terça-feira, dezembro 1, 2020

    Tag: Ivana Bentes

    The Libraries Are Aprecciated, Jacob Lawrence, 1960 (Foto: Reprodução/Philadelphia Musem of Art)

    Nós, os brancos, e a nova partilha discursiva

    Mesmo tendo que ser muito cuidadosos com a “cultura do linchamento” e do “cancelamento”, há questões muito importantes no debate suscitado por uma figura respeitada como Lilia Schwarcz em relação ao direito de qualquer um de nós analisarmos criticamente a produção cultural contemporânea para além e independentemente do nosso “lugar de fala”. No caso, a produção é o álbum visual Black is king, de Beyoncé. Hoje, as controvérsias em torno da noção de “lugar de fala” e das “pautas identitárias” atualizam e repetem as reações hostis contra as cotas raciais reproduzidas por intelectuais brancos, utilizando argumentações muito semelhantes. O célebre e criticado “Manifesto contra as cotas raciais”, publicado em maio de 2006, tinha como título: “Todos têm direitos iguais na República Democrática”. Endossado por artistas e intelectuais reconhecidos como Lilia Schwarcz – que, em 2019 publicou em seu Facebook um pedido de desculpas pela adesão ao documento -, o abaixo-assinado invocava o “direito universal” para ...

    Leia mais

    Ivana Bentes: narrativa do impeachment foi construída pela mídia brasileira

    Tempestade midiática foi calibrada e modulada, sua velocidade e intensidade foi gerida. Efeito co-produziu um exército de trolls nas redes e a polarização exacerbada entre direita e esquerda Por Ivana Bentes Do RBA Eis que a profecia autorrealizável se cumpriu. "PT deixa o governo após 13 anos" é a frase-slogan de triunfo de um grupo político 4 vezes derrotado nas eleições e estampado neste 31 de agosto de 2016 no site da Globo, deixando claro o que estava em jogo no impeachment da presidenta Dilma Rousseff. A operação jurídico-midiática que viabilizou o impeachment também explicitou um fato sabido: o negócio da mídia brasileira não é jornalismo e nem notícias, é construção de crise, instabilidade e "normalidade". É o que podemos chamar também de novelização das notícias e uma tentativa exaustiva de "direção de realidade". Foi o que vimos desde o editorial de 1º de janeiro de 2015 de O Globo, ...

    Leia mais

    Mídia e Judiciário impuseram uma operação de guerra simbólica, diz Ivana Bentes

    Fratura exposta ou o transe da democracia. Arranjos novos vêm com frescor para desarrumar o arrumado. Entrevista especial com Ivana Bentes Por João Vitor Santos, do GGN  “A insatisfação genérica contra o governo Dilma ganha um sentido próximo de 2013, um “que se vayan todos”, mas que vai se qualificando e complexificando: barrar o impeachment, pressionar o governo para guinar à esquerda, rejeitar um governo Temer, pedir eleições gerais, ocupar as ruas com protestos em fluxo contínuo por uma reforma política”, afirma a pesquisadora. “A mídia e o jurídico impuseram uma operação de guerra simbólica e de linguagem que paralisou a todos”, diz Ivana Bentes ao comentar a repercussão da atual crise política instalada no país. Para ela, esta operação deu curso a um “golpejurídico-midiático”, que pode ser compreendido a partir da “articulação de poderes com capacidade de construção de narrativas de alto impacto e que precipitam, aceleram e conduzem o desenrolar dos acontecimentos segundo um roteiro prévio”. ...

    Leia mais

    Planalto vai pedir direito de resposta à IstoÉ; “violência contra todas as mulheres”, diz Ivana Bentes

    Montagem simula Dilma descontrolada no Alvorada; Domingos Alzugaray, o dono da IstoÉ; “histéricas” eram submetidas a tratamento e/ou julgamento, uma forma de submetê-las ao controle masculino Um ataque as Mulheres! É um acinte, um desrespeito e uma violência contra todas as mulheres a capa da Revista Isto É com um texto vexaminoso, utilizando todos os estereótipos e adjetivos machistas e misóginos, para desqualificar uma mulher na Presidência do Brasil! A estratégia da revista é a mesma utilizada no vazamento contra Lula, que expunha sua fala informal em telefonemas privados usados para desclassificá-lo moralmente. Mas com Dilma Rousseff é ainda pior, mais escandaloso, sexista e intolerável. É um ataque e um texto que ultrapassa qualquer ética jornalistica, com aspas sem nenhuma fonte! Vendo o impeachment balançar na correlação das forças políticas, com uma reação vigorosa nas ruas do Brasil e na mídia internacional, a revista IstoÉ parte para uma desqualificação psicológica ...

    Leia mais

    Rearticular e ampliar os Pontos de Cultura será uma prioridade do MinC, garante Ivana Bentes

    Em entrevista exclusiva, a nova secretária de Cidadania e Diversidade Cultural do ministério admitiu que a política dos pontos de cultura foi deixada de lado nas últimas gestões e firma compromisso com sua retomada; foco na cultura de periferia e na mídia livre são outras demandas para os próximos quatro anos Por Ivan Longo Do Portal Fórum  Produtores culturais, artistas, coletivos e movimentos de todo o país podem comemorar: a maior política pública no âmbito cultural já criada no país – os Pontos de Cultura – está prestes a ser retomada. Pelo menos é o que garante Ivana Bentes, a mais nova secretária de Cidadania e Diversidade do Ministério da Cultura. No início do mês, Ivana participou de uma série de eventos com agitadores culturais da periferia e, em um deles, com a Liga do Funk de São Paulo, concedeu uma entrevista exclusiva à Fórum. Ela admitiu que as últimas gestões ...

    Leia mais

    O ‘ódiojornalismo’ segundo a nova secretária de Cidadania e Diversidade Cultural

    vana Bentes, professora e pesquisadora da UFRJ, foi convidada pelo ministro Juca Ferreira para comandar a Secretaria de Cidadania e Diversidade Cultural da pasta. Do DCM Algum tempo atrás, Ivana concedeu uma entrevista ao site da Unisinos na qual fez uma análise do “ódiojornalismo”. A fábrica de fatos e a produção da opinião pública Essa cultura do “ódiojornalismo” e o estilo Veja também aparecem na retórica dos articulistas e colunistas de diferentes jornais e veículos de mídia que formam hoje uma espécie de “tropa de choque” ultraconservadora (Arnaldo Jabor, Diogo Mainardi, Reinaldo Azevedo, Merval Pereira, Demétrio Magnoli, Ricardo Noblat, Rodrigo Constantini, são muitos), que alimentam uma fábrica de memes de uma ultradireita que se instalou e trabalha para minar projetos, propostas, seja de programas sociais, seja de ampliação dos processos de participação da sociedade nas políticas públicas, seja de processos de democratização da mídia e todo o imaginário dos movimentos ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist