Tag: TV

    Divulgação OWN

    ‘Cherish the Day’: Nova série de Ava DuVernay ganha data de estreia

    ‘Cherish the Day’, nova série da OWN criada por Ava DuVernay (‘Selma’, ‘Olhos que Condenam’), ganhou data de estreia: o primeiro episódio será lançado no dia 11 de fevereiro. Por Thiago Nolla, do Cine Pop Divulgação OWN/Imagem retirada do site Cine Pop Confira o trailer oficial: O drama antológico gira em torno de um casal diferente e sua respectiva história de amor a cada temporada. O primeiro ciclo é estrelado por Xosha Roquemore e Alano Miller, que se cruzam e se apaixonam em Los Angeles. A narrativa se estende ao longo de cinco anos e oito episódios. Cicely Tyson tamém faz parte do elenco.

    Leia mais
    Cleissa Martins está produzindo uma websérie, com dez episódios retratando homens negros na moda; A equipe toda é formada por jovens negros Foto: Estevam Avellar

    ‘Espero que o Papai Noel negro tenha um impacto positivo nas pessoas’, diz autora do especial de Natal da TV Globo

    Cleissa Regina Martins participou do Laboratório de Narrativas Negras para o Audiovisual, parceria entre a emissora e a Flup, e convidou Milton Gonçalves para viver o personagem Por Amanda Pinheiro, do O Globo Cleissa Martins está produzindo uma websérie, com dez episódios retratando homens negros na moda; A equipe toda é formada por jovens negros Foto: Estevam Avellar O que fazer ao receber um cartão de visitas do ator Milton Gonçalves? Imaginá-lo como Papai Noel e convidá-lo para fazer parte do seu especial de Natal. Foi o que fez Cleissa Regina Martins, de 24 anos, que faz sua estreia como autora no especial de Natal da TV Globo ‘Juntos a Magia Acontece’, que irá ao ar nesta quarta (25) depois da novela "Amor de Mãe". Neuza (Zezé Motta), Orlando ( Milton Gonçalves ) e a autora Cleissa Regina Martins Foto: Estevam Avellar ...

    Leia mais
    A cineasta Sabrina Fidalgo (Foto: Fabian Alvarez / Divulgação)

    Por que há mais negros na TV alemã do que na brasileira

    Sabrina Fidalgo é uma jovem roteirista e cineasta, autora do curta mais premiado fora do Brasil no ano de 2018. “Rainha” conta a história de uma jovem que sonha em ser rainha de bateria de uma escola de samba. Seus pais, Alzira e Ubirajara Fidalgo, fundaram, nos anos 70, o Teatro Profissional do Negro. Como todo negro, sempre desconfiou da tese do amálgama, defendida por intelectuais brancos  no Brasil. A que diz  que somos para o mundo um exemplo de convívio entre raças. De quem vê de cima da pirâmide, pode ser. Este Quadro-negro serve para equalizar narrativas, mostrar  o ponto de vista de que quem carrega nas costas os que estão no topo dessa pirâmide.  Por Dodô Azevedo, da Folha de S.Paulo  A cineasta Sabrina Fidalgo (Foto: Fabian Alvarez / Divulgação/Folha ) Por que há mais negros na TV alemã do que na brasileira Por Sabrina ...

    Leia mais
    Todos os episódios da série 'Olhos que condenam' estão disponíveis na Netflix (foto: Netflix/Divulgação)

    ‘Olhos que condenam’ é a série mais vista da Netflix, desde a estreia

    Netflix não revelou dados exatos de audiência da série Do  Correio Braziliense Todos os episódios da série 'Olhos que condenam' estão disponíveis na Netflix(foto: Netflix/Divulgação) A nova série da Netflix Olhos que condenam (When they see us) está há duas semanas no ar e é a série mais vista desde a estreia, no serviço de streaming estadunidense. Nas redes sociais, o streaming divulgou um marco da produção. “When they see us foi a série mais assistida na Netflix nos EUA todos os dias desde que estreou em 31 de maio”, publicou o perfil oficial. When They See Us has been the most-watched series on Netflix in the US every day since it premiered on May 31 pic.twitter.com/jS8IXIh03g — Netflix US (@netflix) 12 de junho de 2019 A diretora da produção Ava Duvernay, que dirigiu o filme Selma: Uma luta pela igualdade e o documentário A 13ª emenda, agradeceu a audiência via Twitter. ...

    Leia mais
    CENTRAL PARK FIVE

    ‘Olhos que Condenam’, a série da Netflix sobre caso de condenação injusta de 5 jovens negros

    Dirigida por Ava DuVernay, produção divida em 4 episódios aborda um dos casos mais chocantes de erro judiciário da história dos EUA. Por Amauri Terto, Do HuffPost Cena da série "Olhos que Concenam" Olhos que Condenam, série limitada da Netflix que retrata um dos casos mais chocantes de erro judiciário da história recente dos Estados Unidos, acaba de ganhar trailer. Você assiste ao vídeo com exclusividade no HuffPost Brasil: Dividida em quatro episódios, a produção conta as histórias de Antron McCray, Yusef Salaam, Raymond Santana Jr., Kevin Richardson e Korey Wise, cinco adolescentes negros do Harlem que foram injustamente acusados de um estupro brutal ocorrido no Central Park, em Nova York, em abril de 1989. Olhos que Condenam foi criada por Ava DuVernay (Selma: Uma Luta Pela Liberdade), que também co-escreveu e dirigiu os episódios. A trama discorre sobre 25 anos do caso - uma combinação perversa de falhas da polícia, ...

    Leia mais
    blank

    Segunda temporada de Atlanta tem olhar afiado sobre o racismo

    Disponível na Netflix, série idealizada e protagonizada por Donald Glover dribla clichês para abordar a vida dos negros norte-americanos Por  Ângela Faria, Do Uai Earn (Donald Glover) e Paper Boi (Brian Tyree Henry) 'descobrem' a América numa boate (foto: Quantrell Colbert/ divulgação) – Você não pode sair por aí gastando notas de 100, negão – diz Paper Boi. – Por que não? É dinheiro americano legítimo – responde Earn. – Olha pra você, cara! Nem se parece com traficante... Eu também acharia que a nota é falsa – argumenta Paper Boi. – Você disse que a única coisa de que eu precisava para dominar a cidade é dinheiro – reage Earn. – Dinheiro é uma ideia, cara! Olha, tem um motivo pro cara branco, vestido igual a você, poder entrar no banco e pegar um empréstimo, enquanto você não pode nem gastar a sua nota de US$ ...

    Leia mais
    BEVERLY HILLS, CA - JANUARY 06: 76th ANNUAL GOLDEN GLOBE AWARDS -- Pictured: Regina King arrives to the 76th Annual Golden Globe Awards held at the Beverly Hilton Hotel on January 6, 2019. -- (Photo by Kevork Djansezian/NBC/NBCU Photo Bank)

    Globo de Ouro: Discursos feministas são o destaque da premiação

    Poderosas palavras de Regina King e Glenn Close marcaram a 76ª edição do Globo de Ouro. Sandra Oh celebrou a diversidade. Rafael Argemon no HuffPost  (Photo by Kevork Djansezian/NBC/NBCU Photo Bank) A noite da 76ª edição do Globo de Ouro foi, definitivamente, das mulheres. A premiação, que aconteceu na noite deste domingo (6) foi marcado pelos poderosos discursos feministas de Regina King e Glenn Close. Logo após receber o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante de Drama por Se a Rua Beale Falasse, Regina King surpreendeu a todos com um desafio. "A razão pela qual fazemos isso é porque entendemos que nossos microfones são grandes e estamos falando por todas. E eu quero dizer que vou usar a minha plataforma agora mesmo para dizer que nos próximos dois anos, tudo que eu produzir será 50% feito por e com mulheres", disse a atriz, que acrescentou: "E eu desafio ...

    Leia mais
    Apresentadores - IMAGEM: Tela Preta TV

    Tela Preta TV . Uma TV para todos, mas pensada por nós

    Entretenimento. Poder. Novas narrativas. Na conexão Rio e São Paulo, jovens atores, produtores, diretores e profissionais técnicos do audiovisual, negros, decidem pensar uma televisão que busque atender a todas às demandas de entretenimento. por Licinio Fonseca enviado por Adriana Graciano para o Portal Geledés IMAGEM: Adriano Oliveira Inspirador nos canais de TV de Oprah WinFRey (OWN), Issa Rae (CoCre.TV), Kevin Hart (LOL Networks) e outros, a Tela Preta TV se propõe em promover o protagonismo negro como disparador de tantos outros aspectos importantes, como representatividade, visibilidade, legitimidade, imaginário e afeto. Colocar em pauta outras lutas e vozes abafadas, abarcando questões como feminismo, gênero e desigualdade social. Produzir conteúdos socialmente relevantes, esteticamente interessantes e dramaturgicamente envolventes. Por em cena uma ficha técnica composta em sua maioria por negros, criando esse espaço de protagonismo e incentivando outros artistas a fazerem o mesmo. O dia 20 de Novembro foi o ...

    Leia mais
    blank

    Netflix escala Dominique Fishback para coestrelar ficção científica com Jamie Foxx e Joseph Gordon-Levitt

    Este será um dos primeiros grandes papéis de Dominique Fishback no cinema. Por Renato Furtado, do Adoro Cinema  Foto: Matt Winkelmeyer/Getty Images Revelada na série The Deuce e na adaptação para os cinemas do popular livro The Hate U Give, Dominique Fishback já tem um novo desafio pela frente: de acordo com informações do Deadline, a jovem atriz será a protagonista feminina de um vindouro projeto de ficção científica da Netflix, ao lado de Jamie Foxx e Joseph Gordon-Levitt. O longa, ainda sem título, terá direção da dupla formada por Henry Joost e Ariel Schulman, responsáveis pelo documentário Catfish; a trama, por sua vez, foi assinada por Mattson Tomlin e acompanha os passos de um detetive (Gordon-Levitt) que, para limpar as ruas de sua cidade dos efeitos de um poderoso narcótico, precisa ingerir a misteriosa substância. Maiores detalhe sobre o projeto sci-fi da gigante do streaming ainda não foram divulgados e, portanto, o papel de Fishback, assim como o de Foxx, segue sob sigilo. Ambientado em ...

    Leia mais
    A Feiticeira /Divulgação

    Série clássica A Feiticeira vai ganhar remake com atriz negra no papel principal

    A rede ABC deu sinal verdade para a produção de um remake da série clássica “A Feiticeira”. O detalhe é que a nova Samantha Stephens será uma mulher negra. Por MARCEL PLASSE, do Pipoca Moderna A Feiticeira /Divulgação Desenvolvida por Kenya Barris, criador de “Black-ish”, a série vai girar em torno de uma família interracial, encabeçada por Samantha, uma mulher negra com poderes mágicos, que se casa com o mortal Darren e descobre que mesmo uma feiticeira não consegue ter mais privilégios do que um cara branco comum. Na série original de 1964, Elizabeth Montgomery interpretava Samantha, que também se casava com Darren, e não resistia à tentação de usar a feitiçaria para resolver os problemas da família. O problema é que sua mãe também era uma bruxa poderosa, que desprezava o genro mortal. Tanta bruxaria sempre fazia uma vizinha enxerida desconfiar que aquela família não era normal. ...

    Leia mais
    blank

    Por que os negros não apresentam programas de televisão

    Em pesquisa organizada pela Vaidapé, levantamos os dados sobre os apresentadores e apresentadoras de televisão no Brasil para quantificar o racismo nas emissoras de TV Por Henrique Santana e Iuri Salles, do Vaidapé Depois que a Vaidapé decidiu quantificar o número de apresentadores pretos no país, entramos em contato com as principais emissoras de TV da rede aberta: Cultura, SBT, Rede Globo, Rede Record, RedeTV!, Gazeta e Bandeirantes. A dificuldade em conseguir números claros fornecidos pelas empresas fez com que a gente organizasse uma pesquisa para dimensionar como é a divisão racial entre os apresentadores da televisão brasileira. Checamos 204 programas das sete emissoras citadas que foram transmitidos entre o segundo semestre de 2016 e o primeiro de 2017. O resultado foi um levantamento de 272 apresentadores que compõem as grades de programação. Ainda que a maioria dos programas sejam exibidos em rede nacional, para os casos que variam de região para região ...

    Leia mais

    NY aprova incentivo para contratação de mulheres e minorias na TV

    Parlamentares do estado americano de Nova York aprovaram um incentivo fiscal de até US$ 5 milhões (cerca de R$ 16,5 milhões) para encorajar a contratação de mulheres e minorias como roteiristas e diretores de televisão. Do Mulher no Cinema  Aprovada na semana passada, a lei foi introduzida pelos parlamentares Marisol Ancantara e Marcos Crespo, ambos do Partido Democrata, e contou com o apoio do Sindicato dos Diretores e do Sindicato dos Roteiristas. Para entrar em vigor, terá de ser assinada pelo governador Andrew Cuomo, também democrata. Segundo estudo da San Diego State University, mulheres representaram 29% dos roteiristas e 12% dos diretores dos programas exibidos na TV aberta, paga e serviços de streaming nos EUA entre setembro de 2015 e maio de 2016.

    Leia mais
    blank

    Com foco em mulheres, “Malhação” tem melhor audiência em oito anos

    A decisão de centrar a trama em mulheres tem se mostrado acertada para a novela adolescente Malhação: em duas semanas de exibição o programa acumulou a melhor audiência desde 2009, segundo Patrícia Kogut, de O Globo. Do Mulher no Cinema  A nova temporada, intitulada Viva a Diferença, tem média de 20 pontos de audiência na Grande São Paulo, e de 23 pontos no Rio de Janeiro. O resultado é superior às temporadas anteriores, Pro Dia Nascer Feliz (2016-2017) e Seu Lugar no Mundo (2015-2016), que tinham média de 18,9 e 16,2 pontos, respectivamente. Exibida há mais de 20 anos pela Rede Globo, Malhação costumava centrar a trama em um casal ou triângulo amoroso. Neste ano, a história saiu do Rio e passou para São Paulo, acompanhando meninas de diferentes origens e personalidades: Keyla (Gabriela Medvedovski), Lica (Manoela Aliperti), Ellen (Heslaine Vieira), Tina (Ana Hikari) e Benê (Daphne Bozaski). Em entrevista ao Uol, o diretor-geral de Malhação, Paulo ...

    Leia mais
    Foto: João Cotta

    Lázaro Ramos fala sobre a família, racismo, carreira, tv, lançar livro e dirigir um filme

    Prepare-se para ver Lázaro Ramos, 38, de volta à TV — e em dose dupla. O ator retorna com a nova temporada de Espelho (Canal Brasil), talk-show que apresenta há 12 anos e para o qual já realizou mais de 300 entrevistas, de Seu Jorge a Marília Gabriela, só para citar duas de suas preferidas. Nessa nova leva de episódios, recebe do ex-secretário de segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, ao comediante Marcius Melhem. No dia 18 de abril, ele volta a encarnar o cantor emergente de Mister Brau (Globo), ao lado da mulher Taís Araújo, com quem também divide o palco na peça O Topo da Montanha. Calma que ainda tem mais: em junho, ele lança seu primeiro livro adulto, Na Minha Pele (Objetiva), que “fala sobre construção de identidade por meio de crônicas poéticas, biográficas e ficcionais”. Até o início do ano que vem, Lázaro começa ...

    Leia mais
    blank

    ‘Sense8’, série da Netflix, terá cenas gravadas em São Paulo durante a Parada do Orgulho LGBT

    Os fãs paulistanos de Sense8 podem comemorar. Em breve a cidade será plano de fundo da produção original da Netflix. no HuffPost Brasil Nesta terça-feira (1º), a Prefeitura de São Paulo confirmou os boatos de que a segunda temporada da série terá cenas gravadas na cidade. E gravações já têm data certa para acontecer: serão realizadas durante a próxima Parada do Orgulho LGBT, programada para o próximo dia 26 de maio. A Prefeitura fez o anúncio compartilhando uma publicação da Spcine empresa de fomento ao audiovisual da capital paulista que foi responsável pela articulação do trabalho. Não é notícia de primeiro de abril!Vai ter gravação de Sense8, da Netflix, aqui em São Paulo, na próxima Parada do Orgulho LGBT! *-*#Morri Publicado por Prefeitura de São Paulo em Sexta, 1 de abril de 2016 Em reportagem no site da Spcine, Eduardo Raccah, coordenador internacional da Spcine, revela que São Paulo concorreu com outras cidades, como Madrid e Buenos Aires, para sediar as ...

    Leia mais
    blank

    Game of Thrones e o estupro

    O último episódio de Game of Thrones, transmitido aqui no Brasil no último domingo, terminou com uma cena violenta e pertubadora. Críticas não faltaram e, claro, muita confusão sobre o que nós, mulheres, estamos reclamando. Vou tentar esclarecer alguns pontos sobre o que tem sido dito por aí. Por Dierli Santos, do Lugar de Mulher  Para quem não assiste, eis o que aconteceu:   Sansa Stark e Ramsay Bolton, cuja família matou sua mãe e irmão mais velho, se casam. Na noite de núpcias, ela é forçada a fazer sexo sob o olhar de Theon Greyjoy, amigo de infância e traidor da família Stark – e que está traumatizado pelas torturas feitas por Ramsay.   “Mas é parte da história”   Não, não é. Nos livros, a Sansa nunca se casa com essa pessoa. Existe uma outra personagem, fingindo ser a irmã dela, que se casa com ele e é ...

    Leia mais
    blank

    “Empire”. Como os negros conquistaram a TV americana

    Impulsionado pela população afro-americana, o melodrama familiar sobre o mundo do hip-hop é o êxito do momento nos EUA. A primeira temporada, que terminou esta semana, foi um sucesso retumbante: nunca uma série crescera de audiência a cada novo episódio durante 10 semanas consecutivas. E há uma década que nenhuma tinha tanto sucesso na temporada de estreia. Por NELSON MARQUES, do Expresso  Esqueça "The Waking Dead", "NCIS" ou "The Big Bang Theory". O fenómeno televisivo do momento nos Estados Unidos é um melodrama que tem no centro uma família do mundo do hip-hop. Nunca uma série tinha galopado tanto nas audiências a cada novo episódio: da estreia até ao final da temporada, durante dez semanas consecutivas, cada episódio de "Empire" bateu os números do anterior. O episódio duplo que encerrou esta semana a primeira temporada foi visto por 16,7 milhões de pessoas, quase 7 milhões mais do que a estreia. Desde ...

    Leia mais
    blank

    Sucesso em ‘Império’, Aílton Graça derruba preconceitos: ‘Sou negro, sobrevivente e vencedor’

    Ator já foi camelô, trabalhou em circo, é fã de churrasco, samba e vai desfilar como Madame Satã na Portela: 'Chance de mostrar a importância dos transformistas' POR NATALIA CASTRO, do O Globo  RIO - O aniversário de 50 anos foi em 9 de setembro. E, embora a festa não tenha acontecido na ocasião, Aílton Graça não quer que a chegada da nova idade passe em branco de jeito nenhum. — Estou planejando uma comemoração. Acho que é uma data importantíssima. Sou negro, sobrevivente, vencedor. E chegar aos 50 consolidando uma história é motivo de orgulho — reflete o ator, que faz sucesso como Xana Summer, de “Império", em tom bem-humorado. Aílton é assim, um otimista nato. Difícil vê-lo sem um sorriso no rosto ou num momento de baixo astral. Devoto de São Jorge e de Nossa Senhora Aparecida, o ator cita a letra da música “São Jorge”, de Kiko ...

    Leia mais
    blank

    As mulheres negras em séries de TV ou a falta delas

    Como todo mundo sabe, dia 20 foi o dia da Consciência Negra. E meu assunto preferido são as séries de TV – a televisão no geral e estudar esse tipo de meio de comunicação. Então eu pensei: como juntar os dois assuntos em um só? Como fazer um post mostrando por que devemos falar sobre racismo, negros na sociedade etc? Como trazer esse assunto para um lado mais pessoal? por Olívia Pilar no Literalmente Falando A resposta veio logo em seguida quando parei para pensar em algo: quantas mulheres negras são protagonistas de uma série de TV? Quantas são protagonistas de uma novela? Quantas personagens negras são minhas personagens preferidas? E quando eu digo protagonista eu quero realmente dizer aquela pessoa que tem o personagem PRINCIPAL da novela. Não o personagem de apoio, não um personagem que está ali somente para dizer que tem um negro na produção. Eu quero que vocês pensem: quantas ...

    Leia mais
    Página 1 de 2 1 2

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist