quarta-feira, novembro 25, 2020

    Tag: humor

    Reprodução/ Insecure

    A resposta pro cinismo branco é o deboche preto

    O bom humor é uma das características mais marcantes do famoso jeitinho brasileiro, parece que gerações e gerações inconscientemente aprenderam a serem bem humoradas, mesmo com toda a dificuldade que é viver no Brasil.  Indo além da superfície, essa suposta cordialidade mascara diversos traumas sociais brasileiros, um deles é o jeito “bem humorado” que lidamos com nossas relações raciais. Sandra Dahia, professora da UFPB, pesquisa como o riso aparece como solução “bem humorada” para lidar com a nossa tensa relação racial. Segundo a pesquisadora, para a branquitude, lidar de forma bem humorada com a questão racial seria uma das maneiras de evitar o desgaste nessa complicada relação. Através de piadas e brincadeiras duvidosas o brasil conseguiria velar ainda mais o racial em sua democracia harmoniosa, evitando conflitos desnecessários. Não é à toa que em uma certa data do ano um trecho editado tendenciosamente fora de contexto de uma entrevista de ...

    Leia mais
    Paródia. Do grego parodía, 'canto ao lado de outro' Foto: Fernanda Rossi

    Concurso de paródia propõe humor sem bullying: ‘Temos que rir do opressor e não do oprimido’, diz organizador

    Humor sem bullying. Essa é a premissa do “Hoje eu vou parodiar”, concurso virtual idealizado pelo compositor e roteirista Edu Krieger e pela produtora cultural Danusa Carvalho, que oferece até R$ 2 mil em prêmios e arrecada fundos para profissionais da cultura em situação vulnerável na pandemia. A ideia do festival, cujo resultado será divulgado nas redes sociais no dia 20 de agosto, é espantar o baixo astral da quarentena e estimular criatividade e protestos respeitosos de compositores profissionais, amadores ou aventureiros de plantão. O regulamento do concurso é categórico ao ameaçar com desclassificação imediata músicas que resvalem em preconceito. Até agora, 500 paródias foram inscritas sob essa condição: a de apresentar releituras cômicas de composições evitando que a ironia e o deboche inerentes ao estilo reforcem homofobia, racismo ou sexismo, por exemplo.. — A paródia sempre riu das minorias, dos oprimidos — lembra Krieger, citando como exemplo o “Concurso ...

    Leia mais
    adelaide

    O “Humor” Brasileiro é uma Tragédia Racial

    Para quem ainda não entendeu Black Face é racismo, uma prática antiga do teatro e que é basicamente feita por pessoas brancas que, no auge dos seus privilégios, zombam o negro quando fazem uma caricatura estereotipada de nós, ou melhor dizendo, do que imaginam ser o negro, reforçando nossas características físicas que se sobressaem aos olhos racistas, com intuito de zombar, fazer piada e provocar risos. por Stephanie Ribeiro no Imprensa Feminista Geralmente, as pessoas se pintam de preto, usam perucas de cabelo crespos e até podem desenhar bocas com grandes lábios. No Brasil práticas como essa são corriqueiras na televisão brasileira, numa sociedade racista que fingi que não é, o negro é constantemente humilhado com a finalidade de causar risos e humoristas que fazem isso saem ilesos ou até se colocam num papel de vítimas perseguidos pela "censura" dos ativistas. O mais recente caso é da personagem "Africano" do famigerado Pânico na Band (aquele ...

    Leia mais

    ‘Pânico na Band’ é denunciado por racismo devido a personagem que mostra ‘africano imbecilizado’

    Comissão da OAB autora da denúncia considera que quadro guarda resquícios da escravidão no Brasil POR RENATA MARIZ, do O Globo Um personagem do programa Pânico na Band, identificado como Africano, é alvo de denúncia encaminhada à Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) da Presidência da República. A Comissão Nacional da Verdade da Escravidão Negra no Brasil, ligada ao Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), pediu ao governo federal que tome providências contra o quadro considerado racista. Segundo a denúncia, à qual o GLOBO teve acesso, o personagem interpretado por Eduardo Sterblitch “não possui expressão, aproximando-se de um selvagem, razão pela qual os internautas começaram a denunciar o assunto nas redes sociais”. A comissão da OAB ressaltou que o programa remete aos “históricos black faces”, atores brancos que se pintavam de preto para interpretar personagens afrodescendentes. — Além da prática lamentável do chamado black ...

    Leia mais
    sergio-martins

    Sérgio Martins – A personagem Adelaide do Zorra Total não é humor é Racismo !

    por Sérgio Martins Adelaide do Zorra Total não é humor é Racismo! Já faz um bom tempo que não me atenho em programas de televisão aberta ou fechada; tenho vivido um período de introspecção e mudança de hábitos,  utilizando  a internet para atualizar minhas informações diárias, abandonando o  hábito de assistir os telejornais. Outra razão de perda de contato com os programas televisivos foi a rotina de trabalho que incluía aulas noturnas que se encerravam por volta das vinte e duas horas. Apesar deste distanciamento costumo observar a tendência dos programas humorísticos, hoje com menos qualidade, mas ainda resistente nas grades das emissoras. Um traço comum perpassa todas as propostas humoristas, a condição periférica dos comediantes negros e negras. Bom, o que não é novidade em se tratando da composição dos interlocutores nos programas de televisivos que exibem uma sociedade imaginária composto de brancos e pessoas embranquecidas como se ta imagem corresponde-se ao real contexto da sociedade brasileira. A invisibilidade dos negras e ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist