Tag: empreendedores negros

Lojas fechadas na Liberdade, região central de São Paulo (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil (8.mai.2020))

Pesquisa mostra que empresas lideradas por negros sofrem mais na pandemia

Uma pesquisa feita pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, mostrou que as dificuldades enfrentadas pelos empreendimentos do país, durante a pandemia, são maiores quando as empresas são lideradas por negros. Levando em consideração a redução do faturamento mensal nesse período de enfrentamento ao novo coronavírus, a diferença é de 2%. Entre os negros, a diminuição representou 81% dos negócios contra 79% do índice geral. Quando a questão é a possibilidade de crédito essa disparidade fica ainda maior. Entre os empreendedores negros, 33% dos que pediram empréstimo conseguiram. Na média geral o índice de sucesso foi de 39%. A pesquisa também revelou um desequilíbrio quanto ao nível de inadimplência. Os empreendedores negros representam 40% e o conjunto dos empresários 34%. Os efeitos claros da pandemia podem ser confirmados, também, no Centro do Rio, pólo comercial da cidade. Muitas portas ...

Leia mais
E é também símbolo de uma mudança que está em curso a fim de que os brancos não sejam os únicos em posições de decisão, de acordo com a pesquisadora Cida Bento. Confira histórias de superação de pretos e pardos que fazem a diferença em suas áreas de atuação - (crédito: Reprodução/Correio Braziliense)

Negros bem-sucedidos incomodam racistas e são prova de mudança social

Uma vez que um racismo histórico, estrutural e estruturante permeia todos os espaços da sociedade brasileira, são de grande proporção os obstáculos que a população preta e parda enfrenta para chegar a posições de destaque. A superação desse nível de barreira acontece a partir de um elevado esforço. É preciso muito vigor para dar conta dos desafios existentes no mercado de trabalho em geral e, também, dos desafios impostos pelo racismo no Brasil, último país ocidental a abolir a escravidão. Mesmo quando integram a mesma classe social ou quando tiveram acesso à educação de mesmo nível, negros e brancos são confrontados com dificuldades diferentes. Não faltam pretos e pardos que conseguiram êxito nos mais diversos nichos e são exemplos de superação. A mudança está em curso para que cada vez haja mais casos assim. No entanto, essa alteração gera, muitas vezes, polêmica e falta de aceitação. Isso porque o negro ...

Leia mais
Selma Moreira, Nina Silva, Liliane Rocha, Patricia Santos e Adriana Barbosa (da esq. para dir.) (Foto: Imagem retirada do site Exame)

Essas 5 mulheres comandam negócios que você deveria conhecer

A população negra no Brasil movimenta ao ano 1,7 trilhão de reais. Neste cenário, as mulheres negras são importante parte do desenvolvimento econômico nacional, mas as desigualdades sociais e raciais fazem com que elas, em média, ganhem apenas 44% do salário dos homens brancos. Para modificar essa estrutura, o Brasil tem importantes mulheres como funcionárias, de diferentes níveis hierárquicos, e empreendedoras nas quais os investidores e consumidores devem ficar de olho. Para celebrar o Dia da Mulher Negra, data instituída pelo governo brasileiro em 2014, e Dia Internacional da Mulher Negra, Latino-americana e Caribenha, ambas neste sábado, 25, EXAME destaca cinco dessas empreendedoras, cujo os trabalhos se mostram essenciais na luta contra as disparidades: Adriana Barbosa: diretora executiva da aceleradora PretaHub e fundadora da Feira Preta, o maior evento de cultura e empreendedorismo negro da América Latina, realizado desde 2001. Ela comanda a missão de ajudar os empreendedores no desenvolvimento ...

Leia mais
Nina Silva, criadora do Black Money: “Por mais que eu tivesse uma performance melhor, homens brancos recebiam salários mais altos" (Nina Silva/Divulgação)

Da discriminação ao empreendedorismo: Nina Silva e o Movimento Black Money

Silva atua com tecnologia da informação há 17 anos. Experiência no mercado a motivou a fomentar educação, empreendedorismo e inclusão financeira de negros Por Mariana Fonseca, do EXAME Nina Silva, criadora do Black Money: “Por mais que eu tivesse uma performance melhor, homens brancos recebiam salários mais altos" (Nina Silva/Divulgação) Os negros movimentam cerca de 1,7 trilhão de reais por ano no país — mas ainda recebem em média 1.200 reais a menos do que seus colegas de trabalho brancos. Eles também representam 75% da população que está na faixa dos 10% mais pobres e 66% dos desempregados do Brasil. Nina Silva, que atua com tecnologia da informação há 17 anos, está aos poucos mudando esse quadro. Ela é fundadora do Movimento Black Money, com iniciativas para educação, empreendedorismo e inclusão financeira da população negra. Mais de 50 mil pessoas aderiram à rede. “Já passei por ...

Leia mais
Regina Ferreira, Luanna Teofilo e Bruna Inácio, mulheres empreendedoras Pérola Dutra - Reprodução:Facebook

O sucesso de mulheres negras empreendedoras

Mercado de trabalho ainda mantém padrões discriminatórios de contratação, mas elas driblaram o preconceito. Conheça três histórias inspiradoras por Hysa Conrado no  R7 Regina Ferreira, Luanna Teofilo e Bruna Inácio, mulheres empreendedoras Pérola Dutra - Reprodução:Facebook Mulheres negras têm 50% a mais de chances de serem afetadas pelo desemprego. O dado é do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e revela um cenário tomado pela discriminação racial no Brasil. Mas, se o racismo fecha portas e o mercado de trabalho consente, as mulheres negras têm construído novas formas de empreender e de empregar. Esse é o caso de Luanna Teofilo, de 38 anos. A formação em Direito, um mestrado em Linguística na França e o currículo de carreira internacional não foram suficientes para manter o racismo distante. Ela trabalhava como executiva em uma empresa de comunicação internacional e foi demitida após adotar o visual das tranças box ...

Leia mais
Marca quer unir brancos e negros com estampas inspiradas em personagens e fatos históricos. Imagem- Campo Grande News

Após sentir desigualdade na pele, jovem lança marca para unir negros e brancos

Tauan Kaique trocou de família várias vezes na infância e foi na rua que teve a ideia de “vestir” a igualdade nas pessoas por Danielle Valentim no Campo Grande News Marca quer unir brancos e negros com estampas inspiradas em personagens e fatos históricos. Imagem- Campo Grande News Aos 24 anos, Tauan Kaique é mais um jovem negro que desafia estatísticas. Sobrevivendo às dificuldades e ao racismo desde a infância, o mais novo empreendedor de Campo Grande precisou sentir o frio das ruas para decidir “vestir” igualdade nas pessoas. Criador da marca Made In Africa, Tauan quer unir brancos e negros com estampas inspiradas em personagens e fatos históricos. Atualmente, ele mora na casa de um amigo, mas teve uma experiência rápida na rua, mesmo assim transformadora, diz. O jovem cresceu longe da mãe e, por essa razão, nunca teve um lar fixo. Ao longo dos seus ...

Leia mais

Compre de Negros: 5 marcas para usar no Carnaval

Em sua coluna BlackGirlMagic, Stephanie Ribeiro indica marcas para você usar e se destacar nos blocos Por Stephanie Ribeiro, Do Marie Claire (Foto: Divulgação/ Victor Vieira) O Carnaval de 2019 chegou, são dias de festa, fantasias, brilho e ruas cheias, é hora de se preparar e pensar o que vestir e como se destacar nos diversos blocos que irão acontecer. Por isso fiz uma lista de cinco marcas com produtos incríveis que você poderá comprar para o carnaval e ainda fortalecer pessoas negras empreendedoras: 1 - ACORDA @useacorda O que encontrar: Criada pelas cariocas Luana Maria e Michelle Andrade, a marca tem como forte suas pochetes e atualmente criaram adereços de carnaval exclusivos. São incríveis, lindos, grandes, cheios de detalhes e ela ainda faz editoriais maravilhosos para mostrar seu trabalho. Cidade:  A marca é do Rio de Janeiro, mas atualmente contam com dois estoques: um no Rio ...

Leia mais

Afrojob: Empreendedores apostam na identidade visual do movimento negro para promover festas e criar roupas

No segundo episódio da série especial sobre afroempreendedorismo, G1 apresenta evento criado para visibilizar cultura negra e marca de roupas com estampas de líderes pretos. Por Itana Alencar, Rafael Santana e Valma Silva Do G1 Entre ensaios de pagode, axé, blocos afro, bailes funk e o pré-carnaval, as festas do mês de fevereiro aquecem a economia de Salvador. Se tem movimento nos quatro cantos da capital, também tem festa feita por gente preta, para atender às demandas de gente preta. O G1 traz nesta sexta-feira (22) o segundo episódio do Afrojob, quadro que trata sobre o afroempreendedorismo em Salvador. Você vai conhecer, todos os meses, histórias de pessoas negras que comercializam produtos e serviços voltados para a população preta] Símbolo de representatividade entre negros e membros da comunidade LGBTQ+, a Batekoo surgiu em 2014, no boêmio bairro do Rio Vermelho. Um dos criadores do projeto, Maurício Sacramento, conta que o evento ...

Leia mais

Aceleração para empreendedores negros gera conexão e autoconhecimento

Programa AfroHub durou sete meses e mostrou potencial do mercado afro no Brasil por Patricia Pamplona no Folha de São Paulo Com uma potência que representa R$ 1,5 trilhão em consumo, a população negra já representa a maioria dos empreendedores no Brasil. As dificuldades, no entanto, de ser dono do próprio negócio levou a três organizações que trabalham para fortalecer o ecossistema afrobrasileiro a criarem uma aceleração específica para mercado. Os oito meses do programa AfroHub foram encerrados com uma comemoração na sexta-feira (14), na Estação Hack, em São Paulo. A iniciativa foi liderada por Feira Preta, Afrobusiness e Diaspora.black, em parceria com o Facebook. "O AfroHub vem a partir da experiência de cada uma das instituições em compartilhar o que essas redes trazem de conhecimento e de vivência no tema de afroempreendedorismo atrelado ao que o Facebook traz em relação à técnica, em decodificar inteligência artificial, chatbot, venda online e muitos conteúdos para poder ter sucesso ...

Leia mais
Nina Silva - Foto Zumbi dos Palmares

Nina Silva, fundadora do movimento Black Money palestra sobre microeconomia para mulheres em Porto Alegre

Executiva em TI há mais de 16 anos, Nina foi reconhecida em 2018 como uma das 100 afrodescendentes mais influentes do mundo. Ingressos podem ser adquiridos pela internet. no G1 Nina Silva - Foto Zumbi dos Palmares JA Ideias: criadora do Movimento Black Money fala sobre empreendedorismo negro no Brasil A executiva em TI Nina Silva, fundadora do movimento Black Money, está em Porto Alegre nesta terça-feira (11), pela primeira vez, para palestrar sobre microeconomia e seus impactos na economia do país. "É você agir localmente para impactar globalmente, você agir dentro daquele grupo que está sendo marginalizado para que aquele grupo se fortaleça e possa também atingir melhores números", define Nina sobre o conceito de microeconomia. O evento, voltado para mulheres, também vai lançar um olhar focado no Black Money, que tem o objetivo de incentivar o afroempreendedorismo. O movimento tem como principal função estimular ...

Leia mais

Evento de empreendedorismo com protagonismo negro acontece dia 4 em Porto Alegre

O Afrontalks acontecerá mensalmente para falar de negócios e mostrar que o racismo é um problema nosso Por Roberta Fofonka Do Jornal do Comercio Vila Flores será o ponto de encontro do Afro'n'talks, organizado por Denise Denicol (à esq.) Anderson Coelho (à dir.) e Andreza Rocha (FOTO: MARCO QUINTANA/JC)   Acontece, nesta terça-feira (04) a primeira edição do Afro’n’talks, no Vila Flores (R. São Carlos, 753). Evento de empreendedorismo com protagonismo negro, que engloba a discussão racial dentro dos negócios e busca fortalecer o empreendedorismo e trazer o assunto para perto de quem empreende - seja qual for a sua cor. Das 17h às 22h, o clima é de happy hour a cargo da Cerveja Macuco, para ouvir o empreendedor africano Kadi em formato de talk show. Natural de Benin e radicado no Brasil, ele abriu a loja de moda africana Consone em Porto Alegre este ano, e irá ...

Leia mais

Apesar de maioria dos empreendedores no país, negros faturam menos no comércio

Para especialistas, fatores como racismo e machismo são decisivos nessa desigualdade Por Matheus Rocha, do Época  A população negra é o grupo que mais abre novos negócios no Brasil, mas é aquele que menos fatura. De acordo com o Global Entrepreneurship Monitor de 2017, pesquisa realizada em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), negros correspondem a 51% dos empresários do país, porém formam apenas 1% daqueles que ganham de R$ 60 mil a R$ 360 mil e totalizam 60% dos empreendedores que não lucram nada. Para mulheres negras, no entanto, manter empresas de pé pode ser uma tarefa especialmente desafiadora. Segundo Adriana Barbosa, fundadora da Feira Preta – o maior evento de produtos negros da América Latina – elas precisam lidar de uma só vez com o racismo e o com o machismo. “Essa relação entre raça e gênero é o primeiro desafio. ...

Leia mais
Imagem: Divulgação/Reprodução/Bragança em pauta

17ª Feira Preta promove cultura, arte e afroempreendedorismo entre dias 18 e 20

No dia 20 de novembro comemora-se o Dia da Consciência Negra. Em algumas cidades, como em Bragança Paulista, é feriado, em outras não. No Bragança em pauta   Imagem: Divulgação/Reprodução/Bragança em pauta   Em São Paulo, entre os dias 18 e 20 de novembro, acontece a 17ª Feira Preta. Elza Soares e Rincon Sapiência estão entre as atrações confirmadas no evento que acontece na Praça das Artes, no Theatro Municipal e no Tom Brasil. A Feira Preta, é considerada atualmente o maior evento de cultura negra da América Latina, e reune diversas atrações artísticas e atividades, com o objetivo de discutir a estética negra e impulsionar o afroempreendedorismo no Brasil. Na programação, há shows, palestras, slams, artes visuais e aulas de dança. Entre as atividades confirmadas estão as apresentações de Elza Soares e Luedji Luna, Rincon Sapiência, Simoninha, Slam das Minas SP e The R.A.P Party ...

Leia mais

Empreendedor negro tem crédito negado 3 vezes mais do que branco no Brasil

Empresários negros têm o seu pedido de crédito negado três vezes mais do que os brancos no Brasil. A afirmação é de Eugene Cornelius Junior, chefe do escritório de comércio internacional da SBA (Small Business Administration), agência do governo dos Estados Unidos que oferece serviços de apoio à pequena e média empresa semelhantes ao Sebrae. Por Márcia Rodrigues, da UOL Cornelius Junior esteve no Brasil para participar do evento "Desvendando os Códigos do Afro-Empreendedorismo", promovido pelo Instituto Feira Preta e Black Codes, em parceria com o Consulado Americano, em São Paulo, e o Cubo Eventos. Segundo ele, a diferença de tratamento entre empresários brancos e negros, quando o assunto é acesso ao crédito, é mais real do que imaginamos. "O fato de eles não ocuparem posições de gerenciamento e cargos executivos atrapalha a sua capacidade de crescer profissionalmente, e, no mundo dos negócios, de ter acesso ao crédito." O executivo americano também ...

Leia mais

“Sou negra e poderosa. Saí da pobreza e me tornei empresária milionária”

"Quando eu chego em uma roda de empresários, eles olham para mim e logo começam a perguntar o que faço, o que já fiz, querem saber por que estou ali. Acontece praticamente uma entrevista para que consigam entender como eu, uma mulher negra, estou ali no mesmo lugar que eles. por Helena Bertho no UOL Mas se eu contar minha história, a verdade é que nem eles nem mais ninguém vai poder duvidar de que sim, eu pertenço a esse ambiente dos negócios. Porque se tem uma coisa que eu sou desde pequena é empreendedora. "Desde nova eu me virava para conseguir dinheiro" Minha mãe morreu quando eu tinha 8 anos e meu pai criou sozinho eu, minha irmã e dois irmãos. A gente morava em uma comunidade em Madureira (bairro da Zona Norte do Rio de Janeiro), com uma vida pobre e simples. E em volta de nós, mais pobreza ...

Leia mais

‘Se a coisa tá preta, tá boa’: a loja na Bahia que abre mercados com proposta ‘100% negra’

Lucas Santana, Monique Evelle e Neuza Nascimento: loja virtual para apoiar empreendedorismo negro O mundo da moda não reflete a realidade do Brasil, país em que os negros (pretos e pardos) são maioria - somavam 53,6% da população em 2014. por Victor Uchôa no BBC De olho nessa desproporção histórica, um jovem casal de Salvador criou uma loja virtual que tenta mostrar que é possível, sim, priorizar a negritude nesse mercado - e lucrar com isso. Lançada neste ano, a Kumasi é uma plataforma de vendas online que reúne artigos artesanais produzidos somente por pequenos empreendedores negros. "É uma loja também para marcar posição. Abrir e ocupar espaço no ambiente de negócios, criar uma narrativa protagonizada por nós mesmos", diz Lucas Santana, 23 anos. Estudante de Engenharia Elétrica, ele toca o negócio ao lado da namorada, Monique Evelle, 23 anos, e da sogra Neuza Nascimento, 46 anos. Frases e expressões feministas ...

Leia mais

Discriminação ainda atrapalha empreendedor negro, diz BID

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) está de olho em uma parcela de empreendedores que cresceu muito nos últimos anos: os donos de negócio afro-brasileiros. Afinal, a maioria dos empreendedores brasileiros já é negra — e o país tem muito a ganhar se investir mais nessa parcela de empresários. Por Mariana Fonseca, do Exame  Entre 2003 e 2013, o número de negros à frente de empresas no Brasil cresceu 27%. Nesse mesmo período, o número de pessoas brancas que possuem uma empresa teve uma redução de 2%, segundo estudo do Sebrae. Mesmo assim, os empreendedores afrodescendentes enfrentam barreiras adicionais na hora de abrir uma empresa. Por exemplo: só 9% dos pretos e pardos que são donos de negócio conseguem contratar funcionários — enquanto 22% dos empreendedores brancos são empregadores. O menor grau de desenvolvimento das empresas reflete também em menos dinheiro na conta no fim do mês: em 2013, o rendimento ...

Leia mais

São Paulo ganha espaço de comida vegana típica do Congo inaugurado por um refugiado africano

Uma viagem gastronômica e cultural. Do Vista-se Há algumas semanas o público paulistano tem uma nova opção de estabelecimento vegano para conhecer. Refugiado político, o congolês Pitchou Luambo mora há 6 anos do Brasil, lugar que escolheu para fugir dos conflitos armados que há 20 anos assolam seu país natal. Pitchou é formado em direito, mas não pode exercer sua profissão no Brasil por questões burocráticas. Na República Democrática do Congo (antigo Zaire), terceiro maior país da África em extensão territorial, Pitchou atuava como ativista de causas sociais. Ele denunciava estupros cometidos por integrantes de forças armadas que tentam tomar o seu país e também defendia as vítimas de violência. Em São Paulo, Pitchou fundou o Grist (Grupo de Refugiados e Imigrantes Sem Teto) para promover a integração e organização de refugiados de diversas nacionalidades. Ele também atua como produtor cultural, organizando eventos. Como amante da gastronomia de seu país, ...

Leia mais

7 empreendedores negros transformadores no mundo dos negócios e da tecnologia

Para honrar os homens e as mulheres negras que estão abrindo o caminho para um futuro melhor, destacamos o trabalho de indivíduos merecedores que estão se esforçando para tornar o mundo um lugar mais e inclusivo para as gerações vindouras. Destacamos sete empreendedores no mundo dos negócios e tecnologia que estão inovando e mudando. Esperamos que você admira seu ativismo. no HuffPost Brasil Porter Braswell e Ryan Williams | Co-fundadores da Jopwell Porter Braswell e Ryan Williams são dois empresários que tomaram a decisão incrivelmente ousada de deixar seus empregos em Wall Street para fundar uma empresa que tem o potencial de mudar a diversidade no mundo corporativo. A plataforma criada pela dupla, Jopwell, fez parceria com algumas das empresas mais bem sucedidas dos Estados Unidos para ajudar pessoas negras a encontrarem estágios e empregos competitivos no mundo corporativo. O programa de recrutamento, lançado em 2014, ajudou milhares de minorias a ...

Leia mais
Página 1 de 2 1 2

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist