Site de ONGs exibirá os “ficha-limpa”

Por: ELTON BEZERRA

 

Objetivo de organizações é “fazer a lei pegar’; candidatos também terão que prestar contas de gastos eleitorais

Empresas estão sendo estimuladas a fazer doações apenas para os candidatos que divulgarem seus dados

 

Está no ar a partir de hoje um site com o cadastro de candidatos que atendem à Lei da Ficha Limpa.

A página na internet (www.fichalimpa.org.br) foi idealizada pelas ONGs Abracci (Articulação Brasileira Contra a Corrupção e Impunidade) e MCCE (Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral). A adesão dos candidatos é voluntária.

Todos os partidos foram informados da criação e iniciativa do site. As ONGs enviaram carta às legendas convidando-os a participar de sua divulgação. Na carta, disseram que a sociedade quer “fazer a lei pegar”.

Além da “ficha-limpa”, o site exige também prestação de contas semanal, que deve incluir a origem e o montante de recursos obtidos assim como os gastos realizados.

Pela legislação, o candidato precisa prestar contas somente 30 dias após o pleito.

Para Paulo Itacarambi, vice-presidente do Instituto Ethos, que participa da iniciativa, a ideia é “que os candidatos que são de fato “ficha-limpa” assumam o compromisso com a transparência”. Em relação à participação das empresas na captação de recursos, ele disse que estão incentivando-as a condicionar suas doações à divulgação da arrecadação do candidato.

“Agora é a hora da verdade”, afirmou. “Quem não fizer, tem alguma coisa para esconder?”, questiona.

“Sem um controle social democrático, a Lei da Ficha Limpa pode acabar no esquecimento”, diz Oded Grajew, presidente do Ethos.

O candidato que deseja ter seu nome divulgado no site deve providenciar a seguinte documentação: registro de candidatura no TRE (Tribunal Regional Eleitoral), comprovantes de que não tem condenação em outros Estados pelos crimes listados na Lei da Ficha Limpa e declaração de que não renunciou a mandato para evitar cassação, além de endereço de página na internet na qual deverá prestar contas da campanha eleitoral.

O site conterá dados dos candidatos a presidente da República, governador, senador e deputado federal.

Os internautas poderão questionar as informações dos candidatos, denunciando irregularidades ao administrador do site.

 

 

Fonte: Folha de S.Paulo

+ sobre o tema

Sakamoto: Depois de muito tempo, este blog desce do pedestal e responde a um leitor

por Leonardo Sakamoto Detesto fazer o que chamo...

Mulatas Puro Sangue e a cultura do negro, por Jamyle Vanessa Brasil

E no Brasil, não foi diferente a exclusão das...

Leandro Karnal: 4 Apontamentos Sobre a atual situação do Brasil

Pela segunda vez estou longe do país num período...

para lembrar

Indígenas são eleitos no Norte, Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste

Várias etnias ganham representação nas Câmaras e até em...

Litoral

Por: SÉRGIO MORADEI DE GOUVEA   "É muito preocupante...

Direitos sociais: desmoralizante retrocesso brasileiro

Os direitos sociais são direitos fundamentais da pessoa humana,...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...

Equidade só na rampa

Quando o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, perguntou "quem indica o procurador-geral da República? (...) O povo, através do seu...
-+=