Prouni 2023: MEC divulga resultado da 1ª chamada

Enviado por / FonteG1

Programa oferece bolsas integrais e parciais em instituições particulares de ensino superior. Candidato deve ter feito Enem 2021 ou 2022 e obtido nota mínima nas provas e redação.

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta terça-feira (4) o resultado da primeira chamada do Programa Universidade Para Todos (ProUni) do segundo semestre. Para conferir o resultado, o candidato deve acessar o site do programa: http://acessounico.mec.gov.br/prouni.

  • A iniciativa oferece bolsas de estudo de 50% e 100% em instituições particulares de ensino superior.
  • O candidato selecionado tem de 4 a 14 de julho para comprovar as informações prestadas na inscrição e garantir a vaga.
  • A documentação deve ser apresentada junto à faculdade para a qual foi aprovado.

Também nesta terça começa o prazo de inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) 2023 do segundo semestre. Os candidatos devem se inscrever no portal do Fies.

Requisitos para o ProUni

Para se inscrever, o candidato precisa ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 ou 2022 e obtido média mínima de 450 pontos nas áreas de conhecimento e nota superior a zero na redação.

Para concorrer às bolsas integrais, o estudante deve ainda ter renda familiar bruta mensal per capita de até um salário mínimo e meio.

Para as bolsas parciais, o limite da renda familiar bruta mensal per capita é de três salários mínimos.

Além disso, é preciso atender a pelo menos um dos pontos abaixo:

  • Ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública;
  • Ter cursado o ensino médio completo em escola privada como bolsista integral;
  • Ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada, na condição de bolsista integral;
  • Ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada com bolsa parcial ou sem a condição de bolsista; ou
  • Ter cursado o ensino médio completo em escola privada com bolsa parcial da respectiva instituição ou sem a condição de bolsista;
  • Ser pessoa com deficiência, na forma prevista na legislação; ou
  • Ser professor da rede pública de ensino, exclusivamente para os cursos de licenciatura e pedagogia, destinados à formação do magistério da educação básica.

+ sobre o tema

Provas do Enem 2024 serão em 3 e 10 de novembro; confira o cronograma

O cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)...

Da proteção à criação: os pós-docs negros da USP nas fronteiras da inovação

Desenvolvimento de produtos, novas tecnologias para a geração de...

Programa Erasmus oferece bolsas integrais na Europa

O Erasmus, programa promovido pela União Europeia para fomento a...

para lembrar

Manifesto Contra a Regulamentação da Educação Domiciliar e em Defesa do Investimento nas Escolas Públicas

As Coalizões, Redes, Entidades Sindicais, Instituições Acadêmicas, Fóruns, Movimentos...

O desenvolvimento do racismo na infância – por Gabriela Pires

Como adulta sempre tive uma relação um tanto estranha...

I Simpósio Internacional da ABPN

"Gestão da Educação Superior: construindo conhecimento e conectando as...
spot_imgspot_img

Taxa de alfabetização chega a 93% da população brasileira, revela IBGE

No Brasil, das 163 milhões de pessoas com idade igual ou superior a 15 anos, 151,5 milhões sabem ler e escrever ao menos um...

Provas do Enem 2024 serão em 3 e 10 de novembro; confira o cronograma

O cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2024 foi divulgado nesta segunda-feira (13). As provas serão aplicadas nos dias 3 e 10...

Da proteção à criação: os pós-docs negros da USP nas fronteiras da inovação

Desenvolvimento de produtos, novas tecnologias para a geração de energia, manejo ecologicamente correto na agricultura e prevenção à violência entre jovens nativos digitais. Essas...
-+=