terça-feira, junho 2, 2020

    Tag: atletismo

    1849571-1347-atm14

    Carl Lewis lança candidatura a senador por Nova Jersey

    O medalhista olímpico Carl Lewis anuncia sua candidatura a senador em Mount Holly O ex-atleta americano Carl Lewis, nove vezes campeão olímpico, lançou nesta segunda-feira sua carreira política ao anunciar sua intenção de concorrer por uma cadeira de senador em Nova Jersey pelo Partido Democrata. "Quando entro numa disputa, entro para ganhar", disse Lewis, 49 anos, em entrevista coletiva em Mount Holly (Nova Jersey), onde anunciou sua estreia política que prometeu ajudar os mais jovens, as famílias e os idosos. O famoso medalhista, que em 2005 retornou a Nova Jersey, onde cresceu, explicou que não descansará até garantir que "as famílias possam viver e criar seus filhos aqui, e que nossos idosos possam ficar em seus lares com direito a tratamento de saúde e remédios". "Serei o candidato do povo. Vou derrubar todas as barreiras que puder", indicou Lewis, que assegurou que é um bom amigo do governador de Nova ...

    Leia mais
    JP23577_144717_A

    Jesse Owens – o tufão americano em Berlim

    Por: José de Oliveira Ramos   James Cleveland Owens, Jesse Owens, nasceu em Lawrence County, Alabama, no Oakville, filho de Henry e Emma Owens. Quando Jesse Owens tinha nove anos, seu pai mudou-se para o Glenville seção de Cleveland, Ohio. Jesse Owens foi chamado por um professor em Cleveland, que não compreendeu quando o rapaz disse que era chamado de JC. A vida no gueto não foi boa para a família. Jesse havia exercido diferentes funções no trabalho no seu tempo livre: entregava compras, carregava mercadorias, automóvel e até trabalhou numa oficina de consertar sapatos. Durante este período Owens percebeu que tinha uma paixão pela corrida. Ao longo de sua vida Owens atribuía o sucesso de sua carreira esportiva ao incentivo recebido de Carlos Riley, e o treinador Fairview Junior High, que o tinham colocado na pista. Desde então, Owens trabalhava numa oficina de consertar sapatos depois que saía da ...

    Leia mais
    marilson

    Marílson conquista terceira vitória e acaba com jejum brasileiro

    Ausente da São Silvestre desde 2005, o brasileiro Marílson Gomes dos Santos venceu a 86ª edição da tradicional prova e colocou fim ao jejum brasileiro, que durava quatro anos. A últimavitória nacional foi com Franck Caldeira, em 2006. Com o triunfo, o fundista nascido em Brasília tornou-se o único atleta do país tricampeão na fase internacional, instituída em 1945, porque também venceu as edições de 2003 e 2005. Os quenianos Barnabas Kiplagat Kosgei e James Kipsang Kwambai, vencedor em 2009, finalizaram o percurso em segundo e terceiro respectivamente. A largada foi dada às 16h47, 17 minutos depois das mulheres, em frente ao Masp (Museu de Arte Moderna de São Paulo). Os atletas de elite saíram antes. Posteriormente, foi a vez do público em geral fazer a festa no cartão postal da cidade de São Paulo. Em quase dez minutos de prova, o marroquino Mohamed El Hachimi e o brasileiro Israel dos Anjos, recém-segundo colocado da Gonzaguinha (espécie de prova preparatória para a São Silvestre) despontaram pela descida da Avenida da Consolação ...

    Leia mais
    Rio_10k_panamericana_2010

    Elite africana quer manter hegemonia na 10K Rio – Corrida Pan-Americana

    Atletas estão no país desde o meio do ano preparando-se para as principais provas brasileiras São Paulo (SP) - A 10K Rio - Corrida Pan-Americana deste ano terá novamente a participação de atletas africanos da elite mundial. Serão cinco homens e duas mulheres, todos estreantes, buscando manter a hegemonia na competição carioca, no próximo domingo, dia 28, com largada e chegada no Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro.Fazem parte da equipe africana, na categoria masculina, os quenianos Mark Korir, Mathew Cheboi e Barnabas Klipagat Kosgei, o tanzaniano Marco Joseph e o etíope Endale Mekonnen Tekileab. Entre as mulheres estão a queniana Bornes Jepkirui Kitur e a tanzaniana Anastásia Msandai Mahomi. Mathew Cheboi, de 28 anos, é o destaque masculino. O queniano venceu a Meia Maratona de São Paulo em 2007 e foi 3º em 2010. Além disso, foi campeão da Meia Maratona de Belgrado (Sérvia) e 2º lugar na ...

    Leia mais
    usain-bolt-cred-maja-suslin-epa-230

    Lesionado, Bolt só volta às pistas no próximo ano

    Fortes dores nas costas atormentam velocista Usain Bolt não correrá mais na temporada 2010. A informação foi confirmada ontem pelo agente do campeão olímpico e mundial dos 100 m e 200 m, Ricky Simms. Segundo Simms, o jamaicano tem uma lesão nas costas. Ela foi constatada após exames realizados em Munique, na Alemanha. "Correr nas condições atuais pode ocasionar uma lesão nas pernas de Bolt", justificou o agente em e-mail às agências internacionais, ontem. Simms anunciou também que a lesão que Bolt havia sofrido no tendão de aquiles já foi plenamente recuperada. Mas, para se restabelecer das dores nas costas, terá de fazer repouso. A notícia frustou as expectativas dos organizadores da Liga Diamante de Zurique e Bruxelas, onde ele era esperado neste mês. "Estou muito desapontado em perder dois dos melhores meetings do circuito, mas confio que será o melhor para prevenir riscos no próximo ano", afirmou Bolt. "Os ...

    Leia mais
    5091594

    Bolt é superado por Gay e perde invencibilidade

    Bolt foi derrotado pela primeira vez desde 2008 (Crédito: Reuters) LANCEPRESS! O jamaicano Usain Bolt, recordista mundial dos 100 e 200 metros rasos, perdeu uma invencibilidade de dois anos após ser derrotado pelo norte-americano Tyson Gay nesta sexta-feira, em Estocolmo, na prova de 100m da 11ª etapa da Liga de Diamante, com a marca de 9s84. A prova aconteceu na mesma pista onde Bolt havia sido derrotado pela última vez, em 22 de julho de 2008, perdendo a primeira colocação para seu compatriota Asafa Powell por apenas um centésimo de segundo. Desta vez, Gay largou na frente e dominou toda a prova. Longe de sua melhor forma, Bolt chegou em segundo lugar, 13 centésimos de segundo atrás do norte-americano. Powell, que dividia com Bolt a melhor marca do ano (9s82), não competiu por causa de uma lesão nas costas. Foi a primeira vez que Gay e Bolt se enfrentaram desde ...

    Leia mais
    christophe-lemaitre-vence-os-100m-livre-no-europeu-de-barcelona-1280437555034_615x300

    Feito de francês reacende debate sobre supremacia negra nas pistas

    O francês Christophe Lemaitre se tornou, no início do mês, o 72º homem na história a correr os 100m rasos em menos de 10 segundos. Pode parecer um feito sem importância, mas não é. Em uma prova dominada por atletas negros, ele é o 1º branco a chegar à marca.   "OBJETIVO SÃO TÍTULOS, NÃO MARCAS" O fato de ser o primeiro branco a correr os 100m rasos abaixo dos 10s – ou o primeiro atleta sem descendência africana a conquistar o título europeu da prova em 28 anos – virou um fardo para Christophe Lemaitre. Segundo ele, mais importante do que a cor de sua pele são seus resultados na pista. “É muito melhor conquistar um título do que fazer determinada marca. Hoje, por exemplo, estou muito mais feliz por ter sido campeão europeu do que por ter corrido abaixo dos 10s”, disse o sprintista. “Vou me concentrar em ser ...

    Leia mais
    tyson-gay-quebra-recorde

    Tyson Gay diz que é hora de se impor contra Bolt ou se cala

    O velocista norte-americano Tyson Gay não mediu suas palavras enquanto passeava quase anonimamente pelas ruas de Nova York e afirmou que está na hora dele vencer o jamaicano Usain Bolt. "É tempo de Tyson Gay impor-se ou calar-se", disse o atleta para a Reuters. Casualmente vestido com uma camiseta branca e um calção azul claro para uma entrevista coletiva, o atleta foi sério ao dizer sobre o seu planejamento no estilo David contra Golias.   Para sua própria paz de espírito, Gay precisa encontrar alguma maneira de derrotar Usain Bolt, campeão olímpico e mundial, que tem grande altura e passadas largas e aparentemente ganha na vontade. "Às vezes, eu fico falando que posso vencê-lo", disse Gay. "Depois de algum tempo eu tenho que fazer isso ou me calar. Eu nunca vou dizer que não posso vencê-lo porque no meu coração eu acredito que eu posso ", completou o segundo homem ...

    Leia mais
    blank

    Keila Costa garante o bronze para o Brasil no Mundial de Doha; Jadel é sexto

    Com dois saltos de 6,63 m conseguidos na primeira e na última tentativas, a brasileira Keila Costa garantiu a medalha de bronze para o Brasil na prova de salto em distância, finalizada neste domingo no Mundial Indoor de Doha, a competição de atletismo mais importante do ano.   Keila disputou a medalha até a última rodada com a estoniana Ksenija Balta, que conseguiu os mesmos 6,63 m, mas perdeu a medalha no desempate, já que a brasileira fez a marca duas vezes.   “Eu já estava muito feliz em ter chegado à final. Depois que vi as marcas das outras atletas vi que tinha chances e foi assim até o último salto, quando consegui desempatar. Você começa a lembrar de tudo, dos treinamentos e de coisas que ninguém sabe. A recompensa está aí”, disse em entrevista ao canal Sportv.   A atleta se garantiu na final ao ficar em sétimo ...

    Leia mais
    caster-semenya2

    Técnico diz que Caster Semenya está liberada para voltar a competir

      Depois de ver seu título mundial em risco por conta de dúvidas sobre sua sexualidade, a sul-africana Caster Semenya foi liberada para competir normalmente entre as mulheres. Quem revelou a informação foi seu técnico, Michael Seme, que explicou que os advogados dela conseguiram acabar com a investigação. O treinador não deu muito detalhes, mas disse que os advogados confirmaram que a corredora já pode voltar a competir em provas oficiais. Nick Davies, porta-voz da Iaaf, afirmou que a entidade "ainda está na mesma posição de antes" e que a federação não fará nenhum comentário oficial até que o inquérito seja concluído. "Também não posso falar mais quanto tempo isso vai demorar", completou. Aos 18 anos, Caster Semenya conquistou a medalha de ouro nos 800 m rasos no Mundial de Atletismo do ano passado, disputado em Berlim, mas poucas horas depois, a Iaaf divulgou que estava investigando a sexualidade da ...

    Leia mais
    bolt

    Jamaicano Usain Bolt recebe o prêmio de melhor atleta do ano da Federação Internacional

    Fonte: A Tribuna - O jamaicano Usain Bolt, que conquistou três medalhas de ouro em Berlim nos 100m, 200m e 4x100m, e a norte-americana Sanya Richards, vencedora dos 400 metros nesse Mundial, receberam neste domingo em Mônaco o prêmio de melhores atletas do ano da Federação Internacional de Atletismo.Bolt, de 23 anos, e Richards, de 24, e também de origem jamaicana, já tinham sido premiados anteriormente pela IAAF em 2008 e em 2006, respectivamente.Os laureados receberão um cheque de 100.000 dólares (80.000 euros) da Federação Internacional de Atletismo (IAAF).Bolt, considerado por muitos o modelo de atleta do século XXI, competia pelo prêmio com o fundista etíope Kenenisa Bekele, mas o jamaicano era claramente favorito."Foi um ano totalmente excepcional, surpreendente. Isso porque meu acidente em abril me fez perder o começo, e também perdi treinamentos. Tive que me concentrar muito para recuperar o atraso. Depois, me preparei bem para o restante ...

    Leia mais
    usainbolt_recordemundial_200m_berlim292

    Usain Bolt arrasa recorde dos 200 metros e é ouro em Berlim

    Fonte: G1 - Jamaicano não deu chance aos adversários e cravou 19s19, 11 centésimos mais rápido que sua própria marca SÃO PAULO - Na véspera de completar 23 anos, Usain Bolt deu um verdadeiro presente aos seus admiradores. O jamaicano mais uma vez assombrou a todos no Mundial de atletismo e quebrou o recorde dos 200 metros, ao cravar o tempo de 19s19, nesta quinta-feira, na pista de Berlim. Com o resultado, ele garantiu sua segunda medalha de ouro na competição, seguido por Alonso Edward (Panamá) e Wallace Speramon (EUA), prata e bronze, respectivamente. O mais novo feito do atletismo mundial veio não sem antes as tradicionais dancinhas, caretas para câmera e frases de efeito, ainda no bloco de largada. Um verdadeiro show. Há quem chame isso de marra, arrogância, falta de educação, mas Bolt não dá ouvidos aos críticos e só quer saber de comemorar.   E essa receita ...

    Leia mais
    021672080-EX00

    Usain Bolt segura o sorriso por 9s58 e pulveriza o recorde mundial dos 100m

    Fonte: G1 - Diante da torcida eufórica no Estádio Olímpico de Berlim, jamaicano dá espetáculo e chega 13 centésimos à frente do americano Tyson Gay Durante 9s58, não houve sorrisos, gracinhas ou provocações. Neste domingo, Usain Bolt tinha um trabalho sério a fazer no Campeonato Mundial de Atletismo. No curto caminho que vai da largada à chegada, o jamaicano deu um tempo no bom humor, correu de cara fechada e tratou de manter o título de homem mais rápido do planeta. O velocista, que completa 23 anos na sexta-feira, antecipou a festa e se deu um presente duplo no Estádio Olímpico de Berlim: a medalha de ouro nos 100m rasos e o novo recorde mundial da prova.   O americano Tyson Gay chegou em segundo, 13 centésimos atrás de Bolt, com o tempo de 9s71 - recorde dos EUA. O também jamaicano Asafa Powell cruzou em terceiro, com 9s84.   ...

    Leia mais
    PAN / HISTORIA - JOAO CARLOS D EOLIVEIRA. O JOAO DO PULO. MEDALHA DO SALTO TRIPLO NO PAN AMERICANO NO MÉXICO. FOTO : ARQUIVO/AE

    Há dez anos, o Brasil perdia João do Pulo

    Uma batida de pé direito no chão e a frase em voz alta: "Hoje, um novo recorde mundial". Assim, começava o ritual de um dos maiores nomes do esporte brasileiro rumo a mais uma conquista nas pistas de atletismo de todo o mundo. Seu nome? João Carlos de Oliveira, recordista mundial do salto triplo (1975) e bicampeão pan-americano do salto em distância (1975/79). Mas pode chamá-lo também de João do Pulo. Por Mariana Kneipp, do  Globo Esporte  Há dez anos, o Brasil perdia um de seus representantes mais ilustres para uma cirrose hepática, um dia após o ídolo completar 45 anos de idade. Quase meio século vivido com muitas vitórias e um carisma, que o deixou conhecido como o "atleta da alma", como conta seu técnico Pedro Henrique de Toledo, o Pedrão, convidado pelo próprio João para treiná-lo quando tinha 19 anos, dois antes de bater o recorde mundial do salto ...

    Leia mais
    Usain-Bolt

    Usain Bolt

    Usain St. Leo Bolt (Trelawny, 21 de agosto de 1986) é um velocista jamaicano, multicampeão olímpico e mundial, recordista mundial dos 100 e 200 metros rasos, além do revezamento 4 x 100 metros como integrante da equipe daJamaica. É o único atleta na história bicampeão em todas as três modalidades em Jogos Olímpicos de forma consecutiva. Ele é considerado por Jacques Rogge, ex-presidente do Comitê Olímpico Internacional, por especialistas em atletismo e por ex-atletas, como uma lenda viva e o maior velocista de todos os tempos. Nos 100 metros rasos estabeleceu o recorde mundial três vezes, marcando 9,72 s no Reebok Grand Prix de Atletismo de Nova Iorque em 2008, depois 9,69s na final olímpica em Pequim 2008 e 9,58 s no Campeonato Mundial de Atletismo de 2009, em Berlim. Nos 200 m rasos, bateu o recorde mundial com 19s30, superando a antiga marca do ex-atleta norte-americano Michael Johnson que era de 19s32, na final olímpica em Pequim 2008. Em Berlim, em 2009, Usain Bolt quebrou seu próprio recorde, ao estabelecer nova marca mundial de 19s19, durante o Campeonato Mundial de Atletismo . ...

    Leia mais
    bolt_manchester_600

    Usain Bolt vence prova de 150 m nas ruas de Manchester

    Fonte: O Estado de São Paulo Jamaicano, o homem mais rápido do mundo, mostra que continua em forma e dá show na Inglaterra MANCHESTER - O jamaicano Usain Bolt voltou a mostrar neste domingo porque é o homem mais rápido do mundo. Campeão olímpico e recordista dos 100 e 200 metros rasos, o atleta venceu uma prova de 150 metros em evento promocional na cidade inglesa de Manchester. A corrida foi disputada em uma pista improvisada na rua com apenas quatro competidores. A prova, disputada para promover a corrida de 10 km de Manchester, marcou o retorno de Bolt às pistas depois de passar por uma cirurgia no pé, em razão de um acidente de carro. Bolt venceu a disputa com tranquilidade, marcando o tempo de 14s36. Dessa forma, ele quebrou o recorde simbólico da distância, que pertencia ao canadense Donovan Bailey, com 14s99. Esta prova não é disputada em ...

    Leia mais
    Salto Vencedor

    Adhemar Ferreira da Silva

    Um fato curioso, mas que mostra o caráter de Adhemar, aconteceu após os Jogos de Melbourne. O governo brasileiro ofereceu ao atleta uma casa como recompensa por suas conquistas -e ele recusou. Caso aceitasse qualquer pagamento por seus feitos como atleta, ele seria impedido de competir novamente nos Jogos Olímpicos, que só aceitavam atletas amadores. Alexandre Mata Tortoriello Único brasileiro a conquistar duas medalhas de ouro em Olimpíadas, Adhemar Ferreira da Silva também foi responsável pelo primeiro ouro conquistado pelo atletismo brasileiro. De origem simples, o atleta nasceu na capital paulista, no bairro da Casa Verde em 29 de setembro de 1927. Silva ajudava o pai, ferroviário, e a mãe, cozinheira, para aumentar o orçamento familiar. Começou no salto triplo em 1948, aos 18 anos. A primeira competição foi em 1947, quando obteve 13,05 metros no Troféu Brasil. Sob orientação de Dietrich Gherner (Alemanha), o brasileiro conseguiu índice para disputar ...

    Leia mais
    adhemar-ferreira1

    Adhemar Ferreira da Silva – O João do Pulo

    Um fato curioso, mas que mostra o caráter de Adhemar, aconteceu após os Jogos de Melbourne. O governo brasileiro ofereceu ao atleta uma casa como recompensa por suas conquistas -e ele recusou. Caso aceitasse qualquer pagamento por seus feitos como atleta, ele seria impedido de competir novamente nos Jogos Olímpicos, que só aceitavam atletas amadores. Alexandre Mata Tortoriello João do Pulo Único brasileiro a conquistar duas medalhas de ouro em Olimpíadas, Adhemar Ferreira da Silva também foi responsável pelo primeiro ouro conquistado pelo atletismo brasileiro. De origem simples, o atleta nasceu na capital paulista, no bairro da Casa Verde em 29 de setembro de 1927. Silva ajudava o pai, ferroviário, e a mãe, cozinheira, para aumentar o orçamento familiar. Começou no salto triplo em 1948, aos 18 anos. A primeira competição foi em 1947, quando obteve 13,05 metros no Troféu Brasil. Sob orientação de Dietrich Gherner ...

    Leia mais
    Página 5 de 5 1 4 5

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist