quarta-feira, julho 15, 2020

    Tag: Leci Brandão

    Foto: Alesp

    Leci Brandão cria frente parlamentar de defesa da Petrobras

    A deputada estadual conseguiu a adesão de 35 deputados, de treze partidos diferentes, para criar a Frente que fará oposição ao discurso da mídia e de figuras políticas que insistem na ideia de privatizar a maior estatal do país; “Uma coisa é tentar condenar quem pega dinheiro dinheiro da empresa, outra é condenar os trabalhadores dessa empresa” Por Ivan Longo Por Portal Fórum  Proposta pela bancada do PCdoB na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), a Frente Parlamentar de Defesa da Petrobras será lançada nesta quarta-feira (3) e contará, ao todo, com a participação de 35 deputados estaduais de treze partidos diferentes, incluindo os de oposição. A ideia, com a Frente, é acompanhar e propor políticas e ações que tenham por objetivo o fortalecimento da Petrobras como empresa nacional, para que seus recursos contribuam com o desenvolvimento econômico e social do país. “A ideia surgiu diante de todo esse processo contra ...

    Leia mais
    Foto: Alesp

    Leci Brandão é alvo de ódio e intolerância: “Passaria a faca no seu pescoço”

    Por apoiar o arquivamento de um projeto que proíbe o uso de animais em rituais religiosos, a deputada foi xingada, ofendida e ameaçada em sua página do Facebook. Além das críticas a Leci, os internautas destilaram todo o seu preconceito contra as religiões de matriz africana: “Jogo bomba em cima de centro de macumba!”  Por Ivan Longo Do Portal Fórum  A deputada estadual Leci Brandão (PCdoB-SP), defensora assídua da cultura negra e das manifestações religiosas de matriz africana, vem sendo alvo de duros ataques de ódio e racismo em sua página no Facebook. Nos últimos dias, depois que Leci compartilhou post em que se mostrava favorável ao arquivamento de um projeto de lei que proibiria o uso de animais em rituais religiosos, diversos internautas, sob a justificativa de serem “defensores dos animais”, destilaram todo o seu ódio e preconceito contra a deputada e as religiões que defende. Imagem: ...

    Leia mais
    blank

    Pontos de Cultura paulistas se reúnem em Campinas para debater a estadualização Lei Cultura Viva

    Em fase de regulamentação, a Política Nacional de Cultura Viva mobiliza redes de Pontos de Cultura pelo Brasil. Em Campinas (SP), nos dias 27, 28 de fevereiro e 01 de março  acontece o Encontro de Planejamento do Encontro de Pontos de Cultura de São Paulo”. A estadualização e a municipalização da Lei Cultura Viva são as  principais pautas em questão. Além disso, a mobilização e a rearticulação dos pontos também são propostas das atividades que acontecerão na Câmara Municipal de Campinas e na Casa de Cultura Fazenda Roseira. Cerca de 15 representantes dos Fóruns Regionais e de 40 Pontos de Cultura estarão presentes. Por Renato César Pereira  Do Campinas Press O debate sobre a Política Federal, Estadual e Municipal de Cultura Viva marcará o primeiro dia do Encontro, que contará com convidados como a deputada estadual Leci Brandão, autora da Lei Cultura Viva do estado de São Paulo; Carlos Neder, presidente ...

    Leia mais
    Rodrigo Capote/UOL

    Mulher, negra, de esquerda: Abre alas para Leci Brandão

    Na semana do carnaval, a lendária figura do samba e deputada estadual por São Paulo fala a respeito da festa popular e de sua atuação na Assembleia, focada em cultura e direitos humanos. “Como deputada, dou continuidade à luta que sempre tive como artista” Por Ivan Longo Do Portal Fórum  Carioca de Madureira, foi em São Paulo que a primeira mulher a compor um samba para a Mangueira encontrou apoio para exercer, no âmbito político, sua luta em relação ao direitos humanos. Aos 70 anos, Leci Brandão tem o fôlego de uma jovem militante para denunciar preconceitos ou qualquer tipo de atitude que viole suas principais bandeiras: cultura, juventude, movimento negro e mulheres. “Sou carioca, mas o povo do estado de São Paulo, desde os anos 1980, me acolheu, me adotou e entendeu toda a minha forma de compor, minha postura nos principais assuntos que aconteceram nesse pais, principalmente quando ...

    Leia mais
    blank

    Entre o Vermelho e o Azul, o Brasil elegeu o branco

    A mais acirrada disputa presidencial das últimas décadas suscitou discussões acaloradas sobre um país que se dividiria entre o vermelho, do PT, e o azul, do PSDB. Poucos notaram a cor que, de fato, predominou nas urnas – o branco. Se o mapa nacional fosse pintado de acordo com os políticos que se elegeram em outubro, pouco restaria da imagem de nação multirracial: de cada quatro eleitos, três se apresentam como brancos aos eleitores. Por Edson Sardinha  No: vermelho Pela primeira vez, os candidatos foram obrigados este ano a informar sua cor à Justiça eleitoral. O balanço final não poderia ser mais revelador das contradições de um país que se fez, como poucos no mundo, da mistura de raças e se cobriu historicamente sob o manto da “democracia racial”, tese pela qual todos viveriam harmonicamente e em igualdades de condições, independentemente de sua raça. Passados 126 anos da Lei Áurea, que ...

    Leia mais
    blank

    Audiencia pública questiona a imagem da mulher negra na mídia

    No dia 11 de dezembro passado, foi realizada uma audiência pública na Assembléia Legislativa de São Paulo para questionar a imagem (distorcida e negativa) da mulher negra construída pelos meios de comunicação de massa. A iniciativa do evento partiu de duas entidades do movimento negro, o Coletivo Quilombação e a União de Negros pela Igualdade de São Paulo (Unegro/SP) junto com o SOS-Racismo e o gabinete da deputada estadual Leci Brandão (PC do B), contando com apoio ainda do Samba Autêntico e da UBM (União Brasileira de Mulheres). Por Dennis de Oliveira no Quilombo  A audiência tinha como objetivo construir uma rede de apoio para ações que devem ser tomadas contra as constantes agressões à imagem da mulher negra feita pelos meios de comunicação hegemônicos, sendo que o último caso foi o seriado “O Sexo e as Nega”. A presidenta da Unegro/SP, Rosa Anacleto, tomou a iniciativa de buscar a Comissão ...

    Leia mais
    Rodrigo Capote/UOL

    2 DEDOS DE PROSA: Leci Brandão e o samba

    A deputada estadual de São Paulo pelo PCdoB, a sambista Leci Brandão, deu “dois dedos” de prosa com o mandato da líder na Câmara dos Deputados, Jandira Feghali, na semana em que se comemora o Dia Nacional do Samba (2). Leci é uma das parlamentares e militantes de esquerda mais ligadas à área da Cultura do partido, tanto pela profissão quanto pela atuação política. Em Brasília, o PCdoB também já presidiu a Comissão de Cultura da Câmara, com Jandira, em 2013, e a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Cultura no Congresso, em 2011 e 2012. Atualmente, o colegiado da Cultura na Câmara é presidido pela baiana comunista Alice Portugal. Por: João Pedro Werneck  Do: sigajandira Para comemorar a data e o tema, o repórter João Pedro Werneck entrevistou Leci sobre a área e seus incentivos: João: Leci, o samba tem profunda relação com a cultura popular  do país, mas a área ...

    Leia mais
    Emiliano Capozoli

    Fundo Brasil lança editais 2015 com show de Leci Brandão no Sesc

    Marcado para a noite de 3 de dezembro, no Sesc Vila Mariana, show de Leci Brandão será mais uma edição do evento “Diálogos musicais em direitos humanos" No, Fundo Brasil O Fundo Brasil de Direitos Humanos lança, no dia 3 de dezembro, novos editais para apoio de projetos de organizações e/ou indivíduos que atuam na defesa de direitos humanos em todo o país.  O lançamento acontece no Sesc Vila Mariana, com show de Leci Brandão, marcando mais uma edição do evento “Diálogos musicais em direitos humanos". Na apresentação, Leci desfilará os grandes sucessos de sua carreira, distribuídos em seus mais de vinte álbuns. A cantora e compositora começou no início da década de 1970, tornando-se a primeira mulher a participar da ala de compositores da escola de samba Mangueira. Suas canções são marcadas por letras de cunho social, sempre em defesa das minorias. O Sesc São Paulo é parceiro da fundação ...

    Leia mais
    blank

    Leci Brandão e Adriana Gomes fazem palestra para estudantes

    Leci Brandão e Adriana Gomes, deputada estadual e porta-bandeira da escola de samba Mancha Verde, respectivamente, e que integram a equipe SRZD-Carnaval/SP, participaram do encerramento do projeto "Ser Diferente", promovido por uma instituição de ensino particular da Zona Sul paulistana, na manhã da última quinta-feira, dia 6. Motivado pela reflexão para a inserção do negro na sociedade, proposta pelo "Dia da Consicência Negra", celebrado no dia 20 de novembro, Marcelo Luiz da Silva, professor de Língua Portuguesa, Literatura e diretor de uma escola da rede estadual, criou a ação para discutir com os educandos questões ligadas ao racismo e ao preconceito, ainda tão presentes em nosso cotidiano. "A ideia é passar aos alunos que nossa sociedade vive em condições não igualitárias e é difícil romper com o preconceito e a discriminação. Nossa sociedade é impregnada de racismo, estabelecendo-se como espaço de disseminação da discriminação racial de várias maneiras", reflete Marcelo ...

    Leia mais
    Alma Preta

    Sambista Leci Brandão ganha homenagem por seus 70 anos

    Por: Bruno Astuto Leci Brandão, cantora e compositora de alguns dos grandes clássicos do samba e da música popular brasileira, completa 70 anos nesta sexta-feira (12). Para isso, o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) preparou um levantamento inédito sobre sua discografia. No total, a aniversariante tem 147 obras e 379 fonogramas cadastrados nos bancos de dados. Zé do Caroço, Isso é fundo de quintal e Só quero te Namorar lideram o ranking das canções de Leci mais executadas nos últimos cinco anos. As mesmas músicas voltam a aparecer no topo da lista das obras mais regravadas até hoje. Em tempo: Leci é deputada estadual por São Paulo e tanta o cargo na próxima eleição. Na Assembleia, ela trabalha com pautas voltadas para igualdade racial. Confira as 10 músicas da artista mais executadas entre 2010 a 2014: 1 – Zé do Caroço (Leci Brandão) 2 – Isso é fundo de ...

    Leia mais
    Alma Preta

    PRE-SP pede retirada de xingamentos a Leci Brandão no Facebook

    Procurador eleitoral auxiliar aponta, em parecer, gravidade e caráter discriminatório das ofensas à deputada e encaminha cópia do processo à Procuradoria Geral de Justiça de São Paulo  A Procuradoria Regional Eleitoral no Estado de São Paulo (PRE-SP) manifestou-se a favor de concessão de liminar para retirada imediata de mensagens ofensivas à deputada Leci Brandão (PC do B) do Facebook. Na página de uma usuária da rede social, a deputada é chamada de “macumbeira”, “nojenta”, “horrorosa”, “maldita”, “verme”. O ódio e o racismo, contidos nessas e outras expressões, é prática vedada pela lei e é crime inafiançável de acordo com a Constituição, alerta, no parecer, o procurador eleitoral auxiliar, Paulo Thadeu Gomes da Silva. Em razão da gravidade das ofensas, Gomes da Silva encaminhou cópia da representação da deputada à Procuradoria Geral de Justiça do Estado de São Paulo “para as providências criminais que entender cabíveis”. Leci Brandão já havia obtido ...

    Leia mais
    Foto: Alesp

    Leci Brandão é vítima de racismo no Facebook

    Candidata a deputada estadual em São Paulo, a sambista Leci Brandão, foi vítima de uma série de ataques racistas por uma usuária no Facebook. Chamada de “macumbeira”, “nojenta”, “maldita” e “verme”, a cantora obteve apoio da Procuradoria Regional Eleitoral do Estado (PRE-SP), que determinou a suspensão da página da internauta da rede social. "O ódio e o racismo, contidos nessas e outras expressões, é prática vedada pela lei e é crime inafiançável de acordo com a Constituição", afirmou em seu parecer o procurador eleitoral auxiliar, Paulo Thadeu Gomes da Silva. Segundo o órgão, Leci Brandão já havia solicitado a exclusão dos comentários para a internauta, cuja identificação não foi fornecida. No entanto, sem sucesso, ela obteve liminar para a retirada das mensagens. Desta vez, ela renovou o pedido tendo em vista a publicação de novas postagens com conteúdo semelhante. O Facebook informou que havia analisado as denúncias e concluído que ...

    Leia mais
    Rodrigo Capote/UOL

    Leci Brandão confirma presença na Kizoomba de Tempo no Nzo Tumbansi

    Itapecerica da Serra/SP – Tem um dito que diz “O tempo dá, o tempo tira, o tempo passa e a folha vira”. Muitas vezes precisamos que o tempo nos seja favorável, e outras não, quero dizer, precisamos de tempo curto ou longo, com o bom uso do tempo, muitas coisas se modificam, ou podemos modificar. Em geral na frente das grandes casas de Candomblé, principalmente em Salvador, existe uma grande árvore com raízes que saem do chão, e são envoltas com um grande pano branco, este é Kitembu (Tempo), Nkisi deus do ar e da atmosfera, acompanhado de um mastro com uma bandeira branca hasteada que é de fundamental necessidade a sua existência numa casa de Candomblé, principalmente de tradição congo angola. O Nzo Tumbansi, seguindo a tradição do Unzó Tumbenci de Maria Neném, casa matriz de Salvador, prestará significativa homenagem a esta Divindade em terras paulistanas, reunindo adeptos e simpatizantes ...

    Leia mais
    blank

    Evento lança a Marcha das Mulheres Negras 2015 no estado de São Paulo

    O processo de mobilização para a Marcha Nacional das Mulheres Negras 2015, programada para o dia 13 de maio do próximo ano, em Brasília, já começou em São Paulo. Marcando mais um dia de luta, o lançamento oficial da marcha no estado ocorreu em 25 de julho, data em que se comemoram o Dia Interncaional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra. Cerca de 100 pessoas participaram do evento marcado pela expressiva presença de mulheres negras, homens e da juventude. por Semayat Oliveira Homenageando o centenário de Carolina Maria de Jesus, as articuladoras da marcha em São Paulo apresentaram conquistas e revoluções travadas a partir de 1914, ano de nascimento de Carolina, até 2014 em uma linha do tempo. O objetivo foi resgatar o histórico de luta, resistência e fortificar a necessidade de continuarmos na busca de visibilidade, reconhecimento e o ...

    Leia mais
    Foto: Alesp

    Debate sobre o genocídio negro reúne Leci Brandão e movimentos sociais

    O 62º Conselho Nacional das Entidades Gerais (Coneg) consolida a afirmativa de que a UNE é uma entidade que sempre procurou falar a linguagem da juventude, entender os problemas dos jovens brasileiros e buscar a realidade que os cerca, seja nas grandes cidades, seja nas periferias do Brasil. A Deputada Estadual Leci Brandão, em debate promovido pela UNE. Na tarde dessa sexta-feira (30) aconteceu no Anfiteatro de Engenha Elétrica da Escola Politécnica/USP, em São Paulo, um grande debate sobre os avanços e desafios da luta contra o racismo, que engloba genocídio da juventude negra, desmilitarização da polícia e segurança pública. Não a segurança pública de uma parcela da sociedade que sempre teve respaldo do estado; é a segurança pública dos brasileiros pobres, pretos, jovens, moradores das favelas, historicamente excluídos das oportunidades e dos direitos básicos.Você conseguiu ultrapassar as estatísticas?A discussão foi enriquecida com os depoimentos da sambista, artista e agora ...

    Leia mais
    Foto: Alesp

    No show do 1º de Maio, Leci Brandão chama atenção para ‘genocídio da juventude negra’

    Deputada e cantora critica exploração comercial do caso de racismo contra o jogador Daniel Alves e cobra mudanças na atuação policial para que cor de pele não seja visto como 'carimbo da bandidagem' por Vitor Nuzzi São Paulo – Durante seu show de 40 minutos no Vale do Anhangabaú, a cantora e deputada estadual Leci Brandão (PCdoB) chamou a atenção para "o genocídio da juventude negra" e pediu mudanças nas políticas de segurança. "A gente quer que as secretarias de segurança pública, especialmente a de São Paulo, entendam que a polícia é para defender cidadão, para nos proteger da insegurança. Não é a cor da pele, a etnia, que dá o carimbo da bandidagem", afirmou, depois da apresentação. Ela também fez ressalvas ao episódio no último fim de semana envolvendo o jogador Daniel Alves, do Barcelona, que comeu uma banana arremessada por um torcedor durante uma partida, em manifestação racista. ...

    Leia mais
    Emiliano Capozoli

    Deputada Leci Brandão recebe medalha “Ruth Cardoso”

    Leci Brandão recebeu no dia 26/3, a Medalha Ruth Cardoso, em sessão solene realizada no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo de São Paulo. Criada pelo Decreto Estadual 53.721, de 2008, desde então a medalha é outorgada anualmente em março "mês em que é celebrado o Dia Internacional da Mulher". Na ocasião, são homenageadas personalidades e entidades que se destacam na luta pelos direitos das mulheres. "Ruth Cardoso não aceitava ser chamada de primeira dama, mas, no meu entender, ela foi uma legítima dama, que soube reconhecer o valor e a importância dos movimentos sociais", destacou a deputada durante seu discursos de agradecimento. Leci disse ainda que "receber esta medalha como parlamentar me deixa extremamente orgulhosa, e só vem mostrar a importância do nosso trabalho e a nossa luta pelos direitos da mulher." O processo de outorga da Medalha Ruth Cardoso é iniciativa do Conselho Estadual da Condição Feminina, criado em ...

    Leia mais
    Foto: Alesp

    Deputada Leci Brandão busca aprofundar o tema da igualdade racial

    Está circulando a 10ª edição do Boletim Fala Leci, publicação do gabinete da deputada estadual do PCdoB Leci Brandão. Na publicação, a sambista assina um texto sobre a igualdade racial e desenvolvimento, no qual ressalta a importância dos encontros promovidos pelos movimentos sociais. Além de comentar o processo preparatório para a 3ª Conferência Nacional da Promoção da Igualdade Racial, o caderno traz ainda o balanço de algumas dessas reuniões. Leia a seguir o texto assinado por Leci Brandão: Por reconhecer a importância das conferências como instrumento de expressão dos movimentos sociais, nosso mandato vem participando de diversos encontros com esse propósito. De todos eles destacamos a temática da igualdade racial.No segundo semestre participamos das etapas municipal e estadual, preparatórias para a 3ªa Conferência Nacional da Promoção da Igualdade Racial. As discussões foram intensas, afinal estava em debate os rumos das ações governamentais relacionadas à busca de uma igualdade entre brancos ...

    Leia mais
    Rodrigo Capote/UOL

    Leci Brandão: Por uma USP democrática e inclusiva

    Os últimos acontecimentos na Universidade de São Paulo causam-nos revolta e indignação. A paralisação de professores, funcionários e estudantes reivindicando eleições diretas para reitor e a abertura do Conselho Universitário à participação de toda a comunidade universitária vem sendo tratada com truculência e autoritarismo. Por Leci Brandão* Foto: Rodrigo Capote/UOL Tal postura evidencia o caráter elitista e conservador da direção da USP, se reflete na forma com que as decisões são tomadas na instituição e nas políticas adotadas, entre elas a de acesso à própria universidade – haja vista a recusa em adotar ações afirmativas em benefício de estudantes pobres e negros. A USP é a maior e mais importante Universidade do país. É inadmissível que nela se pratique o maior exemplo de antidemocracia. A luta por um projeto de universidade democrática, inclusiva e que priorize a diversidade em todos os sentidos implica, necessariamente, outra estrutura ...

    Leia mais
    Emiliano Capozoli

    Cartola e Leci Brandão – Programa Ensaio 1974

    Gravado em 1974, o programa traz Cartola e Leci Brandão cantando e contando fatos de suas vidas. Cartola conta do começo da carreira, da parceria com Dona Zica e da Mangueira. Canta "Alvorada no Morro", "Ao Amanhecer", "Disfarça e Chora" e "Acontece", entre outras. Leci Brandão fala do preconceito que enfrentou por ser mulher e conta outras histórias. Ela canta várias músicas. Entre elas "Pensando em Donga" e "Maravilhoso Vagabundo". Apresentando as canções: 1. Alvorada 2. Fita Meus Olhos 3. Ao Amanhecer 4. Eu Sou Mangueira 5. Domingo Infeliz 6. Mil e Tantas Cabrochas 7. Pensando em Donga 8. Preferência 9. Maravilhoso Vagabundo 10. Deixa Pra Lá 11. Acontece 12. Tive Sim 13. Sim 14. Corra e Olhe o Céu 15. Disfarça e Chora DIREÇÃO: FERNANDO FARO, MARCELLO BÔSCOLI GÊNERO: MÚSICA ORIGEM: BRASIL ANO DE LANÇAMENTO: 1974 DIÁLOGO: PORTUGUÊS DURAÇÃO: 58 MIN COR: P&B

    Leia mais
    Página 3 de 4 1 2 3 4

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist