quarta-feira, maio 27, 2020

    Tag: Juliana Borges

    André Zanardo/Justificando

    Feminismo não é sobre colocar a mesa do jantar. Mas é também.

    A escritora Juliana Borges é a nossa colunista sobre feminismo e questões sociais Por Juliana Borges, da Revista Claúdia Juliana Borges  (Foto: André Zanardo/Justificando) Uma ideia confusa rola por aí: a de que o feminismo tenta impor um jeito de ser para as mulheres. Eu chego a bugar quando vejo esse tipo de confusão, mas eu entendo que ela exista. Muita gente, na boa intenção de desfazer este nó, vai afirmar o lado mais político do feminismo, já que foram difundidas muitas coisas que interferem na esfera pessoal quando falamos deste movimento. Isso mesmo: movimento. O Feminismo não é uma ideologia, não é uma doutrina. O Feminismo é um movimento. E, por ser movimento, ele tem muitas tendências de pensamento, principalmente no que se refere à tática para alcançarmos a equidade. Eu vejo o feminismo como um movimento político e filosófico. Por que? Um movimento político, ...

    Leia mais
    Autora do livro “O que é encarceramento em massa?” esteve em Porto Alegre na sexta-feira | Foto: Guilherme Santos/Sul21

    ‘Medo faz sociedade dar respaldo a práticas violentas de suposta repressão ao crime’

    Abolicionista penal, feminista interseccional, mulher negra e pesquisadora de Antropologia na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESP-SP), Juliana Borges publicou recentemente o livro “O que é encarceramento em massa?”, o segundo da série Feminismos Plurais. A autora atualmente divide seu tempo entre a pesquisa e os lançamentos conjuntos da coleção, cujo primeiro livro foi “O que é Lugar de Fala?”, de Djamila Ribeiro, e eventos nos quais é convidada a falar. Nesta sexta-feira (31), ela esteve em Porto Alegre para participar do Seminário Internacional Rotas Críticas IX: Gênero, criminalidade e corpos femininos em situação de prisão, da Escola de Enfermagem da UFRGS. Por Débora Fogliatto, do Sul 21 Autora do livro “O que é encarceramento em massa?” esteve em Porto Alegre na sexta-feira | Foto: Guilherme Santos/Sul21 Juliana também já foi articuladora política da Iniciativa Negra por uma Nova Política sobre Drogas (INNPD), assessora da Secretaria de ...

    Leia mais
    blank

    “A guerra às drogas afeta diretamente a vida de mulheres negras”

    Pesquisadora e autora do livro 'O que é encarceramento em massa?' explica a relação entre as altas taxas de encarceramento e o racismo no Brasil por Tatiana Merlino , da Carta Capital  '68% da população prisional feminina é composta de mulheres negras' (Foto Cauê Gomes/Carta Capital) Não é possível falar sobre o sistema carcerário brasileiro sem discutir racismo e feminismo negro, explica a pesquisadora Juliana Borges, autora de "O que é Encarceramento em Massa?", lançado no começo de março. "Houve um aumento exponencial da prisão de mulheres, e de mulheres negras, depois da promulgação da lei de drogas", explica. Entre 2006 e 2014, a população feminina nos presídios aumentou em 567,4% incluindo o Brasil no ranking dos países que mais encarceram no mundo, ficando no 5º lugar. 67% destas mulheres são negras. "Minha militância sempre passou pelo debate da violência policial", afirma a pesquisadora, nascida numa família de mulheres fortes do Jardim São Luís, zona sul ...

    Leia mais
    Lívia Cruz e Bárbara Sweet, rappers protagonistas do vídeo “react objetificando”, citado no texto. Foto: Reprodução/ YouTube

    O racismo é implacável: as diferenças entre privilégio e vantagem social

    Estes dias, eu estava participando de um diálogo sobre machismo. Em um dado momento, afirmei categoricamente, e sem me aprofundar, que homens negros não tem privilégios, mas vantagens sociais. Fui indagada depois sobre isso, já que não me aprofundei, e acabei não respondendo porque penso que para explicar o que eu estava afirmando, eram necessárias mais do que meia dúzia de linhas numa rede social. Por Juliana Borges, do Justificando  Lívia Cruz e Bárbara Sweet, rappers protagonistas do vídeo “react objetificando”, citado no texto. Foto: Reprodução/ YouTube Daí que acontece uma situação que eu vejo como um case para esta diferença de conceitos que precisamos começar a trabalhar de modo mais coerente em nossos ativismos e militâncias. Essa semana mesmo, eu tive que alertar uma companheira negra de pele clara que ela não tinha privilégios, mas vantagens no sistema de opressão. Parece pouco, mas isso é importantíssimo ...

    Leia mais
    blank

    Aumento do encarceramento feminino revela racismo estrutural nas prisões

    Livro "O Que é Encarceramento em Massa" discute tema com base em intelectuais negras como Sueli Carneiro e Angela Davis Por Norma Odara, do Brasil de Fato Segundo Anuário Brasileiro de Segurança pública, em 2014 607.731 pessoas estavam presas no Brasil / Arquivo/Agência Brasil "O Que é Encarceramento em Massa" é o nome do livro da série Feminismos Plurais, que discute a fusão entre aprisionamento, seletividade penal e racial no Brasil e feminismo negro. A obra tem como base as teorias de inteletuais negras como Sueli Carneiro e a estadunidense Angela Davis. A pesquisadora em Antropologia na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP), Juliana Borges, que também foi secretária-Adjunta da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres da Prefeitura de São Paulo, em 2014  recebeu o convite da filósofa Djamila Ribeiro para abordar o tema sobre segurança pública no livro. Na obra, a autora alerta para o ...

    Leia mais
    blank

    Pesquisadora discute encarceramento em massa com base em pensadoras negras

    Com a intenção de introduzir e estimular homens e mulheres sobre uma pauta que tem cada dia mais ganhado centralidade na luta antirracista, a pesquisadora em Antropologia na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESP-SP), e feminista negra interseccional, Juliana Borges lança o livro “O que é encarceramento em massa?”, da série Feminismos Plurais. O primeiro livro “O que é Lugar de Fala?”, foi publicado com autoria de Djamila Ribeira. Foto: André Zanardo/Justificando Do Justificando Juliana é colunista dos sites: Justificando; Blog da Boitempo; Fundação Perseu Abramo e Revista Fórum. Além disso, foi articuladora política da Iniciativa Negra por uma Nova Política sobre Drogas (INNPD), assessora da Secretaria de Governo Municipal e Secretária-Adjunta da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres da Prefeitura de São Paulo. Em um primeiro momento, pode parecer estranho linkar  feminismo negro e encarceramento em massa como pautas que se encontram e interseccionam. Infelizmente, a realidade ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist