quarta-feira, outubro 28, 2020

    Tag: Africanos e suas lutas

    “Justiceiros” agridem e entregam gays à polícia, diz ONG

      Ativistas de direitos humanos informaram hoje que um grupo de 40 homens armados com paus e pedras agrediu 14 jovens homossexuais e entregou quatro deles à polícia para que fossem presos pela nova lei que criminaliza contra as relações entre pessoas do mesmo sexo.  A nova medida, aprovada em janeiro, penaliza as relações homossexuais com até 14 anos de prisão. A lei também proíbe as manifestações e as reuniões de ativistas pelos direitos de gays, lésbicas, bissexuais, transgêneros e transexuais.  Segundo Ifeanyi Orazulike, do Centro Internacional de Defesa pelo Direito à Saúde, os homens saíram durante a madrugada de quinta e invadiram casas de uma favela da capital Abuja. Moradores da região ouvidos pelo ativista disseram que eles "queriam limpar o bairro" com a retirada dos gays.  Eles fariam parte de um grupo de "justiceiros", que costuma agredir ou matar quem comete delitos como furto e roubo.  Os homens ...

    Leia mais
    Berlim – Colonização e neocolonialismo na África

    Festival de Cinema de Berlim – Colonização e neocolonialismo na África – Concerning Violence por Hugo Ollson Goeran.

        O único filme ligado à África no Festival de Cinema de Berlim, é Concerning Violence do realizador suéco Hugo Ollson Goeran, que fez uma compilação de reportagens da época da luta pela libertação do colonialismo, nos anos 60 e 70. Ao mesmo tempo, é uma homenagem ao escritor e ideólogo Franz Fanon, nascido na Martinica, autor de um importante livro nos anos 60, Os Condenados da Terra. Fanon viveu uma época na França e teve participação no movimento pela independência da Argélia. Seu livro foi dos mais vendidos nos anos 60 e era disputado na antiga livraria Maspero, ponto de encontro de militantes inclusive brasileiros, no Quartier Latin parisiense. Deve-se a Fanon a expressão Terceiro Mundo. O filme Concerning Violence, exibido na mostra Panorama do Festival de Berlim, tem cenas das lutas da Frente de Libertacão de Moçambique (FRELIMO), do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) e ...

    Leia mais
    O poder económico da China em África – um novo colonialismo consentido e desejado?

    O poder econômico da China em África – um novo colonialismo consentido e desejado?

        Cada vez mais a China  afirma seu poder econômico na África, tendo o respectivo comércio (exportações mais importações) aumentado a uma cadência média anual de 16,4% entre 1995 e 2012, de acordo com as estatísticas da Global Trade de finais de 2013. Esta taxa média anual de incremento das trocas comerciais foi superior à averbada pelas trocas comerciais entre a China e o mundo (12,2%) e também à registada por outros espaços comerciais, incluindo os Estados Unidos. As exportações chinesas para África têm, do mesmo modo, crescido na base de ritmos anuais impressionantes, expressos por taxas médias de cerca de 17%, superiores às que a China regista para o mundo e para as principais economias desenvolvidas. Ou seja, para a China, a África é um parceiro verdadeiramente estratégico, sem a contribuição do qual os ritmos de crescimento da sua economia poderiam ser bem menores aos conhecidos. A ajuda ...

    Leia mais
    000 par7790177

    África do Sul emite selo comemorativo de Mandela

    Venda beneficiará em parte a fundação que leva o nome do líder.Cinco milhões de unidades foram emitidas. A África do Sul emitiu nesta terça-feira (11) um selo comemorativo em preto e branco com a efígie do ex-presidente Nelson Mandela (1918-2013), e sua venda beneficiará em parte a fundação que leva seu nome. O selo, que teve uma emissão de cinco milhões de unidades, representa o pai da democracia sul-africana, fotografado alguns anos antes de sua morte - ocorrida em 5 de dezembro passado -, com o cabelo grisalho e os traços envelhecidos, mas com um sorriso nos lábios.O selo pode ser comprado nos correios sul-africanos e no exterior via internet, a um preço de 50 rands (US$ 4,50). Dois rands por selo serão repassado ao Centro da Memória Nelson Mandela. Simbolicamente, o selo foi apresentado em 11 de fevereiro, data do aniversário da libertação de Nelson Mandela em 1990, depois ...

    Leia mais
    africacampanhafacebookrep

    Estudantes africanos criam Campanha para mostrar diversidade da África: “não somos um país”

    Campanha traz estudantes segurando bandeiras de países do continente africano Um grupo de estudantes africanos que vive nos Estados Unidos lançou uma campanha em fotos em uma tentativa de dissipar equívocos e preconceitos sobre o continente em que nasceram. Chamada de The Real Africa: Fight the Stereotype (A Verdadeira África: Combata o Estereótipo, em tradução livre), a campanha no Facebook busca destruir estereótipos e mostrar que o continente africano não é uma entidade homogênea, mas um território diversificado com mais de 50 países. As informações são da CNN. A campanha mostra imagens dos membros da Associação de Estudantes Africanos de Ithaca College, em Nova York, segurando com orgulho bandeiras de diversos países africanos. Em cada fotografia, os alunos mostram uma mensagem simples para refutar os comentários ignorantes e ofensivos que costumam ouvir. "O que nós queríamos fazer era abraçar as bandeiras individuais dos países da África", afiimou Rita Bunatal, chefe de relações públicas da ...

    Leia mais
    Lucy Fonseca

    Jovens africanos passam a ter acesso a crédito para inovação

    Os fundos "Semente de Inovação em África" e "Aceleradora Start-up África", lançados na Praia, nesta quinta-feira, vão permitir aos jovens africanos terem acesso ao financiamento para projecto de pequenas e médias empresas. Os fundos foram apresentados pela empresa cabo-verdiana IHABA Buildings Enterprises, no âmbito da Cimeira sobre Inovação em África, que termina esta quinta-feira, depois de três dias de trabalho. Segundo a conselheira estratégica da IHABA, Lucy Fonseca, a "Aceleradora Starp-up África" é destinada aos empreendedores com ideias que não estão formadas, enquanto a "Semente de Inovação em África" é dirigida aos inovadores com um projecto de pequena e média empresas, ou um determinado produto que precisa de ser inserido no mercado."O objectivo deste fundo é formar ou transformar as ideias dos inovadores num determinado negócio com algum potencial de crescimento, até que o empreendedor seja inserido no mercado de negócios", precisou. Lucy Fonseca acrescentou que e o fundo "Aceleradora ...

    Leia mais
    celso

    “Uma África livre da fome até 2025” – conclama a União Africana

    O coordenador-executivo da Iniciativa África do Instituto Lula discursa em julho de 2013 na União AfricanaFoto: Kelsen Fernandes/Instituto Lula Em decisão histórica, líderes africanos se unem para integrar desenvolvimento econômico e inclusão social. Instituto Lula é parceiro desta iniciativa A União Africana divulgou nesta quarta-feira (5) o texto de uma importante decisão aprovada por sua XXII Sessão da Conferência de Chefes de Estado e de Governo, encerrada dia 31 de janeiro, em Adis Abeba, Etiópia. Nela os líderes africanos firmam seus compromissos para erradicar a fome na África até o ano de 2025. A decisão tem extremo significado para o continente que, apesar de passar por um intenso processo de desenvolvimento econômico neste século XXI, ainda convive com cerca de um quarto da população, de mais de um bilhão de habitantes, em situação de insegurança alimentar. Ao se unirem agora com este mesmo objetivo, os representantes dos 54 Estados-Membros da ...

    Leia mais
    aláfia-2

    Aláfia, para além da “África teórica”

    Uma banda que carrega em sua música influências e referências políticas, sociais e religiosas, fazendo um enfrentamento ao racismo e trazendo um continente ancestral ao palco Por Igor Carvalho. Fotos Renan Perobelli "Peroba" Eles poderiam ser personagens centrais da profecia do poeta Walner Danziger, no ótimo e importante poema "Eles não usam black power", que usa de ironia ao apresentar a figura estigmatizada do negro como "macaco" para narrar a tomada de poder pelo povo de Zumbi. Quando pisam no palco e principiam a bater uma palma da mão na outra, ritmando o início de sua revolução particular, a banda Aláfia "borra de sangue a toalha de linho em desalinho", como escreveu Danziger. No palco, o grupo está acompanhado pelos seus ancestrais, que ajudam a formar o ideal "alafiano", sempre se esquivando do que chamam de "África teórica", ou o folclore que torna a cultura africana um produto exótico, a ...

    Leia mais
    mae coragem

    “Mãe coragem” luta pela paz onde os homens falharam

    Catherine Samba-Panza, a nova presidente interina, tem um ano para pôr fim à sangrenta luta sectária na República Centro-Africana Por David Smith   Quando Barack Obama foi eleito presidente dos Estados Unidos, nas profundezas da crise econômica, o canal de notícias satírico Onion (a cebola) deu a manchete: "Homem negro recebe o pior emprego do país". O juramento na semana passada de Catherine Samba-Panza como presidente interina da República Centro-Africana (RCA) poderia gerar uma sequência: "Mulher recebe o pior emprego do país". Enquanto Samba-Panza, vestida de vermelho, segurava a bandeira nacional e era saudada por uma fanfarra de trombetas no centro da capital, Bangui, os subúrbios da cidade se incendiavam em um dia que deixou pelo menos 16 mortos. A primeira mulher líder da RCA, e a terceira da África, herdou um legado infernal em que precisa tentar desviar o país da iminente guerra civil. A ênfase para seu sexo ...

    Leia mais
    mandla-maseko

    O DJ Mandla Maseko pode ser o primeiro africano negro a ir para o espaço

    DJ de 25 anos foi um dos vencedores de concurso de academia espacial.Ele superou um milhão de outros participantes, vindos de 75 países. O DJ Mandla Maseko, que vive no distrito de Mabopane, na África do Sul, pode ser o primeiro africano negro a ir para o espaço (já houve sul-africanos brancos e americanos negros em órbita). O jovem de 25 anos garantiu um lugar cobiçado para voar 103 km de altitude, chegando ao espaço, em 2015, depois de vencer uma competição organizada por uma academia espacial com base nos Estados Unidos. Ele superou um milhão de outros participantes de 75 países ao ser selecionado para fazer parte do grupo de 23 pessoas que farão um voo suborbital de uma hora de duração na espaçonave Lynx Mark II. O ex-estudante de engenharia civil - que teve que adiar a conclusão dos estudos por não conseguir pagar as mensalidades - vai ...

    Leia mais
    fieis-comem-grama

    Pastor faz congregação comer grama para “estar mais perto de Deus”

    Um pregador neopentecostal africano fez sua congregação comer grama alegando que desta maneira eles estariam “mais perto de Deus”. Desde 2002, o pastor Daniel Lesego é líder do Ministério Centro Raboni, em Garankuwa, ao norte de Pretória, uma das capitais da África do Sul. Suas mensagens polêmicas têm atraído críticas de milhares de pessoas, embora os membros testemunhem muitos milagres nos cultos. Nos últimos dias, uma reportagem do jornal inglês Daily Mail mostrou que muitos membros da congregação acabaram passando mal ao passo que alguns alegavam terem sido curados após terem feito isso. Segundo o Mail, o pastor teria ensinado que os seres humanos podem comer qualquer coisa para alimentar seus corpos. ‘Sim, nós podemos comer grama e estamos orgulhosos disso pois demonstra que é possível fazer qualquer coisa quando temos em nós o poder de Deus”, afirmou Rosemary Phetha, estudante de 21 anos que afirma ter sido curada. Doreen ...

    Leia mais
    Congresso luso-afrobrasileiro traz escritor Mia Couto a Salvador

    “Mia Couto: “À porta da modernidade, há sete sapatos sujos que necessitamos descalçar”

    Começo pela confissão de um sentimento conflituoso: é um prazer e uma honra ter recebido este convite e estar aqui convosco. Mas, ao mesmo tempo, não sei lidar com este nome pomposo: “oração de sapiência”. De propósito, escolhi um tema sobre o qual tenho apenas algumas, mal contidas, ignorâncias. Todos os dias somos confrontados com o apelo exaltante de combater a pobreza. E todos nós, de modo generoso e patriótico, queremos participar nessa batalha. Existem, no entanto, várias formas de pobreza. E há, entre todas, uma que escapa às estatísticas e aos indicadores numéricos: é a penúria da nossa reflexão sobre nós mesmos. Falo da dificuldade de nós pensarmos como sujeitos históricos, como lugar de partida e como destino de um sonho. Falarei aqui na minha qualidade de escritor tendo escolhido um terreno que é a nossa interioridade, um território em que somos todos amadores. Neste domínio ninguém tem licenciatura, ...

    Leia mais
    Angola – Uma entrevista com o cineasta José Fonseca e Costa

    Angola – Uma entrevista com o cineasta José Fonseca e Costa

        Depois de, no primeiro volume, subintitulado «O cinema do império», termos procurado mostrar as visões que, através do cinema de ficção e documental, o colonialismo português propos sobre Angola, este segundo volume retém um vislumbre de um olhar corte-de-navalha – como o proposto por Buñuel com Un chien andalou – nascido da militância, do uso do cinema como arma política. Em «O cinema é uma arma» enceta-se, pois, um trabalho de redescoberta de filmes militantes que têm permanecido invisíveis participando, naturalmente, num movimento de revalorização e releitura de obras de autor com um ponto de vista político, como a de Sarah Maldoror. Complementar e cruzar o visionamento das obras acessíveis e a leitura de documentação inédita sobre outros filmes com a recolha de testemunhos foi a metodologia escolhida e evidencia que, também quanto a este tema, este é o primeiro inventário possível. A panorâmica sobre «A alvorada do cineclubismo», feita por Paulo Cunha, ...

    Leia mais
    geledes1

    O fotógrafo que mudou a imagem da África nos Estados Unidos

    As imagens da guerra e da pobreza moldaram as ideias que muitas pessoas têm sobre a África. O fotógrafo americano Eliot Elisofon (1911-1973) decidiu visitar o continente africano para mostrar que ele também é um vasto território cheio de riqueza e variedade. Elisofon trabalhou como fotógrafo para a revista Life durante sua carreira e fez 11 expedições a países da África. Suas fotos, especialmente as imagens coloridas, ofereceram ao público americano um olhar sobre povos, culturas e paisagens do continente, na segunda metade do século 20. Seu legado fotográfico é parte de uma exposição no Museu Nacional Smithsonian de Arte Africana em Washington. O fotógrafo americano Eliot Elisofon (1911-1973) decidiu visitar o continente para mostrar que a África é muito mais do que guerra e pobreza. Nesta imagem de 1947, Ele aparece com o Monte Kilimanjaro ao fundo.  Elisofon trabalhou como fotógrafo para a revista Life durante sua carreira e ...

    Leia mais
    20131213120350

    Educação é a base para o sucesso económico

    Presidente do júri da edição 2013 dos Prémios Sirius, o economista Manuel Nunes Júnior afirma que há ainda uma grande escassez de quadros em Angola em quantidade e qualidade a vários níveis. Por isso, defende a aposta na educação, como base do sucesso económico do país. Em entrevista ao Jornal de Angola, o economista, que é docente universitário e presidente da Comissão de Economia e Finanças da Assembleia Nacional, afirma que os gestores que tiverem uma boa compreensão do que está a acontecer no mundo das tecnologias vão ser sempre capazes de se adaptar e estar à frente dos principais competidores.Jornal de Angola – Qual o objectivo do prémio de Educação Financeira?Manuel Nunes Júnior - O desenvolvimento da economia depende de muitos factores e um, de especial relevância, é a sofisticação e o desenvolvimento do sistema financeiro nacional. O sector bancário assume um papel insubstituível, enquanto veículo que presta às ...

    Leia mais
    franklindocumentario

    Band vence APCA com série “Presidentes Africanos”

    Série foi premiada como "Melhor Jornalístico/Documentário" Associação Paulista de Críticos de Arte elegeu ontem, dia 9, os melhores de 2013 em diversas modalidades culturais: Arquitetura, Artes Visuais, Cinema, Dança, Literatura, Música Popular, Música Erudita, Rádio, Teatro, Teatro Infantil e Televisão.  A Band levou o prêmio na categoria "Melhor Jornalístico/Documentário" com a série "Presidentes Africanos", apresentada por Franklin Martins.  Produzida pela Cinegroup e Discovery, a produção foi exibida em outubro passado na emissora, mostrando os aspectos políticos, históricos e econômicos da África do século 21.  Ainda na premiação deste ano, a APCA fez uma menção honrosa ao lançamento do Arte 1, o canal de arte do Grupo Bandeirantes.   Fonte: Band

    Leia mais
    Primeiras-Damas-africanas-AFP-300x199

    Primeiras-damas africanas denunciam crimes sexuais

    Mulheres de cerca de 20 chefes de Estado africanos denunciaram na sexta-feira em Paris as violações sistemáticas, "armas de guerra" nas zonas de conflito como na República Democrática do Congo e pediram punições contra os autores destes crimes sexuais. "Rejeitamos que a violência sexual seja considerada como inevitável nas guerras", diz a declaração, resultado de uma "conferência de mobilização", que reuniu as mulheres dos chefes de Estado africanos e a primeira-dama de França, Valerie Trierweiler, e que aconteceu à margem da cimeira do Eliseu sobre Paz e Segurança em África, que reúne chefes de Estado de vários países africanos com o presidente François Hollande. Os crimes de natureza sexual que ocorrem durante guerras civis foram ignorados durante muito tempo mas têm sido objeto de numerosas resoluções da Organização das Nações Unidas (ONU) nos últimos anos, pedindo aos estados membros que tomem medidas específicas para combater este flagelo. "A violência sexual ...

    Leia mais
    A classe média negra já não é um sonho e não pára de crescer

    Africa do Sul: A classe média negra já não é um sonho e não pára de crescer

      JANICE KEW, Os negros que estão a sair da pobreza têm vindo a deixar os campos e contribuem cada vez mais para aumentar os lucros das empresas. Mas a desigualdade também está a subir Ntombi Shabalala chega ao centro comercial Design Quarter situado num subúrbio de classe média no seu Hyundai ix35, vestindo umas calças vermelhas, casaco e botas pretas. Gesticula para um empregado, mostrando as suas unhas arranjadas e coloridas, e pede um sumo de cenoura natural. O caminhode Shabalala foi longo. Em 1998, mudou-se para Joanesburgo, quatro anos depois das primeiras eleições multirraciais da África do Sul. Na altura, partilhava um T1 em Hillbrow, numa zona fustigada pelo crime e sujeita a cortes frequentes de água e electricidade. As suas duas filhas ficaram em casa, na vila mineira de Newcastle, com uma tia. Ntombi Shabalala ganhava dinheiro a vender comida de rua numa roulotte - um começo premonitório para ...

    Leia mais
    uhuru-kenyatta-300x144

    Africanos assinam protocolo para criar moeda única

    INTEGRAÇÃO REGIONAL ESTABELECE METAS AMBICIOSAS PARA PAÍSES DA REGIÃO Por: André Brito Os líderes de Uganda, Quênia, Tanzânia, Ruanda e Burundi assinaram neste sábado (30) um protocolo de intenções para estabelecer a União Monetária do Leste Africano. A assinatura foi considerada um pilar fundamental para o processo de integração econômica regional que deve levar à criação de uma moeda regional. "Este é um momento histórico para a nossa comunidade", afirmou o presidente do Quênia, Uhuru Kenyatta, durante a cerimônia. O protocolo estabelece que os Estados membros devem manter a inflação abaixo de 8% ao ano e a relação entre PIB e Dívida de no máximo metade. Outra meta ambiciosa é uma taxa de crescimento de 25% para a unificação monetária. "Nossa região está entrando em uma fase acelerada de integração com a assinatura do protocolo", comemorou o secretário-Geral da Comunidade do Leste Africano, Richard Sezibera.A região conta com 135 milhões ...

    Leia mais
    Jacob Zuma

    Sul-africanos pedem renúncia do presidente após denúncia de corrupção

    JOHANESBURGO, 30 Nov (Reuters) - Milhares de sul-africanos manifestaram-se na Internet neste sábado pedindo a renúncia do presidente Jacob Zuma, após um jornal revelar documento do governo detalhando o uso de recursos públicos para reformas luxuosas em sua casa particular. Na sexta-feira o semanário The Mail and Guardian afirmou que um relatório provisório do maior organismo anti-corrupção da África do Sul aponta que Zuma obteve um ganho pessoal "substancial" em uma "atualização de segurança" de 21 milhões de dólares em sua residência, incluindo uma piscina e um curral para gado. O documento vazado pelo protetor público, Thuli Madonsela, intitulado "Opulência em Grande Escala", recomenda que Zuma devolva parte dos fundos das melhorias de seu complexo em Nkandla, nas colinas da província de KwaZulu-Natal. O relato da investigação de Madonsela despertou revolta nas mídias sociais, e o proeminente ativista Zackie Achmat criou uma petição on-line pela saída de Zuma que angariou ...

    Leia mais
    Página 6 de 34 1 5 6 7 34

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist