segunda-feira, julho 6, 2020

    Tag: Oscar

    blank

    Mahershala Ali é o primeiro ator muçulmano a ganhar um Oscar

    Ator, conhecido pelos seus trabalhos na TV, foi premiado por 'Moonlight: sob a luz do luar' Do O Globo  O ator Mahershala Ali, vencedor do Oscar de melhor ator coadjuvante pela sua atuação em "Moonlight: sob a luz do luar", é o primeiro ator muçulmano a ganhar um prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood. Antes dele, a atriz Ellen Burstyn ganhou o Oscar em 1975 por "Alice não mora mais aqui". Ellen era praticante do sufismo, uma fusão do islã com outras religiões, mas não se considerava muçulmana. Apesar da expectativa de um discurso político, devido ao clima político no país após a tentativa do presidente Donald Trump de banir os muçulmanos, Ali preferiu agradecer a seus professores e sua esposa, que acabou de dar à luz o primeiro filho do casal.

    Leia mais
    blank

    Katherine Johnson é convidada ao palco do Oscar para homenagem

    Uma das grandes homenagens desta noite de Oscar foi à Katherine Johnson. A física e matemática negra tem sua história contada em 'Estrelas Além do Tempo", longa indicado à categoria de Melhor Filme na premiação deste ano. Do Catraca Livre  Katherine subiu ao palco ao lado do trio de atrizes que comandam o filme: Taraji P. Henson (que interpretou Katherine), Octavia Spencer (que encarnou a matemática e supervisora Dorothy Vaughan) e Janelle Monáe (que fez a engenheira Mary Jackson). 'Estrelas Além do Tempo' conta a trajetória dessas três mulheres negras na NASA durante os anos 60, quando tiveram que lutar contra o segregacionismo racial para seguirem suas carreiras. Os cálculos de Katherine foram essenciais para que John Glenn conseguisse orbitar a Terra no seu voo de 1962. Confira o trailer do longa:

    Leia mais
    Foto: João Cotta

    Lázaro Ramos e Seu Jorge aparecem em trecho gravado do Oscar

    Eles participaram de trecho em que pessoas de diversos países falavam de seus filmes preferidos. Do G1  Lázaro Ramos e Seu Jorge apareceram durante a transmissão do Oscar, na madrugada domingo (26). Eles participaram de um trecho gravado em que pessoas de diversos países falavam de seus filmes preferidos. Lázaro Ramos citou "Faça a coisa certa", de Spike Lee, de 1989, e "O poderoso chefão", de Francis Ford Coppola, de 1972. Já Seu Jorge exaltou "E.T.: O Extraterrestre", de 1982, de Steven Spielberg. Internatutas notaram a aparição, que será o mais próximo de "Brasil no Oscar" em 2017, já que o país não tem nenhum indicado neste ano. Lázaro Ramos e Seu Jorge: participação relâmpago no Oscar: Brasileiros comentaram filmes favoritos durante cerimônia https://t.co/5CAp3jSWTI pic.twitter.com/7Jr2NI6kA8 — Lucas Medeiros ?©™ (@parabolicalucas) 27 de fevereiro de 2017

    Leia mais
    blank

    Viola Davis é a 1ª mulher negra a ganhar Oscar, Emmy e Tony de atuação

    Atriz Viola Davis completou a chamada 'Tríplice Coroa de Atuação'. Por Amauri Terto, do  HuffPost Brasil FRAZER HARRISON VIA GETTY IMAGES Ao subir no palco da 89ª edição do Oscar para receber o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante, Viola Davis também fez história. Neste domingo (26), ela passou a integrar um dos mais prestigiados "clube" de atores e atrizes do mundo. Com a vitória por seu papel em Um Limite Entre Nós, de Denzel Washington, a atriz se tornou a 23ª atriz a completar a chamada Tríplice Coroa de Atuação (em inglês, Triple Crown of Acting), termo usado para descrever atores que foram premiados nos três diferentes veículos: cinema, teatro e TV, respectivamente com o Oscar, Tony e Emmy. Viola é a primeira mulher negra a completar a Tríplice. Antes de Um Limite Entre Nós, Davis havia ganhado um Emmy em 2015 de Melhor Atriz em Série ...

    Leia mais
    blank

    A vez dela! Viola Davis leva para casa o Oscar de ‘Melhor Atriz Coadjuvante’ pela primeira vez

    Um prêmio mais do que merecido. Do HuffPost Brasil Viola Davis ganhou neste domingo (26) o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por seu papel Um Limite Entre Nós (Fences), de Denzel Washington. O prêmio foi a coroação de um trabalho que já havia lhe rendido várias honrarias da indústria cinematográfica, incluindo o BAFTA e o Globo de Ouro. Pela primeira vez na história do Oscar, três mulheres negras foram indicadas em uma única categoria. Viola disputou a estatueta de Melhor Atriz Coadjuvante com Michelle Williams, Nicole Kidman, Octavia Spencer e Naomie Harris. MARK RALSTON VIA GETTY IMAGES Ao subir ao palco para receber a estatueta, a atriz fez um discurso emocionado: "Existe um lugar em que se reúnem todas as pessoas que tem grande talento. E é no túmulo. As pessoas me perguntam o tempo todo: "Que tipo de histórias você quer contar Viola?". E eu respondo: ...

    Leia mais
    blank

    OJ Simpson é personagem central de documentário favorito ao Oscar

    Lenda do futebol americano, OJ Simpson fez fama e dividiu um país Por EDUARDO ZOBARAN, do O Globo  O ator Cuba Gooding Jr, ao centro, interpreta OJ Simpson no documentário indicado ao Oscar - Ray Mickshaw / AP Todo atleta busca troféus, consagração de trabalhos que envolvem sacrifício e boa dose de talento. Não há dúvida de que o ex-running back Orenthal James Simpson, ou apenas O. J. Simpson, reunia esforço e dom natural, tanto que deixou seu legado como um grande jogador de futebol americano, mas não é só isso que faz dele parte central de um filme de oito horas e cinco capítulos que é favorito a ganhar o Oscar de melhor documentário, na noite deste domingo à noite, em Los Angeles, cidade que abrigou grande parte da montanha russa que é sua vida. A TNT transmite a partir das 21h. O documentário transcende a batalha nos tribunais em ...

    Leia mais
    blank

    3 dos 5 indicados a Melhor Documentário no Oscar 2017 discutem questões raciais

    Conheça 'Eu Não Sou Negro', 'A 13ª Emenda' e 'O.J.: Made in America' por Amauri Terto no HuffPost Brasil Depois da discussão do #OscarSoWhite, em que se criticou fortemente a ausência de atores e diretores negros na premiação de 2016, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas apresenta neste ano avanços que finalmente começam a atender as reivindicações do movimento negro. No Oscar 2017, cuja cerimônia será realizada no próximo domingo (26), pela primeira vez na história da premiação, três mulheres negras estão indicadas em uma única categoria. São elas: Viola Davis, Octavia Spencer e Naomie Harris. Elas disputam a estatueta de Melhor Atriz Coadjuvante e competem com Michelle Williams e Nicole Kidman. Entre os atores, há dois finalistas negros: Denzel Washington e Mahershala Ali. Colando na ponta do lápis, essas indicações significam que a participação de negros subiu de 0% para 30% em relação à edição anterior. Esse número ainda está longe da equidade, mas ...

    Leia mais
    blank

    Aqui está o trailer e a data de estreia do filme que promete dar o 1º Oscar a Viola Davis

    Pegue um lenço antes de assistir a 'Um Limite Entre Nós' no HuffPost O filme Um Limite Entre Nós (Fences) ganhou data de estreia no Brasil e trailer legendado em português. Estrelado por Viola Davis e Denzel Washington, que também assina a direção, o longa estreia nos salas brasileiras no dia 2 de março. A trama retrata a vida de Troy Maxson (Denzel Washington) e os conflitos que permeiam suas relações sociais e familiares. Casado com Rose (Viola Davis), ele ganha a vida como catador de lixo, em uma América hostil aos negros. A partir do momento que seu filho Cory (Jovan Adepo) decide seguir carreira no beisebol (um antigo sonho de Try), a convivência entre eles começa a ficar cada vez mais complicada. O filme concorre a 4 categorias do Oscar, na cerimônia que ocorre em 26 de fevereiro: Melhor Filme, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Ator (Denzel Washington), Melhor Atriz Coadjuvante (Viola Davis). Sucesso ...

    Leia mais
    Foto: Marta Azevedo

    Telas e telas de reflexão

    A fartura atual, nos Estados Unidos, de produções audiovisuais com viés étnico-racial dá o que pensar Por Flávia Oliveira Do O Globo Foto: Marta Azevedo É particularmente farta, se não em quantidade, em visibilidade a safra 2016-17 de produções audiovisuais com viés étnico-racial nos Estados Unidos. Por meus olhos já passaram “A 13ª Emenda”, documentário de Ava DuVernay indicado ao Oscar; “Estrelas além do tempo”, longa na disputa por três estatuetas; e “American Crime Story: the people v. O.J. Simpson”, série de dez episódios disponível na Netflix desde o início do mês. Todas as obras estimulam reflexões e debates sobre passado e presente do país que o democrata Barack Obama entregou ao republicano Donald Trump. Mas não só nos EUA. Os brasileiros, se quiserem, têm muito em que pensar. Diretora de “Selma: uma luta pela igualdade” (2014), ficção histórica sobre a marcha por direitos políticos dos negros ...

    Leia mais
    (Foto: Reprodução/ I am Not Your Negro)

    Documentário “Eu Não Sou Seu Negro” estréia no Brasil

    2017 foi agraciado com grandes produções negras nos cinemas, que agora estão sendo reconhecidas no Oscar, talvez como um “mea culpa” dos organizadores pelo Oscars So White ano passado. Agora, a bola da vez é o documentário “Eu Não Sou Seu Negro”, que terá sua estreia no Brasil dia 9 de Fevereiro de 2017. A obra é baseada no manuscrito Remember This House, de James Baldwin, que descreve as relações étnicas durante a luta dos direitos civis pelos negros nos Estados Unidos com enfoque na morte dos principais ícones Medgar Evers, Malcom X e Martin Luther King. Mesma causa, porém, que possuía várias vertentes, o que levava a certos conflitos entre os mesmos – além do confronto com os brancos. Engajado politicamente, Raoul Peck refugiou-se com sua família para o Congo a fim de fugir da ditadura de Papa Duvalier. Já foi taxista em Nova York, fotógrafo e jornalista na Alemanha, onde se formou em Cinema. Retornou ao Haiti com o objetivo ...

    Leia mais
    blank

    Como a representatividade no Oscar avançou em 2017. E como ela ainda precisa melhorar

    Mais mulheres negras do que nunca foram indicadas a melhor atriz coadjuvante. Mas nem tudo é perfeito nesse #OscarsSoBlack Por Juliana Domingos de Lima Do Agencia Patricia Galvão Em 2017, pela primeira vez, uma única categoria do Oscar dedicada ao trabalho de atores, a de Melhor Atriz Coadjuvante, conta com três pessoas negras entre cinco indicações. É a 89ª edição da premiação. As atrizes Viola Davis, por sua performance em “Cercas”, Naomie Harris por “Moonlight: Sob a Luz do Luar” e Octavia Spencer por “Estrelas Além do Tempo”. A lista completa de indicações, divulgada nessa terça, pode ser vista aqui. Nos últimos dois anos, nenhum negro foi indicado a nenhum dos prêmios nas categorias de atuação (Melhor atriz/ator; Melhor atriz/ator coadjuvante). A “brancura” dessas últimas edições foi criticada e originou, em 2016, a hashtag #OscarsSoWhite, um questionamento sobre a ausência de negros na premiação. Um esforço consciente de mudança Uma análise ...

    Leia mais
    blank

    Joi McMillon é a primeira mulher negra indicada ao Oscar de edição

    A montadora americana Joi McMillon tornou-se nesta terça-feira (24) a primeira mulher negra a ser indicada ao Oscar de edição. McMillon disputa o troféu ao lado de Nat Sanders pelo trabalho em Moonlight: Sob a Luz do Luar, dirigido por Barry Jenkins. Por Luísa Pécora, do Mulher no Cinema  Foto: COURTESY OF JOI MCMILLON McMillon estudou cinema na Flórida com Sanders e Jenkins, e os três colaboraram em diferentes projetos de curta-metragem. Enquanto Sanders conseguiu fazer a passagem para a edição de longas, McMillon teve mais dificuldade e trabalhou principalmente como assistente de edição em programas de TV. Em entrevista ao site IndieWire, Sanders contou ter recomendado McMillon para alguns trabalhos, e ouvido que a falta de experiência em longas era um problema. “Várias vezes me disseram que tinham gostado muito dela, mas que parecia arriscado ”, disse o editor. Na mesma entrevista, McMillon afirmou: “O mundo do longa-metragem é dominado por homens, ...

    Leia mais
    blank

    O Oscar, enfim, escutou: diversidade importa

    Há algo de novo no reino dos homens brancos de mais de 60 anos que dominam a Academia de Hollywood – e tantos problemas de representatividade tem causado nos últimos anos. Por CLARICE CARDOSO, do Tela Tela  Após anos fazendo ouvidos moucos para as questões de diversidade apontadas por artistas, jornalistas e profissionais do audiovisual, os organizadores de um dos prêmios mais visados da categoria anunciaram esta semana que convidaram 683 artistas para integrar a Academia, com foco principal em mulheres e minorias. Deste total, 46% são mulheres e 41% são negros. Entre 2011 e 2013, as mulheres eram apenas 30% do total de convidados, número que caiu para 25% em 2014 e 2015. A lista de convidados traz pessoas oriundas de 59 países. De todos, 28 são vencedores do Oscar. As idades variam de 24 anos a 91 anos. Confira a lista completa. Há na lista 283 membros internacionais, entre os quais estão ...

    Leia mais
    blank

    And The Oscars Goes To.. aqueles mesmos privilegiados de sempre

    Esse texto não foi escrito tão logo encerrou-se a cerimônia do Oscar. Um dos motivos para isso é que entendemos que precisamos refletir mais sobre as coisas que ocorrem ao nosso redor. Principalmente quando essas não demandam urgência. E para nós, jovens negros brasileiros, não há urgência para tecer linhas sobre um prêmio que pouco tem a ver conosco. Contudo, não nos abstemos de tecer nossas considerações sobre o que ocorreu no 88º Oscar. Não nos abstemos porque também temos coisas a dizer sobre a falta de diversidade nos espaços midiáticos . É obvio que pouco importa para Academia a nossa opinião, aliás sequer a opinião dos atores e diretores negros importa para Academia, que dirá a nossa. Enviado por Caio César e Winnie Bueno via Guest Post para o Portal Geledés  As reflexões da negritude sobre o Oscar são tão pouco relevantes que em mais de 80 anos de premiação, ...

    Leia mais
    Escritora Cidinha da Silva (Foto: Elaine Campos)

    Chris Rock e o riso amarelo da plateia branca do Oscar. Por Cidinha da Silva

    O esperado discurso de Chris Rock, apresentador do Oscar 2016, foi, sim, um desagravo à ausência de indicados negros nas categorias de melhor ator e atriz, pelo segundo ano consecutivo. Por Cidinha da Silva, do  DCM   Não houve ali um negro divertindo os brancos, como vários internautas reclamaram. O riso da maioria, entretanto, sobre situações aviltantes para os negros, deveria ser alvo de questionamento. Que graça tem a ausência deste segmento em 71 das 88 edições do Oscar? Ou ainda, o que há de engraçado na sugestão de um prêmio “in memorian” para os negros baleados e mortos (por policiais) a caminho do cinema? A responsabilidade pela audiência majoritariamente branca não é de Rock, que faz humor para o público que o assiste, não só para os negros. Aliás, o apresentador ridicularizou o grande número de brancos da plateia ao dizer, logo de entrada, que trombou com uns 15 ...

    Leia mais
    blank

    O que a Glória Pires e o Oscar nos ensinaram sobre racismo e meritocracia

    Já tem alguns meses que a gente vem assistindo a mobilização em torno do Oscar 2016 (o que algumas pessoas e jornalistas gostam de nomear como "polêmica"). por Yasmin Thayná (Cineasta) no HuffPost Brasil Acredito que boa parte das pessoas que se mantiveram informadas sobre a questão, esbarraram em textos relacionados à ausência de negros indicados para as premiações desta edição, visto que 2015 foi um ano com alguns filmes protagonizados por excelentes atrizes e atores negros. Tanto é que a academia, responsável pelos indicados e vencedores do prêmio, reagiu e assumiu que a questão da "diversidade" era importante, e assim um debate qualificado rolou no mundo inteiro por alguns dias em relação a isso. Não só um debate, como também uma grande mobilização entre famosos cineastas, atrizes e atores negros e negras a um possível "boicote" ao prêmio.  Acredito que esse episódio possibilitou aquele momento mágico de "parar para refletir" na vida de muitas pessoas ...

    Leia mais
    blank

    Chris Rock fez no Oscar o que todos esperavam e alguns temiam

    Houve aplausos, mas também sorrisos amarelos entre os membros da Academia Por ANDRÉ MIRANDA / FABIANO RISTOW, do O Globo  Entre uma investigação jornalística sobre abusos sexuais na Igreja e a escassez de recursos ambientais, o grande tema do Oscar de 2016 também foi político, mas sobre o problema racial na América. Realizada na noite deste domingo, a cerimônia consagrou “Spotlight”, de Tom McCarthy, como melhor filme, e teve “Mad Max”, do australiano George Miller, como o maior vencedor da noite, com seis estatuetas. Mas o que será mesmo comentado durante semanas é a atuação do apresentador Chris Rock, abordando o principal assunto desta 88ª edição do Oscar, a falta de diversidade em Hollywood. Durante toda a cerimônia, Rock, em sua segunda vez como apresentador (a outra foi em 2005), fez o que todos esperavam e alguns temiam: brincou, por exemplo, que uma possível solução para o prolema racial seria criar ...

    Leia mais
    blank

    Tolerância de ficção. A alarmante hipocrisia do Oscar

    Negro dá prêmio a branco, falsa transexual é indicada... Oscar e a falsa tolerância de Hollywood Por ENRIQUE ALPAÑÉS, do El Pais  Tudo pelas minorias, mas sem as minorias. O lema do despotismo esclarecido parece ter sido modernizado na moderníssima e politicamente correta Hollywood, e a frase resume o ambiente dominante na próxima cerimônia de entrega do prêmio Oscar. A mais recente voz crítica foi a prodigiosa de Anohni, cantora transgênero antes conhecida como Antony, de Antony and the Johnsons. A primeira transgênero a conseguir uma indicação para o Oscar anunciou em carta pública que não comparecerá à festa porque não deixaram que ela se apresentasse. A Academia achou que faz muito mais sentido pular sua interpretação para que um grupo mais mainstream tenha tempo de se apresentar à vontade, mesmo que não tenha sido indicado, como aconteceu com o Foo Fighters. É chover no molhado. Sua crítica se soma às feitas ...

    Leia mais
    INDIO, CA - APRIL 19: Musician Antony Hegarty from the band Antony and the Johnsons performs during day three of the Coachella Valley Music & Arts Festival 2009 held at the Empire Polo Club on April 19, 2009 in Indio, California. (Photo by Frazer Harrison/Getty Images)

    Única indicada trans ao Oscar anuncia que não comparecerá na cerimônia

    Anohni, indicada na categoria de Melhor Canção, não foi convidada para se apresentar na cerimônia; em carta aberta, protesta contra a cultura de exclusão trans e exploração do capital natural e humano Por  Marcio Caparica, do Lado Bi Rapidamente o Oscar de 2016 está entrando na história como o que mais trouxe polêmicas por causa da falta de diversidade. Depois das polêmicas sobre a falta de indicados não-caucasianos nas categorias de atuação, agora a Academia de Cinema vai ter que lidar com a ausência de sua única candidata trans, a cantora e compositora Anohni, indicada à categoria de Melhor Canção. Vocalista e líder do conjunto Antony and the Johnsons (que tem álbuns lindíssimos, trate de ouvir já), Ahnoni foi indicada pela canção “Manta Ray”, composta em parceria com o músico J. Ralph para o documentário Racing Extinction. Apesar da indicação, no entanto, Ahnoni jamais foi convidada para se apresentar na noite ...

    Leia mais
    blank

    Primeira cantora transgênero indicada ao Oscar decide boicotar cerimônia

    Anohni concorre na categoria de melhor canção original e não foi convidada para cantar Do O Globo Mais uma polêmica envolvendo diversidade atinge o Oscar em 2016. Primeira artista transsexual a concorrer a uma estatueta, a cantora inglesa Anohni vai boicotar a premiação em 2016. Indicada à categoria de melhor canção original por "Manta ray", colaboração com J. Ralph no documentário "Racing extinction", ela não foi convidada para se apresentar no palco da festa marcada para o próximo domingo. Em um desabafo postado em seu site oficial, ela protestou. O texto, chamado "Por que não vou aos prêmios da Academia", enumerava os motivos do boicote. "Sou a primeira transgênero a ser indicada, e devo agradecer por isso aos artistas que votaram em mim. Estava na Ásia quando recebi a notícia. Desde então, passei a procurar algo, no caso de ser convidada para apresentar a canção. Todo mundo me ligou para ...

    Leia mais
    Página 2 de 4 1 2 3 4

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist