Guest Post »

Você Sabe o que é Cota?

 

Foto: Arquivo Pessoal

por Karla Osana Oliveira para o Portal Geledés

Então vamos lá!

Cota: Parte de algo (concreto ou abstrato), parcela, quantia, porção específica que compõe um todo, cota de culpa; cota de alimentos.
Parcela de contribuição através da qual alguém ajuda na realização de algo. (fonte: Dicionário on-line).
Sendo assim, tomando como ponto de partida a definição acima, podemos observar que toda vez que separamos algo para alguém, ou para nós mesmos, podemos dizer que é uma cota.

Muitas vezes quando fazemos um bolo em casa, ou fazermos aquela “vaquinha” ou intera para uma festinha, quando um dos moradores da casa ou participante da intera não está presente na hora da divisão, o que fazemos? Separamos uma parte, ou seja uma cota para os ausentes, buscando dessa forma sermos justos.

Quando ganhamos descontos em Escolas ou Faculdades por pertencermos a um determinado grupo ( funcionalismo público, por trabalhar em determinada empresa ou etc..), também podemos dizer que recebemos uma Cota.

E cá pra nós quando pedimos um desconto, achamos que estamos pedindo esmola?

Desta forma, podemos observar que utilizamos algum tipo de cota em vários momentos do nosso dia-a-dia.

Nas filas preferenciais, nos bancos em transportes públicos destinados a idosos, deficientes e etc., com o objetivo de garantir a aqueles que se encontram em desvantagens ou que conquistaram esse direito, uma parte, uma parcela a qual fazem jus.

Portanto quando dizemos que as Cotas Sociais devem acabar, deveríamos atentar para as questões relatadas aqui neste texto, tendo em vista que toda vez que a sociedade quer diminuir alguma desvantagem, a solução adotada sãos as cotas nas mais variadas formas.

Falando a grosso modo TODOS SOMOS COTISTAS!

Acredito que antes de fazermos algum juízo de valor sobre qualquer assunto, coisa, situação ou pessoa, deveríamos buscar compreender do que se trata o assunto em questão, o entendimento sobre o tema, saber os motivos pelos quais aquilo foi criado, e depois dessa análise formar uma opinião, e assim tomar a decisão de ser contra, a favor ou abster-se do assunto.

Estamos precisando constituir uma sociedade, mais justa e solidária em todos os sentidos e para isso se faz urgente, aprendermos a dialogar com base no conhecimento, na pesquisa e no discernimento. E assim sendo, aprendermos a descartar os informes, as suposições, o ouvi dizer, que só nos atrapalha, nos confunde e nos deixa cada vez mais longe de alcançarmos o objetivo de viver com mais igualdade.


** Este artigo é de autoria de colaboradores ou articulistas do PORTAL GELEDÉS e não representa ideias ou opiniões do veículo. Portal Geledés oferece espaço para vozes diversas da esfera pública, garantindo assim a pluralidade do debate na sociedade.

Related posts