Guest Post »

Leci Brandão responde afirmações racistas de político de Santos

O secretário adjunto de Turismo da cidade de Santos/SP, Adilson Durante Filho, teve um áudio seu em um grupo de whatsapp divulgado nessa ultima quarta-feira, dia 17. No áudio, o referido político emite opiniões racistas, e afirma que “os pardos brasileiros são mau-caráter”. A Deputada Leci Brandão, se pronunciou em suas redes socias no último dia 18 de abril sobre o caso, condenando veementemente essa postura, e cobrando uma resposta das autoridades competentes.

Do Portal Vermelho

A deputada estadual reeleita por SP Leci Brandão. Crédito: Raoni Diniz Lemos/RAOOS Irie

O áudio divulgado, teve repercussão e causou grande indignação. Adilson Durante Filho, entre outras coisas diz “Essa cor é uma mistura de uma raça que não tem caráter. É verdade, isso é estudo. Todo pardo, todo mulato, tu tem que tomar cuidado (…) Os pardos brasileiros são todos mau-caráter. Não tem um que não seja.”

A Deputada Estadual pelo PCdoB SP, Leci Brandão se pronunciou em suas redes denunciando o Racismo expresso na fala do referido político e cobrando que a Secretaria de Turismo, a Prefeitura Munucipal de Santos e órgãos competentes respondam a esse fato, e repudiem também com ações esse ato racista. Ela diz:

” #NãoaoRacismo
É inadmissível que atitudes racistas como essa se perpetuem. Dizer que negros não têm caráter e não são confiáveis é reforçar um discurso de ódio que, historicamente, vem sendo proferido contra a população negra neste país e que naturaliza as violências praticadas contra mulheres e homens negros a todo momento e em todos os lugares. As falas racistas que se multiplicam no dia a dia são reflexos do racismo, mas também o reproduzem e reforçam. Quando essa fala vem de um agente do Estado, isso é muito mais grave. Esse áudio é uma agressão a todos nós. Apenas pedidos de desculpas não resolvem o racismo. Esperamos que a Secretaria de Tursimo , a Prefeitura de Santos e órgãos competentes se manifestem, apurem e demonstrem, com ações, seu repúdio ao racismo e aos racistas. Racismo é crime!”

Diversas outras personalidades e entidades se manifestaram, incluindo a OAB – SP, que atraves de sua Comissão de Igualdade Racial, emitiu nota em que diz “(…) A manifestação racista de Adilson Durante Filhos revela a perversidade da nécropolitica! É a contemporaneidade do racismo.
Assim, a CIR – Comissão de igualdade racial da OAB – SP, com esta nota de repúdio, se solidariza com todas as pessoas que têm sofrido ataques de racismo, bem como, qualquer forma de constrangimento e discriminação. Ressaltamos que racismo é crime imprescritível e inafiançável, previsto no art. 5º inciso XLII da Constituição Federal de 1988, regulado pela Lei 7.716/89; a injuria racial tipificada no artigo 140, parágrafo 3º do Código Penal, tornado crime imprescritível e inafiançável, por decisão da 1ª turma do STF, em 2018.”

Em suas redes sociais, a Prefeitura Municipal de Santos informou no dia 19 de Abril que o secretario adjunto pediu exoneração do cargo “O sr. Adilson Durante Filho, na manhã desta sexta-feira (19), pediu exoneração do cargo de secretário-adjunto de Turismo de Santos. A portaria, assinada pelo prefeito, será publicada na edição do Diário Oficial da próxima terça (23). A Prefeitura de Santos ressalta que repudia toda e qualquer manifestação de racismo.”

Related posts