Marílson conquista terceira vitória e acaba com jejum brasileiro

Ausente da São Silvestre desde 2005, o brasileiro Marílson Gomes dos Santos venceu a 86ª edição da tradicional prova e colocou fim ao jejum brasileiro, que durava quatro anos. A últimavitória nacional foi com Franck Caldeira, em 2006. Com o triunfo, o fundista nascido em Brasília tornou-se o único atleta do país tricampeão na fase internacional, instituída em 1945, porque também venceu as edições de 2003 e 2005.

Os quenianos Barnabas Kiplagat Kosgei e James Kipsang Kwambai, vencedor em 2009, finalizaram o percurso em segundo e terceiro respectivamente.

A largada foi dada às 16h47, 17 minutos depois das mulheres, em frente ao Masp (Museu de Arte Moderna de São Paulo). Os atletas de elite saíram antes. Posteriormente, foi a vez do público em geral fazer a festa no cartão postal da cidade de São Paulo.

Em quase dez minutos de prova, o marroquino Mohamed El Hachimi e o brasileiro Israel dos Anjos, recém-segundo colocado da Gonzaguinha (espécie de prova preparatória para a São Silvestre) despontaram pela descida da Avenida da Consolação e deram mostras de que estavam desempenhando o papel de coelhos, atletas contratados para forçar o ritmo de prova.

Logo atrás, Marílson, principal esperança brasileira, e a elite queniana, hegemônica desde 2007, permaneceram no pelotão principal.

Perto do final do Elevado Costa e Silva, o marroquino perdeu o ritmo e Marílson – que havia afirmado que viria para vencer – tomou a ponta. O bicampeão da prova (2003 e 2005) demonstrava uma fisionomia tranquila e, sempre que podia, olhava a distância para os quenianos Emmanuel Bett e Barnabas Kiplagat Kosgey.

Mais da metade da prova, em meio à Avenida Pacaembu, o fundista brasiliense, bicampeão da Maratona de Nova Iorque em 2006 e 2008, forçou ainda mais a toada almejando acumular uma vantagem considerável antes de iniciar a parte crítica dos 15km.

Apesar do trajeto mais íngreme, Marílson, que não correu pelas ruas paulistas nas últimas quatro edições, continuou firme e animou os torcedores brasileiros espalhados pelas calçadas.

Já na subida da perigosa Avenida Brigadeiro Luis Antônio, Marílson acumulava uma considerável vantagem de, em média, de 200m e causava a expectativa de bater o recorde da prova, que pertence ao queniano Paul Tergat (em 1995).

Minutos depois, Marílson, com o número 205, chegou à Avenida Paulista e, embalado pelo público paulistano, cruzou a linha de chegada com o tempo de 44min07.

sao-silvestre-2010

Veja os vencedores da prova:

Masculino
Feminino
1
Marilson Gomes dos Santos (BRA)
44min07s
1
Alice Timbilili (QUE)
50min19s
2
Barnabas Kosgei (QUE) 44min49s
2
Simone Alves da Silva (BRA) 50min25s
3
James Kipsang (QUE) 45min15s
3
Eunice Kirwa (QUE) 51min42s
4
Giovani dos Santos (BRA) 45min34s
4
Cruz Nonata da Silva (BRA) 51min51s
5
Emmanuel Bett (QUE) 45min41s
5
Diana Judith (EQU) 52min35s
Fonte: Gazeta Esportiva

+ sobre o tema

Negra Li está em produção

Completando 20 anos de carreira,NEGRA LI está em pré-produção do...

Jesús Chucho García: Afroparadigmas culturales

La cultura afrodescendiente la he definido como un proceso...

Romulo Fróes presta tributo não convencional a Nelson Cavaquinho

Em seu primeiro disco como intérprete, artista busca ‘beleza...

para lembrar

Um 13 de maio jongueiro

Há tempos e tempos, quando os negros ganharam aquelas...

Afromanifesto

ÁFRICA's Ruanda lembrará genocídio com alerta à comunidade internacional por Elder Pacheco via Guest...

Naomi Campbell é processada por quebra de contrato

NOVA YORK (Reuters) - Uma empresa de marketing de...

Legalização da maconha: a questão do racismo

Um novo relatório da ACLU entitulado “A Guerra Contra...
spot_imgspot_img

Gilberto Gil é homenageado na Uerj por contribuições culturais ao país

Cantor, compositor, escritor, produtor musical, imortal da Academia Brasileira de Letras, ex-ministro da Cultura. Dono de vários talentos e posições, Gilberto Gil ganhou nesta...

‘Bad Boys 5’ já está sendo discutido, afirma produtor

‘Bad Boys: Até o Fim‘ estreou há apenas uma semana, mas um 5ª filme para a franquia estrelada por Will Smith e Martin Lawrence já está sendo discutido. A...

 Interprete da trilha sonora da novela Renascer, Xenia França participa do disco de José James

Vencedora do Grammy Latino de 2023 com seu disco "Em nome da Estrela" e intérprete da canção “Lua Soberana”, trilha sonora da novela Renascer...
-+=