terça-feira, dezembro 1, 2020

    Tag: Deborah Small

    Racismo: a máquina de matar e encarcerar negros – Deborah Small

    Os fatores que levam ao racismo resultam em mortes prematuras. A guerra às drogas é um dos principais motores dessa engrenagem. Para a ativista norte-americana Deborah Small, estamos praticando genocídio ao permitir, em silêncio, o extermínio da juventude negra texto Maria Carolina Trevisan; foto Luiza Sigulem, do  Brasileiros  O primeiro grande passo para enfrentar a segregação racial nos Estados Unidos foi dado por uma mulher negra. Em 1º dezembro de 1955, a costureira Rosa Parks se recusou a ceder seu lugar no ônibus para um branco. Há apenas 60 anos, a legislação de Montgomery, Alabama, nos Estados Unidos, obrigava os negros a dar preferência aos brancos no transporte público local. A prisão de Parks deflagrou um boicote aos ônibus, que durou um ano, até a revogação da lei. Sua atitude abriu caminho para o Movimento dos Direitos Civis, a favor da liberdade e da justiça, que teve Martin Luther King Jr. ...

    Leia mais

    “Os atletas negros deveriam boicotar a Olimpíada no Brasil”

    A advogada Deborah Peterson Small, referência em políticas contra drogas e direitos dos negros nos EUA, diz que o país é mais racista do que quer admitir Por THAIS LAZZERI, do Época  A advogada e ativista americana Deborah Peterson Small chegou ao Brasil há uma semana com a expectativa de ser acolhida pelo povo que exporta amor às tradições africanas nas publicidades para turistas. "Descobri um Brasil que não gosta de negros", diz. Um relato sucinto dos dias de Deborah em terras tupiniquins: em Salvador, num passeio à beira-mar, um homem desconhecido perguntou a Deborah quanto ela custava. "Ele imaginou que, por ser negra e estar numa praia, eu só poderia ser uma prostituta". Na comunidade do Alemão, no Rio de Janeiro, ela foi recepcionada por policiais armados e com a mão no gatilho. Num hotel em São Paulo, durante o café da manhã, respondeu a cinco funcionários a mesma pergunta: ...

    Leia mais

    “A guerra às drogas é um mecanismo de manutenção da hierarquia racial”

    Em visita ao Brasil, ativista norte-americana formada em Harvard diz que a política proibicionista teve sucesso ao criminalizar negros e pobres   por Débora Melo, do Carta Capital  A guerra às drogas é uma ferramenta da qual a sociedade contemporânea depende para manter negros e pobres oprimidos e marginalizados. Esta é a opinião da ativista do movimento negro norte-americano Deborah Small, formada em Direito e Políticas Públicas pela Universidade de Harvard. Em viagem pelo Brasil para uma série de palestras sobre política de drogas, racismo e encarceramento, Small desembarca nesta quarta-feira 27 em São Paulo, depois de passar por Rio de Janeiro, Salvador e Cachoeira, no Recôncavo Baiano. Em entrevista a CartaCapital, a ativista fez um paralelo entre as polícias do Brasil e dos EUA – onde tem crescido a tensão com a comunidade negra – e defendeu que o Brasil assuma uma posição de liderança no debate regional. “A única ...

    Leia mais

    Deborah Small, ativista negra norte-americana, participa de eventos em São Paulo

    Após concluir agendas no Rio de Janeiro, em Salvador e Cachoeira (BA), referência nos EUA e no mundo no debate de política de drogas, com recorte de classe e raça, chega à capital paulista por Iniciativa Negra enviado para o Portal Geledés Entre os dias 27 e 29 de julho, a ativista negra norte-americana Deborah Small participa de quatro encontros em São Paulo. Ela é referência nos EUA e no mundo no debate de política de drogas. Há quase uma década, Deborah Small criou a organização Break the Chains, cujo objetivo é alertar os impactos da guerra às drogas na população negra. Ela é nome central na discussão sobre racismo e política de drogas nos EUA e no mundo. A ativista norte-americana destaca a necessidade de discutir política de drogas no Brasil sob a perspectiva racial. “A questão da reforma da política de drogas é de interesse para afro-descendentes no Brasil já que a "guerra às drogas" ...

    Leia mais

    Deborah Small: “A guerra às drogas facilita a criminalização de pobres e negros”

    Uma das mais importantes ativistas no movimento negro americano, Deborah Small é formada em Direito e Políticas Públicas pela Universidade Harvard e atua em defesa dos direitos dos pobres e de presos. POR JULITA LEMGRUBER, do O Globo  Há cerca de dez anos, ela criou a organização Break the Chains, com a missão de conscientizar sobre os efeitos negativos da guerra às drogas sobre essa parcela da população. Deborah está no Brasil para uma série de palestras no Rio, São Paulo e Salvador. Nesta entrevista para O Globo, Deborah fala sobre política de drogas e avalia o trabalho do movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam, em tradução livre) nos Estados Unidos, um país estremecido pela crescente violência entre policiais e cidadãos afro-descendentes. Ela diz que a guerra às drogas deve ser vista como um sucesso daqueles que a promovem, porque “facilita a criminalização de múltiplas gerações de pessoas pobres ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist