domingo, junho 26, 2022
InícioÁreas de AtuaçãoMercado de TrabalhoImproir divulga dados sobre o perfil afro-empreendedor macapaense

Improir divulga dados sobre o perfil afro-empreendedor macapaense

As informações coletadas fazem parte do banco de dados do instituto e permitem entender o mercado de negócios local.

A Prefeitura de Macapá, por meio do Instituto Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Improir), realizou um levantamento de dados para analisar o perfil afro-empreendedor macapaense. O resultado se deu a partir de uma pesquisa quantitativo voltada a entender o mercado local e suas formas de produção e os dados coletados apresentaram como se dão as ofertas comerciais e quem concebe negócios, para, a partir disso, desenhar a identidade mercadológica da capital, com seus atributos e deficiências.

A população-alvo foi delimitada por afro-empreendedores do município de Macapá e o estudo partiu focou na problemática que negros macapaenses atravessam em função de seu passado histórico e também das dificuldades que enfrentam no mercado de trabalho.

A pesquisa se dividiu entre o perfil socioeconômico dos envolvidos no estudo, idade, escolaridade, renda e grupo familiar, identificando os ramos de atuação dos negócios e de atividades dos empreendimentos, verificando as ações empreendedoras e examinando as dificuldades que enfrentam para manter o negócio.

A coleta apontou que a maioria dos entrevistados atua no ramo do comércio. Outro aspecto importante é que as ações empreendedoras carecem de recursos financeiros para fazer o primeiro investimento.

“O resultado mostra quem é este empreendedor e quem e o que precisa para que o negócio cresça. Em 2022 a forma de trabalhar muda por conhecer o cenário real desse público que cresce a cada dia mais em Macapá”, ressalta Priscila Santos, chefe da divisão de Empreendedorismo e Fomento do Improir.

“Neste primeiro ano de gestão focamos no diagnóstico do afro-empreendedorismo macapaense. A partir da coleta de dados iremos desenvolver as políticas públicas necessárias às necessidades deste segmento fundamental para a economia de Macapá”, finaliza a diretora-presidente do Improir, Maria Carolina.

PERFIL AFRO-EMPREENDEDOR:

Mais de 70% são afro-empreendedores e empreendedor afro, enquanto outros perfis, públicos e segmentos ocupam o percentual restante.

A maioria dos empreendedores está na faixa de 31 e 40 anos, seguido por pessoas entre 41 e 50 anos. Jovens de 18 a 25 ocupam a terceira posição na faixa de empreendedorismo.

A maioria dos empreendedores tem ensino superior completo (28%), seguido por pessoas apenas com o ensino médio. Mas o que chama a atenção é o alto percentual de pessoas não alfabetizadas (21%).

Os pretos ocupam mais da metade do empreendedorismo em Macapá com 65%, seguidos pelos pardos com 30%.

57% dos empreendedores têm moradia própria, enquanto 15% moram de aluguel.

67% dos empreendedores vivem com até 1 salário mínimo, sendo que 56% dos lares agrupa entre 2 e 4 pessoas, o que possibilita, em média, R$ 366 para cada pessoa sobreviver por mês.

Com 73% dos empreendedores sem registro, a maioria dos negócios tem tempo de vida em mais de 5 anos (34%), enquanto 23% encerram empreendimentos antes de completar 2 anos, sem nunca ter tido local próprio de trabalho, o que representa 56%.

Entre as principais necessidades apresentadas pelos empreendedores está a de ter site ou página de web própria (40%), seguido de possuir a sua logomarca (24%). Entre as demais angustias que os acompanham, os empreendedores apontaram divulgação, gestão, suporte para produção e financeiro.

VEJA AQUIA A ÍNTEGRA DA PESQUISA

Foto em destaque: Reprodução/Improir divulga dados sobre o perfil afro-empreendedor macapaense

Artigos Relacionados
-+=