segunda-feira, julho 13, 2020

    Tag: literatura infantil

    Leitura infantil: quarentena pode ser uma boa hora para conscientizar a criançada (Imagem: Getty)

    Oito livros infantis para engajar a família contra a discriminação racial

    Num momento em que a luta contra o racismo ganha o mundo, é importante que as crianças tenham acesso a conteúdos que combatam a discriminação racial e incentivem a igualdade. Há diversos livros infantojuvenis com interessantes abordagens sobre o preconceito e a representatividade negra. O momento de isolamento social é propício para que as famílias leiam juntas e possam combater o preconceito. Veja sugestões de leitura sobre a diversidade racial: O Pequeno Príncipe Preto – Rodrigo França. O Pequeno Príncipe Preto: livro de Rodrigo França, que virou peça, questiona padrões Divulgação/Divulgação O livro do ator, escritor e ativista já virou peça de teatro. Em um minúsculo planeta, vive o Pequeno Príncipe Preto. Além dele, existe apenas uma árvore Baobá, sua única companheira. Quando chegam as ventanias, o menino viaja por diferentes planetas, espalhando amor e empatia. Editora: Nova Fronteira. Mzungu – Meja Mwangi. [caption id="attachment_153288" align="aligncenter" ...

    Leia mais
    Editora Rocco/Vashti Harrison

    Representatividade importa: educação antirracista e literatura infantil

    Nasci em 1980. Cresci vendo “Xou da Xuxa” e desenhos protagonizados por personagens brancos. Eu também era uma criança que gostava de ler. Nos meus livrinhos, havia príncipes e princesas. Todos loiros de olhos azuis. Alguns eram diferentes, tinham os olhos verdes, como a apresentadora Angélica. Quando eu desenhava, as personagens eram brancas. As minhas bonecas também eram majoritariamente brancas. Com exceção das bonecas de pano que minha mãe fazia para mim. Essas tinham cabelos escuros e cacheados. Por não ter tido muitos livros protagonizados por personagens negros na minha infância, sou uma adulta que consome literatura infantil. Eu compro todos os lançamentos interessantes, livros escritos por autoras e autores negros como Bell Hooks, Toni Morrison, Maya Angelou, Lázaro Ramos, dentre outros. Dos meus livros infantis favoritos, indico dois lançamentos. O primeiro é Sulwe, escrito pela premiada atriz queniana Lupita Nyong’o, ilustrado por Vaschti Harrison e publicado no Brasil pela ...

    Leia mais
    Lázaro Ramos no lançamento de "Viagens da Caixa Mágica" - Mathilde Missioneiro/Folhapress

    Lázaro Ramos lança livro infantil e diz que quer ajudar crianças a lidarem com os sentimentos

    Artista revela novos trabalhos na literatura e no cinema e nega participação em próxima novela das nove Por CAROLINE FEIJÓ, da Folha de S.Paulo  Lázaro Ramos no lançamento de "Viagens da Caixa Mágica" - Mathilde Missioneiro/Folhapress Lázaro Ramos, 40, está afastado das novelas desde 2014, quando participou de "Geração Brasil". Atualmente, o ator e escritor se dedica a duas outras paixões: o cinema e a literatura. Em entrevista ao F5, Ramos contou sobre seu mais recente lançamento, o livro infantil "Sinto o que Sinto" (Carochinha, 2019), e as novidades que estão por vir. "Eu acho importante a gente ensinar as crianças a nomearem o que elas estão sentindo e aprenderem a lidar com o que elas estão sentindo. O livro é para dar esse auxílio, que eu acho que serve para nós, adultos, também. Às vezes a gente fica sentindo, correndo, fazendo e não se dá ...

    Leia mais
    blank

    Kapulana lança em agosto “Leona, a filha do silêncio”, nono volume da série “Contos de Moçambique”

    série apresenta histórias tradicionais recriadas com narrativas que revelam os múltiplos universos do país Por Jorge Filholini para o Portal Geledés  A Kapulana lança no dia primeiro de agosto o nono volume da coleção de literatura infantil “Contos de Moçambique”, chega às livrarias o livro “Leona, a filha do silencio”, de Marcelo Paguana e ilustrações a aquarela de Luís Cardoso. A obra já está em pré-venda. Em um lugar de mil encantos, vivem o Leão e a Leoa e sua filha, Leona. Leona é muito bela e encanta a todos que enxergam sua beleza, mas é triste e há muito tempo que não fala nada, nem ri. Um dia, seus pais viajam para um reino distante e, ao retornarem, trazem um vestido de noiva e decretam que aquele que conseguisse fazer Leona falar, a levaria ao altar. O que ninguém sabe é que Leona já está apaixonada e espera a volta ...

    Leia mais
    blank

    Kenia Maria lança livro infantil que resgata raízes da cultura negra

    "Flechinha, o príncipe da floresta" é a primeira edição de uma série com adaptações lúdicas dos orixás Da CLAUDIA Foto: Daniel Barboza/Divulgação A escritora Kenia Maria, Defensora das Mulheres Negras pela ONU Mulheres, lançou no último sábado (16) o livro Flechinha, O príncipe da floresta. Esta é a primeira obra das seis edições que compõem a coleção infanto-juvenil Contos de Um Brasil que Eu não sei. Cada exemplar deve contar, de forma lúdica, a história de um Orixá. O objetivo da coleção é chamar a atenção para a lei que tornou obrigatório o ensino da cultura afro-brasileira e africana em todas as escolas públicas e particulares, do ensino fundamental ao ensino médio, mas que ainda não é cumprida. “É com muito orgulho que lanço esse projeto. A lei 10.639/03, antirracista, está aí para ser cumprida, embora ainda haja muita resistência por parte das instituições de ensino no Brasil. Temas como a escravidão, por exemplo, deve ...

    Leia mais
    blank

    Zumbi assombra quem?’: escritor Allan da Rosa lança infantojuvenil sobre questões raciais, ancestrais e de classes pela perspectiva de uma criança

    Com lançamento em 3 de outubro, livro mostra as contradições e aprendizados de um menino que tem inúmeras perguntas sobre a história de seu povo Por Semayat S. Oliveira para o Portal Geledés  Divulgação/ Zumbi assombra quem? No dia 3 de outubro, terça-feira, às 19h, o escritor e historiador Allan da Rosa lança, na Ação Educativa, região central da cidade São Paulo, a segunda obra infantojuvenil e nono livro de sua carreira. Publicada pela Editora Nós, ‘Zumbi assombra quem?’ traz estalos, dúvidas e descobertas de Candê, um menino curioso sobre a africanidade que leva em seus poros, cabelos e passos. Unindo questões raciais e de classes, mergulhando em ancestralidade e infância, o título chega ao público nas vésperas do Dia das Crianças e próximo ao mês da Consciência Negra. Zumbi é um tipo de monstro fedorento caindo aos pedaços ou um guerreiro pensante que mora nos vãos da terra? A pergunta que martela a cabeça ...

    Leia mais
    blank

    8 Livros De Antiprincesas Para Ensinar Às Crianças A Força De Mulheres Reais

    Este ano fiz uma reviravolta na nossa biblioteca atrás de biografias de mulheres fortes e incríveis para apresentar à criançada. Histórias reais e inspiradoras! Encontrei os 8 livros que comento abaixo. Do Portal Raízes 1.COLEÇÃO ANTIPRINCESAS – FRIDA KAHLO, VIOLETA PARRA e JUANA AZURDUY Reprodução/Portal Raízes As meninas de hoje conhecem tantas histórias de princesas que muitas vezes acabam pensando que são uma delas. Mas não seria genial se essas pequenas mulheres também fossem apresentadas às histórias de vida de mulheres inspiradoras e pioneiras? Essa é a proposta de uma nova coleção de livros infantis. Com o nome de “Antiprincesas“, a coleção já conta com dois livros publicados. O primeiro deles conta a história da artista Frida Kahlo, enquanto o segundo foi dedicado à chilena Violeta Parra. A proposta é continuar apresentando mais histórias sobre a vida de mulheres latino-americanas que foram protagonistas em suas áreas. Por isso, o terceiro livro será ...

    Leia mais
    blank

    100 livros infantis com meninas negras – Parte II Final

    Sobre o projeto 100 meninas negras. Parte II Este é um projeto do blog A mãe preta e da livraria itinerante InaLivros chamado 100 meninas negras Meninas negras precisam se enxergar em todos os espaços e a literatura é um meio muito eficiente para a formação de uma autoimagem positiva. Por meio da literatura procuramos fornecer ferramentas para que crianças possa lidar bem com o racismo e possa elevar sua autoestima a partir de referencias positivos. O objetivo desse projeto é listar livros que tragam destaque para a presença feminina negra nas histórias infantis. Não são poucos livros publicados no Brasil que trazem meninas negras em posição de destaque e alguns educadores ainda insistem em afirmar que não há material disponível. Que meninas negras possam se reconhecer em diferentes contextos, possam se inspirar e aprender com as personagens destes livros e possam escrever suas próprias histórias sem se importar pelas limitações impostas pesa sociedade. ...

    Leia mais
    blank

    100 livros infantis com meninas negras – 50/100 Parte I

    Sobre o projeto 100 meninas negras Este é um projeto do blog A mãe preta e da livraria itinerante InaLivros Meninas negras precisam se enxergar em todos os espaços e a literatura é um meio muito eficiente para a formação de uma autoimagem positiva. Por meio da literatura procuramos fornecer ferramentas para que crianças possa lidar bem com o racismo e possa elevar sua autoestima a partir de referencias positivos. O objetivo desse projeto é listar livros que tragam destaque para a presença feminina negra nas histórias infantis. Não são poucos livros publicados no Brasil que trazem meninas negras em posição de destaque e alguns educadores ainda insistem em afirmar que não há material disponível. Que meninas negras possam se reconhecer em diferentes contextos, possam se inspirar e aprender com as personagens destes livros e possam escrever suas próprias histórias sem se importar pelas limitações impostas pesa sociedade. [button color="red" bgcolor="#" hoverbg="#" textcolor="#" ...

    Leia mais
    blank

    A menina sul-africana de apenas 7 anos que está fazendo história como escritora

    Aos 7 anos, Michelle Nkamankeng se tornou a mais jovem autora do continente africano a entrar na lista dos 10 melhores escritores infantis do mundo. No Terra Seu primeiro livro, Waiting for the Waves ("Aguardando as Ondas", em tradução livre) foi publicado este mês e fez com que rapidamente ela entrasse para a lista de honra que reúne os melhores escritores jovens do mundo. O livro é baseado na experiência da própria Michelle ao entrar pela primeira vez no mar e encarar o medo das ondas. "Fomos à praia, vimos as ondas e eu e meu pai entramos no mar. Quando a segunda onda estava vindo eu perguntei para onde as pessoas estavam olhando. Ele me disse que elas estavam aguardando as ondas e eu respondi que ele havia me dado uma ótima ideia, que eu ia escrever um livro chamado Aguardando as Ondas ", disse Michelle à BBC. O ...

    Leia mais
    blank

    Ator Érico Brás lança amanhã seu livro em Salvador

    A ator Érico Brás é muito conhecido por suas atuações cômicas na TV. O ator já deu as caras no filme “Ó Paí Ó”, na série “Entre Tapas e Beijos” e atualmente está no novo “Zorra”, todos trabalhos realizados pela Rede Globo. Do TNM Agora, Érico que também já se aventurou pela internet na Web Série “Tá Bom Pra você?”, lança seu primeiro livro, “Lindas Águas – O Mundo da Menina Rainha”. O livro conta a história de uma menina que vive uma vida comum no bairro da Liberdade com sua mãe, Dona Jurema, até que tudo se transforma com seu inesperado mergulho no Rio de Ouro. Muitas surpresas e novidades se encontram no fundo deste rio. Assim, “Menina Rainha” aprende valores que fazem dela uma criança preparada para nosso mundo. O Ator estará amanhã, dia 11/06, em dois locais de Salvador para o lançamento do livro “Lindas Águas – O ...

    Leia mais
    blank

    “Faço parte do problema e da solução” diz Lázaro Ramos, sobre racismo

    Ator, no ar como 'Mister Brau', fala da relação com a mulher, Taís Araújo, e do infantil 'Boquinha...E Assim Surgiu o Mundo', de sua autoria Por Bruno Astuto Do Época Lázaro Ramos anda para baixo e para cima com uma mala. Não importa onde esteja - táxi, café, bar, estúdio de gravação ou camarim -, ele sempre saca seu notebook quando boas ideias lhe vem à cabeça. "Se estou sem ele, gravo áudios no WhatsApp para a Taís (Araújo), para não me esquecer", conta o protagonista da série 'Mister Brau', que está prestes a lançar sua terceira peça infantil como autor, Boquinha...E assim surgiu o mundo..., no Espaço Sesc, no Rio, dia 7. Ele revela que a verve de escritor vem pulsando cada vez mais forte e que com ela tenta diminuir o racismo. "Queria escrever algo para as crianças que falasse sobre as diferenças. Faço parte do problema e ...

    Leia mais
    blank

    Projeto lista 100 livros com protagonistas negras

    Leitora voraz desde a infância, a livreira Luciana Bento acredita que não ter tido contato com livros que trouxessem personagens negras como protagonistas deixou uma lacuna na formação de sua identidade. “Não lembro de nenhum livro infantil que eu tenha lido na minha infância com protagonistas parecidas comigo fisicamente, ou seja, com meninas negras”. Por  Bruna Ramos, do EBC No início de 2016, determinada a evitar que o mesmo acontecesse com suas filhas, e inspirada pelo trabalho de sua livraria itinerante - a InaLivros, especializada em literatura negra, com um olhar especial para a literatura infantil --, Luciana criou o projeto “100 livros infantis com meninas negras”.  Em sua busca pessoal, Bento catalogou 80 livros e decidiu pedir ajuda para descobrir outros 20. “Muitas pessoas adoram a ideia, aparecem com várias dicas e hoje a lista já chega a 130 livros. Estou publicando aos poucos, porque estou lendo todos os livros e selecionando ...

    Leia mais
    Foto: DR

    John Bella defende bolsa de criação para escritores infantis

    Luanda- O escritor angolano John Bella advogou no sábado, a implementação de uma bolsa de criação para os escritores que publicam obras infantis, bem como a publicação obrigatórias das obras e maior simbiose entre as escolas, escritores e associação de escritores. Foto: DR Em declarações à Angop no âmbito do Dia Mundial da Literatura Infantil, que hoje se assinala, o escritor é de opinião que a literatura infantil tem baixado de produção e qualidade por falta de incentivo e de humildade de muitos novos talentos que não procuram se aconselhar e aprender com os mais rotulados nas lides literárias. De acordo com o escritor, embora muita coisa positiva tenha sido já feita, a literatura infantil actualmente está estagnada, não se comparando com os anos dourados como as décadas de 80 e 90, onde apareceram escritores e com talentos. “Muitos dos escritores da nova geração escrevem obras sem ...

    Leia mais
    blank

    Lançamento – Livro infantil ilustrado ‘Trovinha das cores e amores’

    Livraria Cultura do Conjunto Nacional recebe no próximo dia 21.03 (segunda-feira), das 18H30 às 21H30, o lançamento oficial do livro "Trovinhas das cores e amores", nova aposta da Metanoia Editora (RJ) que presenteia o leitor com uma produção que vai muito além das boas rimas.   Enviado para  Portal Geledés Escrita pela professora Regina Lúcia de Moura Nogueira Silva e com ilustrações de seu filho, o artista visual Diogo Nogue, a obra é composta por uma série de novos ditos populares que foram baseados na antiga prática de poesia falada, e tem como intuito principal fomentar o respeito às diferenças, a beleza do indivíduo e, principalmente, mostrar que o amor é a melhor resposta para todos os males da vida."Trovinhas das cores e amores" chega ao mercado para endossar o coro dos que são contrários ao preconceito, machismo, intolerância e qualquer forma de desrespeito entre pessoas, natureza ou animais. E ...

    Leia mais
    Rosana Faría

    O lado negro da história: A trajetória dos personagens negros na literatura infantil e juvenil brasileira.

    “Se eu sou mesmo afrodescendente, eu quero saber as histórias da África, porque mesmo que não apareça a moral, como nas fábulas, elas têm uma moral escondida que você aprende. Os heróis negros desses contos ajudam as pessoas a respeitar os outros, ensinam que ninguém vive sozinho, isolado. São todos um conjunto para combater o preconceito, a fome.” (Fonte: Geledés.org.br) Por  Aline Carvalho do  Cartografias da Infância Ilustração: Rosana Faría As palavras acima foram ditas por Gustavo, um garoto de 10 anos, estudante da rede pública de ensino do estado de São Paulo, em uma entrevista. Ele havia sido questionado sobre suas impressões acerca do Projeto Leituraço, que traz aos alunos contos e histórias africanas. Apesar da pouca idade, o menino Gustavo nos traz uma importante reflexão. Num universo de lindas princesas com pele branca como a neve, lábios vermelhos como o sangue, cabelos pretos como o ébano ...

    Leia mais
    Heloisa_Pires_Lima_SeObamaFosseBrasileiro

    Histórias da Preta: Homenagem à Heloisa Pires Lima

    COM HELOÍSA PIRES LIMA, TREM DE CORDAS E ANANZA MACEDO Do Sesc SP A escritora e pesquisadora Heloísa Pires Lima será a homenageada do projeto “Livro Conta” de fevereiro. Heloísa é escritora de livros infanto-juvenis de destaque sobre a cultura afro-brasileira, como “Histórias da Preta”, “A semente que veio da África”, “O comedor de nuvens”, “O coração do baobá”, entre outros. Em fevereiro, a própria escritora contará e compartilhará as histórias de seus livros com acompanhamento musical do grupo Trem de Corda. Antes e depois da apresentação, o público também poderá ouvir a mediação de leitura da atriz e cantora Ananza Macedo. Dia 13/02 SAB - 12H ÀS 15H 20/02 SAB - 12H ÀS 15H Local: Sede Social End: Avenida Fernando Espírito Santo Alves de Mattos, 1000, Itaquera SAO PAULO

    Leia mais
    blank

    13 livros infantis para ensinar a importância dos direitos humanos às crianças

    Você conhece Malala? "Sim. Minha professora de história me contou que ela é muito importante" No Portal Raízes Um adulto fez a pergunta acima e quem respondeu foi uma menina de sete anos, enquanto esperava na fila para autografar seu livro novo. O título? Nada de histórias pré-fabricadas sobre príncipes e princesas, mas a de uma das vozes mais importantes contra a opressão feminina no mundo: Malala Yousafzai. Escrito pela jornalista Adriana Carranca, Malala - A menina que queria ir para a escola (Companhia das Letrinhas, R$ 29,90), inaugura um novo gênero que foi batizado de "livro-reportagem para crianças". Carranca viajou até o vale do Swat, no Paquistão, e conta de forma didática como era a vida da menina que ficou conhecida por defender o direito à educação, sofreu um atentado por isso, e sobreviveu para contar. Hoje Malala é ativista na ONU e dona de um prêmio Nobel da Paz. "Ali havia príncipes, guerreiros, ...

    Leia mais
    Rosana Faría

    Novas dicas de livros infantis para celebrar a cultura afro-brasileira

    No ano passado, publicamos uma seleção de livros que abordavam aspectos da cultura afro-brasileira, desde contos provenientes de diferentes países do continente africano, até biografias de alguns líderes negros, passando também pelas pequenas narrativas que abordavam o cotidiano das crianças afro-descendentes. Por Denise Guilherme, do Ataba A resposta a essa coletânea foi muito positiva, mostrando-nos que há um grande interesse em abordar esses temas com as crianças. Além disso, muitas das obras que indicamos reafirmam aspectos da identidade afro, ajudando na discussão sobre preconceito e diversidade, propiciando o diálogo entre os leitores. Para ampliar ainda mais o repertório de crianças e adultos sobre o tema, preparamos uma nova seleção de títulos lidos, selecionados e resenhados por nossa equipe. Dessa vez, a lista mantém a presença de contos de tradição oral africana e as biografias de alguns líderes. Mas, buscamos outros gêneros, como a poesia afro-brasileira e também histórias que pudessem valorizar ...

    Leia mais
    Jorge Bispo

    ‘Faltam heróis negros’, diz Lázaro Ramos ao lançar seu 3º livro infantil

    "Herói é aquele que inspira, que abre um novo baú. Por exemplo, gosto muito do menino Kirikou." É o que diz uma das rimas do novo livro de Lázaro Ramos, que se refere ao menino africano e pequenino do filme "Kiriku e a Feiticeira" ("Kirikou et la Sorcière"), de 1998. Por JÚLIA BARBON, da Folha de S.Paulo  O trecho dá uma dica do que pensa o ator global. "Muitas vezes faltam referências de heróis negros. Esse rosto diverso é fundamental para a infância, não só para a criança negra, mas para toda e qualquer criança." O livro que o artista lançou no último sábado (7), "Caderno de Rimas do João" –ilustrado com personagens negros e com menções a Gilberto Gil e à capoeira– segue essa lógica. Para o autor e ator, o número de livros infantis com essa preocupação está crescendo: "Um pai que esteja atento, que queira que seu filho ...

    Leia mais
    Página 1 de 2 1 2

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist