quinta-feira, janeiro 28, 2021

Resultados da pesquisa por 'Eduardo Cunha'

Câmara dos Deputados cassa mandato de Eduardo Cunha

A Câmara dos Deputados decidiu nesta segunda-feira (12) cassar o mandato do Por Felipe Amorim e Leandro Prazeres Do Uol A Câmara dos Deputados decidiu nesta segunda-feira (12) cassar o mandato do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acusado de ter mentido ao afirmar que não possuía contas no exterior em depoimento na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Petrobras no ano passado. Assim, Cunha perde o mandato e fica inelegível até 2027. Ele também perde o foro privilegiado e pode ser julgado pelo juiz Sergio Moro. A cassação foi aprovada por 450 votos a favor, 10 contra e 9 abstenções; 470 deputados participaram da sessão, incluindo o presidente da Casa, que só votaria se houvesse empate. Ao deixar o plenário após a votação, Cunha ouviu gritos de "adeus, Cunha" e "fora". Em seu discurso no plenário antes da votação, Cunha negou ter mentido à CPI e relacionou sua cassação ao processo de impeachment da ...

Leia mais
Brasil, Brasília, DF, 02/03/2015. O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ)convoca reunião com a Mesa Diretora para rever a cota de passagens aéreas para cônjuges de parlamentares. "Reconheço que a repercussão foi muito negativa", afirmou o peemedebista. O benefício foi aprovado na reunião da Mesa Diretora no dia 25 de fevereiro. - Crédito:DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE/Código imagem:180989

Teori afasta Eduardo Cunha do mandato na Câmara

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki determinou nesta quinta-feira (5) o afastamento do presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) do mandato de deputado federal. no Folha Relator da Lava Jato, o ministro concedeu uma liminar em um pedido de afastamento feito pela Procuradoria-Geral da República, em dezembro, e apontou 11 situações que comprovariam o uso do cargo pelo deputado para "constranger, intimidar parlamentares, réus, colaboradores, advogados e agentes públicos com o objetivo de embaraçar e retardar investigações". Na peça, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, chegou a classificar o peemedebista de "delinquente". Em dezembro, a PGR informou que, para Janot, Cunha "vem utilizando o cargo em interesse próprio e ilícito unicamente para evitar que as investigações contra ele continuem e cheguem ao esclarecimento de suas condutas, bem como para reiterar nas práticas delitivas". Janot disse, à época, que Cunha ultrapassou "todos os limites aceitáveis" de um "Estado Democrático de ...

Leia mais
SP - IMPEACHMENT/MANIFESTAÇÕES/PRÓ-DILMA - GERAL - Manifestantes de diversos movimentos sociais e centrais sindicais participam de ato em   defesa do mandato da presidenta Dilma Rousseff e pela cassação do presidente da Câmara   dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), na Avenida Paulista, em São Paulo, na tarde desta   quarta-feira (16). O protesto faz parte do "Dia nacional de mobilização em defesa da   democracia" e é organizado pelas centrais sindicais CUT, CTB, Intersindical, com apoio de   movimentos como MST, MTST, UNE e Conem, além das Frentes Brasil Popular (FBP) e Povo sem   Medo (FPsM).    16/12/2015 - Foto: DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO CONTEÚDO

Milhares vão às ruas contra o impeachment de Dilma Rousseff e favor da queda de Eduardo Cunha

Milhares de pessoas foram às ruas na tarde desta quarta-feira (16) protestar contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff e pedir a cassação do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. Do Brasil Post  Sob gritos de "Não vai ter golpe!", "Dilma fica" e "Fora Cunha", os manifestantes fecharam a avenida Paulista por volta das 17h40. Apesar das imagens mostrarem as duas vias da avenida tomadas de gente, a Polícia Militar estima o número de manifestantes em apenas 3.000. Os organizadores não tinham um balanço até a publicação desta reportagem. O protesto foi organizado por partidos de esquerda e movimentos sociais. Da avenida Paulista, os manifestantes seguiam em marcha até a praça da República, no centro da capital paulista Grupos feministas que fizeram da Marcha das Mulheres no final de outubro também participaram dos atos desta quarta-feira. SP - ATO/CONTRA/IMPEACHMENT - POLÍTICA - Pessoas realizam um ...

Leia mais

PF faz busca e apreensão na residência de Eduardo Cunha

Polícia Federal está na porta da residência oficial da Câmara dos Deputados, com três carros isolando a área, para cumprir um mandado de busca e apreensão contra o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB); a ação, batizada de Catilinária, foi pedida pela Procuradoria-Geral da República e teve aval do ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki; Cunha é acusado de envolvimento na Lava Jato e tem contra ele um processo de cassação na Comissão de Ética sobre suas contas não declaradas na Suíça; também estão sendo cumpridos mandados em sua residência no Rio; senador Édison Lobão é também alvo da operação, assim como o ministro de Ciência e Tecnologia, Celso Pansera; como presidente da Câmara, Cunha se aliou ao PSDB e ao DEM para tentar derrubar a presidente Dilma Rousseff, por meio de um golpe parlamentar; ao todo, são 53 mandados de busca e apreensão Do Brasil 247  A Polícia Federal está ...

Leia mais

Ou o Brasil acaba com Eduardo Cunha ou Eduardo Cunha acaba com o Brasil. Por Paulo Nogueira

Ou o Brasil acaba com Eduardo Cunha ou Eduardo Cunha acaba com o Brasil. Do DCM É inacreditável, é intolerável, é ultrajante para todos os brasileiros o que ele vem fazendo para rebaixar o país ao nível de uma republiqueta. O depoimento hoje do ex-relator da Comissão de Ética que pode – enfim – determinar sua cassação, Fausto Pinatto, é estarrecedor. Mas não surpreendente, dado que não é o primeiro nessa direção. Pinatto disse que teve medo de morrer. “Fui abordado em aeroporto, o meu motorista foi abordado, recebi alguns recados em aeroporto de pessoas desconhecidas. Sofri todo tipo de pressão que você pode imaginar”, disse em entrevista à imprensa. “Falaram para pensar na minha família, que eu tinha filho pequeno, filha pequena, irmão pequeno.” Pinato afirmou fez um boletim de ocorrência confidencial na Secretaria de Segurança de São Paulo. A família, disse, passou a se locomover num carro blindado. ...

Leia mais

“#MeuAmigoSecreto é o Eduardo Cunha”

O morador e ativista da Rocinha Davison Coutinho utilizou a hashtag #MeuAmigoSecreto – amplamente utilizada na semana que passou por mulheres que denunciavam comportamentos machistas de conhecidos –, para criticar o presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ): "Meu amigo secreto se passa por representante do povo, mas usa carro importado, tem conta na Suíça e vota sempre contra os o direito dos pobres. Ele acha que lugar de menor é na cadeia e é sempre contra os direitos das mulheres. Diz-se evangélico, mas não sabe nem de longe o mandamento do amor ao próximo" Por Davison Coutinho Do Brasil247 Meu amigo secreto se passa por representante do povo, mas deixa gente morrer nas filas dos hospitais, crianças sem escola, pessoas sem casa, trabalhadores sem emprego, gente sem comida, gente sem teto, sem transporte. Usa carro importado, tem conta na Suíça e vota sempre contra os o direito dos ...

Leia mais

Eduardo Cunha, quem é a mulher mentirosa? Por Debora Diniz

Se há abuso, não é das mulheres, e sim do Estado. E não são bem mulheres, mas meninas e adolescentes, provavelmente vítima de abuso intrafamiliar. Metade delas desaparece dos serviços logo após a chegada, pois não suporta a sobreposição entre hospital e delegacia Por Debora Diniz Do GGN Eduardo Cunha disse que as mulheres são abusadoras quando a questão é aborto. Elas mentem descaradamente, diagnosticou o presidente da Câmara dos Deputados: sem medo da polícia, atravessam portas de hospitais, inventam histórias descabidas de estupro e pedem o direito ao aborto legal. Verdadeiras atrizes são essas mulheres que vivem o sexo fácil e despreocupado e, quando engravidam, abusam do Estado solicitando um aborto legal e seguro. Para nos proteger das mulheres mentirosas, o deputado propôs um projeto de lei que coíbe o abuso das mulheres: elas precisarão ir a uma delegacia, submeter-se a exame de corpo de delito, peregrinar por autorizações e testes de ...

Leia mais
mulheres1

Mulheres voltam a protestar contra projeto de lei de Eduardo Cunha

Texto do PL 5069 dificulta o aborto legal em caso de estupro. Assim como fizeram na sexta, manifestantes se reuniram na Av. Paulista. Do G1 Um protesto na Avenida Paulista reuniu mulheres em defesa dos direitos femininos e contra o machismo, na tarde deste sábado (31). Com faixas e cartazes, o grupo de mulheres se reuniu no vão livre do MASP. Depois, elas fecharam a pista da Avenida Paulista, sentido Consolação, e saíram em passeata com destino até a Praça Roosevelt, no Centro. As manifestantes são contra o projeto de Lei 5069, de autoria do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), que dificulta o aborto legal em caso de estupro. Elas também pediram a saída dele da presidência da câmara e protestaram contra o machismo e a violência sexual. Segundo a organização do protesto, cerca de 1,5 mil mulheres participaram da manifestação. A Polícia Militar não divulgou números. ...

Leia mais

Proibição do aborto, Eduardo Cunha e o Martelo das Bruxas

Na base do projeto de lei 5069 há uma concepção medieval: a de que mulheres são seres suspeitos, de palavra inconfiável e corpo frequentemente pecaminoso Por Alyson Freire, do Outas Palavras A admissão do projeto de lei (PL) 5069/13 do deputado Eduardo Cunha pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados na última quarta feira, 21/10, mostra como ainda não estão consolidados os direitos sexuais e reprodutivos das mulheres. O projeto é animado por um ímpeto de negar atendimento às mulheres e meninas vítimas de violência sexual. Prevê, mesmo nos casos em que o aborto é permitido, punição aos profissionais de saúde que facilitarem este procedimento. Revela que persiste enorme dificuldade de reconhecer as mulheres como seres autônomos, pessoas plenas e capazes racional e moralmente de se responsabilizar por suas próprias ações e decisões – especialmente no que diz respeito às gestações. As novas restrições tencionadas pelo ...

Leia mais

Eduardo Cunha: não estupre uma mulher duas vezes

Com seu novo projeto de lei, o deputado quer obrigar vítimas de agressão sexual a ter o filho do estuprador por NANA QUEIROZ, do AzMina Quando a Ana foi estuprada pela primeira vez, ela nunca havia visto um pênis – nem em foto, nem em vídeo, somente em ilustrações nos livros de biologia da escola. Ela tinha apenas quinze anos. “Não me lembro mais dos detalhes do estupro, mas me lembro bem dos três dias seguidos de calafrios, dores pelo corpo, dificuldade pra urinar e sentar, e uma dor de cabeça que não dava trégua. Durante 20 anos, a culpa e a vergonha não me abandonaram”, ela confessa. Três anos depois, no entanto, o trauma viria pior: além de ser estuprada novamente, Ana ficou grávida do agressor. Suas noites passaram a ser regadas a pesadelos em que o feto era um monstro que consumia suas vísceras e saia de seu ...

Leia mais

Janot quer que Eduardo Cunha devolva R$ 277 milhões

O VALOR SERIA EQUIVALENTE AOS DANOS CAUSADOS A PETROBRAS Do Época  O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou nesta quinta-feira (20/08) ao Supremo Tribunal Federal (STF) o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o senador e ex-presidente da República Fernando Collor(PTB-AL) pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. São as primeiras denúncias contra parlamentares investigados na Operação Lava Jato. O procurador informou que Eduardo Cunha recebeu propina por meio empresas sediadas no exterior e empresas de fachada. Na denúncia, Janot também pede que o presidente pague U$S 80 milhões pelos danos causados a Petrobras - cerca de R$ 277 milhões. É a primeira denúncia contra um parlamentar investigado na Operação Lava Jato. Em julho, Júlio Camargo – ex-consultor da empresa Toyo Setal – informou ao juiz Sérgio Moro, responsável pelos inquéritos da Operação Lava Jato na primeira instância, que Eduardo Cunha pediu US$ 5 milhões em ...

Leia mais

Renan e Eduardo Cunha foram avisados de que estão na lista de políticos da Lava-Jato

Rodrigo Janot deve enviar nesta terça ao STF os pedidos de abertura de inquérito POR PAULO CELSO PEREIRA, do O Globo  BRASÍLIA - Os presidentes da Câmara, deputado Eduardo Cunha, e do Senado, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), ambos do PMDB foram informados que estarão na lista que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, vai enviar ao Supremo Tribunal Federal (STF). A informação foi confirmada por assessores do Planalto. Renan não quis confirmar se foi avisado que será citado pelo Ministério Público. Em entrevista, ao ser perguntado, Renan respondeu: — Não tenho nenhuma informação. Procurado, o presidente da Câmara informou por mensagem que não recebeu aviso. "Não fui avisado por ninguém. Isso é mentira", escreveu Cunha. Rodrigo Janot deve enviar nesta terça-feira ao STF os pedidos de abertura de inquérito relacionados às autoridades supostamente beneficiárias dos desvios de dinheiro da Petrobras. Ele também deve pedir para o relator dos casos, ministro ...

Leia mais

Eduardo Cunha e todo o poder para os machistas e homofóbicos do Congresso Nacional

Junto com o atual presidente da Câmara dos Deputados, chegam ao poder os setores fundamentalistas, que, desde 2003, se organizam para tomar o poder e impor uma agenda obscurantista de sociedade Por Marcelo Hailer Do Portal Fórum Quando Eduardo Cunha (PMDB-RJ) derrotou o governo e se elegeu presidente da Câmara dos Deputados Federais não significou apenas a derrota do Palácio do Planalto no quesito articulação, mas de todos os setores progressistas do Brasil. Prova disso é que, em menos de 12 horas, Cunha desarquivou um Projeto de Lei de sua autoria que visa instituir o “Dia do Orgulho Heterossexual”, que tem por objetivo proteger a sociedade da “heterofobia” (estamos no aguardo de dados de assassinatos motivados pelo ódio ao heterossexual) e deu regime de urgência à votação do Estatuto da Família, que torna oficial a marginalização das famílias homoparentais e a certificação (como se precisasse) das uniões entre pessoas do ...

Leia mais
Keiny Andrade/UOL

Depoimento: Neon Cunha pediu morte assistida se Justiça não reconhecesse seu de gênero

Eu arrisquei minha vida para poder comemorar o Dia Internacional da Mulher. Não é figura de linguagem. Em 2016, pedi à Justiça o direito à morte assistida caso não pudesse mudar de nome e gênero. E impus uma condição, me recusava a ser diagnosticada com uma patologia, como acontecia até então com mulheres trans. Por Neon Cunha, no Universa Keiny Andrade/UOL Eu poderia ter me tornado um cadáver, mas me tornei Neon Cunha. Sou mulher. Não tenho doença alguma. E quando perguntam se eu estava disposta a morrer, digo um sonoro "É claro". Estava com 46 anos e havia experimentado de tudo. Sofri ameaças, surras, tive arma apontada para cabeça, trabalhei de olheira de cafetina, fiz boquete em policial para evitar espancamento e fui estuprada por bandidos. Mas nunca deixei de querer viver. E quando você tem certeza da vida, não tem medo da morte. E ...

Leia mais
Foto--Dani-Villar

“Ser líder negra é ser infinita, como toda grande força”, diz Neon Cunha

Geledés no Debate inicia 2019 entrevistando Neon Cunha, ativista, publicitária, diretora de arte, negra e trans, ela se tornou conhecida nacionalmente ao entrar com uma ação pedindo morte assistida, caso não fosse aprovada a mudança de seu nome civil. Em 2016, Neon se tornou a primeira mulher trans a mudar de nome e gênero sem a exigência de laudo e sem realizar a cirurgia de redesignação genital, após negar o diagnóstico de transtorno da disforia de gênero. Uma luta que era individual se tornou uma vitória coletiva. Como ela conta aqui, seu principal objetivo era “mudar o processo que estava associado as questões do Protocolo Transsexualizador”. Neon é um nome grego e significa novo. A terceira filha mais velha de uma família de dez filhos relata o apoio e afeto recebidos de sua mãe, faxineira, a quem revelou aos dois anos e meio de idade que era uma menina. Sofrendo ...

Leia mais

Vida e morte de Eduardo: a história do mestrando colombiano da UFRGS morto a tiros pelo vizinho

Jovem que acabara de completar 29 anos havia ganho bolsa para estudar na Suécia. Passou sete meses no hospital e não resistiu, morrendo no fim de setembro Reprodução Por Rodrigo Lopes Do Gauchazh No 105º dia de recuperação, deitado no leito do Hospital Cristo Redentor, em Porto Alegre, o estudante colombiano Eduardo de la Hoz recebeu a notícia que esperava havia meses: havia passado na concorrida seleção para uma bolsa na Oxford Committee for Famine Relief (Oxfam), ONG britânica que busca soluções para a pobreza e a injustiça no mundo. Quando saísse do hospital, estudaria na Suécia. Mas, subitamente, a alegria com que recebera a boa nova foi neutralizada pelo choque de realidade. Vítima de dois tiros de revólver calibre 38, em 16 de fevereiro de 2017, em uma briga de condomínio, Eduardo lembrou o que, naquele momento, parecia um empecilho para viajar ao norte europeu: estava paraplégico.  Não quero mais ...

Leia mais

Bomba atômica: JBS delata Temer, Aécio e compra do silêncio de Cunha

Donos da JBS, o empresário Joesley Batista e seu irmão Wesley foram ao STF fazer uma denúncia explosiva ao ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato; eles têm gravações de Michel Temer dando aval para a compra do silêncio de Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara e deputado cassado, hoje condenado e preso; já o senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi gravado pedindo R$ 2 milhões a Joesley; o dinheiro foi entregue a um primo do presidente do PSDB, numa cena devidamente filmada pela Polícia Federal, segundo denúncia feita pela Globo Do Brasil247 Donos da JBS, os empresários Joesley Batista e seu irmão Wesley fizeram nesta quarta-feira 17 uma denúncia explosiva ao ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, segundo o jornal O Globo. Os empresários disseram ter gravações de Michel Temer dando aval para a compra do silêncio de Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara e deputado cassado, ...

Leia mais

Cunha, desesperado, já ameaça aliados com delação premiada

Cunha está sob forte pressão, diante da possível escolha de um nome “hostil” para a Presidência da Câmara Do Correio do Brasil A noite insone, após a renúncia no final da tarde passada, levou o deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB/RJ) agravou o estado emocional do ex-presidente da Câmara e, nesta manhã, conversou com os poucos aliados que lhe restaram sobre uma possível delação premiada, caso seja pedida a sua prisão preventiva, conforme processo em tramitação no Supremo Tribunal Federal. Deputado da base de Cunha, ouvido pela reportagem do Correio do Brasil, avalia como “bastante possível que ele faça um acordo com a Justiça”, na tentativa de evitar o encarceramento dele, da mulher, Cláudia Cruz, e da filha, Danielle. Cunha está sob forte pressão, diante da possível escolha de um nome “hostil” a Cunha na Presidência da Câmara. Os nome que ele considera viáveis, caso não haja consenso em torno de Rogério ...

Leia mais

Janio alerta para a cidadania italiana de Cunha

Jornalista destaca o fato de a dupla cidadania de Eduardo Cunha não ser objeto de curiosidade nem da imprensa, nem da própria Operação Lava Jato; ao mencionar uma possibilidade de fuga, aparentemente não demonstrada pelo peemedebista, Janio de Freitas diz que "a esquecida ou ignorada cidadania italiana de Eduardo Cosentino da Cunha (...) passa a ter uma importância judicial não prevista, contra uma utilidade previsível por seu detentor"; "O cidadão italiano tem a paz que o cidadão brasileiro perdeu", observa Do Brasil247 O jornalista Janio de Freitas se atenta para um fator importante envolvendo o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ): a cidadania italiana do deputado. A notícia ganha importância diante do fato de que Cunha, prestes a ter o mandato cassado, também pode ver em breve o STF aceitar o pedido de prisão apresentado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra ele. "A esquecida ou ignorada cidadania italiana ...

Leia mais

Conselho de Ética recomenda cassar mandato de Cunha: Entenda o que acontece agora

Após oito meses de uma tortuosa tramitação, o Conselho de Ética da Câmara finalmente concluiu a análise do processo contra o deputado Eduardo Cunha, presidente afastado da Casa. Por Mariana Schreiber Do BBC A indefinição durou até o último momento, mas o peemedebista acabou derrotado em placar apertado: por 11 votos a 9, o colegiado aprovou o parecer do relator Marcos Rogério (DEM-RO), que recomenda sua cassação. Agora, o caso irá a plenário - são necessários os votos da maioria simples (ao menos 257 dos 513 deputados) para a perda do mandato. No entanto, isso ainda deve levar algumas semanas, já que Cunha vai recorrer à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara para tentar anular o processo do conselho. A representação contra o peemedebista foi apresentada em outubro por Rede e PSOL, que o acusam de ter mentido à CPI da Petrobras quando disse que não tinha contas no ...

Leia mais
Página 1 de 22 1 2 22

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist