segunda-feira, julho 6, 2020

    Questão Racial

    uerj1

    Teatro da Uerj amanhece pichado com inscrições racistas

    RIO - Os muros do Teatro  da Uerj (Universidade Estadual do Rio de Janeiro), o Teatro Odylo Costa Filho, apareceram pichados com exortações racistas e símbolos nazistas na manhã desta segunda-feira. A Uerj foi a primeira universidade pública do país a adotar o sistema de cotas, em 2003. A universidade informou que está investigando para descobrir a autoria das pichações, que devem ser apagadas em, no máximo, dois dias. Em dezembro de 2008, uma briga entre estudantes negros e brancos na saída de uma festa da universidade se transformou numa discussão sobre racismo, e acabou em denúncias de injúria racial e agressão. Um aluno branco do curso de Filosofia acusa integrantes do grupo Denegrir, que defende a política de cotas, de agredí-lo fisicamente e ofender dois amigos seus. Já os estudantes que fazem parte do Denegrir afirmam que os três rapazes brancos gritaram expressões racistas como "poder ariano", "somos brancos...

    Leia mais
    blank

    Torcida da Juventus punida por racismo contra atacante da Inter

    A Justiça Desportiva da Itália puniu nesta sexta-feira, dia 15, a torcida da Juventus pelos atos de racismo contra o atacante da Inter, Mario Balotelli, que possui ascendência ganense e é nascido em Palermo. As manifestações aconteceram na partida da Juve contra o Napoli, na quarta-feira, pela Copa da Itália. Por conta da decisão, um setor do estádio Olímpico de Turim será fechado no clássico contra a Roma, no dia 23, pelo Italiano. Outra torcida que hostilizou Balotelli foi a do Chievo, no jogo contra o time de Verona. Após a partida, em que fez o gol da vitória por 1 a 0 da Inter, o atacante disse a torcida adversária "dava nojo" e foi multado. A Juventus é a terceira colocada no Italiano com 33 pontos, 12 a menos do que a líder Inter.   Fonte: eBand

    Leia mais
    skinhead

    Jovem punk é arrastado de carro por skinheads em SP

    SÃO PAULO - Um jovem punk ficou gravemente ferido depois de ser agredido por um grupo de skinheads, na Vila Nova Cachoeirinha, na Zona Morte de São Paulo. Maxwell Cardoso, de 15 anos, foi arrastado de carro por pelo menos 50 metros. Ele foi puxado preso pelo braço. A vítima teve traumatismo craniano, corre o risco de perder a visão do olho direito, teve um dos rins perfurados e três costelas quebradas.   O irmão do garoto, Dener Cardoso, ficou em estado de choque.   - Eu estava com meu irmão e amigos. Fui levar minha namorada no ponto de ônibus, quando um Uno vermelho chegou. Os ocupantes puxaram o braço do meu irmão para dentro do carro. Eles puxaram como lixo - disse o rapaz.   Os três ocupantes do carro foram preso. O guarda civil metropolitano Jorge Pascoal disse que os skinheads voltaram ao local da agressão e...

    Leia mais
    racismo-haiti

    Consul do Haiti :Todo lugar que tem africano lá tá f…

    A diplomacia do preconceito, da intolerância e do racismo   E como se desgraça pouca fosse troco para esses dois indivíduos citados pelo Raul no post abaixo; vazou o áudio de uma reportagem feita pelo SBT de São Paulo ontem, que fora entrevistar o cônsul do Haiti naquele estado. É desde já uma vergonha para a diplomacia internacional. O indivíduo, que não sabia que estava sendo gravado, disse que: "A desgraça de lá está sendo uma boa para a gente aqui, ficar conhecido". E teve a coragem de me sair com essa: "Acho que de, tanto mexer com macumba, não sei o que é aquilo... O africano em si tem maldição. Todo lugar que tem africano lá tá f...", afirmou. O cônsul, que tem cerca de 100 parentes no Haiti e ainda está sem notícias deles, criticou a religião africana. Este despreparado, aproveita-se que o país não tem governo e...

    Leia mais
    RacismoCrime1

    Carta de repúdio ao racismo praticado na formatura de História e Geografia da PUC

    Durante a tradicional cerimônia de formatura da PUC, onde o custo de participação é pago e altamente caro, formandos do curso de Geografia solicitaram participação na festa que era custeada por estudantes de História. O acesso para os demais participarem da cerimônia foi liberado, no entanto, vetando os demais de se expressarem através de falas no microfone por uma decisão unilateral de um reduzido número de alunos da organização. O que por si só já seria um absurdo, se tornou pior. A estudante Ângela, do curso de Geografia, pediu a palavra e expressou sua felicidade diante de um diploma conquistado sobre todas as dificuldades impostas pelo preconceito e as demais dificuldades de acesso e permanência enfrentada pela juventude negra e trabalhadora, bem como no mercado de trabalho. Foi nesse momento em que Ângela e os demais estudantes negros foram hostilizados em meio à cerimônia pelo mesmo número determinado de alunos,...

    Leia mais
    A cor sumiu

    Para sempre?

    A revista "Veja" comemora esta semana, com muitas páginas numa seção denominada "História", o centenário de Joaquim Nabuco, texto de Vilma Gryzinski (edição nº 2147, 13 de janeiro de 2010). A reportagem despudoradamente insiste no mito Nabuco, a quem chama de herói nacional da mais justa de todas as causas. Nabuco brilhou principalmente nos teatros, onde se teria travado o principal combate da campanha abolicionista, segundo a reportagem de "Veja". Uma campanha teatral, acompanhada de suspiros femininos, lencinhos pintados e pétalas de rosa. A mais justa causa e a mais elegante de todas as campanhas. A base que sustenta a estátua de Nabuco, segundo Gryzinski, é o "imperativo moral", um mandato da consciência a que não se pode renunciar, principalmente por sua origem remota na pureza e inocência da infância de filho de escravocrata que se compadeceu com o sofrimento do escravo supliciado e suplicante. Cena clássica de novela de...

    Leia mais
    Cotas

    Cota para negros em pauta no STF

        - A constitucionalidade ou não do sistema de reserva de cotas para ingresso nas universidades, com base em critérios raciais, deve ser decidida pelo Supremo Tribunal Federal, neste primeiro semestre, depois de uma audiência pública a ser realizada nos dias 3, 4 e 5 de março, para a qual foram selecionados, pelo ministro Ricardo Lewandowski, 38 dos 252 debatedores inscritos - entre os quais o próprio ministro de Promoção da Igualdade Racial, Edson Santos, professores universitários, antropólogos e diversos representantes de entidades e movimentos da sociedade civil. Quatro dos 10 ministros habilitados a votar já se manifestaram em ocasiões diversas, de uma forma ou de outra, favoráveis à polêmica "ação afirmativa": Joaquim Barbosa, Ayres Britto, Cármen Lúcia e Marco Aurélio. O mais novo integrante do tribunal, Dias Toffoli, está impedido de participar do julgamento por que, na condição de advogado-geral da União, teve de se pronunciar oficialmente sobre...

    Leia mais
    racismoll

    Racismo e xenofobia na Europa em 2010

    Neste entorpecedor frio polar que assola a Europa, o ano que se inicia parece não trazer nada de novo no que se refere a uma já conhecida mas nem por isso menos inquietante 'sensibilidade' à presença de imigrantes ilegais neste espaço. Em 2010, a crise económica continua não obstante os sinais de retoma que nem por isso se repercutem numa melhoria das condições reais de vida das pessoas, a começar pelas que não conseguem reaver as suas posições no mercado laboral. Ao mesmo tempo, desde o 11 de Setembro que a sinonímia forjada entre 'imigrante ilegal' e 'terrorismo' não parou de se fortalecer nos discursos políticos e na conivência mais ou menos deliberada dos encadeamentos e conteúdos noticiosos. Neste contexto, o imigrante ilegal é, claro, presa fácil de predadores como a depressão e a desconfiança colectivas. O Livro Verde da Comissão Europeia intitulado 'Uma nova solidariedade entre gerações face às...

    Leia mais
    bandiera italia

    Jornal da Santa Sé denuncia racismo na Itália

    Cidade do Vaticano, 12 jan (RV) - O jornal da Santa Sé, L'Osservatore Romano, denunciou o racismo na Itália, após atos de violência contra imigrantes ocorridos, no último sábado, em Rosarno, na Calábria, sul da Itália. "Além de repugnantes, os episódios de racismo fazem voltar o ódio que pensávamos ter desaparecido, contra pessoas que possuem a pele diferente" - ressalta o jornal vaticano. "Por uma vez, a imprensa não exagera: uma viagem de ônibus, um passeio no parque ou um jogo de futebol não deixam dúvidas. Nós, italianos do norte ao sul, nunca brilhamos pela nossa abertura" - sublinha o jornal, relatando os episódios de racismo ao longo dos séculos. Segundo o jornal, o valor do encontro entre as diversas raças ainda não é reconhecido. Durante a oração do Angelus do último domingo, o papa frisou que "o imigrante é um ser humano que deve ser respeitado". Na onda de...

    Leia mais
    avatar2

    “Avatar” acusado de racismo

    Uma «fábula messiânica branca» ou «uma fantasia racial por excelência», são algumas das expressões que têm vindo a ser utilizadas para caracterizar o mais recente filme de James Cameron, "Avatar". Para aqueles (cada vez menos) que ainda não viram "Avatar", comecemos por explicar que o filme transporta o espectador para um planeta distante, povoado pelos Na´vi - um povo alienígena de pele azul, que vive em harmonia com a Natureza e na ignorância da tecnologia moderna. Esta sociedade acaba por ser ameaçada pela ganância dos seres humanos e só se salva graças à ajuda de um ex-marine norte-americano. Um enredo que o colunista do New York Times, David Brooks, classifica de «fantasia racial por excelência». Para Brooks, "Avatar" «baseia-se na assumpção de que os povos não-brancos precisam de um Messias Branco para os guiar nas suas cruzadas» e «na assumpção de que a iliteracia é o caminho para a Graça»....

    Leia mais
    Imigrantes africanos são levados de Rosarno num ônibus para um abrigo: um regime de semi-escravidão - AP

    RACISMO: Violência deixa cidade italiana sem imigrantes

    ROSARNO, Itália - Cenário de um violento confronto entre imigrantes e a população, a cidade de Rosarno, na Calábria, sul da Itália, amanheceu na segunda-feira sem negros. Cerca de 1.500 imigrantes africanos que trabalhavam nas colheitas foram colocados em ônibus e trens no fim de semana e despachados para centros de detenção, outros fugiram, num episódio que a imprensa denunciou como limpeza étnica e comparou à atuação da Ku Klux Klan no Sul dos Estados Unidos, reacendendo o debate sobre o racismo no país. Imigrantes africanos são levados de Rosarno num ônibus para um abrigo: um regime de semi-escravidão - AP Máquinas demoliam os galpões usados como abrigos pelos imigrantes, que, segundo as autoridades, foram removidos para a própria segurança. Na véspera, alto-falantes em carros lançavam ameaças de morte contra negros que não deixassem imediatamente a cidade. Os distúrbios começaram após dois africanos serem baleados na...

    Leia mais
    Reuters

    ONU diz que ação contra imigrantes na Itália é preocupante

    ROMA - Representantes de direitos humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) demonstraram preocupação nesta terça-feira com os atos de racismo contra imigrantes na Itália. Na última semana, três dias de confrontos envolvendo imigrantes africanos, policiais e habitantes da região de Rosarno, na Calábria, deixaram mais de 60 feridos. Os choques resultaram na transferência dos estrangeiros a outras áreas do país.   Centenas de imigrantes africanos fugiram da cidade rural de Rosarno, região subdesenvolvida ao sul da Calábria, em trens, carros e caravanas de ônibus organizadas por autoridades locais após um fim de semana de violência. O estopim dos confrontos foi a morte de dois imigrantes em um susposto ataque racista. Os confrontos entre imigrantes, residentes locais e policiais de Rosarno deixaram ao menos 60 feridos. Três imigrantes foram severamente espancados com barras de metal e se encontram em estado grave. Policiais fazem cordão de isolamento durante protesto de imigrantes...

    Leia mais
    skinhead

    Skinheads: Elementos do Capítulo Português da organização de extrema-direita violenta Hammerskin Nation julgados no Tribunal de Monsanto, em Lisboa

    Trinta e seis elementos da extrema-direita, incluindo o seu líder, Mário Machado, vão a julgamento pelo crime de discriminação racial e outras infracções criminais conexas, por decisão ontem tomada pela juíza de instrução do Tribunal de Monsanto, Lisboa. Por decisão da juíza Filipa Valentim, os arguidos foram pronunciados de todos os crimes de que vinham acusados pelo Ministério Público (MP), com excepção do crime de "farmácia ilegal", que foi retirado a Mário Machado. A juíza decidiu manter a medida de coacção de prisão preventiva a Mário Machado, determinando ainda que outros três arguidos que se encontravam em prisão domiciliária permaneçam com esta medida de coacção. No dia 18 de Setembro, o MP acusou 36 elementos do Capítulo Português da organização de extrema-direita violenta Hammerskin Nation, pela prática reiterada de crimes de discriminação racial e outras infracções criminais conexas, na sequência de uma investigação da Polícia Judiciária (PJ). Em comunicado então...

    Leia mais
    Claudio Villa/Getty Images Sport/VEJA

    Itália: El racismo persiste en el fútbol

    Desde hace ya varios años se ha tratado de atacar el racismo en las gradas y dentro de las canchas del fútbol, pero al parecer este flagelo aún no se erradica como lo muestra lo vivido por el jugador italiano de color Mario Balotelli, protagonista del encuentro Chievo Verona y el Inter de Milán y a quien le gritaron durante el encuentro cosas xenófobas terribles. Una vez más, el italiano tuvo que soportar gritos y rechiflas y actitudes racistas en el triunfo del Inter, en el que marcó el gol de la victoria. Para el presidente del Verona y el alcalde de la ciudad, al tratar de justificar sus palabras contra Balotelli arguyen que "el problema no es el color de piel de Balotelli, sino su actitud". Pero a los ojos del público en general, son actitudes contra el color de un jugador, ¿o ustedes qué piensan? El delantero italiano...

    Leia mais
    bandiera italia

    Polícia italiana reprime imigrantes em protesto contra racismo

    Em Itália, várias pessoas ficaram feridas em confrontos entre a polícia e imigrantes, que protestavam nas ruas. Sete imigrantes foram detidos. Começou por ser uma manifestação de protesto contra o racismo e os confrontos entre polícias e imigrantes acabaram por ocorrer rapidamente. Nas ruas de Rosarno, uma pequena localidade da Calábria, a violência começou depois de dois imigrantes terem sido feridos. Os manifestantes atiraram pedras contra a polícia, destruíram carros, casas e lojas. Segundo números oficiais, 14 pessoas ficaram feridas e sete foram detidas. A maioria dos imigrantes é oriunda de países africanos, trabalha na agricultura, tem ocupações sazonais e vive em condições precárias: dormitórios sem água nem electricidade, situação já denunciada por organizações de defesa dos direitos humanos. Os confrontos são frequentes nesta zona do sul de Itália e a Calábria é conhecida por ser uma base de crime organizado. As autoridades italianas decidiram já reforçar o número de...

    Leia mais
    Claudio Villa/Getty Images Sport/VEJA

    Após ser vítima de racismo, Balotelli é multado por fazer gestos obscenos

                                Meia-atacante do Inter de Milão diz que não vai pedir desculpas por sua atitude na partida diante do Chievo O meia-atacante Mario Balotelli foi mais uma vez alvo de torcedores racistas no futebol italiano. O jogador do Inter de Milão foi perseguido pelos fãs do Chievo durante partida realizada na última quarta-feira. No entanto, quem acabou sendo multado em de R$ 19 mil pela Lega Calcio foi Balotteli que, após fazer o gol da vitória (1 a 0, assista no vídeo ao lado), fez gestos obsecenos em direção à arquibancada adversária. - Não vou pedir desculpas àqueles que me insultaram, mas só (me desculparei) com aqueles que são inocentes que ficaram ofendidos com os meus gestos; Estou cansado de escutar cânticos racistas quando estou em campo. Isso não acontece apenas em Verona. Fiquei triste também quando...

    Leia mais
    Reuters

    Imigrantes enfrentam polícia em ato contra racismo na Itália

    Após ataque de gangue de jovens brancos a agricultores, africanos queimam carros e vitrines na Calábria   ROMA - Um protesto de imigrantes na Calábria, sul da Itália, deixou carros queimados e vitrines de lojas quebradas na noite de quinta-feira, 8. Os manifestantes protestaram contra um ataque a um grupo de agricultores africanos por uma gangue de jovens brancos. Houve confronto com a polícia e há dezenas de feridos. Imagens de televisão mostraram um grupo de imigrantes destruindo carros com barras de ferros e pedras e erguendo barricadas. De acordo com a polícia, um dos veículos foi atacado com passageiros dentro. Os imigrantes gritavam "Não somos animais" e carregavam faixas nas quais acusavam os italianos de racismo. O governador da Calábria admitiu que a ação dos imigrantes aconteceu devido a uma 'forte provocação', mas classificou a violência de injustificável. Ao menos 1,5 mil trabalhadores vindos da África colhem frutas e...

    Leia mais
    bandiera italia

    Racismo: Itália estabelece cota de 30% de estrangeiros nas salas de aula

    ROMA (Reuters) - Crianças estrangeiras não vão poder ultrapassar os 30 por cento dos estudantes nas salas de aula italianas a partir de setembro, disse o governo da Itália nesta sexta-feira, em um plano atacado por críticos como racista. O governo conservador da Itália disse que está introduzindo a medida polêmica em uma tentativa de melhor integrar as crianças imigrantes na sociedade italiana e evitar que elas fiquem reunidas em "guetos" formados apenas por estrangeiros. "A escola deve ser um lugar de integração", disse a ministra da Educação Mariastella Gelmini em comunicado. "Nossas escolas estão prontas para aceitar todas as culturas e as crianças do mundo. Ao mesmo tempo, as escolas italianas devem manter suas próprias tradições com orgulho e ensinar a cultura de nosso país". A oposição de centro-esquerda e sindicalistas atacaram a proposta como uma medida errada, que iria apenas aumentar um sentimento de exclusão entre os imigrantes....

    Leia mais
    bandiera italia

    “Nem animais, nem estrangeiros”: o racismo banaliza-se na Itália de Silvio Berlusconi

    Livro do jornalista Gian Antonio Stella denuncia um crescente ambiente xenófobo e homofóbico Um futebolista italiano tratado por "preto de merda", anúncios de imobiliário que estabelecem "nem animais, nem estrangeiros", imigrantes agredidos na noite de Ano Novo: os comportamentos xenófobos têm-se banalizado em Itália, e alguns evocam mesmo um "racismo institucional". "A situação tem-se degradado. Todos os dias um negro é desancado. Isto não pode continuar assim", disse à AFP o jornalista Gian Antonio Stella, jornalista especializado nos movimentos de Direita e autor do livro Negros, gays, judeus e companhia. A eterna guerra contra o outro, lançado no início de Dezembro. Entre os últimos exemplos relevantes, a noite de São Silvestre: um etíope foi espancado no centro de Florença e um egípcio foi agredido aos gritos de "maricas de merda", segundo a organização Arcigay. Alguns dias antes, foi o "Natal Branco" organizado por um autarca da Liga Norte, partido anti-imigrantes...

    Leia mais
    L.. LEZZA (GETTY)

    Discriminación y racismo recorren Italia

    Los insultos racistas contra un jugador de fútbol negro, los anuncios inmobiliarios que descartan contratos con "inmigrantes y animales" o las agresiones contra extranjeros durante las fiestas de Año Nuevo constituyen pruebas visibles, según los expertos, de la difusión del racismo en Italia. "La situación se ha degradado en Italia. Todos los días, un negro es agredido", reconoce en una charla con AFP el periodista y escritor Gian Antonio Stella, autor del libro 'Negros, maricas y judíos. La eterna guerra contra el otro', lanzado en diciembre. El espectro del racismo y el rechazo del otro en Italia han aumentado con la crisis económica, y los insultos y las agresiones racistas proliferan en los estadios y manifestaciones populares. Un etíope fue agredido en Florencia, la llamada capital cultural, porque protestaba contra los petardos durante la fiesta de Nochevieja, y un egipcio duramente pateado por ser homosexual, denunció la asociación Arcigay. El...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist