terça-feira, agosto 9, 2022
InícioÁfrica e sua diásporaPatrimônio CulturalTony Tornado esclarece confusão sobre seu pai em papo com Sterblitch

Tony Tornado esclarece confusão sobre seu pai em papo com Sterblitch

Fonte: GShow

Se tem alguém que tem muita história para contar, este alguém é Tony Tornado. Um dos artistas mais importantes do Brasil, responsável por introduzir o soul music e o funk no nosso cenário musical, ele foi o convidado do Sterblitch não tem um Talk Show: o Talk Show deste sábado, dia 20/6.

Antônio Viana Gomes, seu nome real, completou 90 anos recentemente e, no papo com Edu, falou sobre diversos momentos de sua vida. Contou, por exemplo, sobre seu pai, Ray Antenon, que nasceu em Georgetown, capital da Guiana, e foi um dos sobreviventes da seita de Jim Jones, que matou milhares de pessoas no país.

“Meu pai era alugado pelas fazendas para fazer filho só. Era um reprodutor. Era um especial, era um escravo especial, não podia ser qualquer um. Ele tinha muito orgulho. Nunca foi para as lavouras e nunca foi para o tronco”, contou.

Ele esclareceu uma informação equivocada que saiu na imprensa de que seu pai ainda estaria vivo:

“Certa feita, eu dando uma entrevista, o cara falou: ‘Tornado, você já está meio velho’. Eu falei assim: ‘Velho seria o meu pai se tivesse vivo, com 108 anos’. Mas eu já perdi meu pai há uns quatro, cinco anos. ”

 

Tony também falou sobre a época em que serviu no Exército ao lado de Silvio Santo e sobre os anos de ditadura militar.

“Eu morava em Copacabana. Chutaram a porta, me algemaram, me levaram para o Galeão, me botaram em um avião e me mandaram embora. Isso me entristeceu muito.”

Outro esclarecimento que ele fez foi sobre uma “polêmica” envolvendo Chico Buarque. Jurado da final do último PopStar, após a atriz Totia Meireles apresentar sua versão da canção “Gota D’Água”, de Chico, ele falou que “cantar pior que o Chico Buarque é impossível.”

“Eu seria louco de dizer que o Chico não é o Chico, que não é o cara. Eu tenho tudo do Chico, falei aquilo com propriedade. Eu adoro o Chico, respeito muito.”

Neste papo delicioso, o artista relembrou quando, em 1970, ganhou o primeiro lugar no V Festival Internacional da Canção com a canção BR-3, sua carreira na televisão, o tempo em que viveu no Estados Unidos e falou sobre preconceito racial e muitos outros assuntos. Os melhores momentos desta conversa estarão no novo episódio do Sterblitch não tem um Talk Show: o Talk Show no Globoplay, na próxima sexta, dia 26/7.

 

Tony Tornado se refere sobre a seguinte informação:

 

Tony Tornado faz 90 anos, ao lado do pai, ex-escravizado de 108 anos.

Por Arísia Barros, do Cada Minuto

Ray Antenon, o pai de Antônio Viana Gomes, ou Tony Tornado nasceu em Georgetown, capital da Guiana, na costa atlântica norte da América do Sul , depois desembarcou em São Paulo, casou com Maldy Pessanha Viana. Tony nasceu dessa união.

Tony conta:- “Meu pai é mais jovem do que eu! Existe um rudeza nele, por tudo que passou na época da escravidão, (apesar de a escravidão no Brasil ter sido ‘abolida’ em 1888, Ray Antenon, ainda trabalhou como ‘escravo’, em fazenda no interior brasileiro na infância), mas, mesmo assim, está melhor do que eu. E casado pela   sétima vez! É um dos sobreviventes da seita religiosa de Jim Jones, que levou ao suicídio/assassinato de quase mil pessoas, em 1978, na Guiana.

Meu pai fala que, até onde ele contou, tem uns cento e poucos filhos, isso é possível pela profissão dele enquanto escravo e tudo o que ele passou e viveu”- afirma

Tony Tornado, é ator e cantor brasileiro.

Foi menino de rua no Rio de Janeiro, vendia amendoim de dia e engraxava sapatos à tarde. À noite, dormia em trens ou sob viadutos. Em 1957, foi para o Oriente Médio participar da guerra pelo Canal de Suez, entre Egito e Israel.

Influenciado por James Brown introduziu a soul music e o funk na música brasileira. Em 1970, foi o vencedor do V Festival Internacional a Canção com a canção soul “BR-3.”Desbancou Caetano Veloso, Gilberto Gil e Jair Rodrigues e subiu ao posto de estrela da MPB.

O sucesso o pôs na mira da ditadura. Em 1972, num show de Elis Regina, ele subiu ao palco e fez a saudação dos Panteras Negras americanos. “Fui algemado logo que desci”

Fez dezenas de personagens nos seus 40 anos de televisão, além de atuar no cinema
Em 26 de maio, Tony Tornado completa 90 anos, ao lado ao lado do pai com  108.

Ancestralidade!

Parabéns para os dois.

Podes crer!

 

Fonte: https://www.sescsp.org.br/files/artigo/f61d82dd/46b5/48d6/866a/eb10bec8359d.pdffragmentos  e fragmentos de várias reportagens


Leia também:

Hoje na História o cantor e ator Tony Tornado completa 90 anos

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench