terça-feira, julho 7, 2020

    Tag: Guest Post

    blank

    A astuta reprodução do discurso patriarcal nos meios feministas

    É assustador como o feminismo midiático se conforma com migalhas. Como, de alguma forma, a exaltação de corpos negros em situações exclusivamente de hiperssexualização, por exemplo, tem sido vista como uma vitória e que pronto, não precisamos mais de debate. Isso é uma ofensa ao real intento do movimento, para dizer pouco. É mais do que isso, é um desserviço, pois só reforça a ideia de que "tá no sangue", de que ser uma mulher devassa e animalesca sexualmente é algo intrínseco à mulher negra. Isso é tudo menos um elogio. Por Letícia Castor Moura, enviado para o Portal Geledés  Mulheres se comparando umas às outras, buscando superioridade e notoriedade sobre suas irmãs, o que já é ruim o suficiente, baseadas no critério do quanto elas estão agradando o “seu” homem sexualmente. Precisamos redirecionar o nosso foco às pautas que realmente importam. Coisas como “quem está comendo não está reclamando”, ...

    Leia mais
    blank

    Anistia Internacional contrata diretor(a) de programas e campanhas

    A Anistia Internacional é um movimento global com mais de 7 milhões de apoiadores, que realiza ações e campanhas para que os direitos humanos internacionalmente reconhecidos sejam respeitados e protegidos. Está presente em mais de 150 países. Todos os dias, alguém, em algum lugar do mundo, recebe apoio da Anistia Internacional. Enviado para o Portal Geledés  Reprodução/Facebook O compromisso da Anistia Internacional é com a justiça, a igualdade e a liberdade. A organização é independente de qualquer governo, ideologia política, interesse econômico ou religião. É financeiramente autônoma. Suas atividades são financiadas principalmente por membros e apoiadores. Qualquer cidadão do mundo pode se tornar membro da Anistia Internacional e ajudar a fazer uma diferença real no mundo. O trabalho de pesquisa desenvolvido permite a descoberta de fatos e leva à demanda por mudanças. Sua atuação visa mobilizar e pressionar governos, grupos armados e empresas para promover e proteger ...

    Leia mais
    Angela Davis / Foto: Rogério Vieira

    Angela Davis nos dá esperança!

    Ontem, 23 de outubro de 2019, Angela Davis realizou sua última grande conferência no Cine Odeon, no Rio de Janeiro, encerrando um ciclo de conferências, debates, encontros com movimentos sociais, MST, parlamentares negras e com o movimento de mulheres negras no Rio de Janeiro e em São Paulo. Pela primeira vez na região Sudeste, a convite da Editora Boitempo e da Fundação Rosa Luxemburgo, para lançamento do livro “Angela Davis: uma autobiografia”, a intelectual e ativista lotou o parque do Ibirapuera, pois foram mais de 15 mil pessoas assistindo à sua conferência.  Por  Angela Figueiredo e o Coletivo Angela Davis enviado para o Portal Geledés Angela Davis / Foto: Rogério Vieira Somente para lembrar, o livro de Angela Davis, “Mulheres, Raça e Classe”, originalmente publicado em 1981, teve sua edição brasileira apenas em 2016, e provavelmente o sucesso de venda desta primeira tradução estimulou a editora ...

    Leia mais
    Ilustração: Romulo Arruda

    Vitimismo

    -Vitimismo, veja só você! Por Neymar Ricardo Santos da Silva para o Portal Geledés Ilustração: Romulo Arruda (romuloarruda84) Trezentos e oitenta e oito anos de escravismo aberto, seguido de mais cento e trinta semiaberto! O vitimismo é certo? Ou o certo é vitimado? É fácil falar de meritocracia quando não é na sua cara que pesa o coturno do Estado. – Há irmão qual é? Também sou preto e sou pobre! Ralei pra caramba e nunca fui baculejado. – Parabéns irmão, seu prêmio então! É ser capitão! Do Mato! De fato! Pode xingar e chamar de mimimi! Acha certo, por ser preto pobre ter que penar cem vezes mais que o ricaço, só para tentar um espaço? – Mas é por mérito irmão, tá pensando que é de graça? Não tem trapaça, quem mais se lasca, é quem sempre chega lá… – Não entende? Acorda irmão, ainda ...

    Leia mais
    blank

    A Vida In.Visível de Filomena

    Nas linhas a seguir apresento um relato agridoce sobre “A Vida Invisível”, após conferir duas sessões, uma coletiva de imprensa e uma profícua entrevista com Bárbara Santos, atriz que encarna Filomena, a personagem que mais me instigou no filme.   Por Viviane A. Pistache para o Portal Geledés 'A Vida Invisível' nasce monumental, sensível e ousado em seu esforço de um olhar decolonial sobre o Rio de Janeiro dos anos 50, a despeito da perpétua herança escravocrata e machista. Como disse  o diretor Karim Aïnouz, na coletiva de imprensa que aconteceu em São Paulo no dia 19 de outubro: "é mais um filme sobre uma época, do que um filme de época".  As atrizes Flavia Gusmao, Barbara Santos, Carol Duarte e Julia Stockler com o diretor Karim Ainouz e o ator Gregorio Duvivier durante — Foto: Joel C Ryan/Invision/AP A coletiva (que contou ainda com a presença ...

    Leia mais
    She's Gotta Have It/ David Lee/Netflix

    Nasce uma heroína: Nola Darling, a mulher negra e a reinvenção do amor

    O cinema têm nos bombardeado com estereótipos responsáveis pela construção deturpada sobre o que é ser uma mulher negra. A partir de uma estética da miséria e violência, fomos encarceradas em papeis por vezes caricatos, outras simplórios, num lugar de não existência. Sempre sofrida, passiva e não importante, a mulher negra foi reduzida ao mínimo no que tange a representatividade e, ainda hoje, poucos cineastas ousaram colocar a mulher negra no seu devido lugar, o de protagonista. Um dos poucos e primeiros que o fizeram foi Spike Lee: Nola Darling é a protagonista de Ela quer tudo (1986), primeiro longa-metragem do diretor que cria uma heroína que rompe com as características encontradas na maioria das mocinhas de Hollywood: ela é uma mulher negra, e além disso, não está em sofrimento constante, sua história não começa nem é atravessada por uma exploração imagética da degradação humana; ela é uma mulher autônoma ...

    Leia mais
    Cores da resistência: da miscigenação entre o negro Cazuza e uma mulher indígena Paiacu, surgiu a comunidade de Alto Alegre, em Horizonte BORDADO: COLETIVO/ FOTO: ISANELLE NASCIMENTO

    Negros, agarrem-se uns aos outros!

    “Não importa a festa que me façam aqui ou ali, o cotidiano me indica que não sou cidadão neste país”. Esta reflexão foi extraída de um primoroso texto do intelectual Milton Santos (1926-2001) − Cidadanias Mutiladas −, no qual desvela algumas questões envolvendo a realidade social vivenciada pela população negra. Milton Santos, a despeito do currículo acadêmico invejável – livre docente, escritor, pesquisador, bacharel em Direito, Doutor em Geografia –, com títulos Doutor Honoris Causa em  universidades dos países da América Latina e Europa, ao afirmar a não cidadania causa-nos estranheza. Nesse sentido, torna-se irrecusável não pensar o quão distante está a cidadania dos indivíduos negros na sociedade. Mas, outros fatores evidenciados naquele texto suplantam a notoriedade decorrente das virtudes intelectuais de Milton Santos, afastando-o da cidadania na qual mencionou; antes, ressalto que um cidadão é tão potente quanto o Estado, e dispõe de direitos e deveres, independente de suas convicções ...

    Leia mais
    blank

    Senha 35

    Acordo me achando linda e saio como se eu estivesse desfilando na longa calçada de Ipanema, cabelos ao vento, short (k2b), chinelo (havaianas) e uma blusa preta, ah... na blusa escrita “CIA DE DANÇA" de São Paulo. Ao sair de casa entro no meu carro da cor preto (Chevrolet) e dirijo até o trabalho do meu esposo (caixa econômica federal), deixo-o no trabalho e sigo ainda belíssima, ainda eu. Desço do carro e faço algumas comprinhas para o dia das crianças, nesse mesmo momento aumento o limite do meu cartão para que todas as compras dêem certas, e não é que deu! Por Aline Cristina Gimenes Monti  para o Portal Geledés Foto: stock/Adobe  Retorno para o carro com a sacola branca cheia de presentinhos, afinal, neste sábado 12/10 dia das "crianças". No caminho de volta para casa lembro-me do que meu esposo havia pedido ----- passar ...

    Leia mais
    blank

    Hei, contabilize meus acertos

    Hei, contabilize aí, por favor, todos os meus acertos, mas não se esqueça de nenhum, hein? Desde o dia em que fui sequestrada de África e precisei fechar os olhos pra não morrer de tristeza profunda ao deixar pra trás a vida maravilhosa que tinha com minha família naquelas terras de Nzinga. Por Eliane Silva enviado para o Portal Geledés  Adobe Images Anote aí, bem delineadamente e com cores fortes da tinta preta da caneta, ou tecle delicadamente com deus dedos fofos, que aquela dor precisa ser contabilizada, porque ela se arrasta até hoje. Marque que a viagem nos porões obscuros foram incessantemente horrorosos, e que muitos dos meus irmãos e irmãs não chegaram em terra firme. Morreram de banzo, de dor, de estupros múltiplos, de fome e de outras infinidades de atrocidades as quais o europeu testou em nossos corpos. Não se esqueça de anotar ...

    Leia mais
    Logo Oxfam Brasil

    Oxfam Brasil contrata Coordenador(a) de Captação Institucional

    A Oxfam Brasil promove o combate à discriminação de raça e gênero e quer ampliar a presença de pessoas negras, mulheres e LGBTQI+ na sua equipe. Enviado para o Portal Geledés  Foto: Evelyn Daiana da Silva Damaceno - Analista de Marketing em Mídias Sociais da Shiftmind Sobre a Oxfam Brasil A Oxfam Brasil é uma organização da sociedade civil brasileira fundada em 2014 e tem como missão contribuir para a construção de um Brasil justo, sustentável e solidário que enfrente as causas da pobreza e das desigualdades. Trabalhamos com programas, pesquisa, incidência política e campanhas públicas.  Sua atuação está baseada em evidências, na produção de dados confiáveis e na realidade da vida das pessoas mais afetadas pelas desigualdades e as situações de pobreza.  Para manter e ampliar seu trabalho, a Oxfam Brasil utiliza seus programas, pesquisas e campanhas de maneira estratégica para sensibilizar e convencer seus ...

    Leia mais
    Foto: Flavia Viana

    Encontro reúne mulheres ativistas de sete países para discutir agendas em comum e fortalecer alianças globais

    “III Diálogo Mulheres em Movimento: Fortalecendo Alianças Globais” reúne mais de 120 lideranças de coletivos e organizações feministas da Argentina, Bolívia, Brasil, Costa Rica, Equador, Inglaterra e Nicarágua. Encontro acontece no Rio de Janeiro até sexta Enviado por Luana Bento para o Portal Geledés, via Guest Post Foto: Flavia Viana Fundo ELAS e parceiros promovem até sexta (27 de setembro) o III Diálogo Mulheres em Movimento: Fortalecendo Alianças Globais, que reúne mais de 120 mulheres de todo o Brasil, de outros países da América Latina e do Reino Unido para criar e fortalecer parcerias e ações coletivas pelos direitos humanos das mulheres e na defesa de seus corpos e territórios. O encontro é resultado de uma grande aliança formada por Fundo ELAS, British Council, ONU Mulheres, Fundação Ford, Global Fund for Women, Open Society Foundations, Instituto Ibirapitanga, OAK Foundation e Women’s Foundation of Minnesota. [caption id="attachment_146536" ...

    Leia mais
    Nappy.co

    A Ideologia do branqueamento: tudo que você precisa saber

    Toda vez que me proponho a falar sobre um tema denso da estrutural racial, fico pensando e repensando qual será a melhor estratégia para escrevê-lo. Neste momento tento me colocar no lugar de quem talvez nunca tenha pensado acerca da temática e, ao mesmo tempo, expressar todo o sentimento (dores e anseios) que eu sinto enquanto pessoa negra neste país. Meu lugar de fala é brasileiro, é negro, é periférico, e por mais marcadores sociais que possam existir neste corpo andante, há situações que eu não conseguirei alcançar, mas tento transmitir conhecimento para construção da nossa luta antirracista. para Luana Mendes Daltro para o Portal Geledés Nappy.co Falar de antirracismo é entender o branqueamento Uma luta antirracista precisa ser pautada em mecanismos de combate ao racismo. Neste sentido, falar sobre embranquecimento é entender como a configuração desta ideologia nos atingiu e atinge enquanto população negra, e ...

    Leia mais
    blank

    Resiliência

    Geledés Na finta perfeita donde possa surgir tanto armada quanto queixada cavando, segue meu povo caminhando. Enviado por Neymar Ricardo Santos da Silva para o Portal Geledés Na potência da voz, do canto e do coro, segue meu povo de astúcia tranquila. Descendo o morro, favela e vila. Nunca foi só resistência, a força é grande, mas na ginga da sequência de Bimba, do jogo de baixo e jogo de cima, sai meia lua de compasso sendo ao mesmo tempo chute e esquiva em lateral. Numa luta que só é dança na aparência, segue meu povo, com coro e com canto do berimbau, feito biriba verde que enverga, mas não quebra nem a pau, mostrando que mais que resistência é um povo de resiliência. E o que é essa tal resiliência? Palavrinha estranha ao linguajar do dia-a-dia. Entretanto anuncia que na malícia do floreio, há arma ...

    Leia mais
    blank

    BACURAU – Da resistência de um povo invisível

    Direção: Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles Enviado por Natália Bocanera Monteiro Latorre para o Portal Geledés Minha fissura por cinema me permite agregar alguns filmes de afeto em minha vida. Filmes marcantes e poderosos que trazem a necessidade de diálogo, de reflexão, de compartilhamento de ideias, de divulgação. O desejo de compartilhar aquilo que, de tão bom, pode ter o poder de mudar e marcar a vida de outra pessoa também. É um anseio por fazer a outra pessoa sentir aquilo que você sente. O mais recente filme de afeto da lista é Bacurau. Imagem: Divulgação/Bacurau Bacurau, além de poderosíssimo, é extremamente conveniente. E talvez sua conveniência, diante do cenário político brasileiro atual, onde se busca, de forma doentia, anular o povo como povo que é, dizimar sua identidade, sua saúde, seu lazer (repare, todos os seus preciosos direitos fundamentais), é que torne o longa ...

    Leia mais
    blank

    #Qualperfil? – origem de uma mobilização por equidade racial no mundo do trabalho

    As indagações que movem essa campanha surgiram ao longo do projeto Central Solidaria de Oportunidades (CSO), uma iniciativa que busca identificar as possibilidades de troca e colaboração que existem entre os jovens de classe popular, empresários e organizações da sociedade civil que trabalham com juventudes nos municípios de São Gonçalo e Niterói, dentro do mercado de tecnologias da informação e comunicação. Por meio de uma plataforma na web, a CSO alimenta e cruza informações em um banco de dados para viabilizar oportunidade efetivas de ingresso de jovens previamente capacitados ao mundo do trabalho. A partir da experiência com o encaminhamento desses jovens, identificou-se uma constante: os jovens mantidos nas vagas eram majoritariamente brancos, e isso independia da sua qualificação, competência demonstrada nos cursos ou mesmo experiência. Buscando o embasamento de dados sérios para pensar o acesso da juventude negra de Niterói e São Gonçalo ao mundo do trabalho, a ONG ...

    Leia mais
    attosfotograficos-nappy

    O dia mais triste do ano

    Levantou às duas e quarenta da matina, tentando esquecer que dormira apenas duas horas atrás com o choro de Julinha. Lavou-se em banho morno, com o rosto deitado, deixando que a água lavasse seu sono. enviado por Gabriella Santos da Silva para o Portal Geledés attosfotograficos-nappy Rapidamente cobriu o corpo com a roupa do dia anterior, esquentando as partes gélidas de suas pernas. Foi até a cozinha, picou alho, cebola e pimenta. Pegou sua colher de pau que sempre a acompanhara naquele horário, fritou o alho na gordura, botou o arroz e o fez. Na panela de pressão cozinhou e temperou o feijão. Passou pano no chão, limpou o fogão e colocou ração para o cão. Com nó na garganta e vontade de chorar diária, estendeu as roupas úmidas, torceu nas mão frientas os lençóis que estavam de molho e os compôs no varal colorido. Desligou ...

    Leia mais
    POLONEZ / SHUTTERSTOCK

    Parem de nos matar – por Maria Clara Machado

    Em crônica publicada em janeiro de 1915, intitulada “Não as matem”, o escritor Lima Barreto, estarrecido com o assassinato de mulheres por seus companheiros, clama pela vida delas: “Não as matem, pelo amor de Deus!”. Um século depois, percebemos, não o enfrentamento do assassinato sistemático de mulheres por homens, mas a banalização da questão. Basta uma simples pesquisa na internet com os dizeres “homem mata mulher”, “inconformado com o fim do relacionamento”, “serial killer”, e incontáveis registros desses crimes surgem na tela. Para exemplificar, cito apenas algumas dessas mortes noticiadas recentemente no Distrito Federal, a de uma mulher de 26 anos, advogada e funcionária pública, e a outra, de 50 anos, ajudante de cozinha. Elas foram mortas por assassinos confessos de mulheres, após serem abordadas em pontos de ônibus. Motivo: desejo dos assassinos de estuprá-las e não serem reconhecidos pela policia. Por Maria Clara Machado para o Portal Geledés [caption ...

    Leia mais
    Foto: Arquivo Pessoal

    Você Sabe o que é Cota?

      Foto: Arquivo Pessoal por Karla Osana Oliveira para o Portal Geledés Então vamos lá! Cota: Parte de algo (concreto ou abstrato), parcela, quantia, porção específica que compõe um todo, cota de culpa; cota de alimentos. Parcela de contribuição através da qual alguém ajuda na realização de algo. (fonte: Dicionário on-line). Sendo assim, tomando como ponto de partida a definição acima, podemos observar que toda vez que separamos algo para alguém, ou para nós mesmos, podemos dizer que é uma cota. Muitas vezes quando fazemos um bolo em casa, ou fazermos aquela “vaquinha” ou intera para uma festinha, quando um dos moradores da casa ou participante da intera não está presente na hora da divisão, o que fazemos? Separamos uma parte, ou seja uma cota para os ausentes, buscando dessa forma sermos justos. Quando ganhamos descontos em Escolas ou Faculdades por pertencermos a um determinado grupo ...

    Leia mais
    blank

    A eugenia aqui ao lado

    Chamou a minha atenção, no último domingo (18/08), a visão de uma negra vestindo o uniforme da seleção feminina de vôlei da Argentina, numa partida amistosa contra a seleção do Brasil. O ocorrido me levou a uma breve imersão na história da população negra naquele país e a uma também rápida reflexão sobre a relação desses dois países com os negros sequestrados no continente africano. Por Wellington Oliveira, Enviado para o Portal Geledés  (Foto: Thaís Coutinho) Em todas as imagens anteriores que acessei da Argentina, seja através do esporte, do cinema, da política ou de qualquer outra fonte, não me ocorreu a presença de negros em nenhuma delas. A visão da equatoriana com cidadania argentina, Erika Mercado, em meio àquelas outras atletas, todas brancas, me deslocou de um confortável lapso. Sabia, até aqui, da história da Argentina, apenas a distinção da colonização espanhola ao invés de ...

    Leia mais
    Freepick

    Os olhares racistas causam constrangimentos

    “Você tá dirigindo um carro O mundo todo tá de olho em você, morou? Sabe por quê? Pela sua origem, morou irmão?” Racionais MC´s Por Ricardo Corrêa para o Portal Geledés Freepick "Entramos em uma loja de roupas para comprar umas peças, e num descuido de minha parte o meu filho de 10 anos abriu a mochila para pegar o pacote de bolacha pra comer. Fiquei desesperada, arranquei da mão dele e rapidinho fechei a mochila”. Esse é o relato da minha amiga, Fernanda (nome fictício), sobre a situação que a deixou bastante nervosa numa loja no centro de São Paulo. E continuou "Imagine se alguém visse a gente com a mochila aberta, poderiam pensar que estávamos roubando alguma coisa. Quem é negro precisa estar sempre atento.” Lamentei muito o ocorrido e sabia perfeitamente quais os sentimentos que a acometeram naquele momento. Nós, negros, vivemos aprisionados em ...

    Leia mais
    Página 5 de 51 1 4 5 6 51

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist