. O órgão também vai atender casos de preconceito religioso. Com esse novo cartório, as ocorrências relativas a esses segmentos vão poder ser feitas em qualquer de delegacia da cidade, que serão encaminhadas para a 3.ª DP de Canoas. Atualmente, não há no Estado nenhum acolhimento especializado na área de segurança pública para esses segmentos. Na ocasião, também vai ser reinaugurado o Cartório Especializado em Crimes de Maus Tratos Contra Animais, que se somam aos cartórios já existentes, de atendimento à pessoa idosa e à pessoa com deficiência. A solenidade ocorre às 14h, na 3.ª DP de Canoas e deve contar com a presença de autoridades públicas desta instituição, da Prefeitura de Canoas, da Câmara Municipal de Vereadores e de representantes de organizações civis contempladas com esse novo órgão público. Serviço qualificado A proposta de criação ...

    Leia mais
    primos-albinos

    Albinos: Irmãos sem direito a brincadeiras à luz do dia

    Albinos, os irmãos Esthefany e Kauan, com a prima Tainá, torcem que chova para poderem brincar fora de casa. Foto: Alexandre Severo/JC Imagem Nasceram sem cor, numa família de pretos. Três irmãos que sobrevivem fugindo da luz, procurando alegria no escuro. O mais novo diz que é branco vira-lata. Os insultos do colégio viraram identidade. A mãe cochicha que são anjinhos. Eles têm raça sim. São filhos de mãe negra. O pai é moreno. Estiraram língua para as estatísticas e, por um defeito genético, nasceram albinos. Negros de pele branca. A chance dos três nascerem assim na mesma família era de uma em um milhão. Nasceram. Dos cinco irmãos, apenas a mais nova é filha de outro pai. Essa é a história do contrário. Os dedos cruzados são sempre para chover. É o convite para o banho de mar na Praia Del Chifre, em Olinda. Rezam para espantar o domingo ...

    Leia mais
    salif_keita

    Albinismo sob o sol

    "Comecei a me dar conta de que era diferente porque via as crianças: elas eram "coloridas", e eu não" ROBERTO BÍSCARO "Teve um período em que eu queria negar que era albino. Mas, quando eu vi que o mundo tinha espaço para eu fazer coisas, percebi que não precisava estar revoltado o tempo todo, e passei a ser mais pró-ativo" IDEM "Sou como um popstar sem dinheiro" IDEM No blog "O Albino Incoerente", o professor de inglês e literatura Roberto Bíscaro, 42, reúne informações sobre a condição genética no Brasil e no mundo na tentativa de combater o preconceito. Cercado por uma vegetação exuberante, óculos escuros, mãos nos bolsos, "Dr. Albee" encara, entre altivo e relaxado, o visitante de "O Albino Incoerente" (albinoincoerente.blogspot.com), blog que criou para dar visibilidade aos albinos no Brasil e no mundo. Na foto, o professor de inglês e literatura não se furta ao sol de ...

    Leia mais
    Foto: Marcus Steinmayer

    Intolerância religiosa por Sueli Carneiro

    Em diferentes partes do mundo, assiste-se ao crescimento da intolerância religiosa, fenômeno que motivou a Resolução 2003/54 da Comissão de Direitos Humanos das Nações Unidas. O parágrafo 5º sublinha que as restrições à liberdade de professar religião ou crença só são permitidas se previstas em lei e necessárias para proteger a segurança, a ordem, a saúde, a moral pública e os direitos e liberdades fundamentais. E se aplicadas de modo que não restrinjam o direito à liberdade de pensamento, consciência e religião. A resolução aponta ainda a "grande preocupação" com os ataques contra lugares de culto e santuários, "em particular pela destruição deliberada de relíquias e monumentos". No Brasil, essas práticas são persistentes contra as religiões de matrizes africanas, em especial os candomblés, alvo prioritário das igrejas eletrônicas evangélicas, como tantas vezes denunciamos neste espaço. Por Sueli Carneiro, do Jornal Correio Braziliense - Coluna Opinião Uma das comunidades religiosas mais ativas ...

    Leia mais
    Página 5 de 5 1 4 5

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist