Jovens Brancos Tem Nome, Jovens Negros Tem Nome e Adjetivo

 

Não gosto muito de falar sobre essa temática, mas para mim não é nenhum tabu. Apenas não gosto de me deter naquilo que adoece as pessoas, não por vírus que estejam nelas, mas pelas endemias de seus entornos. O preconceito é endêmico!

De modo geral não enfrento muitas situações desse tipo, pois as pessoas de todas as cores gostam de conviver comigo, me acham uma pessoa legal, inteligente, sei cantar, dançar, me expressar e dinamizo ambientes. Portanto, consigo “me safar” num mundo onde o negro é visto quase sempre de uma forma diferente.

Os jovens brancos tem nome e os jovens negros costumam ter nome e adjetivo. Por exemplo, João e Pedro são amigos de Maria. João é negro, Pedro é branco. Maria vai falar de seus amigos para outra amiga e diz: Amanhã vou sair com Pedro e João (aquele meu amigo negro). É instantâneo, quase sem perceber, mas o é! Uma peste!

Mas, o pior é a delimitação de ambientes. Apesar de o país ter maioria de sua população autodeclarada de cor negra, muitos ambientes no país, mesmo sem admiti-lo são restritivos. Pessoas negras que entram em um desses ambientes recebem tantos olhares que os evitam.

Um dia vi uma família de pessoas negras andando num domingo por uma rua de um bairro da zona oeste da cidade de São Paulo, como se estivessem em busca de um restaurante… mas estavam tímidas, olhares distantes, como se tivessem medo. É a peste do preconceito que bloqueia aqueles que respiram o ar onde o mesmo ocorre.

Nessas horas dá vontade de chorar, pois pensamos o quanto isso restringe as possibilidades de crianças e jovens que crescem sem liberdade.

O PRECONCEITO É UMA DOENÇA QUE ADOECE, BLOQUEIA E RESTRINGE.
E SÓ QUEM É OU CONVIVE COM SABE DO QUE ESTOU FALANDO.

 

Fonte: Blog Dinalemanha

+ sobre o tema

A urgência da fome

Por uma porção de conveniência política e um punhado...

Conselho mundial de Brasileiros no Exterior

Hamburgo - O sociólogo e jornalista Marcos Romão, 57...

Tese: Movimentos negros, educação e ações afirmativas

Sales Augusto dos Santos Curso: Doutorado em Sociologia Data...

Barbie humana dá entrevista polêmica e é acusada de racismo

Valeria Lukyanova não está mesmo em uma fase boa....

para lembrar

Grupo protesta contra ato de racismo no supermercado Dia

Mulher negra foi acusada por segurança do estabelecimento de...

Casos de assédio em trens são enquadrados como importunação sexual

Os casos ocorreram em São Paulo por Camila Maciel no...

Mercedes denuncia insultos racistas a Hamilton após acidente com Max

Lewis Hamilton foi alvo de insultos racistas durante e...
spot_imgspot_img

Universidade, excelência e compromisso social

Em artigo publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo, no dia 15 de junho, o professor de literatura geral e comparada da Unicamp, Marcos...

Mobilizações apontam caminho para enfrentar extremismo

As grandes mobilizações que tomaram as ruas das principais capitais do país e obrigaram ao recuo dos parlamentares que pretendiam permitir a condenação de...

Uma pessoa negra foi morta a cada 12 minutos ao longo de 11 anos no Brasil

Uma pessoa negra foi vítima de homicídio a cada 12 minutos no Brasil, do início de janeiro de 2012 até o fim de 2022....
-+=