Cearense no comando nacional da Cufa

Em solenidade no Theatro José de Alencar, o rapper Preto Zezé assumiu oficialmente a presidência da entidade. A ideia é descentralizar a gestão

 

Dos morros cariocas para as comunidades periféricas de Fortaleza. Ontem, a Central Única das Favelas (Cufa) formalizou um processo de “descentralização e alternância” administrativa que culminou em mudanças na presidência nacional da entidade, que mantinha a mesma direção desde sua fundação, em 1998.

No Teatro José de Alencar, em Fortaleza, representantes dos poderes executivo e legislativo prestigiaram a solenidade de posse do produtor cultural cearense Francisco José Pereira de Lima, o Preto Zezé, à frente da entidade. Ele substitui o rapper carioca MV Bill no cargo.

“A gente começou a perceber que essa direção, por mais coletiva, ficava restrita ao Rio de Janeiro e a gente não conseguia exercer a quebra do eixo Rio-São Paulo. A gente identificou no Zezé uma liderança natural”, justificou MV Bill.

Zezé enfatizou o caráter apartidário da Cufa. “A gente tá fazendo um movimento que é político, mas não é partidário. Político porque demanda da favela uma atuação por visibilidade”, disse à plateia composta, em parte, por titulares de cargos públicos.

Ao invés de uma faixa, MV Bill passou a Preto Zezé um anu preto de madeira, ave que, durante o período colonial, foi associada pejorativamente aos escravos. Hoje ela é sinônimo de afirmação para grupos negros brasileiros. No ritual de posse, os diretores estaduais da Cufa passaram o símbolo de mão em mão, chegando às de MV Bill e, em seguida, às de Zezé.

A rapper fluminense Nega Gizza entregou a vice-presidência da Cufa para a produtora cultural mato-grossense Karina Santiago. Karina coordenava a base municipal de Cuiabá.

Prestígio

A solenidade de posse de Preto Zezé contou com a presença de parlamentares e representantes do poder executivo que reforçaram o “importante diálogo” que o Estado brasileiro precisa estabelecer com os movimentos sociais.

O presidente da Câmara Municipal, Acrísio Sena (PT), anunciou a criação de uma caravana, em parceira com a Cufa, pelo enfrentamento ao crack. Ainda não há previsão para o início da campanha educativa e preventiva que circulará pelos bairros de Fortaleza. O deputado Júlio César Filho (PTN) representou o presidente da Assembleia Legislativa, Roberto Cláudio (PSB).

A prefeita Luizianne Lins (PT) foi representada pelo coordenador de articulação política da Prefeitura, Waldemir Catanho. Já o governador Cid Gomes (PSB) foi substituído pelo secretário extraordinário da Copa de 2014, Ferruccio Feitosa. Os músicos Raimundo Fagner e Mano Brown também acompanharam a solenidade.

O quê

ENTENDA A NOTÍCIA

A Cufa atende mais de 70 mil jovens nos 27 estados, além das sedes em outros 17 países. A entidade desenvolve trabalhos de inclusão social em áreas como esporte, cultura e cidadania. Os principais projetos envolvem o hip hop.

PERFIL

Preto Zezé, 34, presidente nacional da Cufa

Francisco José Pereira de Lima, o Preto Zezé, nasceu e se criou na Comunidade das Quadras, um quarteirão de casas populares no bairro Dionísio Torres, em Fortaleza. Sem filiação partidária, o produtor cultural de 34 anos já foi flanelinha da Assembleia Legislativa e se envolveu com projetos do hip hop ao ingressar no Movimento Cultura de Rua. Em 2003, tornou-se coordenador da Cufa Ceará, sede local que só seria formalizada em 2005. Idealizou projetos como o “Se Liga: o Som do Hip-Hop”, programa da Universitária FM 107.9. Ontem, Zezé recebeu a presidência nacional da Cufa das mãos de MV Bill. Nascido e criado no bairro carioca Cidade de Deus, o rapper dirigiu o documentário Falcão – Meninos do Tráfico (2006) e escreveu o livro Cabeça de Porco (2005).

 

Fonte: O Povo online

+ sobre o tema

Projeto de escolas cívico-militares é aprovado na Alesp após estudantes serem agredidos por policiais

O projeto de lei que prevê a implementação das escolas...

Educação domiciliar e seus impactos para a convivência democrática

A educação domiciliar, também conhecida internacionalmente como homeschooling, tem...

Candidatos do Rio Grande do Sul terão isenção no Enem

O ministro da Educação, Camilo Santana, anunciou que todos...

Liberdade para Ensinar e Aprender: Pesquisa Nacional Analisa Violências Sofridas por Educadores/as no Brasil

O Observatório Nacional da Violência contra Educadoras/es (ONVE), sediado...

para lembrar

MEC libera inscrições para o Fies

Pedidos devem ser feitos pela internet. Estudante poderá fazer solicitação...

Cotas têm o potencial de mudar o perfil da sociedade brasileira, afirma Nilma Lino Gomes

A nova ministra da Secretaria de Políticas de Promoção...

Contrução identitário e a importância da educação das relações étnico-raciais na infância

Os espaços de educação infantil são característicos pela ampliação...

Justiça determina que federal do RS reintegre 781 alunos excluídos por mau desempenho

Ação foi movida pelo Diretório Central de Estudantes Por Flavio Ilha...
spot_imgspot_img

FGV e Fundação Itaú oferecem bolsas de mestrado em comunicação digital e cultura de dados

A FGV-ECMI (Escola de Comunicação, Mídia e Informação da Fundação Getúlio Vargas) vai oferecer 30 bolsas integrais para o mestrado em comunicação digital e...

Projeto de escolas cívico-militares é aprovado na Alesp após estudantes serem agredidos por policiais

O projeto de lei que prevê a implementação das escolas cívico-militares na rede estadual e municipal de ensino foi aprovada na noite desta terça-feira (21) na...

Educação domiciliar e seus impactos para a convivência democrática

A educação domiciliar, também conhecida internacionalmente como homeschooling, tem sido objeto de debate em diversos contextos nacionais e internacionais, mobilizando famílias, a sociedade e...
-+=