terça-feira, junho 2, 2020

    Tag: racismo no futebol

    blank

    Athletico divulga mensagem contra o racismo, e Nikão cobra: “Quando isso vai acabar?”

    Após o meia-atacante Nikão relatar ofensas de cunho racista, Athletico divulga um vídeo em que pergunta, em várias línguas, "até quando?" Do GloboEsporte.com  Jonathan Campos/Gazeta do Povo O Athletico se posicionou sobre as ofensas racistas ao meia-atacante Nikão após o Athletico 1x0 River Plate, pela Recopa. O camisa 11 do Furacão divulgou xingamentos nas redes sociais na noite de quarta. O clube publicou um vídeo com a frase "até quando?" em várias línguas nesta quinta.   Ver essa foto no Instagram   ‪Até quando teremos que aguentar o racismo? #AtéQuando #SouNegroComMuitoOrgulho ‬ Uma publicação compartilhada por Athletico Paranaense (@athleticoparanaense) em 23 de Mai, 2019 às 2:33 PDT Após a vitória sobre o River, Nikão divulgou três ofensas e desabafou. "Lamentável, em pleno 2019, ainda existir esses tipos de coisas, sou negro com muito orgulho", escreveu o camisa 11. Nikão ainda divulgou um texto nesta quinta. Ele ...

    Leia mais
    Yony González comemora gol contra o Grêmio, no jogo em que sofreu ofensa racista - Pedro H. Tesch - 5.mai.19:AGIF

    Futebol brasileiro já tem 14 denúncias de racismo em 2019

    Dados de observatório mostram que caso na Arena do Grêmio não foi isolado Marcos Guedes e Paula Sperb no Folha de São Paulo "Fazia semanas que eu vinha alertando: vão esperar acontecer em um clube grande para que tenha repercussão e comecem a pensar", afirmou Marcelo Carvalho, 45, fundador e diretor do Observatório da Discriminação Racial no Futebol. O instituto faz um mapeamento dos casos de racismo no esporte e produz relatórios anuais desde 2014. A conta de 2019 já aponta 14 denúncias no futebol brasileiro (12 no estádio e duas registradas no ambiente da internet). Yony González comemora gol contra o Grêmio, no jogo em que sofreu ofensa racista - Pedro H. Tesch - 5.mai.19:AGIF O número ainda no início de maio é altíssimo se comparado aos que foram contabilizados em todos os meses nos quatro anos com relatórios já publicados: 19 (2014), 24 (2015), 19 ...

    Leia mais
    blank

    Onana, do Ajax, sobre racismo: “Acham que goleiro negro não é confiável”

    A campanha que levou o Ajax às semifinais da Liga dos Campeões da Europa2018/2019 tem a contribuição decisiva, entre outros destaques, de André Onana. Aos 23 anos, o goleiro camaronês está no clube holandês desde 2015, e pode chegar à final europeia amanhã caso sua equipe passe pelo Tottenham. No jogo de ida, o time inglês perdeu em casa por 1 a 0. no Esporte UOL Imagem: Dylan Martinez/Reuters Ainda assim, Onana se vê desafiado no futebol de alto nível. Não apenas por seu desempenho, mas também pela cor de sua pele. "Eu não vejo diferença entre goleiros brancos e negros", disse, em entrevista ao site da BBC. "São iguais. Cometem erros. Eu cometo erros, todo mundo comete erros. (Mas) goleiros negros precisam se preparar bem, porque não é fácil para nós", completou. Caso o Ajax chegue à final da Liga dos Campeões da Europa, Onana ...

    Leia mais
    Thiago Coelho - UOL

    Matar negro é adubar a terra

    Comentarista de arbitragem da Globo denuncia agressões racistas que ouviu no campo e na cabine por Márcio Chagas da Silva Especial para o UOL, em Porto Alegre no UOL Esportes Thiago Coelho - UOL Um dia meu filho de cinco anos me perguntou por que os pretos dormem na rua e são pobres. Expliquei que é um resquício da escravatura, que estamos tentando mudar isso, mas que é difícil. Não sei se ele entendeu. Às vezes nem eu entendo. Sendo negro em um estado racista como o Rio Grande do Sul, eu me acostumei a ser o único da minha cor nos lugares que frequento. Fui o único negro na escola, o único namorado negro a frequentar a casa de meninas brancas e, como árbitro, o único negro apitando jogos no Campeonato Gaúcho. Hoje sou o único negro comentando esses jogos na TV local. Durante muito ...

    Leia mais
    Raheem Sterling, atacante do Manchester City, durante o confronto contra o ex-clube, o Liverpool, pela Uefa Champions League 2017/2018 Getty Images

    Sterling quer punições mais duras para combater o racismo no futebol

    O jogador Sterling, do Manchester City, possui um forte posicionamento em relação ao combate ao racismo no futebol e pede por punições mais pesadas aos clubes. Por Flavio Souza, do Torcedores  Raheem Sterling, atacante do Manchester Cit (Foto: Getty Images) Em notícia reproduzida no site “The New York Times“, o atacante cobra que os clubes sejam responsabilizados por ações racistas de seus torcedores. Sterling, que assinou um manifesto exigindo punição adequada para comportamentos racistas e discriminatórios, acredita que os comportamentos racistas iriam diminuir caso existisse punição esportiva para os clubes dos torcedores envolvidos. “Eu pediria por uma retirada de nove pontos para uma situação de racismo. Parece pesado, mas qual fã iria arriscar um comportamento racista se isso pudesse fazer sua equipe ser rebaixada ou arruinar a chance de título? O clube deveria jogar três partidas sem público, de portas fechadas. Dessa forma, eles perdem receita ...

    Leia mais
    O jogador Raheem Sterling, do Manchester City, durante coletiva de imprensa - 08/04/2019 (John Sibley/Action Images/Reuters)

    Debate sobre racismo domina entrevista na véspera de City x Tottenham

    Técnicos e jogadores das equipes falaram sobre preconceito de torcedores na Europa Da Veja    O jogador Raheem Sterling, do Manchester City, durante coletiva de imprensa - 08/04/2019 (John Sibley/Action Images/Reuters) Tottenham e Manchester City se enfrentam na próxima terça-feira, 9, pelas quartas de final da Liga dos Campeões. Mas o assunto do dia nas coletivas das equipes, nesta segunda-feira, 8, foi o racismo. Os atacantes Raheem Sterling, do City, e Son Heung-min, do time londrino, comentaram sobre o preconceito que sofreram na Europa. “Já sofri ataques racistas na Inglaterra. Acredito que a melhor reação é não reagir. Somos humanos jogando futebol, não importa de qual país você veio. Precisamos apenas proteger os atletas que sofrem racismo e o mais importante é lutar juntos contra isso”, desabafou o sul-coreano Son. A discussão veio à tona depois que torcedores de Montenegro cantaram músicas racistas para Sterling e Danny Rose durante a partida contra ...

    Leia mais
    "Unidos contra o racismo": torcedores do Dortmund erguem cachecol em ato por mais tolerância

    Rivais em campo, mas unidos contra a extrema direita

    Em tempos de xenofobia, populismo e antissemitismo em alta, grupos de torcidas organizadas de grandes clubes do futebol alemão, como Bayern e Dortmund, erguem a voz pela convivência pacífica e contra o racismo. Por  Gerd Wenzel, do DW "Unidos contra o racismo": torcedores do Dortmund erguem cachecol em ato por mais tolerância (reuters/W. Rattay) Nos anos 80/90 não era raro ocorrerem manifestações de hooligans neonazistas fora e dentro dos estádios na Alemanha, especialmente quando a seleção alemã se apresentava em jogos fora de casa. Quem não se lembra, por exemplo, do policial francês covardemente espancado por uma horda de alemães enfurecidos nas ruas de Lens na Copa de 1998? Também dentro dos estádios, predominantemente de clubes das divisões inferiores, como Dresden e Chemnitzer, grupos de saudosistas do Terceiro Reich não escondem seu ideário extremista através de gestos e palavras de ordem, características dos tempos de trevas da história ...

    Leia mais
    Pep Guardiola e Jurgen Klopp, treinadores de Manchester City e Liverpool, respetivamente Paul ELLIS / AFP

    Premier League unida contra o racismo: City e Liverpool ameaçam abandonar os jogos, Sarri pede regras

    Pep Guardiola, Jurgen Klopp, Maurizio Sarri e Maurizio Pochetino falaram do tema do momento. Do SAPO Desporto   Pep Guardiola e Jurgen Klopp, treinadores de Manchester City e Liverpool, respetivamente Paul ELLIS / AFP Os técnicos dos principais emblemas da Premier League uniram a sua voz na luta contra o racismo. Na semana em que vários jogadores da Seleção inglesa sofreram insultos racistas no Montenegro, durante um jogo de qualificação para o Euro2020, Pep Guardiola, Jurgen Klopp, Maurizio Sarri e Maurizio Pochetino falaram do tema do momento, pedindo regras claras e mostrando-se disponíveis para abandonar os jogos em casos de racismo. Na antevisão do jogo do Manchester City com o Fulham em Londres, Pep Guardiola mostrou-se disponível para pedir à sua equipa para abandonar o relvado, em casos de abusos racistas. "Podemos fazer isso, sim . Não estou sozinho no clube, teria ...

    Leia mais
    Foto: Claudio Villa/Getty Images

    Balotelli fala sobre racismo: “Nada é como na Itália. Lá, é realmente extremo”

    Hoje atuando na França, o atacante italiano falou sobre os casos de racismo que viveu em seu país natal e comparou com os outros países Da FOX Sports Balotelli  Foto: Claudio Villa/Getty Images Sempre polêmico, Mario Balotelli falou sobre os casos de racismo que viveu durante sua carreira. Em entrevista ao Quelli Che Il Calcio, o atacante recém-contratado pelo Olympique de Marseille falou que, na Itália, é muito pior do que em outros países em que viveu. “Na Inglaterra, em nível de futebol, eu nunca vi nada assim. Na França, eu não vi muito, mas nada é como na Itália. Na Itália, é realmente extremo”, disse o italiano. Em 2009, quando ainda atuava na Inter, Baloteli sofreu com cantos racistas vindos da torcida da Juventus. Na época, o atacante tinha 18 anos e a experiência foi traumática para ele. “Juve e Inter, quando eu era mais jovem, foi ...

    Leia mais
    Clive Rose:Getty Images

    Sterling escreve carta a fã do City vítima de racismo: “tenha coragem”

    Vítima de atos racistas em um jogo contra o Chelsea recentemente, o atacante do Manchester City Raheem Sterling escreveu uma carta a um garoto que também enfrentou problema parecido. No texto, o jogador diz para o fã Ethan Ross “ter orgulho" e manter a coragem para enfrentar situações de racismo. Clive Rose:Getty Images no UOL A história veio à tona depois que a avó do garoto, Sue, entrou em contato com o jogador para demonstrar preocupação com episódios enfrentados pelo neto, que é torcedor do City. Os detalhes dos atos contra Ethan Ross não foram revelados. “Querido Ethan. Recentemente, ouvi da sua amada avó Sue sobre o tempo difícil que você está tendo com o abuso racial. Lembre-se de erguer a cabeça e ter orgulho de quem você é e não deixe que tirem sua coragem”, diz a carta. “Você é forte e muito corajoso, e sua ...

    Leia mais
    Samuel Eto'o durante apresentação no Konyaspor, da Turquia Getty Images

    Eto’o diz que treinadores negros são vítimas de racismo no futebol: ‘Vistos como seres de 2ª classe’

    Em entrevista ao Canal+, da França, o atacante Samuel Eto’o disse que existe racismo em relação a técnicos negros no futebol. Do ESPN  O jogador ainda atua no Catar, pelo Qatar SC, porém já pensa em uma possível carreira como treinador, apesar da resistência que crê que terá de enfrentar. “Alguns ex-jogadores negros nem buscam a credencial de treinador. Claro que há alguns que se tornaram técnicos, mas simplesmente não existe confiança. Desconfiam dos treinadores de cor, somos vistos como seres de segunda classe”, afirmou o camaronês. Mesmo temendo sofrer com o preconceito, o atacante de 37 anos declarou que pretende tornar-se técnico, visando dar continuidade ao seu ciclo no futebol. Samuel Eto'o durante apresentação no Konyaspor, da Turquia (Foto: Getty Images) “Ganhei na Europa como jogador e tenho de ganhar como treinador”, bradou. Ele ainda afirmou que a solução para o fim das manifestações racistas nas arquibancadas ...

    Leia mais
    imagem: Instagram

    Cristiano Ronaldo diz ‘não ao racismo’ depois de Koulibaly sofrer insultos em campo

    Jogador português apresentou a sua solidariedade para com Koulibaly, que foi alvo de cânticos racistas no jogo entre o Nápoles e o Inter. por Ana Semanas no BlastingNews Kalidou Koulibaly foi a mais recente vítima de um ato racista no futebol. O jogador senegalês do Nápoles ouviu comentários de carácter racista no encontro frente ao Inter, no estádio Giuseppe Meazza, em Milão. No final do encontro, o treinador do Nápoles Carlo Ancelotti admitiu que pediu que o jogo fosse suspenso por três vezes, por estar a ouvir os insultos racistas contra o seu jogador. Certo é que Koulibaly acabou expulso, depois de ter perdido a cabeça. Entretanto, o jogador foi suspenso pelo seu comportamento, mas a federação italiana condenou rapidamente o Inter, pela atuação dos seus adeptos. O clube milanês terá dois encontros de castigo, jogados à porta fechada no Giuseppe Meazza, um castigo que o Inter aceitou e que teve ...

    Leia mais
    REUTERS/Alberto Lingria

    Torcida do Napoli homenageará zagueiro alvo de racismo

    Os torcedores do Napoli fizeram neste sábado (29) uma nova demonstração de solidariedade ao franco-senegalês Kalidou Koulibaly, zagueiro do time italiano alvo de racismo em uma partida contra a Inter de Milão na última quarta-feira (26). por ANSA no Isto É REUTERS/Alberto Lingria Antes do jogo contra o Bolonha, a torcida irá distribuir, do lado de fora do estádio San Paolo, cerca de 10 mil máscaras com o rosto do defensor do Napoli. O evento foi batizado de “Somos todos Koulibaly”. Alguns jogadores também expressaram o desejo de usar as máscaras quando estiverem em campo, mas a ideia ainda está sendo examinada pelas autoridades esportivas. A homenagem é a mesma realizada em 2016, após um caso semelhante de racismo no futebol italiano. Na última quarta, torcedores interistas gritaram ofensas racistas contra Koulibaly e entoaram cânticos discriminatórios contra os napolitanos, incluindo uma música pedindo para o vulcão ...

    Leia mais
    blank

    Documento mostra casos de discriminação racial no futebol em 2017

    Enfim foi publicado o Relatório Anual da Discriminação Racial 2017. No dia 29 de novembro de 2018, conseguimos tornar público os dados do nosso quarto estudo sobre os incidentes de cunho racista que aconteceram no futebol brasileiro durante o ano de 2017. O Documento não apresenta apenas os casos de discriminação racial no futebol, ao todo são apresentados 77 (setenta e sete) casos que envolvem, também, machismo, xenofobia e LGBTfobia em todos os esportes e com atletas brasileiros no exterior. Por Marcelo Medeiros Carvalho Do Yahoo Esportes Foto: Divulgação/Yahoo Esportes O ano de 2017 foi o que apresentou o maior número de incidentes nos estádios e fora dele, monitoramos 43 denúncias de racismo no futebol e o crescimento das denúncias de machismo, LGBTfobia e xenofobia. Os espaços dos estádios de futebol que se dizem tão democráticos na verdade não são. Temos plena consciência que estes números ...

    Leia mais
    Foto: Claudio Villa/Getty Images

    Balotelli desabafa: “racistas devem viver sozinhos até a morte”

    Jogador do Nice, Balotelli fez uma série de comentários e ainda mostrou o perfil do internauta que o teria chamado de ‘macaco’. Por Robson Farias Silveira, no Torcedores Foto: Claudio Villa/Getty Images Na manhã deste sábado (10), o jogador Mário Balotelli postou em seu Instagram, uma série de prints que mostram o perfil de um homem chamado Jacopo Gozzi praticando atos de racismo contra o jogador. Após expor a identidade do homem, Balotelli desabafou em outro post. O jogador pediu um basta ao racismo, e afirmou que racistas deveriam ficar sozinhos até morrerem. Confira na íntegra o post do atleta: Imagem: Reprodução/Instagram “Vocês racistas só merecem uma coisa: Viver sozinhos até a morte! Sem ninguém que pense em vocês, sem ninguém que sinta saudades e que morram sem que ninguém se lembre de vocês. São a parte doente deste mundo” – disse o ...

    Leia mais
    Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

    Crescem denúncias de racismo no futebol

    Relatório do Observatório da Discriminação Racial no Futebol revela quase o dobro de denúncias em 2017 em comparação ao ano anterior. Também registra casos de LGBTfobia, machismo e xenofobia Por Marcelo Menna Barreto, no Extra Classe Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil Criado em 2014 pelo administrador de empresas apaixonado pelo “esporte bretão” Marcelo Carvalho, o Observatório da Discriminação Racial no Futebol está concluindo o relatório de 2017, tradicionalmente lançado em novembro, mês da Consciência Negra. Neste ano, o trabalho foi realizado em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), que através de seu museu criou um grupo de pesquisa específico para o que pode se chamar o principal documento nacional que registra não somente casos de racismo, mas também outros preconceitos arraigados no esporte brasileiro. O estudo mostra crescimento significativo de denúncias de racismo no ano passado em relação ao ano anterior. Em 2016, foram denunciados ...

    Leia mais
    Divulgação

    PSG admite ter cometido crime de racismo em recrutamento de atletas nas categorias de base

    Documentos vazados pelo 'Football Leaks' dão conta de que Marc Westerloop, responsável pela base, tinha subgrupos de atletas divididos por etnias Do FOX Sports Divulgação O Paris Saint-Germain admitiu por meio de uma nota oficial que cometeu o crime de racismo no recrutamento de atletas em suas categorias de base. A medida é considerada ilegal. Apesar da atitude do clube, o próprio PSG disse que não existe um sistema formado no clube para fazer tal ação, e sim que foi um caso isolado cometido por um dirigente: Marc Westerloop. “O Paris Saint-Germain confirma práticas ilegais cometidas pelo sistema de recrutamento do seu centro de treinamento, dedicados a atletas de fora do Ile de France. Essas práticas são de responsabilidade exclusiva do chefe deste departamento. A direção geral do clube nunca teve conhecimento de um sistema de registro étnico dentro de um departamento de recrutamento, nem possuía um. ...

    Leia mais
    Texto no site do Independiente diz que é um "delito racial" fazer gestos ou dizer "macaco" para torcedores brasileiros, lembrando que é "crime no Brasil associar uma pessoa a um animal" (Foto: reprodução)

    Independiente cria cartilha para que torcedores não cometam racismo no Brasil

    Santistas registraram manifestações do tipo no jogo realizado na Argentina, há uma semana O Independiente ressaltou aos torcedores do clube que pretendem viajar a São Paulo para o jogo contra o Santos, nesta terça-feira, que manifestações racistas são crime no Brasil e pediu "encarecidamente" que eles evitem esses gestos no país. No jogo de ida, santistas registraram argentinos imitando macacos para ofender os brasileiros. Na nota, publicada no site oficial do Independiente (clique aqui para ler, em espanhol, na página dos argentinos), o clube cita que “é um delito racial fazer gestos de macaco ou dizer ‘macaco’ a torcedores locais” e afirma que, em partidas anteriores, houve prisões por conta disso. O texto do Independiente ainda diz que há câmeras espalhadas pelo estádio, o que torna “fácil provar o delito”, e aponta, como razão para que os torcedores não façam os gestos, a possibilidade de o Independiente sofrer punições, além de o torcedor ...

    Leia mais
    blank

    Santos emite nota de repúdio em relação ao caso de racismo na Argentina

    O Santos emitiu nessa noite, uma nota oficial em repúdio ao caso de racismo contra seus torcedores, no jogo contra o Indepiendente da Argentina. Por Diego Lucio Castro de Oliveira, do Torcedores  Foto: Juan Abromata/AFP Alguns torcedores do clube argentino, imitaram um macaco, em direção à torcida do peixe. Segue nota abaixo: “O Santos Futebol Clube vem à público repudiar as manifestações racistas direcionadas aos torcedores André Vinicius Feitosa Guimarães e Herbert Pereira Arruda na última terça-feira (21), no Estádio Libertadores de América, em partida contra Independiente (ARG), e registrar que já acionou a justiça para que sejam investigados os autores das injúrias raciais. Presentes no setor destinado aos visitantes, André e Herbert, além de hostilizados com manifestações racistas, também assistiram a este grupo de torcedores do Independiente imitando macacos, o que causou ainda mais constrangimento. O futebol é uma ferramenta de união e confraternização entre os povos, transcendendo climas de ...

    Leia mais
    blank

    Santos avalia racismo de torcida do Independiente e deve acionar Conmebol

    Em meio ao caso Carlos Sánchez e a suposta escalação irregular, o Santos avalia uma prática racista cometida pela torcida do Independiente-ARG no empate em 0 a 0 na última terça-feira, em Avellaneda, pela ida das oitavas de final da Libertadores. Por Lucas Musetti Perazolli , do Gazeta Esportiva  Torcida do Santos foi alvo de racismo (Foto: Juan Mabromata/AFP) O Peixe recebeu denúncias de torcedores presentes na decisão e deve acionar a Conmebol (veja um vídeo abaixo). O artigo 14 do regulamento de competições da confederação prevê punição por discriminação. “Se as circunstâncias particulares de um caso o exigir, os órgãos judiciais competentes poderão impor sanções adicionais à Associação Membro ou clube responsável, como jogar uma ou mais partidas de portas fechadas, a proibição de jogar uma partida em um estádio determinado, a concessão da vitória do jogo pelo resultado que se considere, a dedução de pontos ou a desclassificação da competição”. O caso ...

    Leia mais
    Página 3 de 6 1 2 3 4 6

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist