quarta-feira, setembro 16, 2020

    Tag: empregadas domésticas

    blank

    Patroas, empregadas e coronavírus

    Nós, mulheres da elite, lamentamos a difícil tripla jornada de trabalho com filhos na casa. Muitas já vivem essa cruel realidade há tempos Por Debora Diniz e Gisele Carino, Do El País (Foto: Getty Imagens) A primeira vítima fatal de coronavírus no Rio de Janeiro foi uma mulher, trabalhadora doméstica. Foi infectada “pela patroa” que não a informou que estava doente. Empregada e patroa foram assim descritas pelas notícias, sem nome, só os espaços de vida dos privilégios resumiam suas existências: empregada dormia no emprego, patroa viajou para Itália de onde retornou doente. Empregada morreu em um hospital público, foi enterrada em cemitério vizinho à casa de rua sem asfalto. A patroa mora no metro quadrado mais caro do Rio de Janeiro. Nem morta, a empregada teve o privilégio de ser nomeada para ser humanizada no luto, como mostrou Djamila Ribeiro. Empregada e patroa são as ...

    Leia mais
    blank

    Por conta da informalidade, empregadas domésticas já têm dificuldades em se aposentar

    Reforma da Previdência, que aumenta tempo de contribuição e idade mínima para receber benefício, vai afetar categoria Por Camila Rodrigues da Silva Do Themis A empregada doméstica Margareth Geralda Oliveira, a sete anos da aposentaria, vê com preocupação a reforma da Previdência, que caminha na Câmara dos Deputados sob a forma da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 287. Ela, que começou a trabalhar aos 13, acredita que os 25 anos de contribuição para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) exigidos na proposta do governo federal vai ser ainda mais difícil de serem comprovados. Aos 53, ela calcula ter contribuído por somente 15 dos 40 anos que trabalha. De 2003 a 2014, segundo dados do Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o contingente de domésticas sem carteira assinada que contribuíam para o INSS aumentou de 8% para 23% no período. Ainda assim, a ...

    Leia mais
    blank

    Eu Empregada Doméstica Preta Rara – TEDxSaoPaulo

    Joyce, a Preta Rara, fala do que aprendeu com sua experiência de trabalho como empregada doméstica e com a página de Facebook que criou em julho de 2016. no TEDx Talks Preta Rara, ou Joyce Fernandes, é graduada em História e dá aulas de história. Também é rapper e ativista. Se tornou porta-voz das empregadas domésticas no Brasil depois de criar a página Eu Empregada Doméstica no Facebook.

    Leia mais
    blank

    Bombril é acusada de racismo por campanha com empregada doméstica negra

    Marca afirma que escolha de doméstica para anúncio no Facebook não foi aleatória, mas internautas rechaçam peça Uma peça publicitária da Bombril no Facebook gerou polêmica na última segunda-feira (27). Em homenagem ao Dia do Trabalhador Doméstico, a empresa postou a imagem de uma empregada doméstica negra em sua página na rede social, anunciando o projeto social Casa Bombril, centro de formação gratuita para domésticas. por IG "Vamos homenagear quem mais brilha nos lares de todo o país! Aproveite a data para conhecer a Casa Bombril, um projeto social que ajuda a desenvolver ainda mais a vida profissional das domésticas! Afinal, o brilho delas é uma das coisas que fazem de nossa casa um verdadeiro lar!", disse a marca. Leia também:  Empregadores domésticos rejeitam morador de favela Comissão mista rejeita todas as emendas à regulamentação dos direitos das domésticas Sites de agências “filtram” domésticas por cor e peso   Em poucos minutos, ...

    Leia mais
    empregada

    Blogueira defende fim do “quartinho de empregada”

    Para autora de artigo, esses espaços nada mais são que resquícios da senzala. “Temos no Brasil colonial a situação de Casa Grande e Senzala, essa última que ficava aos fundos, próxima à cozinha, onde dormiam os negros que trabalhavam dentro da casa dos senhores”, justifica Stephanie Ribeiro, no Blogueiras Negras A busca por uma cidade mais democrática racial e socialmente precisa passar primeiro por uma readequação dos espaços residenciais, como defende artigo do site Blogueiras Negras. “Quem nunca se deparou com uma casa que tinha o famigerado ‘quartinho da empegada’ ou a edícula aos fundos pros empregados que são ‘quase da família’. Esses quartos de despejos nada mais são do que símbolos do racismo, e atingem, em sua maioria, nós, mulheres negras”, escreve a autora do texto, Stephanie Ribeiro. Ela diz que essa divisão é histórica: “Temos no Brasil colonial a situação de Casa Grande e Senzala, essa última que ficava aos ...

    Leia mais
    blank

    Perfil na internet satiriza preconceito com empregadas domésticas

    Preconceito com empregadas domésticas "Dei uma echarpe Prada para minha empregada e a anta mexicana usou como pano de chão. Que lástima." "Minha empregada é muito burra, às vezes tenho vontade de tirar essas banhas dela com uma faca de cozinha." "Minha empregada não chega, disse que está sem ônibus, minha casa está imunda, vadia, vem andando." Acredite ou não, essas frases são reais e foram postadas publicamente no Twitter. Mas o que os autores não esperavam era que um perfil recém-criado na rede trouxesse visiblidade ao preconceito contra as empregadas domésticas. "Meu objetivo com a página é apontar o racismo e o preconceito. Muitas vezes as pessoas nem percebem que estão sendo preconceituosas e a ideia é ajudá-las a se ligarem nisso", disse à BBC Brasil o criador da página @aminhaempregada, que em 48 horas ganhou mais de 2,6 mil seguidores na rede social. Profissional de marketing, o dono ...

    Leia mais
    PEC das Domésticas ainda aguarda regulamentação

    PEC das Domésticas ainda aguarda regulamentação

    Proposta de Emenda à Constituição que ampliou os direitos dos trabalhadores domésticos foi promulgada pelo Congresso Nacional em abril do ano passado. Entretanto, algumas regras novas ainda precisam ser aprovadas pelos deputados federais para entrar em vigor. Entre elas o acesso ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Relatora da PEC na Câmara, a deputada Benedita da Silva, do PT do Rio de Janeiro, considera que os direitos já conquistados representam um ganho importante para a categoria. "Após a promulgação, nós temos que tratar agora da proteção contra a demissão arbitrária, que foi importante, ou sem justa causa, como nós falamos; o seguro-desemprego, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e o adicional por trabalho noturno. E ainda tem a questão do Salário-Família, da creche e pré-escola para filhos até cinco anos de idade e o seguro contra acidentes de trabalho." O projeto para regulamentar os demais ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    blank
    blank

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist