segunda-feira, novembro 23, 2020

    Tag: Homofobia

    Após xingar casal gay, homem se recusa a pedir desculpas em troca de pena e é condenado a 4 meses de detenção

    Em nota, defesa disse que o condenado repudia a discriminação sexual e que não aceitou acordo por 'convicção da inocência'. Duas ações sobre a criminalização da homofobia tramitam no STF. Por Paula Paiva Paulo Do G1 Um processo de injúria movido por um casal gay xingado dentro de um trem em São Paulo poderia ter terminado em conciliação. Acusado da agressão verbal, o comunicador visual G. E. A., de 57 anos, teve a oportunidade de pedir desculpas para Gustavo Souza e Danilo da Silva, em troca da “extinção da punibilidade”, o que significaria que o processo terminaria ali. Ele não aceitou. Neste mês, o comunicador foi condenado a quatro meses de detenção. Como o homem não tinha antecedentes criminais, a pena foi substituída por quatro salários mínimos, dois para cada vítima. Procurada, a defesa de G. E. A. disse que “o mesmo repudia qualquer ato que envolva discriminação por opção sexual” ...

    Leia mais
    Getty ImagesKevin Mazur

    Contra homofobia, Beyoncé faz bandeira LGBT humana no palco; assista

    Sempre surpreendendo, a cantora Beyoncé fez uma bandeira LGBT humana com todos os seus bailarinos em seu último show no Global Citizen Festival na África do Sul no último domingo (2). Por Pedro Hmc, no Põe na roda   Beyoncé no Global Citizen Festival (Foto: Getty Images/Kevin Mazur)   O gesto foi um protesto visual em um continente ainda tão homofóbico como é a África, onde a homossexualidade chega a ser crime em muitos países ainda hoje. Atração de encerramento do festival em Johannesburgo, Queen B arrasou em um figurino amarelo junto de seus bailarinos nas outras cores da bandeira enquanto cantava o hino militante Formation. Assista alguns trechos abaixos divulgados por internautas fãs da cantora:   Beyoncé performing “Formation” in her Pride-Inspired outfit. 🌈 pic.twitter.com/LCwacOl4u6 — BEYONCÉ HUB (@theyoncehub) 2 de dezembro de 2018   A homossexualidade ainda é criminalizada em diversos países da África, ...

    Leia mais

    Sem cabelos por causa da quimioterapia, mulher é agredida ao ser confundida com homossexual no Rio

    O caso, que aconteceu neste sábado (24), ganhou notoriedade após um relato do marido de Deborah, Jorge Lourenço, ter sido compartilhado mais de 30 mil vezes no Facebook. Do Portal Fórum Foto: Reprodução/Facebbok Com os cabelos curtos por causa de um tratamento com quimioterapia, a educadora Deborah Lourenço, sofreu ofensas homofóbicas e agressão no Centro do Rio de Janeiro nesse sábado (24). Após mais uma sessão de quimioterapia, Deborah foi até o Centro para tomar um café. Ao estacionar um homem começou a xingar e empurrar a educadora por acreditar que ela era homossexual, uma vez que o tratamento para o câncer de mama ao qual se submete provocou a queda de seus cabelos. O caso, ganhou notoriedade após um relato do marido de Deborah, Jorge Lourenço, ter sido compartilhado mais de 30 mil vezes no Facebook. No texto, Jorge desabafa. Ele diz que mesmo quem ...

    Leia mais
    Antônio Cruz/ Agência Brasil

    Transexuais da América Central buscam refúgio nos EUA

    As duras histórias de quem tem medo de perseguição e morte em seus países de origem Da Carta Capital  No Brasil 70% dos transexuais assassinados são profissionais do sexo (Foto: Antônio Cruz/ Agência Brasil) Joanne Stefani, de 27 anos, deixou Honduras há um mês e, após viajar em uma caravana migrante, chegou, junto com dezenas de transsexuais centro-americanas, à cidade mexicana fronteiriça de Tijuana (nordeste) com o sonho de obter refúgio nos Estados Unidos. "Somos as mais vulneráveis, por discriminação, por medo de que nos matem (...) Tive amigas, muitas amigas que foram assassinadas por homofóbicos e pela polícia militar", comenta Joanne enquanto está sentada junto com um reservatório de água da casa onde passaram a primeira noite. No domingo passado, chegou um grupo de cerca de 75 transsexuais e alguns homossexuais a Tijuana. Foram os primeiros a chegar à fronteira com os Estados Unidos depois de percorrerem o México como parte de uma caravana ...

    Leia mais
    Imagem mostra momento em que jovem agredido com lâmpada fluorescente no rosto reage - Reprodução - nov.2010/SBT

    5 acusados de ataque por discriminação homofóbica com lâmpada na Paulista são multados em R$ 129 mil

    Crime de 2010 levou a acusação de 5 jovens por discriminação homofóbica por Paulo Gomes no Folha de São Paulo Imagem mostra momento em que jovem agredido com lâmpada fluorescente no rosto reage - Reprodução - nov.2010/SBT Os cinco acusados de agredir um rapaz na avenida Paulista em 2010 com motivação homofóbica foram condenados a pagar R$ 25.700 cada um pela Secretaria da Justiça do Estado de São Paulo. O crime ficou conhecido na época pela utilização de bastões de lâmpada fluorescente para golpear a vítima na cabeça. A condenação é administrativa e foi pedida pela Defensoria Pública. Lei estadual prevê esse tipo de punição para pessoas físicas e jurídicas em casos de preconceito por orientação sexual —​a depender da gravidade, a pena administrativa pode variar entre advertência, multa, ou suspensão de licença de funcionamento em caso estabelecimentos comerciais. De acordo com a Defensoria, a decisão é de junho ...

    Leia mais
    Sandy é ex-rainha de bateria de uma famosa escola de samba no Amazonas — Foto: Reprodução / G1

    Empresária é chamada de travesti e agredida na saída de festa: ‘Me chamou de escória da humanidade’

    Caso aconteceu na manhã de sexta-feira (12), na saída de uma festa em Manaus. Por G1 AM Sandy é ex-rainha de bateria de uma famosa escola de samba no Amazonas — Foto: Reprodução / G1 Sandy Salum, de 36 anos, é uma empresária amazonense que trabalha como chef de cozinha. Na última sexta-feira (12) ela foi agredida por um homem, por volta das 6h, na saída de uma festa. Segundo relato, a discussão entre os dois iniciou após assédio a uma amiga de Sandy. Ao se manifestar contra a atitude do rapaz, a empresária foi chamada de travesti e "escória da humanidade". Os dois, então, entraram em uma luta corporal. "Esse indivíduo passou e puxou o cabelo dela. Ela disse 'ai, me deixa'. Eu disse, 'ei, deixa ela'. Só que, pelo fato de eu ter a voz grossa, ele já falou 'o que que é, sua ...

    Leia mais
    AFP

    Discriminação contra LGBTs passa a ser crime em Tóquio, no Japão

    Uma das principais potências econômicas do mundo, mas com histórico de conservadorismo e de restrição à comunidade LGBT, o Japão deu um passo importante para conter a discriminação contra essa população em seu território. Por  Tiago Minervino, do Observatório G AFP Agora, a discriminação às LGBTs em Tóquio passa a ser considerada crime. Além de punir aqueles pegos em atos LGBTfóbicos, a comunidade arco-íris local terá o direito de visitar seus pares em hospitais, por exemplo. A modernização na lei da capital japonesa deve-se, em parte, ao fato do país asiático ser a próxima sede dos Jogos Olímpicos, que acontecerão em 2020. É importante ressaltar que, apesar do conservadorismo, dentro da Ásia, o Japão é um dos países mais progressistas quando levado em consideração as necessidades das lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros. Algumas cidades como Fukuoka, por exemplo, reconhecem a união entre pessoas do mesmo sexo.

    Leia mais
    (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

    Brasília: Manifestantes contra Bolsonaro tomam Eixo Monumental

    A concentração da manifestação das Mulheres Contra Bolsonaro em Brasília começou agitada na tarde deste sábado (29/9). Faixas e cartazes com a frase #ELENÃO marcam o protesto, que teve início por volta das 15h. A marcha é uma crítica às falas do candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL), consideradas machistas. O cortejo tem início na Rodoviária do Plano Piloto e deve ser encerrado na Torre de TV. Algumas mulheres e homens carregam bandeiras e ostentam adesivos de partidos políticos. As campanhas de Fernando Haddad (PT), Guilherme Boulos (PSol),  Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) são algumas candidaturas destacadas pelos manifestantes. Segundo os organizadores, a estimativa é de 10 mil pessoas até o momento. A Polícia Militar estima 1 mil. O Movimento Sem Terra e a Juventude Socialista são alguns dos movimentos que também marcam presença no ato. O canto " A nossa luta é todo dia contra o machismo, ...

    Leia mais
    Concentração começou às 14h. Em menos de uma hora, parque foi tomado por mais de 50 mil pessoas Foto: Igor Sperotto

    Multidão toma ruas de Porto Alegre contra Bolsonaro

    A uma semana das eleições para presidente, governador, senadores e deputados federais e estaduais, mulheres de todos os segmentos sociais, idades, gêneros, raças e posicionamentos políticos transformaram sua indignação virtual contra a candidatura do deputado Jair Bolsonaro (PSL) à presidência da República em um grande movimento de rua nas principais cidades do Brasil. Em Porto Alegre, neste sábado, 29, o Parque da Redenção abrigou milhares de pessoas que apresentavam os mais diversos motivos para afirmar “#ele não”. Manifestações foram realizadas também em mais de 40 cidades do interior do estado, dentre elas, Santa Cruz do Sul, Osório, Santo Ângelo, Cerro Largo, Santa Rosa e Passo Fundo. Convocado pela internet, por grupos de mulheres independentes, movimento social, sindical e de trabalhadores e partidos políticos de esquerda, protesto #elenão reuniu milhares de pessoas em 200 cidades do país e 60 de outros países, como Portugal, Espanha e Alemanha. A reação à candidatura ...

    Leia mais
    Professor é agredido em Ciep de Rio das Ostras, no RJ — Foto: Reprodução/TV Globo

    Já são 6 os investigados por humilhar professor no RJ; Ofensas eram de cunho racista e homofóbico, diz polícia

    Em perícia realizada na escola de Rio das Ostras, foram encontradas pichações que faziam apologia a facções criminosas. Do G1 Delegado diz que ofensas ao professor têm cunho racista e homofóbico — Foto: Reprodução/Inter TV Subiu para seis o número de investigados por agredir e humilhar um professor em uma escola de Rio das Ostras, no interior do Rio. O delegado Carmelo Santalucia, da 128ª Delegacia de Polícia, ouviu o professor Thiago dos Santos Conceição, de 31 anos, na tarde deste sábado (22) e disse que as ofensas vinham evoluindo e tinham cunho racista e homofóbico. "O depoimento da vítima era muito aguardado. Ele pediu um prazo para se apresentar porque aquele tipo de ofensa o abalou psicologicamente. Ele nos disse que não foi a primeira vez e percebia o aumento no tipo de ofensas relacionadas a ele", disse Carmelo Santalucia. Santalucia falou que inicialmente a polícia trabalhava com ...

    Leia mais

    Copa do Mundo de 2018 coloca racismo, machismo e homofobia em evidência

    Nunca antes um mundial expôs tanto pautas de raça, gênero e orientação sexual como a Copa do Mundo da Rússia. Boa notícia é que o holofote nas opressões gerou reações Por Ivan Longo Do Revista Fórum Foto: The Hidden Flag/Reprodução A capacidade de um esporte de massas de funcionar como um espelho da sociedade foi, mais uma vez, comprovada na Copa do Mundo da Rússia. Nem só de futebol se faz uma Copa, mas de tudo que acontece ao longo de um mês de competições que envolvem culturas, países e realidades diferentes em um só lugar. O poder de exposição e mobilização da internet e das redes sociais, que só aumenta ano a ano, trouxe a este mundial, no entanto, um ingrediente a mais. Episódios de racismo, homofobia e machismo que são tão presentes no mundo do futebol, mas por vezes invisibilizados, não passaram despercebidos ao ...

    Leia mais

    Jovem é agredido na orla em Santos (SP) por ser gay: “Até quando vão nos matar?”

    Estudante estava na praia quando um grupo de seis homens o espancaram, "foram chutes no estomago e na cabeça, socos na cara e muita crueldade e covardia" Do Portal Fórum Foto: Reprodução/Facebook O estudante de publicidade Lucas Acacio estava na praia de Santos, litoral de São Paulo, na última sexta-feira (6), quando foi vítima de uma agressão homofóbica. Lucas saiu do mar e foi pedir um isqueiro para uns rapazes que estavam na orla. “Lembro de um grupo de pessoas mexendo comigo, me zoando pelos meus trejeitos e voz. Depois lembro de levantar do chão, pegar minhas coisas e gritar pra minha amiga correr dali se não eu iria morrer”, escreveu o jovem em um relato nas redes sociais, que viralizou. Até o momento do fechamento desta nota, já eram quase 12 mil compartilhamentos e 30 mil reações. Lucas contou ao Uol que quando pediu o ...

    Leia mais
    Questão de prova com suposto teor homofóbico em prova de faculdade de medicina de Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

    Alunos denunciam questão de prova com suposto teor homofóbico em prova de faculdade de medicina de Goiás

    Enunciado diz que 'noivo serelepe' de paciente de 24 anos furou abscesso na nádega 'em movimento rodopiante de bailarino, imitando um beija-flor'. Universidade de Rio Verde diz que investiga o caso. Por Raquel Morais no G1 Questão de prova com suposto teor homofóbico em prova de faculdade de medicina de Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera) Alunos de medicina da Universidade de Rio Verde, na região sudoeste de Goiás, denunciaram anonimamente um professor por preconceito contra homossexuais por causa de uma questão de prova. Em nota, a instituição diz investigar o caso. O enunciado da questão afirma que o paciente Davi, de 24 anos, estava com abscesso na nádega "e seu noivo serelepe, ao ver aquele quadro horroroso, ficou tresloucado e furou o abscesso com espinho de limoeiro em um movimento rodopiante de bailarino, imitando um beija-flor". A prova, de acordo com o grupo, foi aplicada na semana ...

    Leia mais

    Argentina tem primeira condenação por crime de ódio contra transexual

    Gabriel David Marino foi condenado à prisão perpétua por matar dirigente transexual Amnacay Diana Sacayán com 13 facadas em 2015. Judiciário reconheceu que crime foi 'homicídio agravado por violência de gênero e ódio à identidade de gênero'. Por France Presse Do G1 Foto: Agência Brasil m tribunal argentino condenou nesta segunda-feira (18) um homem à prisão perpétua por ter assassinado com 13 facadas uma dirigente transexual em 2015, uma sentença destacada como a primeira que reconhece nos fatos a característica de "travesticídio". O 4º Tribunal Penal Oral da capital argentina condenou à prisão perpétua Gabriel David Marino, de 25 anos, como coautor do "homicídio agravado por violência de gênero e ódio à identidade de gênero", segundo a sentença transmitida ao vivo pelo Centro de Informação Judicial (CIJ). O acusado ouviu a sentença sem se alterar. O ataque aconteceu entre sábado (10) e domingo (11) de outubro de ...

    Leia mais

    Projeto de lei prevê responsabilização por crimes de ódio

    Proposta abrange casos de preconceito por orientação sexual, identidade de gênero, religião, entre outros Por Cristiane Sampaio, do Brasil de Fato   Em 2015, terreiro de candomblé Axé Oyá Bagan, localizado em Brasília (DF), foi atacado e incendiado / Foto: Toninho Tavares/Agência BrasíliaA ausência de uma tipificação específica para crimes de ódio e intolerância pode estar com os dias contados no Brasil. Tramita atualmente na Câmara dos Deputados, em Brasília, uma proposta que pretende incluir esse tipo de agressão no Código Penal, abrangendo casos de preconceito motivados por orientação sexual, identidade de gênero, religião, situação de rua, condição de migrante e deficiência, entre outros. O Projeto de Lei (PL) 7582/2014, que se encontra na Comissão de Direitos Humanos e Minorias sob a relatoria da deputada Luiza Erundina (Psol-SP), define como prática de ódio a ofensa à vida, à integridade corporal ou à saúde motivada por preconceito. Já o crime de intolerância é definido a partir ...

    Leia mais

    7 famosos que perderam trabalhos por racismo ou homofobia

    Hollywood ainda é um lugar muito preconceituoso – largamente porque o mundo ao redor de Hollywood ainda é um lugar muito preconceituoso, e é um sample da vontade do público dominante que a indústria do cinema busca representar, infelizmente. por Caio Coletti no Observatório do Cinema Abaixo, confira famosos que perderam trabalho por racismo ou homofobia: Observatório do Cinema JAMIE FOXX | Foxx confessou que foi barrado da produção de um musical durante seus anos de faculdade por ser negro: “Eles precisavam de um tenor, e haviam me visto cantando em algum outro lugar. Então, na verdade, foi a produção do musical que veio até mim – mas eles não me deixaram entrar no palco, eu só podia cantar atrás das cortinas”. Observatório do Cinema RUPERT EVERETT | O astro de 59 anos afirmou que perdeu “três em cada quatro” papéis para os quais foi testado ...

    Leia mais

    Homofobia custa US$ 405 bilhões ao Brasil

    Preconceito, despreparo e violência atinge um publico que movimenta mais de US$ 150 bilhões por ano por Murilo Gitel no Correio 24h “Vocês têm certeza que é uma cama de casal? Não seriam duas de solteiro? ”. Estas perguntas, feitas por uma recepcionista de um hotel em Salvador, no último final de semana, ao casal de namorados Ederson Vargas, de 29 anos, e Fábio Gusmão, 32, refletem bem alguns tipos de constrangimentos que lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros costumam enfrentar ao buscar uma hospedagem na Bahia. “Respondi que era óbvio que eu sabia, levando-se em conta que estava alugando, justamente, um quarto com cama de casal. Mas percebi que ela não falou por maldade. Foi despreparo mesmo”, relata Ederson, gerente de tecnologia da informação e morador de Itapuã. “Infelizmente conheço muitos amigos que passam pelo mesmo tipo de situação”, acrescenta. Além do constrangimento em si e dos impactos sociais, fatores ...

    Leia mais

    Minas Gerais é um dos estados que mais mata lésbicas, gays, bissexuais e transexuais no país

    O MG2 exibe uma série de reportagens sobre homofobia. A primeira foi exibida nesta quinta (17), Dia Internacional da Luta contra o Preconceito e a Homofobia Do G1 Minas é um dos estados que mais mata LGBTs no país Foto: Reprodução/G1 Dia 17 de maio é o Dia Internacional da Luta contra o Preconceito e a Homofobia. A data entrou para o calendário em 1990, quando a Organização Mundial da Saúde (OMS) retirou a homossexualidade da classificação de doenças. O que durante anos foi considerado um transtorno sexual, se transformou em orientação sexual. Para lembrar a data, o MG2 exibe a partir desta quinta-feira (17), uma série de reportagens sobre a homofobia. O Brasil ainda é o país onde mais se comete crimes contra as minorias sexuais. Em 2017, 445 lésbicas, gays, bissexuais e transexuais morreram no país vítimas da homotransfobia, sendo 387 assassinatos e 58 ...

    Leia mais

    Disque-denúncia: eu sei quem matou Matheus Matheusa

    Leia o artigo Taquiprati do Diário do Amazonas deste domingo, 13, assinado por José R. Bessa Freire por José R. Bessa Freire, do Diário do Amazonas Foto: Matheus Passarelli Simões Vieira – Alô! Alô! É do Disque-Denúncia? – Positivo e operante! – Sou professor da UERJ. Tenho informações que podem esclarecer a morte de Matheus Matheusa, de 21 anos, estudante de Artes Visuais na minha universidade, executada no Rio, no Morro do Dezoito, Zona Norte, domingo, 29 de abril. – O senhor conhecia a vítima? Não precisa se identificar, estamos gravando. – Não conheci pessoalmente Matheus Passarelli Simões Vieira, era com esse nome que estava matriculado na universidade. Trabalho no 12º andar, na Faculdade de Educação. Theusa, como gostava de ser chamada, circulava no 11º andar. Podemos até ter esbarrado ocasionalmente nos corredores, na cantina, no elevador, na xerox, mas não lembro. No entanto, conheço muito bem a quadrilha a qual pertencem os ...

    Leia mais
    'Appetite for destruction: Locked N' Loaded Edition' será lançado no dia 29 de junho (foto: Reprodução)

    Guns N’ Roses retira música de álbum clássico por racismo e homofobia

    'One In a Million', faixa do disco 'G N 'R Lies', de 1988, foi retirada do box de luxo da banda, que será lançado em junho no Uai A banda de rock Guns N' Roses está preparando um "super álbum" para os fãs. Intitulado  Appetite for destruction: Locked N' Loaded Edition, o material virá em um box de luxo, com quatro discos e um Blu-Ray, acompanhado por um livro de 96 páginas, como fotos inéditas do arquivo pessoal do vocalista Axl Rose, além de sete LPs e sete singles. No entanto, eles decidiram remover a música One In a Million do projeto após acusações de racismo e homofobia em sua letra. A faixa pertenceu ao álbum G N 'R Lies, de 1988, que está incluso na reedição dos clássicos. As informações são do The Industry Observer.  Polícia e negros, isso mesmo / Saiam do meu caminho / Não preciso comprar nenhuma das suas correntes de ouro hoje / Agora não preciso ...

    Leia mais
    Página 2 de 26 1 2 3 26

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist