quarta-feira, novembro 25, 2020

    Tag: relacionamento abusivo

    Jean, goleiro do São Paulo, detido nos EUA Imagem: Orange County Public Records

    ‘Suas filhas vão passar fome’: frase de Jean é típica de relação abusiva

    "Suas filhas vão passar fome." "Parabéns. Terminou com a minha carreira." Por Marcos Candido, do Universa Essas mensagens foram enviadas pelo goleiro do São Paulo, Jean Paulo Fernandes, a sua esposa, Milena Bemfica, depois de ela acusá-lo de agressão em vídeos publicados no Instagram. Desde a manhã de quarta (18), o jogador está preso na Flórida, Estados Unidos, por violência doméstica. Jogador do São Paulo enviou mensagens após acusá-lo de agressão Imagem: Reprodução/Instagram Não à toa, relacionamentos abusivos são acompanhados por frases usadas pelo agressor para pressionar, amedrontar e coagir a mulher a ficar quieta ou a manter o relacionamento amoroso. Uma das táticas é, justamente, incluir os filhos e o emprego no meio da discussão. Especialistas e mulheres listam outras frases como as de Jean que devem despertar um alerta sobre um relacionamento abusivo. "Fui demitido por sua culpa" É comum que um agressor culpe ...

    Leia mais

    ‘Ele não me batia, mas deixou cicatrizes’: atriz, vítima de abuso emocional, narra sua história

    Quando Anna*, que é atriz, se apaixonou por um ator mais velho e mais bem sucedido, ele pareceria ser o homem perfeito. O noivado foi selado rapidamente - foi então que ele começou a mudar. Demorou um tempo para ela perceber que o romance que, no princípio, parecia um conto de fadas, havia se transformado numa relação abusiva. Leia o depoimento de Anna à BBC News. Por Natasha Lipman, Da BBC News   Ilustrações Freya Lowy Clark   "Muita gente pensa que abuso emocional não é tão ruim quanto abuso físico, mas eu posso te dizer que deixa cicatrizes. Meu relacionamento com Tom* parecia um conto de fadas, daqueles que você só vê em filmes. Nos encontramos pouco antes do meu aniversário de 30 anos, quando eu estava cheia de dúvidas sobre o que fazer na vida: ainda estava solteira, sem filhos e sem uma casa ...

    Leia mais
    Ilustração: Fredy Varela

    “Não vai ficar comigo, não vai ficar com mais ninguém”

    Mais do que assassinatos de mulheres, o feminicídio retrata o ódio e o preconceito contra o gênero. No RS, Viamão e Alvorada registraram os maiores índices de um crime de atitudes naturalizadas e enraizadas em sua população Por Gustavo Bauer, Maria Carolina de Melo e Tamires Souza, do Medium Era para ser mais um início de semana comum no bairro Santo Onofre, em Viamão. Entretanto, no dia 05 de setembro do ano passado, Pâmela Natasha Alves dos Santos, 25 anos, foi morta intencionalmente pelo seu companheiro. Com ela, o município contabilizou três mortes de mulheres em 2017, registrando uma das maiores taxas de feminicídio no Rio Grande do Sul. À frente encontra-se Alvorada com cinco registros no mesmo período. As cidades representam juntas cerca de 10% dos crimes ocorridos no Estado nos últimos dois anos. Quando Pâmela foi encontrada, estava com afundamento de crânio. Conforme a Delegacia Especializada no Atendimento ...

    Leia mais

    Advogada fala de relacionamento abusivo: “A mulher que sofre violência é toda mulher”

    No último episódio da série #AmarNãoDói, Marina Ganzarolli explica as características de um relacionamento abusivo e como se proteger juridicamente   APRESENTAÇÃO: ADRIANA FERREIRA E STEPHANIE RIBEIRO. ROTEIRO: BÁRBARA TAVARES. IMAGENS E EDIÇÃO: CRISTIANE SENNA. PRODUÇÃO EXECUTIVA: VANDECA ZIMMERMANN Do Marie Claire Você sabe o que define, na justiça, um relacionamento abusivo? Sabe quando, como, onde e quem buscar para se proteger contra um abusador? A advogada Marina Ganzarolli, fundadora da rede feminista de juristas deFEMde, conversou com Marie Claire para esclarecer essas informações importantíssimas nos dias atuais. Como ela destaca, a vítima de violência não tem um perfil, "a mulher que sofre violência é toda e qualquer mulher." Stephanie Ribeiro. Marina Ganzarolli e Adriana Ferreira Silva (Foto: Cristiane Senna) #AmarNãoDói Na semana do Dia dos Namorados, Marie Claire abre uma discussão muito importante: o respeito dentro de um relacionamento. Cinco vozes femininas falam sobre machismo, leis em prol da mulher, abusos e mais. Acompanhe a série de vídeos ...

    Leia mais

    Por que é difícil para uma mulher perceber que seu parceiro é um agressor?

    Uma hora, ele é incrível. Na outra, agressivo, mas logo cerca você de carinhos e declarações de amor, tentando limpar a barra pelo mal que causou. Agressores são cruéis, mas têm a capacidade de ser generosos e atenciosos, o que torna mais difícil identificá-los. Por isso, se livrar de um relacionamento abusivo é tão complicado. no Estilo UOL “Tá louca?” Relação abusiva nem sempre tem agressão é física. “A agressão psicológica causa tanto dano quanto as corporais. As atitudes podem se revelar por meio crises de ciúmes, ataques verbais, manipulações, proibições etc.”, afirma Ane Caroline Janiro, psicóloga pela Universidade Presbiteriana Mackenzie de São Paulo. Foi o abuso psicológico, por meio do "gaslighting" (quando o agressor distorce informações, fazendo a vítima duvidar da própria sanidade) e da constante depreciação, que acabou com o casamento de 15 anos da administradora de empresas Karine, de 42 anos, que prefere não revelar o nome real. “É ...

    Leia mais

    Jovem faz relato sobre relacionamento abusivo e viraliza na web

    Apertões, chute na barriga, tapa na cara, essas foram as agressões sofrida pela produtora de vídeo Elaine Mastrodomenico, 23 anos, pelo ex-namorado. O relacionamento abusivo durou um ano, como conta a jovem em um relato em sua página no Facebook. D0 Catraca Livre  Créditos: Facebook/reprodução Jovem faz relato sobre relacionamento abusivo e viraliza na web A jovem, que não teve medo em se expor, ainda exibe cópias das conversas em que é xingada. “Vadia”, “Vagabunda”, “Você tá morta”, “Filha da Puta” são algumas das palavras do agressor identificado como Gustavo. A publicação já teve mais de 22 mil reações, 10,1 mil compartilhamentos e mais de 700 comentários. Confira abaixo o relato poderoso e corajoso da jovem: Créditos: Facebook/reprodução

    Leia mais

    Como ajudar uma amiga que está em um relacionamento abusivo?

    Fui registrar ocorrência contra ele. À agente, expliquei, constrangida: "Ele nunca me bateu. Mas me insulta sempre, inclusive na frente da nossa filha". Thinkstock photos/Getty Images Por Patrícia Álvares Do Huff Post Brasil Duas amigas me perguntaram este fim de semana como poderiam ajudar duas amigas delas que estão atualmente vivendo um relacionamento abusivo. Pensei muito. Uma delas está muito bem informada. Sabe o que é abuso psicológico e compartilha textos sobre o tema, mas não se reconhece nesta situação. A outra desconhece totalmente que a violência não é apenas física. Que pode ser psicológica e econômica também. E soltou aquela clássica frase: "Mas ele nunca me bateu". As feministas piram de escutar isso. Precisamos explicar que ele bateu na alma dela. Bateu na autoestima dela. Bateu na alegria dela de viver. Considero este segundo caso mais simples, se é que podemos usar esta palavra em uma situação tão complexa. Sugeri ...

    Leia mais

    13 ilustrações que explicam o que é um relacionamento abusivo e suas várias formas

    Quando se pensa em um relacionamento abusivo, o que costuma vir a cabeça são as situações extremas, de violência física e abuso sexual. E faz sentido que assim seja, afinal, tais situação são de fato lamentavelmente recorrentes. Há, porém, diversas nuances e outros sintomas de relacionamentos desse tipo. no Hypeness Foi pensando que abrir o jogo e falar sobre o tema de forma frontal é a melhor maneira para entender e ajudar quem está passando por tal situação que a ilustradora Kaol Porfílio criou uma espécie de guia, apropriadamente batizado de “Enfrentando relacionamentos abusivos”. Dentre as várias personagens que Kaol seleciona e desenha para falar da força feminina, a escolha da Harley Quinn (ou Arlequina) para ilustrar esse “guia” não se deu por acaso. “Escolhi a Harley Quinn ou Arlequina para ilustrar essa série porque ela é uma personagem muito querida para o publico da minha página e da cultura nerd/pop ...

    Leia mais

    “Boca de Cachorro Louco” relato de uma mulher que conviveu com a dor travestida de amor

    Escritora cearense lança livro sobre relacionamento abusivo   Um relato vívido de uma mulher que conviveu com a dor travestida de amor  por Kah Dantas enviado para o Portal Geledés No livro “Boca de Cachorro Louco”, a escritora cearense Kah Dantas apresenta um relato de uma história dolorida que, ao ser narrada no momento em que acontece, poderia ser confundida com uma história de amor intenso se não fosse, na verdade, um relacionamento abusivo. Segundo a autora, a história implorava para ser contada, pois, antes de tê-la vivido, Kah Dantas explica que não entendia como algumas as mulheres permaneciam presas a relacionamentos destrutivos. E, de certa forma, ela própria se achava imune a isso, pois nunca se vira emocionalmente dependente de outra pessoa e, muito menos, de um dia ser cúmplice do próprio abusador. PARTE I  - pérolas apressadas do amor –  “Puta. Vagabunda. Mentirosa. Tu quer dar pra ele, é? ...

    Leia mais

    Morrer de amor e continuar vivendo

    É possível superar a dor e a doença que alguns amores causam. Lorena Kaz trata a sua parindo quadrinhos Por NATACHA CORTÊZ, da Trip  “Uma vez fui com um ex a um bar antes de um show. Combinamos de comer alguma coisa e dividir um suco. Enquanto eu comia, ele tomou o suco todo. Eu, que vivia dura, mandei: 'A gente ia dividir!'. Foi quando começaram os insultos: 'Mesquinha, pobre de espírito, egoísta. Não está vendo que estou com sede?'. Eu disse que ele estava me ofendendo, que havíamos combinado algo. E ele gritou pro bar inteiro: 'Eu devia mandar você enfiar o copo de suco no cu!'. Senti muita vergonha, levantei da cadeira, disse que não podia tolerar aquele tratamento e que ia embora. Mas não fui. Ele apertou meu braço e disse: 'Você não vai a lugar nenhum, vamos acabar de comer, vamos ao show e você vai sorrir.' ...

    Leia mais

    Hashtag expõe o que é relacionamento abusivo

    A internet é muito importante para o atual movimento feminista. Ela ajudou a espalhar as ideias e a luta das mulheres e passou a acolher muito mais meninas que antes não tinham acesso ao movimento ou tinham uma ideia errada sobre o feminismo. Um dos modos de expor comportamentos negativos e mostrar que a sociedade tem que rever seus conceitos é via hashtags nas redes sociais. Por Isabela Faggiani, do Ondda  Já tivemos a #meuprimeiroassedio, na qual as meninas compartilhavam histórias de assédio que tinham sofrido. Tivemos também a #eunaomerecoserestuprada, que serviu para mostrar que nenhuma mulher merece ser estuprada e ninguém “estava pedindo” nada. E tivemos muitas outras que se espalharam pela rede. Agora, a hashtag da vez decide entrar em um assunto muito delicado: relacionamentos abusivos. A #érelacionamentoabusivoquando” surgiu para mostrar às meninas e mulheres que relacionamentos abusivos não ocorrem só quando há violência. Eles atacam de forma sutil e ...

    Leia mais
    Jorge Bispo/ divulgação

    Valesca Popozuda relata relacionamento abusivo: ‘Muitas ameaças de morte’

    Antes de alcançar o sucesso nacional, Valesca Popozuda passou por momentos difíceis que ela relata em sua biografia "Sou dessas". Um deles foi quando, aos 17 anos, a cantora de "Beijinho no ombro" se viu envolvida num relacionamento abusivo, com agressões e ameaças de morte. Ela lembra a história no livro. Do Extra  Jorge Bispo/ divulgação "Convivi com ele por um ano e alguns meses. No início era uma pessoa maravilhosa, boa, tinha um papo agradável. Ele era muito atencioso. Como eu era novinha, acreditava que o ciúme era normal, que era um jeitinho de mostrar que me amava... Até que o ciúme foi aumentando e ele me proibiu de ter amigos homens... Logo após essa proibição veio a intervenção das roupas que eu usava... O cara queimou diversos shorts e blusas curtas meus. Eu sabia que era por ciúme, mas achava que não tinha nada ...

    Leia mais

    Mulher de 64 anos vira musa fitness após o fim de um relacionamento abusivo

    Quem vê Wendy Ida, de 64 anos, com o corpo todo sarado nem imagina o motivo que a fez entrar em forma. A americana procurou uma academia pela primeira vez aos 43 anos depois de conseguir se livrar de um relacionamento abusivo, que destruiu sua autoestima. Do Yahoo  Reprodução/ Yahoo Em entrevista ao “Daily Mail”, Wendy contou como a atividade física transformou a sua vida. “O exercício foi uma fuga. Não achei que sobreviveria àquela relação e quando consegui sair daquilo, sabia que precisava mudar”, contou. Desde que começou a se empenhar, Wendy criou um ritmo intenso de exercícios e segue à risca uma dieta rigorosa, que inclui clara de ovos, muita proteína, peixe e vegetais. Isso fez com que ela perdesse 36 quilos. Hoje em dia com 52 quilos, ela já foi oito vezes campeã americana de levantamento de peso. Foto: Reprodução/ Yahoo Detalhe importante: ela já é vovó ...

    Leia mais
    teddy bear abandoned in jail vintage tone

    Por que é tão difícil sair de um relacionamento abusivo?

    Eu desconheço o que é vontade própria. Eu falo baixo e dou risada baixo. Eu tomo cuidado com as roupas que uso. Eu não sei mais qual é a minha banda ou filme preferido. Eu tremo quando escuto alguém falando um pouco mais alto. Eu estou distante da minha família e dos meus melhores amigos. Eu sinto que as pessoas me tratam mal, mas não consigo fazer nada pra mudar isso. Às vezes, eu acho que deveria ser mais amada, mas talvez isso não seja pra mim. Eu tenho muito medo do que vão pensar sobre mim. Eu acho que ninguém no mundo vai gostar de mim como eu sou. Por Natália Belizario, no Lado M Foto: NAPATCHA VIA GETTY IMAGES   Se você se identifica com alguma das frases acima, você já viveu a realidade triste de um relacionamento abusivo, seja fazendo parte dele ou seja ...

    Leia mais

    Arrastada pelo cabelo por namorado, esta universitária denuncia os traumas de um relacionamento abusivo

    Ninguém espera que a pessoa que te faz juras de amor seja o seu algoz. Não foi diferente com a estudante de odontologia Poanka Faleiros, 19 anos. Em um relato triste, publicado no Facebook, ela denunciou os traumas de um relacionamento abusivo. Por Grasielle Castro, do Brasil Post  O mesmo homem que lhe prometia amor e mimava com palavras de carinho, a proibiu de conversar com amigos, invadiu sua privacidade e a chamava de puta. Isto não era suficiente. Em uma briga, ele partiu para violência física. “Estávamos brigando e deixei minhas maquiagens caírem no chão e ele chutou. Quando a briga começou a esquentar, eu sentei em frente ao prédio e foi onde tudo aconteceu. Como eu não estava respondendo mais para a briga não continuar, ele me puxou pelo cabelo e me arrastou no chão, literalmente”, disse ao G1. O relacionamento de Poanka terminou na delegacia. Ao G1, ela disse ...

    Leia mais

    “Meu ex abusivo me fazia alisar o cabelo”

    Mariana levou seis anos para entender que as críticas do namorado aos seus cachos não eram para o seu bem, mas para controlá-la. Antes de acabar com o namoro, quase ficou careca... Reportagem: Caroline Cabral, do Sou Mais eu  O João* era um cara bacana com quem eu dançava no “pump it up”, aquela máquina que sinaliza os passos de dança através de luzes no chão e a gente precisa acompanhar no tempo certo. Me apaixonei assim que o vi e, alguns meses de paquera depois, estávamos namorando de aliança e tudo. Eu tinha 17 anos e aquele era meu primeiro relacionamento sério. Fiquei enlouquecida! Podia jurar que o João era o homem da minha vida. Tinha 20 anos, era bonito, simpático, engraçado e ótima companhia. Mesmo me vendo sempre de roupas esportivas e cabelo preso por causa do jogo, vivia dizendo que eu era linda e me surpreendia com ...

    Leia mais

    Minha dor. Meu grito. Mulheres negras e os espaços de militância.

    Essa carta foi escrita na ocasião da organização do primeiro EECUN e da reunião da comitiva nacional em Belo Horizonte – MG. Enviado por  Amália Coelho de Souza via Guest Post para o Portal Geledés Em conversa com uma companheira militante do feminismo negro, como eu mesma, manifestei a minha vontade de me retirar da organização do EECUN em função de um relacionamento abusivo protagonizado por mim nos últimos meses. Sim, eu vivi um relacionamento abusivo com um militante do movimento negro, anarquista, vegano, relativamente conhecido. Na ocasião, minha companheira me sugeriu que fizéssemos uma nota de repúdio contra a participação ou inserção de quem eu vou denominar de “sujeitox” no evento. Passei semanas pensando sobre isso e esta carta não tem o intuito de denunciar o caso de abuso sofrido por mim para os organizadores. Se depois dessa carta alguma decisão for tomada nesse sentido, enviarei o nome e o ...

    Leia mais

    O que fazer para ajudar quem está num relacionamento abusivo

    Todo mundo já esteve ou conhece alguém que esteve num relacionamento abusivo. Esse tipo de relacionamento acaba acontecendo mais na esfera amorosa — ou a gente tem a impressão de que acaba acontecendo mais porque falamos muito mais sobre esses. Muita gente fantástica já escreveu (ou publicou vídeos, como é o caso desse aqui da diva Jout Jout) material que ajuda a identificar um relacionamento abusivo, então já temos essa super mão na roda. Por Débora Nisenbaum, do Medium  Foto: Getty Images Mas depois de publicar meu primeiro texto aqui, que fala sobre relações humanas, eu recebi uma série de mensagens que me deixaram perturbada — todas de pessoas que estavam em relações abusivas, fossem elas amorosas, familiares, enfim. Muita gente me trouxe histórias bastante sombrias envolvendo expulsão de casa, chantagens, agressões (físicas e emocionais) e muito sofrimento na mão de pessoas que diziam amá-las. Quis fazer algo por essas pessoas que entraram em contato ...

    Leia mais

    Relacionamentos abusivos lésbicos

    Alguns temas são difíceis de serem tratados. A verdade é que tentei algumas vezes rascunhar esse texto e em todas elas fiquei insatisfeita. Amor, sexo, relacionamentos são palavrinhas que nos perseguem e muito ocupam nosso pensamento. Mas ocupam de uma forma menos gostosa quando a combinação das palavras “relacionamento abusivo” vem logo depois dessas que foram supracitadas. POR Fernanda Kalianny / Ilustra: Helena Zelic, do Revista Capitolina Ilustra: Helena Zelic Pode ser estranho escrever sobre um tema desses em primeira pessoa, poderia tentar me afastar um pouco e falar sem me colocar. Mas é fato que quando expomos os sentimentos de forma menos distanciada, às vezes podemos ajudar de um modo mais eficiente quem está vivendo algo parecido. Então, vamos lá. Há alguns meses fechei a porta da minha vida para uma pessoa. E foi difícil fechá-la. Difícil porque ela era minha primeira namorada e junto desse título havia muita idealização, envolvimento ...

    Leia mais

    Como reconhecer a armadilha do relacionamento abusivo

    Existem algumas pistas que podem indicar se você está presa em uma cilada que pode acabar em tragédia. por Aline Valek no Carta Capital Experimente fazer uma busca no Google com o termo “inconformado com o fim do namoro”. Deixe que o próprio Google te mostre a triste realidade de mulheres assassinadas, sequestradas e agredidas pelos ex-parceiros. É assustador. Não poucas vezes a mídia noticia casos de assassinato de mulheres pelos ex como “crime passional”. Mas não há nada de passional nisso. Não são homens que “amaram” demais e, por não suportarem a rejeição, resolveram agir drasticamente como se fossem personagens de um romance shakespeariano. Trata-se, na verdade, de um crime de ódio motivado por uma ideia simples e perversa: mulheres são coisas. Esses homens compraram essa ideia, acreditaram que suas companheiras eram suas posses. Acreditaram que eles tinham direito sobre o corpo e sobre a vida dessas mulheres a ponto de tirar-lhes a ...

    Leia mais
    Página 1 de 2 1 2

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist